História Céu e Mar - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 29
Palavras 813
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Shonen-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único


As ondas salgadas estavam atipicamente calmas naquela manhã de Domingo, calmas tal como Jungkook, que tinha a cabeça apoiada no colo de seu hyung, recebendo um carinho gostoso que o despertava um sentimento bom. Observavam o mar. A praia vazia era o palco dos dois e de suas rebeldias (ambos haviam saído escondido de suas casas para ver o sol nascer). Yoongi ficara surpreso quando o mais novo lhe propôs aquela pequena aventura, visto que era o ‘mais certinho’ dos dois. Yoongi só não entendia que, para Jungkook, passar um tempinho a mais ao seu lado fazia o pequeno delito valer a pena.

Apenas os dias letivos pareciam bons há algum tempo, não mais. Os trinta minutos de intervalo da escola pública já não eram o bastante para os dois.

— Hyung? — Jeon soltou depois dos longos minutos em silêncio, ambos continuavam olhando o céu azul mesclado com tons laranjas — Você acredita em Céu?

— Céu do tipo que a gente vai depois de morrer? — questionou um tanto surpreso e recebeu apenas um aceno em confirmação — Espero que não exista, do contrário, vou passar minha vida inteira queimando com o Senhor Anjo Caído — ele respondeu rindo, mas Jungkook não parecia ter achado graça

O mais alto levanta a cabeça das coxas de Yoongi e logo já está de frente para o mesmo, o encarando com suas orbes brilhantes. Min sentiu-se um pouco nervoso com a atenção que agora recebia.

— Não diga isso! Você com certeza teria um lugar garantido Lá em cima — seu tom era como o de uma criança querendo provar o porquê de o professor ser o culpado por de trás da nota baixa que recebera


Yoongi riu anasalado e ergueu a mão para tocar o rosto em frente ao seu. Seus dedos delicadamente colocaram uma mecha do cabelo castanho atrás da orelha de Jeon.Delicado. Era assim que o estudante mais velho era com o melhor amigo. Para ser sincero, Jungkook nunca vira Yoongi ser assim com mais ninguém; este tipo de pensamento lhe fazia se sentir especial. E, talvez, de fato ele fosse.

 

— Mas o que tem para se fazer no Céu, afinal? Eu deveria aprender a tocar harpa agora para estar preparado? — a voz era carregada de deboche, o que deixa um Jungkook emburrado — Não adianta fazer essa cara, você fica fofo pra caralho, mas quem venceu essa discussão foi eu

— Isso nem é uma discussão! — Jungkook exclamou alto demais, talvez pela vergonha que lhe tomou ao ser chamado de fofo

— Ei, não fica assim, bebê. Ainda vou te perturbar por muitos anos, fique tranquilo — a mão, antes ajeitando os cabelos bagunçados, agora acariciava o rosto com alguns traços ainda infantis. O que era de se esperar, já que Jeon era apenas um garoto de dezesseis anos. Por algum motivo, ele parece relaxar ao ouvir isso

— Promete?

O Min fita o biquinho formado pelos lábios vermelhinhos e acaba sorrindo. Era de conhecimento geral que Yoongi era boiola pelo garoto. De conhecimento geral, com exceção de Jungkook.

— Prometer o que?

— Que vai ficar do meu lado por, muito, muito tempo?

— Prometo — e Yoongi não era do tipo que descumpria promessas

A troca de olhares que compartilharam depois do pequeno pacto foi uma confirmação para si mesmos - de que, mais do que não iriam, não queriam se separar. 

As ondas continuavam sua rotina de sempre e o Sol já estava brilhando alto no céu, iluminando especialmente aqueles dois, que trocaram sorrisos tímidos e permaneceram em um silêncio confortável por minutos a fio. Quando se tem intimidade com alguém, silêncio não é um problema.

— Hyung? — perguntou novamente, o olhar agora voltado ao mais baixo

— Diga

Um sorrisinho travesso tomou conta do rosto jovem. Ele continua a fala, seu tom soa brincalhão:

— Sabia que, antigamente, costumavam selar acordos com um beijo? É por isso que os noivos se beijam ao fim do casamento

Sempre há aquele breve momento entre pensar e agir. Aquele momento que tudo ao seu redor para por um único instante até você tomar sua decisão. Sabia que o amigo estava brincando, mas ignorou aquilo. Talvez Yoongi não tivesse pensando direito quando se inclinou e roubou um selinho do de lábios avermelhados. Apenas três segundos. Três segundos fora pouquíssimo tempo para Jungkook ter uma reação. Os lábios de seu hyung eram macios, agora ficaria difícil esquecer daquela informação.

O mais velho parecia aguardar pelo que o outro faria, estava pronto para se levantar e correr toda a praia para fugir de apanhar. Talvez ele merecesse apanhar, mas não se arrependia.

— MIN YOONGI, VOCÊ ACABOU DE ROUBAR O MEU PRIMEIRO BEIJO?! — o grito ecoou por toda a praia. Seu choque era tanto que nem percebeu que soltara informações demais

— ERA SEU PRIMEIRO BEIJO?!


Notas Finais


Ficou bem mais ou menos, mas por hoje é só. Tenham uma boa noite e Yoonkook namora!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...