1. Spirit Fanfics >
  2. Causa sui >
  3. Capítulo 7

História Causa sui - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capítulo 7


Estavam todos os membros reunidos em volta do extenso tapete do clube enquanto tentavam montar o quebra-cabeça de nove mil peças que Kris havia trazido de sua última viagem à China.

Haviam começado há alguns minutos, mas sem dúvidas levariam mais horas e horas para que ao menos chegassem a ter um vislumbre da imagem.

Era um domingo, e Baekhyun ainda não havia contatado Chanyeol.

Descobrira, no entanto, que aparentemente todos no clube o conheciam, mas não ousou perguntar a nenhum deles se sabiam da condição de Chanyeol. Ainda não sabia sobre seus pretextos, mas desconfiava ser um assunto do qual não gostava de falar, considerando a urgência do garoto em fugir das investidas do atendente até então. Esperava esclarecer tudo o mais breve possível. Seu interesse no baterista só crescia ao longo dos dias.

- "Vocês nunca pensaram em chamar o Chanyeol para visitar o clube algum dia?" - Baekhyun resolve perguntar em meio a música que tocava na vitrola que tinha ali ao lado, uma das raridades do clube e a qual Baekhyun se segurava para não levar para casa.

- "O Chanyeol? Park Chanyeol? Tipo o nosso Chanyeol?" - pergunta Yerim incrédula. - "Do que você tá falando? Ele já veio aqui pelo menos umas mil vezes desde que você entrou no clube!"

Baekhyun a encara de boquiaberto.

- "Como assim? Eu nunca vi ele aqui!" - diz perplexo.

Todos começam a gargalhar.

- "Baekhyun está sempre ocupado demais em seu mundinho para perceber o que está a sua volta." - brinca Sehun em um tom um tanto melancólico.

- "Agora eu entendo porque Chanyeol está sempre frustrado." - ri Yixing, mas logo para ao levar um tapa de Joohyun.

- "Hãn?" - pergunta o loiro confuso. Não estava entendendo mais nada.

- "Nada não, Baek. Deixa pra lá." - diz Minseok abanando as mãos. - "O ponto é que ele sempre vem aqui, então não precisa se dar ao trabalho de chamá-lo." - diz enquanto sorri arteiro em sua direção.

- "Mas eu não ia chamá-lo pra cá." - Baekhyun retruca, sentindo suas bochechas começarem a esquentar.

- "Ah, é?" - diz Kyungsoo. - "Achava que tivessem trocado números." - comenta o amigo em um tom sugestivo.

- "Se ele vem tanto aqui, por que não entra para o clube de vez?" - Baekhyun, com as bochechas agora fervendo, tenta rapidamente mudar de assunto.

- "Também não sabemos. Sempre o chamamos para participar, mas ele recusa todas as vezes." - diz Sooyoung. - "Chanyeol é tão engraçado. Seria uma ótima adição ao clube." - acrescenta e todos soltam um murmúrio em concordância.

- "Ele também tem um ótimo gosto musical e cozinha muito bem. Argh!" - reclama Seungwan.

- "Chanyeol é muito misterioso." - comenta Yixing, quem provavelmente deveria ter mais contato com o garoto por estarem na mesma banda. - "Às vezes me pergunto o que passa naquela cabeça." - diz com um olhar indagativo.

Baekhyun também se fazia a mesma pergunta, e agora, mais do que nunca, precisava de respostas.


                           >>◇<<


Baekhyun, ao chegar no apartamento, encaminha-se decidido para seu quarto.

'Não vai escapar de mim mais uma vez.', ele pensa enquanto abre o contato de Chanyeol no aplicativo de mensagens.


[Baekhyun 19:26]

"Quando poderemos nos ver?"


[Chanyeol 19:26]

"Boa noite pra você também."


[Baekhyun 19:27]

"Que tal amanhã em frente a Sorveteria Park’s às 18h?"

"É quando acaba meu turno"


[Chanyeol 19:32]

"Ok."



                         >>◇<<



Baekhyun sentia seu corpo suar debaixo de seu uniforme azul bebê.

Tudo o que queria era chegar logo em casa e tomar um banho demorado (não tanto assim porque se sentia mal em abusar e acabar pesando na conta do mês), mas tinha marcado um compromisso com Chanyeol e sabia que outra chance como aquela demoraria a aparecer se deixasse passar.

Estava quase chegando a saída da loja quando a porta é aberta por um Chanyeol afobado pelo lado de fora.

Baekhyun paralisou por um tempo no lugar em que estava, um pouco embasbacado com a beleza do outro. Estava somente de calça jeans e um moletom simples, mas o combo juntamente com os cabelos estrategicamente bagunçados lhe dava um ar irresistível. Baekhyun até cogitou ficar envergonhado por estar todo suado e com os cabelos desgrenhados depois de um longo dia de trabalho, mas prontamente lembrou-se do propósito daquele encontro.

Chanyeol desvia o olhar, subitamente constrangido.

- "Então... - pigarreia - o que acha de tomarmos um sorvete?" - pergunta tão baixo que Baekhyun precisa se aproximar para ouvir.

- "Você está zoando com a minha cara?" - diz Baekhyun franzindo o cenho. - "Eu passei o dia inteiro rodeado de sorvete." - diz enfezado.

Chanyeol parece ficar ainda mais constrangido, e o atendente até se sente um pouco mal por isso, mas logo o baterista muda de postura.

- "Bom, acho que vou embora então. Eu só vim aqui pra tomar sorvete, de qualquer forma." - exclama e faz menção de abrir a porta.

- "Espera!" - diz Baekhyun seguido de um suspiro alto.

'Não vai ter outra chance', pensou.

- "Pegue uma mesa pra gente que eu vou buscar os sorvetes."


                           >>◇<<


Lá estava Baekhyun a caminho da mesa da sorveteria com dois potes de sorvete de chocolate com menta nas mãos. Escolhera o sabor propositalmente, é claro, queria ver se o outro também se recordava daquele dia.

Seria a primeira vez que provaria a sobremesa. Ainda continuava inflexível em suas filosofias, mas aprendera com os últimos meses como que quebrar certos hábitos e criar novos poderia ser uma experiência enriquecedora. Talvez Kyungsoo estivesse certo, afinal.

Nem sempre o que a vida nos oferece é algo ruim.

- "Aqui está." - diz o loiro enquanto senta-se à frente de Chanyeol, que agradece.

- "Achei que não tomasse sorvete." - diz o de cabelos castanhos após um tempo.

Baekhyun ficaria ainda mais chocado pelo fato do menino saber dessa informação se não estivesse tão envolvido deleitando-se daquele pedaço de céu em sua boca.

'Como nunca provei isso antes?', pensou.

- "Achei que não gostasse desse sabor." - diz após engolir. - "Ou você tomaria qualquer um que escolhessem pra você?" - pergunta o atendente o encarando.

Percebe uma sombra de reconhecimento passar pelos olhos do garoto.

- "Bom, eu tomei todos o que você escolheu pra mim." - diz com uma faceta séria. - "Ou vai me dizer que esse é o único sabor que lembra?" - pergunta. - "Eu venho aqui quase todos os dias, Baekhyun." - acrescenta elevando um pouco a voz após perceber o rosto sem expressão do garoto a sua frente.

Baekhyun não sabia o que responder.

Nunca prestava muita atenção no rosto de seus clientes, eram muitos afinal. Mas achava que se recordaria de rever aquele rosto que o marcou desde a primeira vez em que o vira. Talvez não tenha associado por causa dos sabores terem sido diferentes nas vezes seguintes. Chanyeol não fora o único cliente indeciso que já tivera, muitos pediam para que colocasse qualquer sabor aleatório, portanto, já era algo comum ao atendente.

Contudo, isso o fez pensar que a presença de Chanyeol em sua vida marcava mais tempo do que imaginava.

- "Por que acha que eu não gosto desse sabor?" - retoma ao assunto após perceber que Baekhyun não falaria nada.

- "Você tem cara de quem pode escolher." - responde ele simplesmente, sem esperar que o outro fosse entender o que queria dizer com essas palavras.

Chanyeol franze o cenho, mas não pergunta nada. Depois de um tempo, ele volta a falar.

- "Na verdade, eu não posso. Eu nunca posso escolher. São os outros que sempre escolhem por mim." - diz o garoto com a voz baixa.

- "O que quer dizer?" - pergunta Baekhyun buscando seu olhar.

- "Sabe, fazemos pequenas escolhas toda hora. Escolhemos qual roupa usar, o que comer de café da manhã, se pegaremos o ônibus ou o metrô... São escolhas tão mínimas que olhadas sob uma perspectiva maior não fazem tanta diferença em nossas vidas. As escolhas decisivas, as escolhas que realmente importam, não cabem a nós. Não escolhemos nascer, não escolhemos nossa fisionomia, não escolhemos nossa essência. E por mais que tentemos mudar a qualquer custo, nunca conseguiremos apagar o que de fato somos, o que fomos destinados a ser. Somos só uma programação, não temos autonomia sob nos mesmos. É uma liberdade ilusória. É por isso que nada importa, é por isso que eu não escolho a porra do sabor do sorvete. No final, minhas escolhas não mudarão meu destino." - diz olhando fixamente para o tampo da mesa.

- "É por isso que você quer se matar? - pergunta Baekhyun antes que consiga se refrear. - "Quer tirar da vida o direito de escolher sua morte?".

Chanyeol fecha os olhos por um momento, mas não responde.

Baekhyun levanta seu queixo, procurando seu olhar.

- "Sabe, Chanyeol, o destino não é algo que se espera acontecer, é algo que se faz acontecer. Suas escolhas, por mais ínfimas que sejam, são determinantes em sua vida, e são elas sua única arma contra o destino. Deixar de fazê-las é o mesmo que se entregar, é o mesmo que desistir. Nada é predeterminado, nada é imutável. A vida é uma página em branco, cabe somente a você escrevê-la. - diz Baekhyun firmemente. - "Realmente, a vida não tem propósitos e nem busca criá-los. Fomos nós quem os inventamos, nós quem criamos as causas, as finalidades, a liberdade, o fim. E somos nós os responsáveis por preenchê-los. Nós quem os damos sentido. Nós ditamos nossa própria realidade ao invés de simplesmente adequar-se a ela. Eximir-se de suas responsabilidades é ser fraco, Chanyeol. Você é fraco."

Chanyeol o encara por incontáveis segundos. Baekhyun tenta, mas não consegue decifrar sua expressão.

Após alguns minutos daquela forma, Chanyeol se levanta e deixa a sorveteria. Baekhyun sabe que não valia de nada ir atrás dele.

Temia os próximos passos do garoto , entretanto. Não seria a primeira vez que sua imprudência o colocaria em maus lençóis.

Baekhyun estava certo, afinal. Chanyeol podia escolher, só não sabia como fazê-lo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...