1. Spirit Fanfics >
  2. Chamado místico >
  3. 10 portões

História Chamado místico - Capítulo 101


Escrita por: Namelesigrir

Capítulo 101 - 10 portões


As escadas do forte Dragão roxo dentro de Baldiar eram anormalmente largas, Soldados subiam e desciam a escada em grupos, carregando recursos ou se preparando para realizar missões.

O forte tinha 3 andares, o de coleta a onde todos os esquadrões e coletores entregavam os recursos, assim como coletavam missões de vigia, limpeza, patrulha e etc.

O segundo andar que era a Onde Cintia, os farmaceuticos, os ferreiros e todas as pessoas responsáveis pela logística estavam responsáveis por produzir ou administrar.

E por ultimo o terceiro andar, A onde Veronica estava localizada, esse andar ao ar livre era bem frio, coberto por pilares de pedra e anéis de rocha, era um local bonito e calmo feito com tijolos cinzentos e rochas cristalizadas.

Hell parou na frente do portão sem portas, era apenas duas pilastras verticais e uma horizontais, que demarcavam o espaço a sua volta, Ele vestia um terno militar Cinza completo, com duas ombreiras negras, e uma capa cinza que escorria ate sua cintura, seus cabelos roxos estavam mais escuros do que no passado, dando uma tonalidade vinho escuro.

Seu rosto mais maduro tinha um toque de frieza, sua respiração era lenta e sua constituição era firme, seus passos eram pesados e sua presença era forte, não era o homem mais alto, mas tinha um ar de autoridade.

Um que não exigia respeito, mas esperava devoção.

Veronica estava sentada ao lado da sua irmã, uma mulher bonita de cabelos negros curtos que adorava vestir roupas folgadas, seu rosto gentil e suas pupilas negras eram opacas como joias, e seu cabelo escuro bem curto a fazia parecer extremamente fofa.

Veronica por outro lado vestia seu uniforme padrão, seus lindos cabelos negros escuros escorriam pelo seu corpo indo ate seus pés, o que combinado com sua pele branca como neve a fazia parecer uma fada.

A imagem das duas comendo e tomando chá era realmente agradável, suas risadas, seu cheiro tudo as fazia parecer extremamente sedutoras, Hell ficou ali pacientemente esperando enquanto observava um grupo de soldados masculinos abanando e servindo as duas que agiam como rainhas.

O medo e o desejo nos olhos desses homens deixavam ambas satisfeitas as fazendo soltar sorrisos alegres, enquanto percebiam o desejo claro e a falta de controle dos mesmos, eles se sentiam amados e adorados ao estarem aqui.

Mas Hell sabia a verdade.

Elas estavam rindo deles.

Os mostrando algo que desejariam e nunca os dando a permissão para tocar, apenas ver e desejar, seu auto controle as fazem sorrir mas ao mesmo tempo em suas mentes, para essas mulheres estranhas um homem seu alto controle não era digno de ser chamado de homem.

Anos interagindo com veronica o deu varias respostas para sua educação e sua família.

Elas adoravam homens, mas ao mesmo tempo havia varias classificações entre os homens.

Entre eles estava os "Parasitas" Homens que não mostraram potencial algum e só sabem abaixar a cabeça e obedecer.

Os meio homens, aqueles que eram medíocres, seja fisicamente ou mentalmente, homens sem propósito ou que não se esforçavam acomodados com suas posições.

Os cavalos, Aqueles que tinham um objetivo, se esforçava, mas ainda não tinha uma mentalidade apropriada, que necessitaria polimento, para quem sabe ou não ter algum potencial.

E garotinho.

Acima disso ele não sabia ao certo o que vinha, já que a ele só chegou nesse ponto, esses anos vivendo com Veronica fez com que ele não desejasse ela romanticamente, apesar de adorar tela em uma cama, ele a conhece desde que fez 10 anos de idade e agora com 16 estava completamente desiludido com essa mulher.

Essa mulheres eram mulheres com influencia, mulheres poderosas e de negócios.

Elas podem te promover a um rei ou te rebaixar a um escravo apenas com seus contatos sua experiência e força, elas te testam de todas as formas possíveis e procuram qualquer falha em seu decoro militar procurando uma forma de te quebrar e te fazer fraquejar como elas fazem com esses soldados a servindo agora.

Para elas esses soldados a servindo comida, abanando, massageando suas costas não são nada mais do que ferramentas diárias que servem apenas para algumas funções básicas e inúteis, eles não são adequados para o campo de batalha ou para uma posição maior.

Eles não perceberam isso ainda, agindo com orgulho sem saber que são homens castrados emocional e mentalmente.

Se tem algo que ele aprendeu sobre mulheres principalmente as mais velhas é que concordar com elas diretamente vai deixa-las entediadas, balançar a cabeça para cima e para baixo dando tudo o que desejam vai apenas deixa-las desinteressadas.

Você tambem não pode ser um idiota e não conhecer seu lugar, agir como um general sendo um soldado vai apenas dar um motivo para elas o humilharem publicamente, o que Hell já presenciou varias vezes.

Você tem que estar na linha, mas livre de correntes, mentais e físicas.

Pois se elas encontrarem uma abertura vão te levar na coleira como um cachorrinho.

Por exemplo agora, enquanto estava sendo ignorado propositalmente, Hell manteve sua posição e colocou as duas mãos nas costas, ele não falou nada não deu a entender que estava irritado com seu superior, mas batia o pé ritmicamente na rocha, com uma sobrancelha erguida e um olhar claro de insatisfação.

Ele não estava falando nada, não estava expressando nenhum desrespeito, ele não olhou diretamente uma vez para seus corpos, apenas duas vezes quando entrou na sala uma para cada irmã e depois disso começou a observar o movimento da cidade.

Hell dedicou seu tempo em espera observando quais as ordens entregues aos soldados, o que eles carregavam para quem carregavam e o que estavam construindo e preparando, através disso ele pode deduzir e ter uma ideia dos planos dos superiores, e o que deveria fazer futuramente em campo de batalha.

Baldiar estava preparando muitas estruturas moveis, como carruagens, armaduras para cavalo, Lanças, escudos e flechas, assim como estoques de carne seca, remédios e agua purificada, eles estavam fortalecendo os portões e estabelecendo rotas para a floresta negra, um trabalho chato e desgastante.

Mas necessário para a guerra.

Não pense que a guerra é apenas ir lá e lutar, a tantos movimentos seja políticos ou econômicos envolvidos, tantas estratégias envolvendo geografia, administração e logística que é exaustivo demais para uma pessoa apenas entender, entender a arte da guerra é necessário mais do que ler livros, mas sim experiência.

Observar as coisas desse ponto de vista, permitiu a Hell ter um entendimento melhor de como as coisas eram feitas e todas as funções necessárias do exercito, dessa forma ele acabou parando de se importar com o cenário a sua frente e começou a ver toda aquelas formigas se movendo e trabalhando incessantemente para prover a coméia.

Baldiar e udrav era como um ninho de formigas, cada um tinha sua hierarquia e função, seu destino decidido pelos superiores que os usariam como peças e ferramentas para essa guerra, era uma escala de proporções enormes, que agora mesmo como um simples cabo ele pode visualizar, prever e estudar cada uma dessas formigas.

No entanto ele só pode fazer isso por cinco minutos, os dois devoradores de sonhos sentados em cima de um tapete vermelho bebendo chá naquela mesa pequena se viraram para ele com expressões claramente decepcionadas.

Não se engane com essa tristeza e decepção, é apenas outro movimento para tentar tomar seu coração, outro ataque para procurar sua fraqueza, esse olhar de decepção é mais fingido do que qualquer outra coisa, apenas testando sua força de vontade e seu apresso por ambas.

Politica era complicado principalmente quando se lida com garotas mimadas.

Mas com o tempo você pega o jeito.

-Cabo você pode entrar- A voz fria de verônica ecoou no terceiro andar, ela nem sequer o chamou pelo nome, o chamando pela posição e pela primeira vez avaliando sua aparência com olhos frios e insatisfeitos.

Botas arrumadas, calças arrumadas, o Terno de couro arrumado, com o sobretudo cinza por cima, os cabelos amarrados em um rabo de cavalo escuro, a pele levemente avermelhada que combinavam com o toque do cabelo que combinados com aquele rosto sério produzia um homem no inicio dos seus anos de juventude sério.

Uma constituição exótica, difícil de se encontrar em uma posição como essa.

Depois de receber permissão do segundo sargento ao lado de veronica, que ergueu uma mão, ele passou pelo portão com as duas mãos nas costas, ele foi diante das duas e esperou com as mãos nas costas, elevando a direita para a testa e falando com uma voz ainda mais fria.

-Cabo de terceira classe, Hell Langford Respondendo a Convocação- Ele respondeu em um tom Formal, sem qualquer olhar ou interesse aparente.

Após isso as duas o ignoraram mais uma vez, bebendo seu chá com calma, parecendo satisfeitas apenas por tira-lo daquela posição de observador, e agora veria a parte mais angustiante.

-Você soube, Vernon recebeu uma condecoração como cabo de segunda Classe, ele recebeu essa condecoração por Eliminar 3 Cabos durante o transporte de udrav para cá- Jemi a irmã de veronica disse em um tom divertido.

-Sim, eliminar 3 cabos é como diminuir parte da vantagem que eles tem em numero de fato um trabalho de um grande homem-

Elas Começaram uma grande sessão de Elogios, não porque queriam mas porque entendiam a posição de hell e como isso o irritava.

Apesar de Hell não se importar com sua carreira militar, para ele um termek era extremamente frustrante.

Para qualquer cidadão de "sangue Puro" receber uma promoção não é difícil, cumpra uma missão ou duas e a promoção vira.

A três posições entre os cabos, um cabo de terceira classe, segunda e primeira, essas posições não era decida por força mas sim por mérito militar, Vernon subiu para segunda classe apenas por matar 3 iguais.

Mas a situação de Hell era mais problemática.

Hell era um termek.

Em seu tempo como soldado ele assumiu uma missão Perigosa, que era praticamente um sacrifício e a cumpriu, não só isso como durante toda sua campanha ele fez o que nenhum soldado foi capaz de fazer.

Mas isso o rendeu apenas uma condecoração padrão igual aos outros garotos nobres, chamada de 3 medalhas de honra.

A missão perigosa de infiltração em Udrav o rendeu uma medalha de Bravura, e o aumento em sua força o rendeu uma promoção para cabo.

No entanto essas 4 medalhas foram obtidas facilmente por membros da nobreza, aquela maré de cabos que invadiu udrav pelo meio mas fácil receberam medalhas de bravura tambem, enquanto ele um Termek que fez uma missão que ninguem queria fazer recebeu muito menos do que merecia.

Essa missão é só um exemplo, de Udrav para cá Hell matou 40 Cabos em combate em grupo e 14 cabos em combate solo, totalizando 54 cabos mortos em batalha, no entanto o alto escalão simplesmente fechou os olhos como sem ada disso tivesse acontecido não o entregando sua promoção.

Mesmo Jeal que se feriu e ficou inconsciente metade da viagem recebeu uma promoção para cabo de segunda classe.

Mas ele um termek teve que se contentar com um vazio e com nada, porque aqueles velhos mesquinhos estavam insatisfeitos demais com a posição de um termek a onde ele esta agora, Hell estava se deparando com uma situação a onde ele precisava fazer muito mais esforço do que seus iguais, para conseguir as mesmas regalias.

E apesar dele não se importar com o resultado, é uma situação frustrante.

Sem falar com aqueles na retaguarda o denegrindo e sujando seu nome, insatisfeitos demais com a realidade ao ponto de fofocarem como velhas pelas costas, assustados demais com a "concorrência" crescendo no horizonte.

-Ah esses jovens talentos, eles estão destinados a conseguir patentes melhores em pouco tempo de trabalho, um potencial de verdade vindo de um homem de verdade, afinal quanto mais sedo eles conseguem suas posições mais rápido eles tendem a ascender , verdadeiros dragões entre os homens- Veronica falava com a bochecha vermelha em Admiração.

O demônio em forma humana satisfeito com suas sobrancelhas se contorcendo, algo que ele ainda não conseguia controlar apesar do seu rosto continuar frio.

-Oh Hell, você esta a um tempo ae não é? Sinto muito eu esqueci, imersa nos jovens talentos do império- Ela falou em um tom divertido fazendo um gesto para ele se sentar.

Hell se sentou acima dos seus joelhos em frente as duas, Veronica do lado esquerdo e Jemi do lado direito.

Ambas o encararam com olhares marejados e decepcionados, usando seus feitiços em um pobre homem com intenção de obter qualquer sinal de fraqueza, realçando seus lábios enquanto comiam seus aperitivos.

Sutilmente elas acenderam incensos no local deixando o ar mais perfumado e embriagante, enquanto claramente abusavam da sua autoridade drogando um cabo, isso era como um jogo para veronica que normalmente ela fazia com hell.

Ela descumpria uma regra fútil, e ele a ameaçava em troca do seu corpo, um jogo entre os dois que hoje ele não estava com humor para jogar.

-Eu o convoquei aqui para te entregar uma caixa com selo dos Fong, eles emitiram um recado avisando que uma dessas vira de tempos em tempos, eles não deram uma data especifica- Ela disse antes de estalar um dedo fazendo com que um homem vestindo apenas uma sunga escura entregasse uma caixa de madeira vermelha.

A caixa era simples com o tamanho de um caderno, com um selo de sangue como um cadeado, se alguém além do destinado tentar abrir, a caixa vai queimar em cinzas, e os fong serão avisados.

Hell ignorou os olhos curiosos das duas, ele pegou a pequena caixa e colocou do seu lado, não a abrindo aqui, ele não seria tolo o suficiente para abrir perto de Veronica ou Jemi, ele não queria os dois velhos monstros bisbilhotando suas coisas.

-A mais alguma coisa?- Hell perguntou em um tom frio.

As duas ainda mantinham sorrisos em seus rostos, apesar dos seus olhos serem bem mais desconfiados, elas não tinham informação alguma do que aconteceu a alguns dias, e apesar de fizerem todos os esforços não conseguiram uma resposta, os fong abafaram bem o caso.

Hell tinha permissão para falar, mas não falou nada, ele não gostava dos outros se envolvendo em seus negócios, ou seus segredos, ainda mais quando envolvia Técnicas secretas.

-Estamos nos preparando para tomar uma bebida, porque você não fica? Posso conseguir uma licença de um dia- Veronica falou em um tom coquete, como se sua arrogância anterior fosse inexistente.

Durante todas as vezes Hell aceitou pois sabia a diversão que vinha com isso, mas agora ele estava focado em seu treinamento, o selo em seus pulmões ainda não estavam próximos de romper e ele queria usar os próximos 4 meses a todo vapor.

-Agradeço o convite, mas não estou interessado- Hell fez um comprimento respeitoso, fazendo o sorriso educado de verônica congelar por um segundo, ela percebeu que havia algo errado, como assim ele não a queria?

-Ah mas nós sempre bebemos com você, o que vamos fazer sem nosso anfitrião, logo agora que convenci minha irmã a se juntar a nos- Ela disse enquanto a mulher de cabelos escuros fez um sorriso delicado e tímido.

Mas não se iluda com isso, essa mulher não tem nada de tímida.

-Oh, entendo, isso é realmente uma pena, mas porque não convida outro anfitrião, como um dos jovens talentos do império que tal? Porque não vernon? Infelizmente esse não serve para ser um anfitrião acho que seja melhor um dragão entre os homens- Hell sorriu devolvendo a ofensa com um sorriso gentil eu m olhar ainda mais frio, dispensando qualquer toque de afeto e recebendo um olhar sério de verônica.

-já que você esta tão receoso assim, talvez eu deva procurar outro anfitrião permanente, minhas festas exigem compromisso- Seu tom não era mais fofo, mas sim autoritário e ditatorial, como se dissesse que aceitaria outro a qualquer momento.

-Entendo, então tudo bem, espero que outra vaga apareça logo, cabo de terceira classe Hell Langford pede permissão para ser dispensado- O rosto de veronica foi para hostilidade clara.

Eles estavam a meses nessa brincadeira e Hell sempre parecia ansioso para mais, porque ele quer parar agora?

Ela ficou feia? Ele não se sente mais atraído por ela e esta a dispensando?

Varias perguntas se passaram em sua mente, enquanto seu peito começou a acelerar, sua insegurança e seu medo aparecendo em seu coração.

-Pois bem, eu vou pessoalmente convidar os jovens talentos, dispensado- No entanto ainda assim ela respondeu com um tom irritado, movendo as mãos.

Hell se levantou rapidamente após isso fez um comprimento e encarou o corpo de jemi com pena nos olhos, a secando por alguns segundos antes de partir.

Quando Hell saiu do corredor, a expressão sorridente de veronica desapareceu ficando séria e irritada.

-Oh, parece que ele não gostou dos comentários, devemos chamar os jovens talentos? Hehe..me pergunto o que tem na caixa, Fong parece estar se aproximando bem do seu subordinado-

-Chame-os, Fong não tem nada melhor para fazer, aquele homem idiota, quem ele acha que deu para ele sua posição na montanha dragão? arrogante estupido fazendo caso de pouca coisa, e ainda por cima agindo como se estivesse fazendo um favor para mim, hmph, eu nunca mais vou deixa-lo tocar esse corpo-

-Mesmo depois de satisfazer seus gostos, ainda assim ele me trata dessa forma, como se fosse pouca coisa, a eu vou faze-lo ter um gostinho vamos ver como ele vai fazer sem aqueles privilégios, a onde ele vai conseguir aqueles equipamentos problemáticos de treino e..- Jemi se divertia vendo sua irmã reclamar.

Ela não a via intensa assim faz tempo.

Veronica tinha um olhar irritado, seus olhos roxos tinham um toque de violência e tristeza e a raiva em seu rosto era obvia, descontando claramente sua raiva na xicara de chá que segurava a fazendo ficar cobertas por eletricidade



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...