História Cereja - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 352
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie! Eu escrevi essa história pensando em um cara que transo casualmente, e se assemelha muito com a realidade.
Teor sexual do começo ao fim, se não gostar não leia.
Um beijo, Bellatrix

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction Cereja - Capítulo 1 - Único

Eu tinha apenas uma palavra rodando em minha mente neste exato momento. Desejo.
Desejo por ele, pelo corpo nu dele se esfregando no meu, se encaixando e se deliciando em cada pedacinho de mim, como se eu fosse uma cereja deliciosa.A cereja do topo do bolo dele.
Minutos depois eu adentrava o quarto daquele homem vestindo apenas uma calcinha minúscula cor de rosa, e não podia imaginar que estava fazendo aquilo, eu sempre fui uma mulher comportadissima, mas o corpo clamava pelo desejo. Ele me chama com o dedo e eu caminho lentamente, sento em sua cara e logo ele está chupando a minha vagina com uma habilidade dos deuses.
Okay, talvez eu me arrependesse completamente quando a excitação passasse, mas não queria pensar naquilo enquanto trepávamos e eu gritava em seu ouvido. Aquele homem era a minha perdição, era só morder o meu pescoço e pronto, eu estava completamente entregue e pronta para topar o que ele quisesse, porque no fundo ele sabia como me dominar e conhecia todos os meus pontos fracos, ele era meu, e eu dele.
Meu corpo a essa altura estava cheio de marcas, mas eu já não me importava com aquilo, ele me beijou com aquele hálito de cereja e começou a penetrar em mim. Fortemente e cada vez com mais intensidade.
Não pense que ele tinha dó do meu corpo, pois era a última coisa que ele sentiria.Ele gostava de me provocar, meu deus isso me deixava doidinha e cada vez mais entregue a ele, ao corpo dele, ele sabia que me tinha e isso bastava.
Eu já me encontrava roxa, talvez vermelha e próxima ao orgasmo, imaginava que ele não estava tão diferente de mim devido a sua respiração forte no meu pescoço, já que ele era bem mais alto do que eu. E naquele momento eu desejei ser a cereja do bolo dele, enquanto ele me penetrava me fazendo gritar cada vez mais, então sussurrei lentamente em meio aos gritos e gemidos:
- Posso ser a cereja do teu bolo?
Ele apenas sorriu maliciosamente e me penetrou com força como resposta.


Notas Finais


Nada a declarar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...