História ChallengE: MorsE - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, TWICE
Personagens Baekhyun, Chaeyoung, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Kai, Lay, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Sehun, Suho, Tzuyu, Xiumin
Tags Exo, Exoplanet, Morte, Once, Psicopatas, Tortura, Twice
Visualizações 1
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Jogadores: Desesperados


4. Jogadores: Desesperados

 

 

 

Colégio SM – Semana de Ouro

Jogador: Suho

 

 

 

 

     Aquelas palavras me fizeram chorar desesperado, o que fez Baekhyun acordar, assustado com o barulho da minha voz. A chuva que reinava do lado de fora deixava o clima ainda mais triste e sombrio, enquanto sentia as mãos de Baekhyun no meu rosto, limpando as minhas lágrimas.

- Suho?! O que aconteceu?! Me responde! – Baekhyun exclamava, enquanto me balançava, tentando ter uma resposta da minha boca, mas sem sucesso.

    De repente, um estrondo apareceu na porta, e desapareceu. Olhei para o lado, e vi mesmo com a minha visão nublada pelas lágrimas, Yixing, que respirava ofegante. Baekhyun se levantou, e fez que Yixing se sentasse em sua cama, e deu sua garrafinha – Que sempre deixava ao lado da cama – Para o chinês, que tentava respirar fundo.

- Escuta, eu descobri sobre esse jogo no celular do Junmyeon, então vocês não vão ser punidos. Por favor, me digam, o que está acontecendo! – Baekhyun dizia calmo, enquanto olhava o olhar marejado de Yixing se perdia nos meus.

- Vocês... não viram o novo desafio concluído?

     Em um impulso, peguei meu celular, e comecei a ofegar, o que preocupo os dois homens, e senti minha consciência se perder.

 

 

 

 

 

 

==*==

 

 

Local?? – Horário:??

 

Jogador: Sehun

 

 

 

 

    Meus olhos pareciam eu estavam me enganado. Olhei ao redor, e estranhei aquele lugar. Apesar da pouca iluminação, eu vi meus braços, estavam acorrentados juntos com as minhas pernas. A minha bocas estava coberta por um pano, enquanto aquele lugar escuro e verde me hipnotizava.

    Olhei para a esquerda, e vi Kyungsoo, juntamente com uma faca em suas mãos. Ele chorava e suava frio, enquanto sua boca e mãos tremiam. Comecei e me agitar, tremendo pela ansiedade e pelo medo que me corrompiam.

- Sejam bem vindos, jogadores. O desafio de hoje é: Nessa sala, há apenas uma saída, e a chave está presa em algum lugar, dentro do corpo de Oh Sehun. Jogador D.O, tire a chave, e complete o desafio, desclassificando o jogador Sehun. Boa sorte.

      Me desesperei. Meu olhar pousou em Kyungsoo, que caminhava chorando, com a voz ecoando no cômodo vazio. Eu chorava, mas minha voz que clamava por perdão não era auditivel aos ouvidos de Kyungsoo. Respirei fundo, tentando aceitar meu destino.

    Kyungsoo chegou perto de mim, chorando ainda mais, enquanto tirava o pano da minha boca, o que me fez sentir uma liberdade, mas me chateei ao perceber que aqueles minutos de liberdade acabariam mais rápido do que eu pensava o que eu poderia imaginar.

- Sehun, me desculpe, por favor... eu não quero fazer isso, de verdade... eu vou.. – Sua voz soluçava, e eu senti meu coração rachar ao meio, enuanto as lágrimas rasgavam meu rosto com facilidade

- Kyung, faça o que tiver que ser feito. Nós não vamos mais magoar um ao outro. – Sorri, sentindo o gosto salgado das lágrimas na minha boca – Eu sei que nos enrascamos nesse jogo, mas você precisa me prometer, que vai cuidar dos meninos custe o que custar, por favor, Kyung, você pode fazer isso, por nós, pelo Jongin? – Kyungsoo berrou, e eu apenas fechei o olhos – Apenas... nunca se esqueça, meu amor...- Apertei seu ombro, enquanto sorria – Eu te amo...

     Senti uma dor intensa na minha barriga e berrei, mas logo parei de gritar, ao sentir o gelado no fundo do meu corpo. O sangue já escorria da minha boca, pelo colapso da faca na minha barriga. Os berros de Kyungsoo machucavam mais do que a faca que cortava toda a minha barriga, enquanto meus olhos se fechavam. Chegou a minha hora.

 

 

 

 

 

Local - ??

 

Jogador: D.O

 

 

 

    A cada abertura que eu fazia na pele de Sehun com a faca, eu gritava cada vez mais agudo. O sangue que se prendia no metal prateado também se espirrava no meu rosto, que se misturava com minhas lágrimas salgadas, e me deixavam ainda mais perturbado. Eu não queria estar fazendo aquilo, no começo, eu gostaria de ter soltado Sehun e ter dado a chance dele me matar, mas eu estava ali, matando o amor da minha vida aos poucos, enquanto via o pequeno sorriso congelado em seu rosto.

       Então, um barulho de metal se chocando com a faca, e sujei minhas mãos de sangue pegando a chave nas entranhas de Sehun. Levantei meu braço, e observei minha mão e a chave, manchada pelo sangue escuro do Oh. Na hora que eu me toquei, agarrei o corpo de Sehun, e senti o mesmo gelado, e comecei a chorar mais uma vez.

- Sehun? Sehun?! Por favor me responda! Amor, por favor, não me deixe, não me deixe! – Eu berrava, sacudindo o corpo de Sehun, tentando traze-lo de volta a vida, mas falhando miseravelmente – Por favor, não me deixe agora... eu te amo tanto, preciso tanto de você... – Eu deitei ao seu lado, e o abracei com força, tentando recuperar ele do mundo que agora tinha sua vida em seus braços.

     Então, um estrondo me chamou a atenção. A porta tinha sido quebrada, por uma mulher. Me levantei, e cerrei os olhos. Ao me arrastar sem forças para perto da porta, vi que a garota era Mina, correndo em minha direção, caindo na minha frente, limpando o sangue do meu rosto com um pano escuro.

- Kyungsoo, você... – Mina olhou para trás, e se espantou ao ver o corpo de Sehun – O que houve com vocês? Porque ele está ali... espere, isso foi um desafio?

- Eu... eu realmente não queria fazer isso, Mina... Eu não queria... – Me joguei em seu colo, e apenas sentia as mãos de Mina fazendo carinho na minha cabeça, tentando me consolar – Eu sou um monstro, não sou, Mina?

- Não, o verdadeiro monstro é aquele que criou esse jogo, nós somos apenas vítimas, okay? Tenho certeza que Oh Sehun pensava do mesmo jeito... – Citou, me consolando, e se levantando, também me ajudando a levantar – Escute, já é noite, e estamos em um porão de uma casa abandonada do lado da sua escola, deve ter sido por isso que ninguém ouviu. Olha, um cara prendeu as meninas no seu colégio, e precisamos correr se vamos querer salvar todos, estamos juntos?

    Concordei, e então, saímos correndo daquele porão imundo, deixando o corpo de Sehun para trás.

 

 

 Colégio SM – 22:30

 

Jogador: Lay

 

 

 

- Yixing isso não pode estar acontecendo, primeiro o Kai e a Nayeon, e agora o Maknae! – Suho gritava, enquanto se escabelava olhando para Baekhyun, que abria a porta para Chanyeol, que observava o lugar assustado – Quem pode ser o próximo, cara?! Eu não posso acreditar que eu aceitei estar nessa situação!

- Mané, o que caralhos está acontecendo aqui!? – Chanyeol berrou, fazendo Suho se calar, e Baekhyun o encarar nos olhos, e eu apenas disse ‘’conte’’, enquanto os três respiravam fundo.

- Amor, olha, ao que aparenta aquele jogo que te enviaram e me enviaram, era um jogo mortal, e sem ser nós, os meninos do EXO e as meninas do TWICE também entraram, e ao que aparenta, Nayeon, Sehun, e Kai morreram por causa desse jogo... – Chanyeol se curvou, e se sentou bruscamente na cama, o que me assustou – Chanyeol, você está bem?

- Cara, isso não é verdade, não é Yixing? – Olhei para baixo, negando o olhar de positividade do Chanyeol – Como vocês puderam fazer algo disso?! Era mais que óbvio que esse jogo é do mal! Como vocês...

- Escuta aqui, Chanyeol, eu sei que fizemos merda, mas seu sermão vai ser a última coisa que vai nos ajudar. Vocês precisam sobreviver dessa merda, então, por favor, saiam daqui! O mais rápido possível! – Me levantei, enquanto caminhava até a porta.

- Yixing, não precisa fazer isso, nós precisamos estar aqui com vocês! – Baekhyun lacrimejava ao ponto de quase desabar, enquanto segurava as mãos grandes de Chanyeol, que tentava ignorar a situação, tentando se manter forte para eles.

- Escutem, nós vamos nos safar dessa, okay? Podem ir embora, vocês não estão no jogo, não vai acontecer nada... – Junmyeon caminhava até os dois, e os encarava nos olhos – Eu prometo, vamos ficar bem.

    De repente, Baekhyun abraçou Suho, chorando desesperado, enquanto Chanyeol ainda segurava sua mão. Por fim, eu abri a porta, e Chanyeol e Baekhyun saíram correndo, chorando. Fechei a porta, e encarei Junmeyon que suspirava fundo.

- Veja pelo lado bom, eles estarão seguros agora.

- Sim, mas eu quero sair desse jogo, e a única forma de sair, e matando alguém. Eu não posso sair daqui.

    Em um estranha sensação, caminhei rapidamente e segurei o queixo de Suho, e o beijei. Os lábios doces de Junmyeon me deixavam louco, mas provavelmente aquela seria a última vez que eu sentiria aqueles lábios.

   Me separei de Junmyeon, e o encarei.

- Junmyeon, você pode sair desse jogo.

- Yixing, o que você...

- Suho, me mate.

 

 

 

Olá, Jogadores.

Jogador: Sehun está fora. Seu corpo foi encontrado em um lugar desconhecido. Portando, o Jogador: D.O ganhou 1+.

 

Este é o novo Ranking:

 

Jogador: Chaeyoung

Jogador: Jeongyeom

Jogador: Momo

Jogador: Mina

Jogador: Tzuyu

Jogador: Jihyo

Jogador: Lay

Jogador: ?

Jogador: Sana

Jogador: ?

Jogador: Dahyun

Jogador: Momo

Jogador: D.O

Jogador: ?

Jogador: Chen

Jogador: Xiumin

Jogador: Suho

 

   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...