História Celebridade - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Restart
Personagens Pe Lanza, Personagens Originais
Tags Musical, Pe Lanza, Restart, Romance
Visualizações 5
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Eu bem sei que sou um amigo a mais entre um milhão..."

Capítulo 14 - Um pouco desse amor


Fanfic / Fanfiction Celebridade - Capítulo 14 - Um pouco desse amor

O projeto já dura um mês e pra mim tem sido um verdadeiro tormento; por mim a Camila nunca trabalharia com aquele cantorzinho sem graça mas seria egoísmo da minha parte prejudicar a carreira dela assim... Eu amo essa mulher desde que a vi na final do "Quem sabe, sabe" e achei uma grande injustiça ela não ter ganhado, tenho seguido sua carreira desde então e o dia em que ela me escolheu como seu agente foi o mais feliz da minha vida!

Desde então tenho dedicado toda a minha vida em fazer com que o seu talento seja reconhecido por todos, percebi seu medo de se envolver com alguém, a princípio pensei ser por algum trauma do passado mas pesquisando sua vida descobri que ela sempre viveu pra música e sua mãe  sempre a orientava a ter a carreira em primeiro lugar; pensei que depois de mulher feita sua disposição mudaria mas acabou ainda mais aguçada.

Confesso que a convidei pra festas que não tinham nada a ver com a carreira, usando a desculpa de que "era bom ela ser vista em público o máximo possível" e ela aceitou por um tempo, até que começou a dar desculpas cada vez mais esfarrapadas, tipo decorar uma música que a mesma já sabia de cor ou sobre estar muito cansada numa semana em que as apresentações foram quase nulas. Até que ele apareceu, sua fama não era boa, pois ele é conhecido como um grande conquistador; e de repente o Pe Lanza aparecia em todo lugar que a minha Camila estava...

Sei que ela não é minha e pelo andar da carruagem, acho que fica cada vez mais difícil dela saber que eu existo, desde a minha explosão de ciúmes ela vem se afastando cada dia mais, muitas vezes eu a vejo só nos eventos a que ela vai com ele mas hoje eu acabo com essa palhaçada! Vou dar um jeito de afastá-lo dela de uma vez por todas, se ela não for minha, dele ela não vai ser, pode ser de qualquer um, menos dele; vou acabar com sua carreira e a reputação pra sempre e, de quebra, fazer com que ela o odeie.

Chegamos à festa e ele estava lá, confesso que me deu uma vontade louca de avançar no cara que roubou a Camila de mim mas tinha que manter o sangue frio, depois dessa noite se desse tudo certo, ele estaria longe do meu caminho de vez! Planejei tudo nos mínimos detalhes: Liguei prum amigo farmacêutico e cobrei alguns favores, aleguei que pensava em me divertir e precisava de um pouco de GHB, conhecido como "Ecstasy líquido" era usado pra dar barato e muitas vezes pra praticar o tão conhecido "Boa-noite Cinderela" e era o que eu pretendia...

Claro que nunca faria mal à uma mosca mas era caso de urgência, se eu não tomasse uma atitude drástica, em breve eu veria ela nos braços daquele cara e isso não iria admitir; estava tudo certo, eu já tinha pedido um drink daqueles que se tomam com crosta de sal pois a "coisa" tinha um gosto meio salgado e pus meu plano em prática e mirei a minha vítima, que no caso era uma fã um tanto insistente que estava monopolizando o Pedro mais do que o necessário...

Foi só eu oferecer a bebida a ela e pronto, logo ele seria o principal suspeito só que algo deu terrivelmente errado: A Camila começou a passar mal e o que eu vi na mão dela me fez gelar o sangue, o drink que eu oferecera à outra garota estava quase vazio e a mesma desmaiava nos braços do barman que implorava pra que alguém chamasse ajuda, só mais tarde eu soube que ela tomou a taça das mãos da garota, dizendo que ela era nova demais pra beber algo tão forte, o que eu fui fazer? Ela nunca vai me perdoar!

 

Eu bem sei que sou

Um amigo a mais entre um milhão

E nada mais que um fã de coração

Que nunca pára de sonhar... Cada dia mais...

 

Mas eu sei também

Que entre a multidão, alguma vez

Você vai ver a luz brilhar em mim

Pra me reconhecer... Aí você vai ver!

 

Preciso de você pra respirar!

Não há quem possa te querer tanto assim!

 

Um pouco desse amor, para poder viver!

Um pouco desse amor, pra me fazer feliz!

Só um pouco desse amor, senão não vivo!

 

Um pouco desse amor, para poder viver!

Um pouco desse amor, pra me fazer feliz!

Só um pouco desse amor, senão não vivo!

 

Basta um sinal

E um minuto para se falar

Me dá uma chance só pra eu tentar

Para você se apaixonar... Cada dia mais...

 

Mas eu sei também

Que entre a multidão, alguma vez

Você vai ver a luz brilhar em mim

Pra me reconhecer... Aí você vai ver!

 

Preciso de você pra respirar!

Não há quem possa te querer tanto assim!

 

Um pouco desse amor, para poder viver!

Um pouco desse amor, pra me fazer feliz!

Só um pouco desse amor, senão não vivo!

 

Um pouco desse amor, para poder viver!

Um pouco desse amor, pra me fazer feliz!

Só um pouco desse amor, senão não vivo!

 


Notas Finais


Oi amores, muito frio aí?
Link: (Original em espanhol) https://www.youtube.com/watch?v=AwyOuboRtKw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...