História Cavaleiro de corações (Happy Birthday Hearts - Imagine) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olha quem está trazendo mais uma imagine de Yume Oukoku!
Já não é segredo que sou apaixonada por esse jogo e como de costume, estou trazendo mais uma imagine de um personagem que amo (trago apenas personagens que eu gosto, mas aceito pedidos :3 )
Eu amo os príncipes de Wondermare e tenho orgulho em dizer que tenho todos ^^ Hearts é muito neném, nossa, eu amo tanto esse príncipe (não tanto quanto ano Cheshire Cat, mas o amo)!
Eu sempre quis escrever algo no estilo Alice no país das Maravilhas (e ainda vou...mas sem spoilers) e essa foi minha chance de me aquecer.

Saiu algo bem simples, mas eu gostei do resultado :3

Boa leitura!

P.S: A imagem da capa é original do jogo e se sintam livre para se apaixonar por esses príncipes :3

Capítulo 1 - Capítulo Único;seu fiel cavaleiro


— Estamos chegando, princesa. — A familiar e doce voz alcançou seus ouvidos, amaciando-os com o tom calmo e gentil enquanto soava de maneira agitada e animada não muito longe de você — Faz tanto tempo desde a última vez que viemos a Wondermare. 

 

Essa fina e macia voz pertencia a Navi, seu pequeno mordomo que mais lembrava uma pelúcia, era pequeno com uma fofa pelagem branca, tinha longas orelhas e grandes orbes tão azuis e brilhantes quanto o céu, trajando um sofisticado e pequeno terno de mordomo. Havia sido convocada para esse mundo a certo tempo atrás e recebida por Navi, onde o mesmo lhe explicou que estava no mundo dos sonhos e que era a princesa perdida de Traumere, e que havia sido trazida com uma missão: salvar os príncipes dos devoradores de sonho e reerguer os demais países. 

 

Um longo tempo atrás, os devoradores de sonhos surgiram e devastaram o mundo dos sonhos, selando os príncipes em anéis que só poderiam ser liberados com seu poder, e fazendo uso da força deles começou uma jornada para ajudar o povo desse lugar. Havia começado essa jornada fazia um certo tempo e grande parte dos reinos haviam recebido seus príncipes de volta, enquanto de vez em quando, dava-se o luxo de relaxar e se divertir, e era exatamente isso que estava fazendo hoje. 

 

Encontrava-se no momento em um elevador que parecia não ter fim, o que já era esperado vindo de Wondermare, o país das maravilhas. Esse país era tão louco quanto seus príncipes e nada parecia fazer muito sentido, mas era tudo divertido e alegre, o que lhe agradava muito, além da companhia dos príncipes que havia conhecido, então quando recebeu um convite de Mad Hatter para uma festa do chá no topo de sua loja, sua resposta foi quase imediata. 

 

De repente, o elevador finalmente parou no seu andar e que por acaso era o último. As portas se abriram e revelaram logo de cara um rapaz extremamente alto com fofos cabelos loiros e belos olhos azuis, macias orelhas de coelhos se encontravam no topo de sua cabeça, além de estar vestido com um confortável moletom branco, uma calça azul e sapatos marrons. 

 

— Você chegou, você chegou! — Chrono bradou de maneira agitada, utilizando seu típico tom animado e entusiasmado, gesticulando sem parar com seus braços enquanto olhava as horas em seu relógio de bolso — Alice, chegou! 

 

— Eu já disse que não sou Alice. — Sussurrou para si mesma enquanto esboçava um sorriso forçado, lançando um olhar cansado para seu velho amigo coelho, já havia perdido as contas de quantas vezes havia dito que não era Alice, mas eles continuavam a lhe confundir com a tal. 

 

— Venha, venha! — O garoto coelho branco disse de maneira animada e agitada, pulando sem parar com suas longas pernas, enquanto pulava para longe e gesticulava para você — Todos estão lhe esperando. 

 

Assim que Chrono começou a se afastar, você lançou um olhar para Navi e sorriu para ele que devolveu o sorriso imediatamente, e assim começaram a seguir o coelho branco pelo caminho do elevador até o esplêndido jardim que se encontrava no topo do prédio que pertencia a Mad Hatter. Após caminhar um pouco, não demorou muito para o encontrar o chão coberto por uma verde e cintilante grama, diversas árvores de todos os tipos de cores espalhadas pelo local, assim como arbustos e flores, e o mais curioso: uma longa mesa improvisada com mesas menores no meio da paisagem. 

 

A mesa continha todos os tipos de doces e guloseimas que poderia querer, assim como um forte aroma de chá. Ao redor da mesa se encontrava alguns rapazes presentes, um deles era alto com bagunçados cabelos castanhos com brilhantes olhos dourados, tinha caídas orelhas de lebre e vestia um traje todo torto, uma camisa marrom com uma jaqueta em tom claro, assim como uma calça branca e sapatos de mesma cor. Próximo da lebre estava um rapaz de baixa estatura com fofos cabelos azuis e com os olhos fechados, impossibilitava a visão de seus olhos, mas trajava uma jaqueta azul com calças marrons e sapatos de mesma cor. Do outro lado, um homem extremamente alto com longos cabelos cinzas e verdes e profundos olhos esverdeados, vestindo uma camiseta escura com uma capa branca e uma calça roxa, assim como chinelos verdes se encontrava na festa do chá. 

 

— Alice! — Marchia, a lebre de março bradou em alto e bom som assim que lhe viu, acenando com entusiasmo assim que você se aproximou, chamando-a para se aproximar enquanto esboçava um largo sorriso — Venha, a festa do chá já vai começar! 

 

— Sente-se logo, Alice. — Capita, a lagarta disse com seu típico tom neutro e sério, levando um cigarro até a boca e o sugando com força para então, expelir uma grossa fumaça enquanto olhava você de soslaio — Você está atrasada e atrasando todos nós. 

 

— Alice? — De repente, a voz sonolenta de Dormouse surgiu no recinto, o pequeno camundongo de cabelos azuis e delicados olhos claros abriu um pouco os olhos, bocejou com força e fechou novamente, acomodando-se em seus próprios braços novamente — Bem-vinda... 

 

— Dormiu?! — Marchia bradou espantado, olhando o amigo com uma expressão assustada, cutucando o camundongo com os dedos enquanto balançava as mãos na frente dele na expectativa do azulado estar apenas fingindo — Ele dorme muito rápido. 

 

— Princesa, venha. — A voz gentil e macia de Navi surgiu de repente, chamando sua atenção para assim notar que o pequeno mordomo corria com suas pequenas patinhas em direção a mesa do chá, buscando um lugar bom para ambos se sentarem — Vamos nos arrumar até o príncipe Mad Hatter chegar. 

 

— Não será necessário. — Uma voz extremamente familiar surgiu logo atrás de você, em um tom sério e gentil ao mesmo tempo, chamando a atenção de todos na festa do chá — Eu já estou aqui. 

 

Virou-se imediatamente assim que ouviu a familiar voz atrás de você, encontrando um homem alto com curtos cabelos dourados até a altura do queixo e profundos olhos claros, trajava um elegante traje branco com uma camisa rosa clara, além de uma bela bengala negra e uma magnífica cartola branca com flores roxas. 

 

— Vejo que quase todos estão presentes. — Mad Hatter, o chapeleiro de Wondermare disse em um tom cordial, aproximando-se de você e fazendo uma breve reverência, cortejando-a com um sorriso sério enquanto lançava um olhar penetrante em você — É um prazer ter a princesa de Traumere em mais uma das minhas festas do chá. 

 

— Obrigada pelo convite. — Respondeu de maneira tímida, sentindo-se envergonhada pelo cortejo educado e atraente de Mad Hatter, virando o rosto para o lado sem graça e notando algo — Não querendo ser estragada prazeres, mas acho que está faltando gente. 

 

— Hearts e Cheshire Cat ainda não chegaram! — Chrono bradou de repente, pulando até vocês com agitação, gesticulando sem parar com os braços enquanto olhava desesperado para Mad Hatter — A festa do chá vai atrasar ainda mais! 

 

— Não tem necessidade de se alarmar. — O chapeleiro respondeu com seu típico tom, puxando um pouco a aba de sua cartola para baixo, escondendo levemente seus olhos enquanto sorria travesso — Eles já estão aqui. 

 

Após Mad Hatter dizer isso, além de você, Chrono e Marchia começaram a olhar os arredores em busca dos dois amigos desaparecidos que para a surpresa de ambos, nada encontraram. Curiosa, começou a procurar no topo das árvores e no meio dos arbustos, nos lugares mais improváveis de se procurar em busca desses dois problemáticos. 

 

— Princesa de Traumere. — Mad Hatter disse de repente, pousando uma de suas mãos em suas costas e a empurrando com delicadeza para o lado, aproximando o rosto do seu e falando em um tom baixo — Posso lhe pedir um favor? 

 

— Claro. — Respondeu de imediato, sentindo suas bochechas corarem com o toque e a proximidade de Mad Hatter, evitando contato visual enquanto mantinha a postura — O que eu poderia fazer? 

 

— Quero que traga Hearts até nós. — O príncipe respondeu com um tom macio e arrastado, empurrando você para cada vez mais longe da festa do chá — Ele não está longe, então por favor, traga-o até minha festa do chá enquanto eu termino de organizar minha festa. 

 

Após dizer isso, Mad Hatter empurrou você com um pouco mais de força e levou uma das mãos até a aba da cartola, fazendo um gesto educado para você enquanto se afastava. Mesmo que estivesse um pouco longe da festa do chá, conseguia ouvir a voz do príncipe explicando para os demais convidados e Navi que você estaria ausente por um tempo, e em quanto isso, deveriam terminar de pôr a mesa até a chegada dos últimos convidados. 

 

Sabia que o chapeleiro não era assim, se ele havia lhe pedido para buscar Hearts era porque alguma coisa estava acontecendo e queria ajudar da forma que pudesse. Caminhou para um pouco mais longe da festa do chá, encontrando um rapaz alto com curtos cabelos de duas cores, sendo um lado vermelho e outro preto, seus profundos olhos avermelhados fitavam o horizonte de Wondermare e uma tatuagem de coração chamava a atenção em seu pescoço. Vestia um elegante traje de valete, uma camiseta branca com um colete negro, além de uma capa vermelha e calças escuras junto de sapatos de mesma cor.  

 

— Hearts? — Bradou assim que se aproximou, reconheceria o príncipe de copas em qualquer lugar, aproximando-se cada vez mais do rapaz que assim que ouviu sua voz, virou o rosto de forma brusca em sua direção, lançando um olhar assustado de início que logo se iluminou em um sorriso. 

 

— Alice! — O príncipe de copas bradou de forma animada, sorrindo largamente para você enquanto corria em sua direção, gesticulando de maneira entusiasmada com um brilho no olhar — Você voltou! 

 

— Vim para a festa do chá. — Respondeu de maneira educada e sorridente, não conseguindo conter o sorriso diante de um semblante tão alegre — Mad Hatter pedir para lhe chamar. 

 

— Ah... — Hearts suspirou de maneira desanimada, abaixando os braços e fazendo seu semblante animado desaparecer, dando espaço para uma expressão mais melancólica — Já estou indo. 

 

— Aconteceu algo? — Perguntou de maneira preocupada, olhando diretamente nos olhos do rapaz, aproximando-se ainda mais dele — Quer falar comigo? 

 

— Alice, eu sei que posso confiar em você, mas é algo um tanto banal. — O príncipe respondeu de maneira chateada, olhando o horizonte de maneira cabisbaixa — Hoje é meu aniversário. — Hearts se afastou de você e se aproximou do local onde estava, encarando Wondermare aos suspiros — Em Wondermare não temos o hábito de comemorar aniversários, mas eu meio que adoraria. 

 

— Eu sei. — Respondeu de maneira alegre, colocando uma de suas mãos no ombro do príncipe e sorrindo gentilmente para ele — Por que acha que estou aqui? 

 

— Você sabia? — Hearts perguntou espantado, sorrindo logo em seguida — Era esperado de Alice. 

 

— Mad Hatter me disse em seu convite para a festa do chá. — Respondeu de maneira divertida, sorrindo para o rapaz com gentileza enquanto olhava diretamente nos olhos dele — Eu não deveria falar, mas você parece tão deprimido. 

 

— Falar o que? — O príncipe de copas perguntou agitado, um brilho em seus olhos a deixava sem jeito, igual o largo sorriso que ele tinha — Por que veio aqui, Alice? 

 

— A festa do chá é sua festa de aniversário, Hearts. — Respondeu de maneira boba, sorrindo abobalhada para o rapaz, porém se divertindo com a ocasião — Mad Hatter está elaborando uma surpresa, por isso finja que não contei nada. 

 

— Mad Hatter fez isso? — Hearts respondeu de maneira animada, gesticulando sem parar enquanto seus olhos brilhavam intensamente — Ele é tão legal, obrigada, Alice! 

 

Após dizer isso, Hearts pulou em você e a envolveu com seus braços, apertando-a com força contra seu corpo. Nós braços do príncipe, sentia suas bochechas esquentarem, o corpo alheio era quente e confortável, podia até mesmo ouvir o coração do rapaz batendo com força, enquanto ele lhe apertava com força para então, soltar-lhe com um largo sorriso. 

 

Antes que Hearts pudesse dizer alguma coisa, uma calda de cor castanha envolveu sua cintura e lhe afastou do príncipe, e de repente, um rapaz alto de curtos cabelos castanhos e travessos olhos rosas surgiu do nada. Orelhas de gato se encontravam no topo de sua cabeça e sua calda a envolvia, vestia uma camiseta marrom clara com uma jaqueta em um tom mais escuro, assim como uma calça marrom e sapatos de mesma cor. 

 

— Cheshire Cat! — Hearts bradou de maneira levemente irrtada, apontando para o gato de maneira brava — Devolva-me Alice! 

 

— Não vou, nyan. — O gato respondeu aos miados e em um tom manhoso, colocando uma das mãos em sua cintura e a puxando para mais perto de si — Se quiser a Alice terá que pegar. 

 

Após dizer isso, Cheshire Cat a pegou no colo como uma princesa e foi em direção a festa do chá, sendo seguido por Hearts logo atrás. Desde o início o gato estava presente na festa, apenas observando o que estava acontecendo e assim que Mad Hatter terminou os preparativos para a festa do chá, o mesmo veio diretamente buscar os dois, ao seu jeito, como de costume. 


Notas Finais


Eu tive que fazer Mad Hatter e Cheshire Cat roubarem a cena, eu amo tanto eles :3
Quem quiser dar uma olhada na aparência dos demais príncipes, na wikia do jogo tem isso e muito mais, vale a pena dar uma olhada ;)

Hearts é tão puro, fofo e inocente, eu amo esse menino :3 dêem muito amor para ele ^^

Obrigada a quem leu e até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...