1. Spirit Fanfics >
  2. Chamado místico >
  3. Evasão minusciosa

História Chamado místico - Capítulo 93


Escrita por: Namelesigrir

Capítulo 93 - Evasão minusciosa


Hell estava adorando a sensação.

O insight sempre vem com o combate, produzindo um sentimento maravilhoso, foi como ... perder peso, suas pernas eram leves como uma folha de papel, esquivando-se facilmente de qualquer tipo de movimento apenas com a percepção da sua aura.

Ele não perdeu peso de fato, a única coisa que mudou é seu controle do QI em seu corpo.

Antigamente seu limite era enfrentar um inimigo com 0,5 Agilidade a mais do que ele.

Além desse limite ele não teria muito o que fazer, mas agora, essa diferença aumentou para 1 Digito inteiro, mesmo que seu inimigo fosse 1 Digito mais rápido que ele, ele ainda conseguiria se virar.

Com o Entendimento o QI começou a se agrupar mais em seus músculos, não é como se ele aumentasse, não, ele continuou o mesmo, mas agora a afinidade com a energia vital interna, era muito mais familiar e manipulável, ele conseguiu usar o que tinha com uma precisão maior.

Era possível controlar o QI para certos grupos musculares do corpo agora, não só isso como criar uma cadeia de energia em seu sistema nervoso e seu corpo, era mais fácil manipular seus membros assim.

Os ataques daquele rapaz tinham QI e intenção de morte, infundidos por um controle tremendo de aura, sem isso ele não conseguiria sentir a força, com sua aura condensada era como um campo o avisando dos perigos a sua volta.

"Único"- Hell pensou o discernimento parou após um tempo, quando ele finalmente entendeu e se estabeleceu, Sentir a força, e reagir com a mesma era o objetivo do nível médio, mas tambem havia o costume.

Entender era um ponto, temperar todo seu corpo para a tarefa era outro, após combinar os dois ele conseguiu combinar a Evasiva minuciosa com a explosão de velocidade, sua agilidade aumentou em 1 digito, aumentando ainda mais sua qualidade de evasão, agora só bastava encontrar um momento certo e uma postura perfeita para a situação e combinar os dois com a força explosiva.

Enquanto realizava fintas ele começou a pensar o que faria com esse rapaz.

"Não posso deixar ervas daninhas, eu já ofendi seu clã, eles vão me perseguir ate um dos lados morrer, permitir que um talento assim cresça esta fora de cogitação, não sei quem ele pode matar das pessoas que amo, e não posso perder meu tempo com isso"- Hell sabia que sua decisão era egoísta.

Mas ele já viveu 90 anos, ele já apanhou muito da vida, e não cometeria os mesmos erros.

Após abrir os olhos, uma aura assassina se condensou do seu corpo fazendo os movimentos de zeng parar por um segundo, ambos se encararam pelo o que parecia um minuto mas que na verdade durou um milésimo de segundo.

Nesse momento, a raiva de zeng, a fúria com a qual ele brandia a espada desapareceu.

Seu rosto empalideceu.

Seus movimentos pararam.

Suas pupilas dilataram enquanto a lamina tremia em suas mãos.

A alma sente o perigo, a alma sente a morte, não foi uma sensação muito pesada, foi sutil, mas essa sensação sutil tomou todos seus instintos de sobrevivência.

Não foi só ele que notou, no momento em que hell mudou sua postura o atacando com as duas mãos contraídas e carregadas com força pura em um estoque, um joelho contraído, e um salto rápido, uma combinação de suas três artes fundamentais investindo em um movimento de morte instantânea.

Seus olhos se arregalaram ao mesmo tempo e suas pupilas dilataram.

Mas Apesar de tudo já era tarde demais, para zeng ou sua família.

Eles estavam a 10 metros de Hell enquanto no tempo de dois segundos hell estava a 1 metro de zeng.

Um som nítido e oco soou, assumindo a forma de movimento (Investida do touro) e (Garras do tigre) O garoto atacou implacavelmente.

Foi uma mudança de evasiva sutil e pacifica, para uma explosão de força violenta e agressiva, que ninguem ali esperava, muito menos teve tempo para reagir.

Os Quatro de dedos de cada mão não contando com os dedões fizeram um "X" no corpo de zeng, primeiro entrando em seus ombros e depois saindo em suas costelas.

Os dedos devastaram seu corpo, seja com a ressonância de vibração, ou com a própria força da forma de ataque e investida, todas as fileiras de orgãos abdominais, junto dos ossos e músculos foram perfurados e destruídos.

BAM!- Zeng caiu de joelhos seus olhos desfocados sua mente claramente ainda consciente enquanto uma palma caia em sua cabeça.

CHI!- A palma da lua atingiu seu pescoço, a cabeça desse jovem promissor subiu para o céu e caiu no palco marcial, rolando e se virando para seus membros de ceita ainda, em choque.

Enquanto isso Hell teve sentimentos muitos complexos após realizar esse ato.

Arrependimento, pois esse zeng seria um ótimo artista marcial, tristeza porque ele não conseguiu alcançar o coração de uma só vez, Alivio, pois esse não era um problema que voltaria para tirar algo que ele tem.

Mas porque ele sentiu felicidade?

Talvez matar o deixe feliz?

Se sim porque?

Ele não podia controlar as emoções instintivas do seu corpo, elas simplesmente apareciam.

Hell decidiu pensar sobre isso mais tarde, sua psicopatia pode esperar, ele precisava caçar agora, revisar sua artes marciais, e se preparar para ajustar seu esquadrão.

-NÃAAAOOOO!!- Um grito veio da plateia, seguido de vários outros gritos e berros, ele se virou observando esses rostos com um olhar estupefato, alguns comerciantes estavam congelados pensando em suas opções, algumas mulheres inocentes desmaiaram outras cobriram a boca.

Dois anciões estavam vindo até ele mas foram barrados por homens da casa medri, eles começaram a se atacar e foi necessário o homem moreno para intervir, ao mesmo tempo em que Hell sentiu uma pressão caindo sobre seu corpo.

Foram necessários vários minutos para restringir as pessoas em seus lugares, a raiva borbulhando em seus rostos e comportamento o encarando com incredulidade como se não acreditasse que esse mero "Termek" ousou matar.

-Porque?- Kintock questionou com um toque de raiva em sua voz, ele entendia afinal ele matou dois talentosos hoje.

Depois de veronica erguer a mão para que hell respondesse o mesmo disse com uma voz pensativa.

-Hmmm no inicio eu pensei que era por necessidade, por exemplo devo matar ele antes que ele cresça e venha me dar problemas ou prejudicar alguém que eu amo, mas agora isso talvez só seja uma desculpa e eu goste de matar mesmo, apesar disso ser uma questão que ainda precisa ser digerida e entendida, talvez...eu simplesmente tenha me acostumado a matar, e isso se tornou uma necessidade? Não sei- Hell fez um cumprimento militar e depois esperou no centro da plataforma.

Kintock parecia realmente irritado, demorou para ele respirar e se acalmar sua mente ficando fria de novo, pelo menos o rapaz foi sincero, o que ele saberia se não.

-O arroz já foi derramado, A união Virmir vence, os juramentos serão cumpridos por ordem real, e qualquer descumprimento será pago com o extermínio de 15 gerações familiares...-Ele começou a falar aquelas ameaças tradicionais e antiquadas.

Hell entendia bem isso.

Não havia porque esperar aqui então ele decidiu que iria para seu quarto, ignorando as vozes desesperadas dos nobres comerciantes tentando se reaproximar da Familia Fong, ou dos outros clãs envolvidos, ele voltou ao seu quarto.

A situação ficaria desesperadora, mesmo com todas as baixas que ele causou, e missões que cumpriu aqueles caras ainda o subestimavam.

Ninguem o levava a sério, sem falar que ele precisou cumprir varias missões arriscadas para ser promovido, enquanto outros garotos nobres só precisavam soltar um peido no angulo certo, isso era desconfortavel.

"Talvez seja por causa da minha Linhagem? É...provavelmente sim"- Hell começou a sentir necessidades, ele começou a sentir vários desejos instintivos que iam desde ter uma família ou alguém para se apoiar, a ate se deitar com alguém.

No entanto quando ele se lembrava daquelas palavras daqueles nobres, ele não sentia vontade de se aproximar de Zeldor, ninguém quer ficar em um lugar em que não é bem vindo, sua carga emocional estava muito grande agora e ele só queria relaxar.

"Talvez eu deva me aproximar mais das pessoas a minha volta pelo menos os que não são uma desgraça".

........................

Fong queria se levantar e abraçar o rapaz, ele realmente queria fazer isso agora.

Mas suas pernas não estavam funcionando.

Sua família estava na mesma situação, a adrenalina abaixou e alguns ate mesmo desmaiaram de nervoso quando a tensão saiu dos seus corpos, seu Equilibrio mental estava instável, seus olhos estavam lentamente fervendo.

A raiva o medo, e os desejos reprimidos emergiram do seu peito como dos seus familiares, e sua mente começou a funcionar a todo vapor.

-Traga Hell para mim- Fong disse com uma voz séria.

Ele o queria punir por sofrer tanto nesse banco, mas ao mesmo tempo ele queria chorar por conseguir, e queria agradecer por poder confiar e pelo seu apoio, varias emoções, seja gratidão ou raiva emergiram em conflito na sua mente.

Mas o que importa?

O desgraçado conseguiu.

Independente de como, um resultado foi um resultado.

Olhando para o estandarte negro que foi ate veronica sob seu chamado novamente, ele ficou com inveja, a mulher detém os direitos do rapaz, e ela não se importa com os fong nem um pouco, apesar de não ter nada contra, ela só pensa nela mesma.

Evasão minusciosa no estagio médio, vibração primaria no estagio inicial, fundamentos marciais sólidos que melhoram a cada dia e uma constituição especial.

O primeiro era extremamente difícil de aprender, enquanto o segundo era desconhecido por Zeldor ate hoje, era um conhecimento avançado, praticamente um tesouro vivo.

Conforme a informação começou a ser processada mais ele entendia o que aconteceu aqui, talvez o rapaz ate esteja com nojo de Zeldor agora, aqueles babacas fizeram um show antes disso começar.

No entanto ele não tinha ideia de como corrigir isso, e os olhos de kintock e sua raiva ate mesmo demonstram isso, ele estava com raiva da asa negra por conseguir estragar a imagem da nação, o fascista estava claramente tentando resolver o problema.

O preconceito racial em Zeldor sempre foi um problema, Na verdade Hell não chamou tanta atenção principalmente por ser um Termek o que fez com que muitos o achassem um charlatão, e isso a longo prazo não era bom, levar esse assunto a tona agora parecia ter sido uma jogada proposital daquele clã.

Mas que se quebrou com eles perdendo o jogo final, mas ainda assim ficou impregnado como um veneno no local veneno que atingiu a mente de Hell, e ao invés de diminuir sua moral interna para a luta, apenas o afastando mais de Zeldor.

O que não deixaria aqueles superiores felizes

Agora a noticia espalharia mas ainda assim eles se recusariam a acreditar que um "Termek" é melhor que seus netos.

Tirando Hell de lado, ele começou a pensar na sua familia agora.

Ele preferiria morrer do que ter que confiar nesses comerciantes de novo, e sua família mostrou o mesmo desaprovo, abrir a porta para eles vai manchar a imagem da casa.

Eles estavam tão desesperadinhos agora, tão fofinhos...

Fong virou suas pupilas, seus olhos dilataram quando cairam em um rapaz do outro lado, fixo olhando para a plataforma ainda em estado de choque.

Genriou...

Uma raiva borbulhante soou em seu coração, ele olhou para o Ancião do clã Medri, que tambem estava na mesma situação, o homem parecia um leão olhando para uma presa.

O Ancião Gen, que estava com a família Medri finalmente abriu os olhos após algum tempo, o velho monstro se levantou, e depois de se despedir dos seus pais foi em direção a veronica que fez um semblante sombrio.

O ancião Gen é estranho, ficando ali e agindo como uma criança por dias até hoje, ate se vestindo e falando como uma irmã mais nova.

Era impossível esconder Hell agora, apesar de tudo ele duvidava que as montanhas dragão fosse entregar sua custódia, no entanto para Gen e outras pessoas que estão dentro do palácio dragão seria um motivo de competição.

Principalmente entre os mais velhos.

Hell precisava de apoio, ele tinha muitos segredos, sem um apoio forte ele morreria antes de conseguir sequer pensar em brilhar, ele precisava falar com ele, mas por agora teria que agir socialmente.

Havia muitos problemas, o imperador provavelmente já esta de olho em Hell, aquela coisa vaga por aqui e por ali como se fosse sua casa, zeldor era enorme e tinha muita força, Hell fez muito por fong e o mesmo não era cego de ganancia.

Ele sabia como o garoto funcionava, seu tempo de interação e coleta de informação o deixou claro.

De que não se devia provocar aquele rapaz, por mais forte que você seja, mentalmente e fisicamente falando ele tem potencial, e agora quando esta frágil e fraco é a melhor chance para se agarrar a ele.

Coisa que honestamente.

Aqueles meio besta fizeram melhor do que qualquer um nobre em sua nação.

Ele não tinha ideia do que o rapaz estava pensando, nem o quanto ele melhorou nos últimos dias, sua mentalidade parecia ter mudado completamente, e ele não sabia quais seus planos ou cartas que ele tinha em sua manga.

Mas ele sabia que era questão de tempo ate cedo ou tarde ele acabar colidindo com a casa real.

E se isso acabaria bem ou mau ele não tinha ideia.

De certa forma isso já é inevitável, muito notório, muito descarado, o maldito garoto usou um palco marcial para romper um gargalo, humilhou seus dois participantes e ainda por cima os matou.

O efeito politico dos duelos é muito variado, alguns não são levados a sério, outros sim, muitos jovens usam os duelos para aumentar a prosperidade das suas famílias e se ligar a casa real, esmagando o fraco e preservando o forte.

Um método simples de pensar, mas que nesse mundo caótico os mantem vivos, eles se adaptaram a necessidade, e a força marcial e militar, Dita tudo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...