História Céu e Inferno - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 348
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Droubble, Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Banda


Fanfic / Fanfiction Céu e Inferno - Capítulo 1 - Banda

O dia em que começamos a pensar no futuro éramos apenas crianças ingênuas de meros 12 anos, conversamos no que estaríamos fazendo aos 20, e em como seriamos. Os sonhos haviam ido até o céu naquela tarde de verão, e talvez tivesse sido o começo dos nossos futuros juntos.

Aos 17, com uma maior concepção, percebemos que estávamos em sintonia em relação a nossa carreira, todos queríamos a arte da música. E sem hesitarmos, criamos uma banda.

Com a experiência de dois anos as músicas criadas estavam melhorando, e começamos a ter algum reconhecimento por parte de uma pequena cafeteria, nos ajudando, e muito, no nosso futuro comercial. E então apareceram os nossos primeiros fãs.

O nosso palco começou a ficar famoso e um caça talentos já estava na porta.

Quando percebemos tínhamos um agente, um contrato e uma turnê para fazer. Viajando pelo mundo, quarteirões inteiros de fãs, álbuns vendidos em todas as lojas, dinheiro e fama, ganhamos tudo.

Um dos nossos shows teve que ser cancelado, o vocalista não estava bem. O outro seguinte novamente. E começou a ser rotina.

Perdemos dinheiro, alguns fãs, mas ainda éramos lembrados. Começamos a fazer pequenos shows às crianças do hospital, aonde passávamos muito tempo.

Tivemos que vender aqui e ali, mas nada muito importante.

Ele teve uma decaída, e não voltou ao ponto anterior, os médicos não estavam confiantes.

O nosso baterista não aguentou, desculpou-se e desejou-nos boa sorte, e foi embora, nos deixando e me deixando.

Tentei ao máximo ficar ao lado dele, mas o meu problema de bebidas não estava ajudando, e fui afastando drasticamente.

Quando percebi que precisava voltar já era o seu velório, o baixista não o deixou em nenhum momento foi forte como não consegui ser. O baterista não foi em seu velório, senti uma raiva tremenda e uma culpa alucinante. Chorei e gritei junto com minha bebida e guitarra.

A banda nunca voltou, nem ouvi mais do baterista nem ninguém. Falavam de nós aqui e ali, mas sabiam que ter esperança não era uma opção.

 E esse foi o meu céu e inferno.


Notas Finais


Usei de inspiração o Eddsworld.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...