História Cavaleiros e Coelhas - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Truque De Mestre
Personagens Dylan Rhodes, J. Daniel "O Amante" Atlas, Jack "A morte" Wilder, Merritt "O Eremita" McKinney
Tags Truque De Mestre
Visualizações 39
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sorry demorar taaaanto para dar continuidade......tive problemas com a inspiração...e um pouco de preguiça

Capítulo 7 - A Tempestade


Fanfic / Fanfiction Cavaleiros e Coelhas - Capítulo 7 - A Tempestade

A primeira onda de choque faz os tubos tremerem, o líquido verde se agita,mas as quatro garotas continuam imóveis.

 Depois de minutos dolorosos,as máquinas detectam ago de errado e uma forte tempestade começa. 

Os clarões deixam Dr.Martin atordoado e com raiva,logo perdendo o controle de seus próprios equipamentos. 

 

Os vidros das janelas começam a quebrar com os pedaços grandes de gelo que caem do céu. Era um momento delicado.As garotas estavam a um passo da liberdade e a segundos da morte. 

 

-Mais que droga!-Disse Henley ao surgir do nada, estava com a roupa molhada e o cabelo pingando ao lado do rosto.-A mãe natureza não gostou nada desse plano!

 

-Plano B então.-Dr.Martin desativa os grandes tubos e coloca cada uma das meninas deitada em uma maca.-A Hidra me disse que se algo desse errado era para apenas pegar os dons delas.

 

-Espera....elas não serão as Coelhas?-Henley tenta manter os olhos abertos, mas os clarões são tão intensos que pode ficar segua.

 

-A tempestade está dificultando o processo de transformação.Se continuarmos com ele as garotas por fritar... assim como nós.

Henley olhou para cima e viu que inúmeros raios caíam sob o telhado. 

Se o processo continuasse e um raio caísse novamente, os tubos poderiam explodir e deixar a sala toda energizada.

 

-O que vai acontecer com elas?-Henley se aproxima de Sophia enquanto Martin injeta um líquido transparente em sua veia.

 

-Esse líquido irá desligar o organismo delas, assim poderei prender aqueles fios em seus corpo e retirar as células que contém o DNA Mutante. Será muita sorte se elas sobreviverem ao processo.-Henley fitou Sophia e pensou que seria melhor se ela morresse, assim Atlas pagaria por nunca ter dado valor a sua assistente. Porém, não encontrava foças suficiente para lidar coma culpa de ter quatro mortes nas costas. Ainda assim não fez nada para ajudar.

 

 

                                                   ***

 

-Estou sem sinal.-Disse Dylan ao entrar no estacionamento do subsolo.

 

-É por causa da tempestade.-Merritt chega logo em seguida.

Atlas estava furioso,socando qualquer coisa que visse primeiro.

 

-O estacionamento é o lugar mais seguro agora.-Thaddeus olhou para todos os ali presentes.-Vamos pensar em alguma coisa,mas para isso vocês devem ficar calmos.

 

-Calmos.-Atlas resmunga e senta no chão gelado.

O estacionamento era escuro, as poucas luzes vinham de lâmpadas pequenas e fracas. O cheiro de gasolina era forte e estava fazendo a cabeça de Jack doer. Lola se colocou em um canto afastado e permitiu que algumas lágrimas rolassem pelo seu rosto.

 

Algumas horas se passaram e a tempestade só se fez ficar mais intensa. A chuva parecia estar dizendo algo para os Cavaleiros.

 

-Espera um pouco.-Começou Jack.-Os Mutantes não tem aquilo de que....quando estão em perigo uma forte tempestade começa?

 

-Sim, é um meio de alertar que algo ruim vai ou está acontecendo.-Respondeu Dandara.

 

-A chuva veio do nada e agora está pior.-Jack se levanta.-Dandara, qual era o lugar preferido delas?

 

-Bom,elas tinham muitos mas....-Dandara fica quieta por um tempinho.-Tem um parque de diversão a alguns quilômetros daqui. Eu as trazia quando eram pequenas.

Os Cavaleiros se olham e parecem pensar na mesma coisa. 

 

-Se a Hidra apenas retirar os dons delas,com certeza vão jogá-las em algum canto. Esse parque esta desativado á muito tempo, é....uma possibilidade.-Lola fica de frente para um dos carros.

Dylan corre para uma picape preta, com ele está Merritt,Jack e Lola.

Já Atlas entra em um Mitsubishi vermelho e acelera. Thaddeus e Dandara decidem ficar na mansão para quando voltarem.

 

Atlas fica na frente da picape preta. A noite está sinistra, vários galhos, folhas e granizo batem com força nos carros. Logo, um granizo racha parte do vidro traseiro do carro de Dylan.

 

-Nunca vi uma coisa dessas.-Lola precisa gritar para que sua voz seja ouvida.-Essa é a pior tempestade que já presenciei.

Dylan fica nervoso quando vê Atlas se distanciando. Era quase impossível enxergar a pista escorregadia. Seu coração batia rápido demais para controlar a respiração. Ainda que com medo, Rhodes acelerou para que pudesse acompanhar Daniel.

 

-Dylan qual é? Assim vamos morrer.-Jack olhou para ele e depois para Lola. Merritt se segurava no banco e apertava o cinto de segurança.

 Os minutos pareciam congelados. O parque custava a se tornar visível,fazendo todos pensarem que nunca chegariam a tempo. 

 

Atlas estava com as duas mãos sobre o volante sem tirar os olhos um segundo da pista. Por fora, sua feição era irritada,por dentro estava um turbilhão de pensamentos. 

Como era possível que em tão pouco tempo já tivesse se apegado em Sophia? Seus sentimentos por ela eram tão intensos que o deixavam pilhado o bastante para fazer qualquer loucura.

 

 -Estou vendo. Dylan vire a esquerda.-Merritt apontou para um lado e todos viram uma roda gigante ao longe. O Mitsubishi ficou com os pneus cobertos de lama quando Atlas exigiu que fossem mais depressa na estrada de terra. 

 

Lola saltou do carro e correu na direção de Sky.A garota estava caída perto de alguns brinquedos enferrujados. Jack encontrou Laura em um carrossel.

Merritt usou seu casaco para cobrir Ysa que tinha ferimentos profundo no braço e cintura. Quanto a Atlas, desmoronou quando viu Sophia deitada perto das raízes de uma grande árvores. 

As garotas estavam desacordadas e machucadas. 

 

-Vamos.-Dylan abriu as portas dos carros para que as garotas fossem colocadas com segurança.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...