1. Spirit Fanfics >
  2. CEO Husband - Jaehyun ( One Shot ) >
  3. Férias de verão ;

História CEO Husband - Jaehyun ( One Shot ) - Capítulo 1


Escrita por: dessertgirl

Capítulo 1 - Férias de verão ;


Fanfic / Fanfiction CEO Husband - Jaehyun ( One Shot ) - Capítulo 1 - Férias de verão ;


Uma manhã quente e ensolarada, uma das estações que ____ mais odiava sendo totalmente contrariada por seu marido. Era uma de suas preferidas. Não sabia porque ela odiava tanto aquela estação. Talvez o sol? Flores? O calor? Bom, ele chutaria essas respostas, mas lá no fundo ele sabia o ' X dessa questão. E ele tinha nome e sobrenome : sua mãe. 


Sim, era apenas chegar em meados de junho e julho, que o humor de sua esposa mudava da 'água pro vinho. Ela ficava mais irritada, mais birrenta, e principalmente mais amendrontosa. Podiam o julgar, mas ele já teve muitas vezes medo de sua esposa; aqueles olhares que ela lançava nele o faziam arrepiar da nuca aos pés, até o último fio de cabelo. 


— amorzinho... - e ele chamou pela mulher, calmamente, algo que ela faria totalmente diferente. Naquele momento ele tinha que ter coragem, muita coragem para encarar sua esposa pelas próximas duas semanas. Era sobre isso que ele mais evitaria. Todo final de mês de junho, sua família junto com a dela se reuniam para celebrar coisas diversas da vida. Na verdade era apenas uma desculpa, para se verem, arrumarem brigas, e colocar o papo em dia. Estaria tudo normal, se não fosse por sua mãe e sua mulher se odiarem. Sogras são peçonhentas, mas parece que Dona Jung tinha um dom especial 'pra isso. 


— não fala nada Jaehyun! Eu já 'tô com raiva só de levantar! - foi as primeiras palavras que ___ disse assim que acordou. Ele nem se surprendia, ela 'durmia como um bicho e acordava com um bicho. Pelo menos ela rezava...De vez em quando. 


As bagagens já se encontravam arrumadas, a esposa tomou um banho demorado, tentando conseguir ao máximo fugir daquela viagem, mas de nada adiantaria. Vestiu aquele vestidinho amarelo que ela tanto amava, levando consigo na bolsa cremes para pele, protetor solar e também camisinhas. Até parece que ela ficaria no inferno de duas semanas sem ao menos ter uma transa com seu marido. 


— Jaehyun você quer passar protetor antes de ir? Sua pele vai ficar ressecada. - a mulher gritou do alta da escada, avistando o homem conversando com um parente da família. 


— amor. Finalmente! Olha essa é Samantha, uma parente nossa dos Estados Unidos. - sorriu — Ela vai passar as férias de verão conosco.


— entendo...É bom te ver, Samantha. - a mulher analisava a garota lentamente, se atentando a cada detalhe daquela prima. Até porque nunca tinha visto ela pessoalmente e pelos rumores da família, ela não era 'flor que se cheire. 


— bom vamos logo, se não vai dar tempo da gente pegar uma praia! - a americana falava sorridente, dando um certo incomodo para ____. Talvez fosse apenas seu humor, mas ela não estava gostando daquele garota, o seu jeito parecia falso, espontâneo demais. 


Entraram no carro, sendo seguida por Samantha, e mais três pessoas – sua tia, sua outra prima, e seu genro. Se sentaram no banco de trás, sendo seguida novamente por aquela americana. 


— oh, ____ você está tão linda! Nem parece a mesma pessoa, faz tempos que não nos vemos. Quando tiver tempo, vá na minha casa querida. Vou preparar um bom Dakgangjeong 'pra você.  


— uh, faz tempo que eu não como suas refeições tia! Quando for pra sua casa quero que a senhora prepare um bom Baesuk! E com bastante pimenta. 


— eu vou preparar com certeza!


A conversa se sessou trazendo uma calma ao ambiente, sendo acompanhado de um incomodo, já que o silêncio também era constrangedor. 


— liga o som! - se assustaram após ouvir a voz de Samantha ecoar pelo ambiente. Rapidamente ligaram o rádio do carro, fazendo com que aquele silêncio não fosse incomodativo. 


— a-amor o que você está fazendo? - a voz de Jaehyun saiu arrastada, pelo contato das mãos de sua esposa,pelo seu corpo. 


— não enjoa Jaehyun, até parece que eu nunca te toquei! 


— não em público! 


— ok,ok...mas eu preciso passar protetor solar em você amor, vai ficar com a pele ressecada e queimada. Depois vai ficar reclamando comigo, e eu odeio isso! - bastou aquelas palavras para o Jung se aquietar e deixar as mãos de ____ trabalharem em seu corpinho. 


Começou espalhando protetor por seus braços, indo até suas coxas; o que fez corpo de Jaehyun se arrepiar rapidamente. Ele estava se odiando por pensar coisas eróticas naquele momento. Mas, o que poderia fazer, se qualquer contato de sua mulher o fazia ficar de pau duro?. As mãos ágeis da esposa se guiaram para dentro da camisa de seu marido, espalhando mais protetor, já que ali era uma região sensível para ele – nos dois sentindos –. Seus dedos apertavam sutilmente os bíceps, e gominhos na barriga trabalhada de Jaehyun. Ela não queria fazer aquilo, – não naquela hora –, mas a priminha dos Estados Unidos, fez ela aflorar aquele desejo. Suas unhas arranhavam de leve a barriguinha do seu marido, o fazendo espontaneamente arregalar os olhinhos. Ela queria rir, mas se conteve. Espalhou mais um pouco do produto, aquilo estava mais do que suficiente, mas não ela não queria parar. Seus dedos chegaram até um dos mamilos – que já se encontravam durinhos –,os apertando sutilmente, forçando Jaehyun morder seus lábios com força, contendo aquele gemido que poderia escapar a qualquer momento. 


— a-amor... - ah, ele queria gemer, gemer muito,pois além de seus mamilos, algo estava bem duro entre suas pernas. Ela parou com tudo trazendo um certo alívio para o rapaz. 


— tia você trouxe melancia? Soube que começou uma plantação delas. 


— claro que eu trouxe querida! Vamos comer bastante, porquê ainda falta muito para chegarmos. 


— não tem problema, eu estou super confortável. 


[...]


Assim que chegaram naquela praia, foram imediatamente para o hotel, já que a viagem foi totalmente exaustiva. Foi apenas entrar naquele quarto para o casal pularem na cama, que era bastante confortável, só não mais do que a que eles tinham em casa. 


— ah...pensei que não íamos chegar mais... - Jaehyun falou, assim tirando seus sapatos. 


— eu também. Nem lembrava que era tão longe de Seul, pra cá. - murmurou, se acomodando mais do móvel. — Eh mesmo... você está bem? 


— como assim?


— quer dizer... - fez um sinal com sua cabeça, apontando para dentro da calça de seu marido. Ele nem lembrava mais que havia ficado duro por quase uma hora. 


— não se preocupa, eu dormir a viagem quase toda, então nem me lembrei disso. 


— que bom - ela riu, logo se aproximando do corpo deitado do Jung. — Parece que você está amadurecendo. - sussurou, apertando sutilmente as bochechas fofinhas do coreano. 


— você me trata as vezes como uma criança, isso as vezes me enjoa. 


— eu trato você como uma, mas quando estamos sozinhos você é um adulto! - disse assim se levantando. 


— pra onde você vai? - perguntou


— você não quer ver como é um adulto? É apenas entrar naquele banheiro - e foi apenas falar aquilo, para Jaehyun sentir seu corpo quente. Não sabia como ela conseguia, mas ____ tinha um certo controle sobre si. Ela era praticamente dono dele, para ser mais exato Jaehyun parecia seu animalzinho de estimação, porque ele aceitava qualquer coisa que ela dissesse, mesmo que ela tivesse errada, ele nunca a contrariaria. E esses eram um dos motivos para as discussões de sua mãe com ____. A mãe do Jung, achava que ele deveria ter mais voz ativa na relação, falar mais sobre seus sentimentos e pensamentos, mas tudo que ele fazia era dizer um “ Talvez ”. A mãe de Jaehyun não gostava exatamente de ___, só não gostava das atitudes dela sobre seu filho e também sobre as atitudes da mulher ao redor de todos. As vezes ela passava dos limites, passando por cima de tudo e todos, sem se importar com que os outros pensam ou sentem. E tudo que seu marido fazia, era um simples : “ Nada ”. 


Entraram naquele box, começando a tomar um banho normal. Bom, isso até a mente mirabolante da garota ter ideias nada inocentes sobre seu marido. Ela era centímetros mais baixa que ele e ela amava admirar o corpo de seu esposo. Como não notar aquelas curvas perfeitas, ou aquelas pernas torneadas. Um dos seus hobbies favoritos era malhar junto dele, pois aí só ela podia ver aquele corpinho ofegante, e suadinho apenas para si. Nem precisavam sair de seu lar, tinham uma academia dentro de casa mesmo. As vezes que saiam para malhar, era sempre acompanhados por olhares nada discretos para seu marido,e bom, sua esposa odiava aquilo. Ela era um pouco obssessiva. 


— a-assim v-vamos nos a-a-atrasar pro almoço... - o rapaz gemia baixinho, sentindo as mãos da mulher bombearem mãos rápido seu pau completamente duro. A água gelada batia contra sua pele quente, trazendo uma sensação gostosa e excitante para seu corpo, as mãos da mulher não paravam em lugar nenhum, sempre passando por toda seu tronco, até mesmo em seu traseiro, trazendo mais aprazimento para aqueles movimentos. 


— não se preocupa meu bem, a comida não vai fugir - respondeu, assim encurralando mais um pouco o corpo de Yoonoh, fazendo quase que imediatamente eles começaram um beijo lascivante. Suas línguas mantiam sintonia, arrancando suspiros e mais suspiros de ambas as partes. Não era só ele que derretia com os toques um do outro. A cintura da garota era apertada levemente, enquanto uma das mãos da mulher apertavam bruscamente os fios já desgrenhados de Jaehyun. O beijo foi cessado por um chupoaozinho na língua do mais alto,e uma mordida nos lábios vermelhinhos do mesmo. 


— agora, eu vou te chupar gostosinho amor.. - ela falou, logo se agachando a altura do falo do rapaz, que já se encontrava extremamente sensível. 


...


Depois daquela situação toda, desceram para o andar de baixo, indo até o refeitório; onde já se encontrava a família reunida. 


— vocês demoraram! - a mãe do Jung foi a primeira a se pronunciar naquela hora, ela tinha um tom de voz irritado e um tanto brincalhão. — Assim vou pensar que estavam fazendo outras coisas - a senhora sorriu, sendo acompanhada de um sorriso tímido de Jaehyun. — Nós estávamos. - ___ respondeu simples, se acomodando na cadeira, fazendo rapidamente todos presentes na mesa se assustarem com a resposta honesta


— b-bem...o que vocês pediram para o almoço? - Jaehyun rapidamente tentou contornar aquela situação, que havia ficado terrivelmente constrigente. 


— pedi camarões fritos e polvo. Eu sei que você ama filho. - a sogra falava sorridente. Bom, se comidas não tivessem saído voando para todo canto, já era um ótimo avanço com aquela relação. 


Já mais tarde resolveram ir finalmente para praia, aproveitar aquela brisa calma, e o cheirinho de mar. Alugaram suas cadeiras, sendo também acompanhados por várias guloseimas grátis, ser rico tem seus privilégios, altos privilégios. O casal ficaram aproveitando a vista do mar juntos, sentados em suas respectivas cadeiras. 


— Jaehyun oppa você viu a Endy? Aquela minha amiga do cabelo ruivo. 


— não...Por quê?


— eu queria passar o protetor solar, mas ela não está aqui. 


— entendo... você quer que eu passe? - e assim que ele terminou de falar, os olhos ocidentais de sua esposa foram quase que espontâneamente para ele. O corpo do coreano se contraiu, e sentiu seu interior apertar. Ele praticamente pedia permissão com seus olhos para ela, e ela apenas assentiu. Não que ela não confiasse nele, ela só não confiava naquela garota. 


Entre todas as coisas, a tarde foi calma. Algo muito estranho, já que sempre no primeiro dia de viagem, sua sogra fazia questão de atormentar ela com qualquer coisa. Voltaram para o hotel totalmente exaustos, já que o sol tinha uma grande participação nisso. Tomaram um banho relaxante e resolveram se acomodar naquela cama, assistindo qualquer série na televisão. 


— ____...


— ¿Sí, mi amor?


— podemos fazer aquilo que você prometeu mais cedo? 


— o que? 


— você sabe...de colocar aquilo, aqui - guiou a mão da esposa, até sua bundinha, sendo recebida por um leve aperto. 


— você está falando do strapon? Ou o plug? 


— não sei! Eu apenas quero... - seus olhos eram pidões, e o rapaz sentia um nervosismo apossar de seu corpo. 


— tudo bem...mas primeiro você tem que tirar suas roupas, amorzinho. Ah, e é melhor ficar de quatro, puppy.






Notas Finais


Coloquei a foto pq o Jaehyun ta um fofo 🐱👍. Achei a sinopse bosta, pq fiz de última hora ( escrevi o plot mas esqueci de escrever a sinopse 🤡 )

Enfimmm... É isso 🙇‍♀️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...