História Cento e trinta e nove segundos. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


sim voltei depois de mil anos, como descobriu?

Capítulo 2 - Maybe, one?


Fanfic / Fanfiction Cento e trinta e nove segundos. - Capítulo 2 - Maybe, one?


We are balloons full of feelings in a world full of pins. 



Terça-feira, cinco de dezembro.


— Achei que não voltaria. — Jimin disse balançando as perninhas. — Senti saudades.

— Também senti. — Yoongi se aproximou do mais novo e lhe deu um beijo na bochecha. — Ando sem tempo, o trabalho está difícil. 

— Muitas viagens? — Minie indagou, sem muita curiosidade.

— Muitas viagens, longas e cansativas. — assentiu com a cabeça.

Min Yoongi, ou apenas Yoonie — para os mais íntimos — era namorado de Jimin. Os dois estavam em um relacionamento de mais ou menos dois anos; juntos, enfrentavam uma doença e os obstáculos de pessoas trabalhadoras de classe média.

— Como está se sentindo? Tem tido alguma melhora? — Yoonie parecia preocupado, mas só parecia mesmo.

— Os dias são os mesmos. Nada de novo sob o sol. — suspirou cansado. 

— Essa sua expressão me dá desânimo. Você estava mais alegre da última vez que estive aqui. — o mais velho sentou-se ao seu lado. 

— Faz um mês desde a última vez que você esteve aqui. Não posso me manter com a mesma alegria de sempre passando por todos esses dias doloridos. — Jimin sentiu uma pequena pontada no peito, não se conformava com o emprego do namorado; o mesmo, era caminhoneiro.

— Eu te juro que tento fazer as entregas mais rápido pra poder ter tempo de te ver, mas quando eu penso que acabou a empresa me 'lota de trabalho. — respondeu um pouco triste.

— Tá tudo bem meu amor, eu sei que não é culpa sua. — Minie sustentou um sorriso falso em sua face, na tentativa de amenizar a "culpa" de seu amado.

Seu único e maior apoio contra essa doença tão assustadora era Yoongi. Jimin se sentia bem estando ao lado do amado, mas o trabalho cansativo de Yoonie impedia que os dois 'tivessem mais momentos juntos. E é claro, o fato de Jimin carregar uma doença degenerativa o limitava de ter contatos físicos com o mais velho; isso desgastava a relação.

Por alguns minutos os dois permaneceram em silêncio. Yoongi como sempre muito observador, logo percebeu que haviam ursos diferentes dos que havia trazido para o amado. Sabia que Jimin havia recebido visitas, mas não imaginava quem era.

Um leve som de batidas na porta foi ouvido. Jimin caminhou vagarosamente, sem ânimo algum, para atendê-la. Do lado de fora do quarto estava Jungkook, o jovem rapaz que havia conhecido na última sexta-feira.

— Oi..... Jungkook? — Minie estava surpreso com a visita inesperada do garoto, mas ao mesmo tempo se sentia feliz ao ver que o mesmo lembrava de sua insignificante existência.

— Que cara é essa? Você está bem? — Jungkook não havia entendido a reação do mais velho, como sempre, muito ingênuo.

— Estou bem Jungkook. — Minie sorriu minimamente. — Entre, sente-se na poltrona.

— Você é...? — Yoongi perguntou um pouco desconfiado.

— Sou Jungkook, muito prazer! — Jungkook se curvou em respeito, e na tentativa de fazer amizade, estendeu sua mão, gesto que não foi correspondido.

— Yoonie este é Jungkook, meu amigo. Jungkook este é Yoongi, meu namorado. — Jimin respondeu e soltou um longo suspiro, sentindo a tensão entre o simples garoto e seu amado um pouco ciumento.

Jungkook rapidamente abriu um sorriso sem graça, nunca poderia imaginar uma situação como esta. No final das contas, Yoongi só estava se passando por um namorado possessivo e que se importava com as amizades do namorado; no fundo, ele não fazia questão de conhecer as pessoas que passavam seus dias com Jimin.

— Bom eu preciso ir agora, seu médico disse que queria falar comigo. — Yoongi quebrou o silêncio, levantou-se rapidamente e seguiu até a porta sem nem ao menos dar um simples beijinho em Jimin.

— Você irá voltar, ou está de partida para outra viagem? — Minie indagou um pouco triste.

— Estarei na cidade estes dias. Não se preocupe, não o deixarei por agora. — o mais velho respondeu, e o último som ouvido foi o da porta.

— Me desculpe se atrapalhei o momento dos dois, não era minha intenção. — Jungkook sem perceber começou a se sentir culpado por coisas que já aconteciam bem antes do mesmo aparecer.

— Não é culpa sua, Yoonie já estava mesmo de saída. — sorriu. — Estou feliz com sua visita, não imaginei que iria voltar para me ver.

— Eu até pensei em vir antes, mas também faço trabalho voluntário em outros hospitais da região, então digamos que meu tempo é meio curto. — Jimin se sentia cada vez mais curioso sobre a vida do garoto, então arriscou-se em perguntar sobre como havia chegado até ali.

— Por que sentiu interesse em fazer esse tipo de trabalho voluntário? Vivo a anos aqui e quase não existem pessoas dispostas a isso.

— É certo que nem todo mundo está disposto a encarar cara a cara realidades tão horríveis e vidas tão difíceis, mas eu senti uma certa empatia por essas pessoas. — Jungkook falava enquanto brincava com os próprios dedos. — Tudo começou quando eu ainda estava na faculdade, terminando meu curso de administração. Na época, eu estudava com Sunhee, e ela como cursava enfermagem, fazia um tipo de estágio aqui mesmo neste hospital. Eu me sentia muito inseguro com o meu curso sabe? Eu não gostava muito do que fazia, eu sabia que não era aquilo que eu desejava pra minha vida, e quando comentei sobre meus sentimentos para Sunhee, ela me deu a ideia de começar a frequentar hospitais.

— Mas você chegou a concluir seus estudos? — Minie balançava os pés que mal alcançavam o chão.

— Sim, mas não atuo na área. Gosto mesmo é de alegrar a vida das pessoas. A sua, pode ser o meu próximo objetivo.


Notas Finais


grande bosta 😍😍
tô sem incentivo algum pra continuar a postar a história grande dia👍🏻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...