História Celebration I - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines
Tags Amor, Dipperxbill, Gravidez
Visualizações 49
Palavras 846
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Celebration I - Capítulo 1 - Capítulo Único

_ B-Bill, nós t-tem-_ O humano foi interrompido por mais um beijo cheio de desejo do loiro, que fazia tal ato como se sua vida dependesse disso. O moreno nunca teve forças contra isso, por isso vergonhosamente retribuiu com a mesma vontade, apertando a bunda redonda do demônio enquanto se esquecia do que iria falar.

_ Pinetree... apenas cale a boca e aproveite_ O tom de voz do mais velho era rouco e arrastado. Ele se aproveitava do fato de que Dipper ficava praticamente hipnotizado com isso e aceitava fazer quase qualquer coisa que sua mentia doentia planejava se falasse assim_ Vai ficar tudo bem_ Garantiu, para acalmar os instintos protetores do Pines que poderiam ser incômodos mais tarde e voltou a beijar o mais novo, que não ficou surpreso ao notar que as roupas que ambos vestiam já não estavam mais em seus corpos.

_ Esta bem, você que pediu_ De forma repentina e áspera, empurrou o companheiro contra a mesa da cozinha e abriu bem suas pernas, deixando a entrada rosada e pulsante a mostra. Propositalmente, se demorou em observar o marido gostoso que tinha enquanto o acariciava com as mãos.

Bill na forma humana era um loiro de olhos sobrenaturalmente dourados, de lábios carnudos tamanho médio e corpo definido. Ele sabia se aproveitar de sua beleza humana, principalmente quando o assunto era fazer ciúmes em Dipper ou foder com ele, ás vezes até ter os dois numa mesma ocasião. Cipher tinha o conhecimento do quanto a área abaixo da cintura era uma das partes favoritas do outro, por isso era o que mais usava, como agora, tocando o membro já duro enquanto penetrava quatro dedos de uma vez em seu rabo apertado.

O moreno retrucou, retirando os dedos de dentro do amado e enfiando a língua lá dentro, começando uma intensa acaricia anal. Ele não fazia isso algum tempo, por isso ficou surpreendido ao sentir a lubrificação natural do doritos com um gosto mais doce e viciante, o incitando a ser mais duro e exigente com o beijo grego.

_ PORRA...OOH, ASSIM, AH..._ Dipper antes estava preocupado, mas agora estava muito animado em saber como o estado atual do Cipher o deixava sensível. Eles iriam aproveitar muito bem isso.

Ao ver que faltava pouco para o outro gozar, parou o que fazia, fazendo o demônio rosnar, mas antes que ele falasse algo, o humano o virou abruptamente_ Calma minha vadia, tome o que você tanto quer.

Bill gemeu alto ao sentir o pau grande do mais novo abrir caminho em seu cu apertado com força, sentindo uma ardência deliciosa junto do prazer de ter a próstata acertada de primeira, já o humano grunhiu ao ser apertado de forma tão gostosa. Dipper começou a foder sem esperar a ardência passar e o outro adorou, como amava a brutalidade guardada dentro de seu marido! Eles se completavam tão bem, Mason odiava ter que ser delicado durante o sexo, ele tinha esse instinto de deixar tudo ir para o inferno dentro de si que só Bill poderia cuidar, aceitar e aproveitar. Não importava quanto tempo passasse, ele continuava querendo mais.

_ P-PINETREE!!!_ O loiro gozara de forma intensa depois de poucos minutos e isso o irritaria muito se Dipper não continuasse determinado em acabar com suas pregas, atrás de seu ápice, ao mesmo tempo que espancava sua bunda com tapas cheios de força que já faziam o mini-Bill se erguer_ N-Não para_ implorou manhosamente, sem um pingo de orgulho ou força assim que o prazer parou. Os hormônios fizeram seus olhos até marejarem, mas agora isso não importava, seu cu precisava virar o deposito de porra do nerd ou morreria!

_ Como você é uma puta malcriada e desesperada Bill, mas não se preocupe babe, eu vou te foder todas as noites que estiver grávido e bem grande do nosso bebê, mesmo depois de você não aguentar mais, daí, irei te dar meu pau para você mamar até ficar cheio_ Ele se afastou só um pouco para pegar um cinto caído por ali e o dobrou, ao mesmo tempo que falava com a voz calma e maliciosa. O loiro tremeu em dúvida se a vontade de chupar o Pines era maior que a vontade de ser arregaçado como o prometido_ Mas antes, acabei de me lembrar, minha puta precisa aprender uma lição sobre não esconder as coisas de mim. De quatro, doritos.

Naquela tarde e pelo resto da noite, Bill ria achando engraçado como seu quadril, coxas, costas, nádegas, bochechas da face e mandíbula doíam, enquanto Pinetree acariciava a barriga ainda pequena, conversando com o pequeno ser que tinha nove meses para se preparar para ser a cria de um demônio super fodão (com tantos problemas mentais que já fizeram todos que tentaram endente-lo perder a sanidade) e, mais tarde, muito protetor e cuidadoso com a criaturinha, assim como de um humano amante de mistérios, como os quais certamente rodariam o hibrido, que faria o possível para evitar que a criança brinque com ilusões traumatizantes com os professores com total aprovação do demônio lunático.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...