História Cavaleiros do zodíaco- Universo caotico - Capítulo 432


Escrita por: ~

Visualizações 25
Palavras 1.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, como vão? espero que bem. Estou com um pouco de dor de cabeça, me desculpem sair assim :(

Capítulo 432 - Caos está aqui!


Fanfic / Fanfiction Cavaleiros do zodíaco- Universo caotico - Capítulo 432 - Caos está aqui!

O dia do confronto finalmente chegou, os guerreiros que tanto treinaram estão prontos para mostrar suas evoluções de força e poder, preparados para a batalha que esta por vir. Eles seguiam pelo grande caminho feito de pura energia que a reencarnação da deusa Athena havia criado com seu cosmo, enquanto eram guiados pela luz da lua de Artemis. Eles corriam o mais rápido que podiam, seguindo em direção ao outro continente, ate que finalmente avistaram ao fundo, bem na linha do horizonte a vila a qual iria se tornar o campo de batalha, o futuro portal para o tártaro.

Os guerreiros corriam o mais rápido possível. Cavaleiros e satélites iriam lutar juntos, seus corações acelerados, talvez por estarem empolgados com a batalha, talvez por sentirem a adrenalina tomando seus corpos por mesmo de tão longe conseguiam sentir o cosmo do adversário, ou talvez por simplesmente saber que aquilo poderia ser a ultima missão de suas vidas. Mesmo sabendo de todos os perigos a frente e da força monstruosa do inimigo, nenhum deles iria recuar, isso sequer se passava na cabeça deles, era visível nos olhos de cada um a grande determinação que eles levavam consigo.

Kai- Rápido estamos chegando!

Ariel- E enquanto Calisto?

Eneu- Ela foi para o templo lunar para liberar o arco de Artemis novamente! Cedo ou mais tarde ela se juntara a nos!

Kai- Perfeito, precisamos de toda a força!

Caos- Ora... Mas você já estão fortes não acham?

Manianks- O que!?

Báoli- Essa voz!

Chione- É ele!

Pyliy- Caos!

O grupo então parou no meio do caminho, procurando de onde vinha aquela voz. Foi então que tudo ficou cinza, restava cor apenas nos guerreiros, era como se o tempo, não, como se o universo inteiro tivesse parado ali, por um simples capricho de um ser que é superior a tudo que existe. Foi então que logo a frente do grupos formado por cavaleiros e satélites surgiu dois sapatos andando no caminho, o som de suas pegadas ecoavam por todo o local, enquanto todos ali estavam paralisados. Aos poucos um corpo foi se formando, era o deus primordial, Caos estava frente a frente com o grupo.

Caos- Como estão?

Todos ali rangiam os dentes, furiosos ou com medo, não dava para saber ao certo, mas era visível que a presença de Caos ali representavam um grande perigo. O sentimento de impotência perante a divindade era imenso, ainda mais sabendo que a qualquer instante, em um único e simples movimento, mais rápido que um piscar de olhos tudo poderia acabar ali mesmo.

Caos- Vejo que estão mais fortes... Alias, bem mais fortes! Uau! O treinamento foi intenso mesmo não? Hahaha... Criaturas como vocês sempre são uma surpresa agradável.

Kai- O que quer aqui Caos!?

Caos- Hum? Mas que humano abusado... Huhuhu gosto disso, essa falsa confiança, essa falsa... Esperança. Tenta se mostrar corajoso, mas na realidade sabe que não há nada o que pode fazer... É com isso que eu me divirto, com essa tentativa inútil de fazer qualquer coisa.

Kai- Tsc!

Caos- Mas não se preocupem, afinal eu vim aqui para isso mesmo! É sempre bom compartilhar algumas historias...

Tsuki- Historias?

Pyliy- Que tipo de historia?

Caos- Ora... A historia do tártaro, e do que vai acontecer logo a seguir, quando vocês chegarem na vila.

Manianks- Tsc... Está querendo brincar com a gente!

Caos- Mas é claro que sim cavaleiro de câncer... Qual seria a graça se eu jogasse serio contra vocês? Suas vidas, ou melhor, o universo não passa de um simples capricho meu. Gosto de ver meu nome ecoando por ai, como o vento que trás as ondas do oceano...

Chione- ... Pois bem. Nos diga o que tem a dizer.

Caos- Gostei disso satélite... Direta ao ponto, sem fazer curva. Muito bem, como todos sabem quero libertar meu filho Erebo da prisão em que ele foi colocado... A questão é, a prisão é o tártaro, meu ultimo filho...

Báoli- O que está dizendo?

Caos- Tártaro era um garoto bom... Bom ate de mais para meu gosto... Suas atitudes malignas constantes ameaçavam o equilíbrio de maneira desastrosa... Então como punição eu o tornei em um tormento... Para que todas as almas iguais a dele sofressem por seus próprios pensamentos. Huhuhu eu criei o tártaro, e Erebo está preso nele...

Kai- O que quer dizer com isso?

Caos- Quando chegarem na vila em questão... Meus guerreiros estarão esperando vocês para lutarem, caso percam... Já sabem o destino. Mas caso ganhem... Eu separei três guerreiros especiais para por um fim nisso, mas seria muito chato acabar com tudo de uma só vez não? Pois bem... Caso se vocês cheguem no tártaro, terão uma surpresa minha. Com toda certeza que vão gostar. Mas... Antes de tudo eu quero deixar vocês motivados, afinal posso ver que o mesmo brilho que antes iluminava os olhos de vocês se apagou com minha presença, inclusive eu deveria considerar isso um insulto? Bem... Caso percam aqui, o mundo continuara a existir, e meus soldados arrancaram cabeça por cabeça de cada alma viva no universo. Caso ganhem aqui, porem percam no tártaro... Eu liberarei todas as almas, boas e corrompidas, nessas terras para tornar a morte apenas uma brincadeira... Mas caso consigam ganhar nos dois locais... Eu deixarei com que vivam por mais um tempo, e não libertarei Erebo. Boa sorte meus amados amigos...

Caos da um sorriso e desaparece assim como chegou. A cor voltou ao mundo, e o universo parecia ter voltado. Os cavaleiros e os satélites estavam ofegantes, desestabilizados emocionalmente.

Tsuki- Não podemos ficar assim...!

Eneu- Mas...

Tsuki- Sem mas! É isso que Caos deseja! Não daremos a ele esse luxo! Ele quer implantar a incerteza, o caos em nossos corações, e se permitirmos isso estaremos entrando apenas em seu joguinho idiota! Vamos! Nos treinamos para isso, ele mesmo notou que nossa força aumentou! Tenho fé que venceremos! Custe o que custar!!!

Todos pareciam ter sua moral elevada novamente graças as palavras de Tsuki. Eles então queimam seus cosmos ao máximo e avançam novamente pelo caminho. Enquanto isso, flutuando em meio ao mar, observando o grupo de guerreiros de longe estava Caos e Soruzu.

Soruzu- Olhe para eles... Acho que foi ate uma surpresa para você eles retomarem a confiança tão rápido não?

Caos- Huhuhu... Não... Eu já esperava isso de humanos. Principalmente de guerreiros como eles. O que eles não sabem é que isso também faz parte de meu jogo... E como isso me diverte...

Caos e Soruzu desaparecem novamente. O grupo dos guerreiros finalmente chegam em terra firme, eles não param de avançar um segundo sequer, focados em seu objetivo, a batalha vai começar.


Notas Finais


proximo capitulo quinta 10/08


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...