História Cellbit- Psicopatas? - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Personagens Rafael "CellBit" Lange
Visualizações 11
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura😀

Capítulo 9 - Seu pai vivia aqui...


Fanfic / Fanfiction Cellbit- Psicopatas? - Capítulo 9 - Seu pai vivia aqui...


Alan desistiu de tentar se levantar e desabou no chão.

Permaneceu sentado um momento, tentando simplesmente respirar. Sentia-se incapaz de se mover.

Não só pela dor de cabeça que sentia. Estava envergonhado.

Kath se encontrava agora ao lado de um psicopata

O que poderia lhe acontecer, só Deus sabia.

Alan recuperou suas forças para poder levantar, e logo viu seu amigo policial felps correndo em sua direção.

-Alan! - Felps chegou ofegante no beco. -O que aconteceu com você?

- precisamos fazer uma ordem de busca e captura -Sua voz estava rouca - homem branco, um metro e oitenta, vestindo couro negro, cabelo loiro em topete... e olhos azuis. -Felps ajudou Alan a se levantar - o suspeito não está armado. Mas certamente porque o desarmei. Conseguirá armas novas em menos de uma hora.- Alan cambaleou e Felps o ajudou a caminhar. - e uma mulher branca -sua voz falhou - um metro e setenta e cinco, cabelos negros e longos. Está usando blusa branca e uma calça moletom preta... Katherine.

- Eu Sei, Foi ela que ligou. Mas não pedi detalhes. -felps mal humorado 

Eles atravessaram a porta da delegacia.

-Tenho que ir atrás dela.

-Descanse um pouco nesse banco.

-Não...- Felps se soltou de Alan e ele desabou no banco.- eu estou bem...

-tô vendo. - Felps revirou os olhos

-hum...recolheram as armas do endereço que eu passei?

-Sim, tudo foi apreendido...quem diabos é esse cara?- Felps sussurrou

-Não faço a mínima ideia...


Rafael subiu a escada da frente da mansão de Darius. A Porta Se Abriu, antes mesmo que tocasse a maçaneta de bronze.

-Eai Rafael -um garoto loiro, alto, magro e bonitinho, passou pela porta de entrada

-Eai -respondeu Rafael fazendo um toque de mãos com o garoto a sua frente.

O garoto olhou para Katherine e sorriu

-Hum...então Você é a famosa Katherine...prazer- ele caminhou até ela, o cheiro de fragrância masculina adentrou suas narinas e ela sorriu

-Prazer...é- ela fez uma cara de duvida

-Thiago, mas pode me chamar de Calango.

-Calango.

-Rafael, o Guaxinim tá aqui. Teve um... pequeno acidente.- disse Calango olhando para Rafael 

-Onde ele está?

-No banheiro.

-Agulha e linha?

-Lá dentro com ele.

-Vamos Kath -Rafael a puxou pelo braço e Calango lhe deu um ultimo sorriso

-Quem é Guaxinim? -Perguntou Kath enquanto cruzavam uma sala de estar gigante 

Rafael parou no meio da sala.

-espere aqui.

Mas ela o seguiu quando se pôs a caminhar.

Ele se virou, e apontou para o sofá.

-Não foi um pedido.

-Não vou esperar em lugar nenhum.

-Caramba, faça o que eu digo.

-Não -ela o desafiava com total tranquilidade

-Ai, meu saco...está bem, perca a vontade de jantar, se prefere.

Enquanto se dirigia irritado até o banheiro, pode farejar o sangue já da sala. Era grave, e desejou que Kath não estivesse tão ansiosa por ver aquilo com os próprios olhos

Abriu a porta, e guaxinim ergueu a vista. O braço do garoto encontrava-se apoiado sobre a pia. Havia sangue por toda parte, uma piscina escura no chão e outra menor sobre a bancada.

-Guaxinim, o que aconteceu?

-Fui fatiado como um presunto. Um policial me pegou de jeito, atingiu uma veia e chegou até o osso. Estou furado que nem peneira.

-Acabou com ele?

-Claro que sim, caramba.

-Oh...meu..Deus- disse Kath -ai meu Deus...ele está custurando...?

-Ei, quem é essa gracinha? -perguntou Guaxinim

Ouvir um murmúrio e Rafael Se moveu, tapando a visão de Kath com próprio corpo.

-Precisa de ajuda?- perguntou Rafael 

-Não valeu - riu Guaxinim - eu me viro muito bem com agulha e linha. Agora...quem é sua amiga?

-Katherine, esse é Guaxinim. Outro membro da irmandade. Guaxinim, essa é a Kath, e ela não sai com garotos de cabelos coloridos, entendeu?

-Alto e claro, prazer em conhecê-la, kath.

-Tem certeza que não quer ir para um hospital? -disse ela docemente

-Não é tão  ruim quanto parece.

Um som rouco saiu da boca de kath

-Eu a levarei para baixo. -disse Rafael

-Hum...sim...por favor -murmurou ela -eu adoraria ir...para baixo.

Ele colocou o braço ao redor dela para evitar que ela desmaiasse 

-Vai ficar bem? -Disse Rafael ao garoto

-Perfeitamente.

-Boa sorte.

Eles foram caminhando por um corredor longo.

Traficantes de drogas. Pensou kath. Com certeza eles traficam drogas, pistolas, armas brancas, enormes quantidades de dinheiro. E quem mais se envolveria em uma luta e depois bancária o médico em si mesmo?

-Seu pai vivia aqui. -Sussurrou Rafael.

-É...parece que ele tinha muito dinheiro mesmo.

Rafael se soltou de Kath e caminhou até a um retrato de alguém que parecia um rei.

-Venha comigo.

-O que? Quer que eu atravesse essa parede?..

Ele pressionou uma mola de um lado do quadro, e este girou para fora de seu eixo, revelando um escuro corredor.

Ele fez um gesto com a mão.

-Você primeiro!

Ela suspirou.

-O que há lá embaixo?

-um lugar onde podemos conversar.

-por que não ficamos aqui em cima?

-por que você vai querer fazer isso em particular. E é muito provavel que os outros membros da Guangue cheguem em breve - sorriu malicioso

-Quantos são?

-cinco...mas fique tranquila. Vá em frente. Nada de ruim te acontecerá lá embaixo, eu prometo.

Aham, claro.

Ela colocou o pé sobre a beirada dourada da moldura e adentro a escuridão.



Continua...







Notas Finais


Bjs e até o próximo capítulo❤😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...