História Cérebro - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Depressão, Dor, Família, Pessoal, Problemas, Raiva, Tristeza
Visualizações 4
Palavras 1.289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Poesias
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Pansexualidade, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - The good side of being ignorant


Fanfic / Fanfiction Cérebro - Capítulo 7 - The good side of being ignorant


ATENÇÃO:
AS COISAS ESCRITAS À SEGUIR SE ASSEMELHAM À NOTAS DE UM DIÁRIO.

Então, antes de continuar: *Aceite que isso são anotações vindas de uma mente perturbada, doentia e chorona.*

Vou me chamar de Iz e minha consciência se chama Iza, mesmo sendo um homem(não que isso importe).
Tanto Iz quanto Iza vem do apelido Izaya que teve origem do nome de um personagem fictício que tinha como papel ser vilão em um anime chamado Durarara!!.
Tenho esse apelido por uma série de motivos e nenhum deles é  por eu ter roubado uma cabeça ou irritado um cara super forte.

*Vamos ao que me fere o coração agora. *

Eu sou uma pessoa extremamente viciada por tudo o que há de japonês (ou quase tudo) e animes não são uma exceção.
Com todas as falhas um dos meus gêneros favoritos é yaoi e, com base nisso, um dos meus animes favoritos se chama DRAMAtical Murder
E um dos personagens da minha vida é o protagonista. Aoba.

Não é sobre isso que eu quero falar mas estou chegando lá. Prosseguindo.

Por conta do que eu vi em gameplays de DMMD por mais uma série de motivos envolvendo RPG's, pessoas ruins próximas de mim, personagens e a própria realidade eu tenho extrema repulsa ao tipo de coisa que acontece nos finais ruins do jogo que conta a história do personagem da minha vida.

Desde sempre só houveram algumas exceções que não me impediram de ver a obra mesmo com esse tipo de coisa.
Tais como Blood Bank, Kuroshitsuji, Berserk e Banana Fish.(talvez eu esteja esquecendo algum  mas eu não tenho tempo para pensar melhor já que são 04:00 e amanhã eu tenho que comprar coisas e ir ver meu amigo).
São exceções  que envolvem esse tipo de coisa mas que eu não abandonei por isso.

*"Mas do que será que estamos falando, Iz?"*

Ah, você ainda não entendeu?  Então  eu vou falar sem pudor já que não estou contando  nada em voz alta à você.

Estou falando de estupro e violências em geral.

Mas meu foco e minha indignação no momento é estupro.

Beleza, você tá se perguntando porquê, né? *"Por que Iz quer falar de algo que nunca aconteceu consigo? "*

Não acontecer comigo não  significa que não acontece com mais ninguém.

Mas o motivo de eu ter tocado nesse assunto foi o último anime que eu vi e estou acompanhando.

*Banana Fish*

Você já deve ter entendido, né? É.

Meu personagem favorito é o Ash.

Ash foi vítima de pedofilia inúmeras vezes por um dos homens que trabalhava para o cara que o "adotou".
Claro, se não for o bastante eu posso tocar no fato de que o imundo gravava cada momento e tinha tudo em DVD.
Ainda não é o bastante? Bem, também tem que, quando esse desgraçado morreu, a polícia acusou Ash e, no seu interrogatório, para pressioná-lo à dizer se o matou ou não, colocaram um dos vídeos passando e fizeram questão de o chamar de *"estrela de cinema".*
Caramba, ainda não é o bastante? Tem também que o Ash realmente foi preso e um dos inimigos mafiosos dele contratou três caras para fazer a vida dele um inferno. Sabe o que ele fizeram? Estupraram e espancaram ele na primeira chance que tiveram.

Sabe qual a diferença dos casos de abuso que o Ash sofreu para os casos de abuso da vida real?

*O Ash não existe. *

Esta é a diferença.

E sabe qual a outra diferença?

O motivo por eu ter amado ele.

Ash é um grande homem, por mais que seja um mau exemplo(por ser mafioso e tudo o mais) ele realmente é um grande homem.
Se lembra do que eu mencionei por último? Dos três homens que violentaram meu personagem favorito? Ash só não revidou porque não quis. Teve um motivo(de forma resumida: ele queria pegar uma coisa na enfermaria e não tinha como chegar lá sem se machucar então ele usou os três babacas a favor dele).
Ash tem a arte de ser inteligente e forte na maioria das vezes. A vida o fez assim e ele foi forte sem ter tantas sequelas.

Mas e o Ciel?

Os gêmeos Phantomhive também foram vítimas de pedofilia em uma "escala maior"que a de Ash.(se é que existe escala para isso)  Eles eram violentos inúmeras vezes por homens de mulheres que usavam máscaras e os torturavam aos seus 8 anos.
O Ciel não superou que nem o Ash.
Ciel odeia contato físico e tem repulsa à relações afetivas até mesmo como coisas levianas tipo beijos.

Ciel não superou e nem nunca vai superar. Sua vida foi arruinada e ele jogou o pouco que lhe restou no lixo e apostou até a sua alma na vingança que queria alcançar. Literalmente.

A vida o fez assim e ele, até agora, carrega um enorme fardo junto com lembranças aterrorizantes do dia em que sua vida acabou logo depois de seu irmão perder a dele.

Ciel faz parte de uma história que pode estar descendo a ladeira rumo à um final triste que irá magoar à todos mas que não será uma surpresa para ninguém. 

Okay, já dei dois exemplos, agora vamos ao ponto que eu quero chegar.

Ash e Ciel não existem.
Nem o Guts, nem o Aoba. *Nenhum deles.*

Mas, me diga, aquela sua amiga que está em um relacionamento abusivo com o namorado a mais de um ano. *Ela existe, né?*
Aquele garoto da sua sala que sempre chega com hematomas e machucados estranhos na aula e nunca conta para ninguém o motivo ou, quando conta, mente. *Ele existe, né?*
Sabe aquela criancinha de sete anos que mora na casa ao lado e que vive recebendo visitas diárias de um tio muito estranho e não sai de casa quase nunca? *Ela existe, né?*
Sabe aquele garoto gay que é espancado pelo pai e sofre bullying na sua escola e você não faz nada porque finge que ele não existe? *Ele existe, né?*

E você *sabe* que é errado, né? Você com certeza diz que isso é errado e que jamais faria isso.

Então, me diz.

Por que você  se *masturba* vendo Boku no Pico?
Por que você está no lado do *Griffith*?
Por que você chama o Aoba de *puta* por causa do final dos dois irmãos onde ele *"da para os dois ao mesmo tempo"*?
Por que ficou triste de não terem mostrado a cena dos três *violentando* Ash porque acha que *"seria uma delícia"*?
Por que você acha que o Ciel e o Sebastian ficariam lindos *juntos*?
Por que você gostava mais do Eric quando ele *machucava* o Shell?
Por que você acredita que o Sangwoo vai *melhorar*?

Sabe por que?

Por que você é *hipócrita.* Seu pedaço de merda.

Se você concorda com tudo isso você não é diferente do namorado abusico da sua amiga.
Não é diferente de quem machuca o garoto da sua sala.
Não é diferente do tio da sua vizinha de sete anos.
Não é diferente dos seus amigos que fazem bullying com o garoto gay da sua sala.

*E você sabe porquê?*

Porque, se você não se importa ou gosta de romantizar coisas como as que eu falei *você não hesitaria em repeti-las na vida real.*

Claro que existe exceções mas, por incrível que pareça, *a ficção reflete e é refletida na realidade. *

O Ash não é diferente da sua vizinha de sete anos.

Então, se você é assim, repense a sua definição de certo e errado porque, por mais que a ficção sirva para nos ajudar a fugir da realidade, ela ainda pode interferir nela através de você.

E sabe o que é mais engraçado?

A culpa não vai ser do autor que fez a obra com uma história pesada mostrando tudo o que há de podre na realidade.

*A culpa será sua.*







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...