1. Spirit Fanfics >
  2. Chamar por Ruídos >
  3. Capítulo Único

História Chamar por Ruídos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Yooo, mais uma ficzinha uwu
- OTP = FBI x PornHub, inspirado em um rp (roleplay) no discord ♡♡
- FBI (Personalidade, história e aparência, assim como o desenho na capa, pertencem ao lindo ComunistaGay uwu
- Xvideos (Personalidade, história e aparência) pertencem a essa bb aq Dark_Majjor ♡
- Nome da fic por Xevene ☆
- Smut = +18!
- Edição da capa, história, além da aparência e personalidade do Pornhub me pertencem uwu
- Univeso ABO = Alfa, beta e ômega
- Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Chamar por Ruídos - Capítulo 1 - Capítulo Único

Seis da tarde. Câmeras gravavam de todas as direções, luzes se focavam na cama e a cena explícita continuava conforme os corpos se chocavam intensamente, suspiros abafados e gemidos vinham acompanhados de toques ousados e beijos quentes, gotas de suor escorrendo conforme eles trocavam de posição, o membro indo ainda mais fundo dentro do canal apertado, acertando a próstata do passivo, um grito extasiado ecoando pelo quarto enquanto os dois chegavam ao limite, mais alguns movimentos e ambos desabaram na cama, ouvindo o clique da gravação sendo encerrada, alguns comemoravam com curtas palmas enquanto observavam o número de "doações" em uma das telas.

Aparentemente, os clientes estavam satisfeitos.

PornHub levantou da cama, sorrindo de lado enquanto passava a mão pelo cabelo bagunçado e trocava um aceno com o loiro que permanecia entre os lençóis, provavelmente dolorido demais para sair dali naquele momento, recolocou sua cueca e foi em direção aos computadores, a live tinha sido mais do que efetiva e tinham tido uma audiência ótima, haviam mais alguns pedidos mas teriam que ficar para outro dia. Queria apenas um banho quente e então comemorar o sucesso da noite com uma boa dose de alguma bebida.

Meia noite. Pornhub ria de forma descontraída junto aos amigos, todos sites pornôs ou coisas relacionadas, jogavam como idiotas adolescentes, apostando sua dignidade - e sobriedade - a cada rodada, as cartas eram lançadas na mesa e logo os perdedores viravam mais um shot de um destilado mais forte do que deveriam, e muitas vezes batizado com algum afrodisíaco, ou escolhendo algum desafio em troca, o volume da música aumentava a todo minuto e Porn nem sequer sabia com quem estava o controle do som, apenas aproveitava a batida envolvente e os toques atrevidos que sentia vez ou outra por seu corpo, pouco se importando de quem seria, o único que chamava realmente sua atenção era seu pequeno Xvideos, que agora estava sentado em seu colo, juntando seus lábios sempre que tinha vontade, o loirinho sorria ladino enquanto envergonhava alguns novatos, a roupa chamativa atraía os olhares e ele parecia adorar, mas não saía de perto do moreno em nenhum momento.

Duas da manhã. Eles dançavam sem qualquer pudor, a fumaça de cigarro nublava o ar, muitas peças de roupa já haviam sido descartadas e os cheiros misturados começavam a se tornar sugestivos demais para os bêbados, diferente de outras pessoas eles não gastavam tempo com brigas, haviam coisas muito mais interessantes a se fazer. Provocações rolavam soltas, o apartamento tinha a iluminação baixa, e mais bebida era distribuída conforme eles se agarravam por aí e depois fingiam que nada havia acontecido, ninguém ligava, eram "vadias" mesmo, vadias livres para beijar e transar com quem estivessem afim; e aquele era o melhor momento para isso.

Infelizmente, o canadense foi retirado de seu nirvana por batidas duras na porta, os outros não pareciam incomodados, mas bem, era a sua porta, então ele se soltou de Xvideos, mordendo uma última vez os lábios avermelhados antes de ir atender o alfa irritado do lado de fora, podia dizer isso apenas pela presença raivosa que ele parecia tentar conter, muito mal por sinal. Respire e sorria Porn, pensou, girando a maçaneta.

─ Bonjour~ - Sorriu o mais carismático possível, se encostando na soleira enquanto deixava a porta bem aberta, deixando claro o que acontecia ali dentro ─ Posso ajudar?
─ Tsc. Vocês estão fazendo muito barulho. - O tom de desgosto deixava claro que ele não queria estar ali falando consigo, mas Hub já estava mais do que acostumado com esse tipo de tratamento vindo de seu "querido" vizinho, que já tinha arruinado seu trabalho -vulgo gravações pornográficas- um número suficiente de vezes para que o site tivesse desistido de fazer isso em casa, e de fazer amizade também(!), até mesmo alguém comunicativo como ele precisava contar até dez com aquele homem que mais parecia uma pedra no quesito socializar. Entretanto, ele ampliou o sorriso, tornando-o debochado e leviano, passando a mão por seu cabelo para tirar alguns fios negros de seu rosto.
─ Oh, really? Eu não percebi, estava um pouco ocupado. - Usou um tom malicioso, vendo o maior desviar o olhar incomodado, os diversos gemidos vindos de dentro do cômodo também ajudavam no contexto, tornando o clima mais desconfortável para o agente.

Ah, FBI sempre se arrependia de ter escolhido morar naquele apartamento, mas nunca tinha tempo de procurar outro lugar, não perderia suas três preciosas horas de sono ou seu café para caçar um imóvel, então só lhe restava reclamar "educadamente" com o vizinho, que fazia questão de lhe provocar o tempo todo, começando pelo fato de ter vindo lhe atender apenas de cueca, exibindo aquele corpo que já tinha sido tocado por tantos e continuava desejável, haviam várias marcas vermelhas e mordidas na pele branca, mas ele não estava sequer excitado, era como se não fosse nada demais para ele, o absurdo mais atraente que FBI já tinha encontrado, o ruivo não entendia a necessidade que esses idiotas desprovidos de senso moral pareciam ter de tirar a roupa, não de graça pelo menos, já que seu passado o lembrava constantemente como era o fazer por dinheiro.

─ ... - Resmungou algo desconexo com nojo escorrendo por seu tom, vendo o moreno rir baixo, pegando uma bebida que foi oferecida por um homem desconhecido.
─ Thanks~ - Hub fez sua melhor expressão cordial, então estendendo o copo de whisky para o alfa. ─ Aceita uma bebida como um pedido de desculpas?

E é claro que FBI negaria, tinha trabalho no dia seguinte, Estados Unidos não lhe daria uma folga sem motivo, não podia perder seu tempo com aquele tipo de pessoa, a escória. Por outro lado, era whisky, e ele não bebia há muito tempo, não faria mal, ou foi o que ele imaginou em um primeiro momento, até que sua mente começou a se tornar cada vez mais turva, o agente não saberia dizer como, mas quando se deu conta já estava dentro do apartamento alheio, na cozinha para ser mais específico, no meio daquela confusão entre a fumaça dos cigarros e a música alta que o deixava um tanto perdido, as mãos apressadas do site exploravam seu corpo e ele se pegou silenciando a boca do moreno com a sua, provando o sabor doce que ele tinha enquanto apertava as coxas macias de forma bruta, sentindo-o prender as pernas ao redor de sua cintura, gemendo abafado conforme seus membros se tocavam através do tecido de suas roupas, enviando arrepios pelo corpo de ambos.

─ Sua última chance de se afastar. – Pornhub sussurrou em seu ouvido assim que o beijo foi encerrado, sua respiração era quente e arrepiava aquela parte sensível do maior, que grunhiu baixo em resposta, sabia que se respondesse adequadamente teria que admitir que estava interessado naquele pequeno pervertido e sua mente ainda se recusava a aceitar isso.
─ Fique quieto. – FBI mandou, voltando a tomar os lábios do canadense para si, sentindo o pequeno sorriso que ele mantinha. Vez ou outra alguém invadia a cozinha, para pegar bebidas ou para saber de onde vinha aquele cheiro tão forte, mas o alfa tentava se focar apenas em seu tesão e na vontade que tinha naquele momento, retirando a única peça de roupa do moreno ao mesmo tempo em que ele abria sua calça.
─ F-Fuck...! - Pornhub praguejou assim que o ósculo foi interrompido, tombando a cabeça enquanto sentia a pele de seu pescoço ser maltratada pelo agente, mordidas e chupões eram deixados em seus pontos sensíveis, fazendo o site estremecer e suspirar, se derretendo sob o toque dominante do ruivo, que agora encaixava dois dedos em sua entrada, estimulando-o a rebolar contra eles, o que o canadense fez com prazer, mordendo o lábio para descontar a vontade que sentia de implorar para ser fodido de uma vez, era realmente raro para ele se sentir tão instigado por alguém, principalmente quando se acostumava a fazer isso por trabalho. Mas não naquele instante, ali Hub sentia calor, desejo, podia sentir a intensidade com a qual era encarado queimar em sua pele, junto às novas marcas que estava recebendo.

FBI por outro lado, admirava a visão excitante que tinha do beta abaixo de si, a forma como ele arranhava sua costas, o encarando com os orbes castanhos nublados de prazer, e de luxúria, aquilo o desarmava de uma forma tão intensa que o fazia querer fugir, mas ao mesmo tempo o prendia mais ao moreno, não só de forma carnal mas também emocional, sentia aquele sentimento de perda que já o perseguia há alguns meses ser substituído por outro, que ele não ousou nomear por enquanto, sentindo o rosto esquentar conforme invadia o canal estreito com seu membro, ofegando ao mesmo tempo em que ouvia os gemidos manhosos do site, que apertou as pernas ao seu redor, forçando seu quadril contra ele de uma vez, acertando seu ponto doce e causando um grunhido deliciado no menor, no mesmo instante o cheiro de pinheiros canadenses se espalhou pela cozinha, embriagando o alfa, que rosnou em resposta, subindo suas mãos para apertar a cintura esguia, estocando sem dó enquanto percebia como o sorriso antes debochado agora era satisfeito.

Beijos molhados eram trocados, e o balcão de mármore da cozinha foi usado como cama, o menor sentia o corpo quente do americano roçar contra o dele, o suor escorria conforme os movimentos se tornavam ainda mais intensos.

─ AH-! M-mais! H-mm. – Porn gemia com uma frequência cada vez maior, seu baixo ventre esquentando conforme ele ficava cada vez mais próximo de seu ápice, o membro em seu interior pulsava, indo mais fundo a cada estocada do ruivo, o som molhado ecoava pela cozinha junto de seus pedidos por mais.

Mas mesmo em meio ao inebriante prazer que sentia, o beta estava muito acostumado a dominar nessas situações e não se deixaria apenas receber tal prazer, por isso assim que teve a oportunidade o moreno trocou as posições, se estivessem em uma cama poderia facilmente cavalgar no alfa, mas não pensou muito sobre, se apoiou no balcão, ficando agora de quatro e com as pernas no chão, se impulsionando para trás ao mesmo tempo em que o ruivo metia dentro de si, era delicioso e os rosnados atrás de si confirmavam que para o alfa também estava sendo bom, este também guiou uma de suas mãos para o pênis do moreno, massageando-o ao mesmo tempo em que se movia, sentindo o cheiro doce se tornar mais forte.

Mais alguns minutos foram o suficiente para que FBI chegasse em seu limite, levando consigo PornHub, que estremeceu com a sensação, mesmo que o outro estivesse usando camisinha.

─ Foi melhor do que eu esperava. – Hub foi o primeiro a falar, arfando pesadamente enquanto ajeitava alguns fio de cabelo atrás de sua orelha. FBI não respondeu, apenas se afastou para retirar a camisinha e jogá-la no lixo, começando a ajeitar suas roupas ─ Deixa eu adivinhar, você é hétero, isso não deveria ter acontecido e você vai fugir e se esconder do fato de que gostou de me comer?

Narrou em um tom sarcástico, vestindo sua cueca e cruzando os braços, recebeu apenas um olhar atravessado do alfa, que continuou em silêncio, fingindo não o ouvir.

─ Achei que agentes da lei tinham mais educação.
─ Você realmente não consegue ficar calado? – Questionou irritado, vendo o outro rir ─ Qual a graça?
─ Nada, nada. – acenou com descaso, ainda rindo baixo ─ Sinto muito por falar dentro da minha casa, deve estar incomodando os vizinhos não é mesmo? Se mais alguém vier reclamar você pode fazer um ménage, aposto que nunca fez isso na sua vidazinha chata.


O ruivo revirou olhos, terminando de abotoar sua camisa.


─ Você tem sorte de não tomar uma multa, ou algo pior, aposto que estão usando substâncias ilícitas aqui. – Ditou, olhando o menor com superioridade.
─ Isso é uma ameaça? Great! Eu também estava louco para te falar que tem câmeras aqui e você vai receber sua gorjeta pela participação no vídeo em breve. – Sorriu de lado, puxando o alfa em choque até a porta, onde o empurrou pro lado de fora ─ Mais uma vez, obrigada, vamos tentar controlar o barulho!
─ Espera-! – A porta foi fechada antes que o agente pudesse reagir, e trancada também, respirou fundo, sentindo sua cabeça começar a doer enquanto voltava para o próprio apartamento, resolveria aquilo em outro momento, precisava dormir ou não seria ninguém em seu trabalho no dia seguinte, se jogou no sofá, já prevendo quão dolorido ficaria, mas não ousaria deitar em sua cama suado como estava e perderia o pouco tempo que tinha se ainda fosse tomar banho.

Fechou os olhos, sua intenção era descansar de imediato, entretanto, sua mente o levou de volta a seu vizinho, seu jeito abusado, o olhar provocativo e o corpo bem feito, e principalmente, aquelas voz sarcástica que podia se tornar incrivelmente manhosa quando ele era tocado tão intimamente.

FBI suspirou, se repreendendo quando notou o pequeno sorriso que ostentava. Revirou-se no sofá, praguejando diversas vezes antes de realmente pegar no sono, ninguém jamais tocaria seu coração como ONU o fizera, ele jamais permitiria isso novamente.

 

Xxx xxX

 

No apartamento ao lado, PornHub se isolou em seu quarto para tomar um banho rápido enquanto a festa ainda acontecia na sala, infelizmente, já havia saído do clima e por isso se deitou na cama, encarando o teto enquanto bagunçava o próprio cabelo distraidamente.

─ Ele te detonou tanto assim? – A voz suave chamou sua atenção e logo os orbes cor de mel miraram no loiro, que sentou na borda da cama sem cerimônias, entregando um cigarro ao amigo.
─ Nem me fale, Sweetie. – Resmungou, tragando lentamente antes de soltar a fumaça, devolveu o cigarro, se sentando para abraçar o ômega ─ Estou todo dolorido e o idiota nem sequer sorriu para mim.
─ Isso é o que te incomoda? – Xvideos se aconchegou no maior, aproveitando o carinho que recebeu ─ Achei que se odiassem.
─ Odeio, ele sempre me atrapalha.
─ E você sempre retribui o incômodo. – O menor revirou os olhos ─ Não se preocupe, você é o melhor nisso, logo ele volta em busca de mais uma noite, alfas são assim.

Porn assentiu sem pensar muito sobre, continuando o carinho de forma mecânica, sua mente estava longe, do outro lado do corredor mais especificamente. Secretamente, desejava não só outra transa sem sentido - mesmo sendo muito boa -, mas sim interagir com aquela porta sem expressão, talvez entender porquê ele não gostava de si mesmo antes de terem aquela implicância.

─ Ugh, você está cheirando a frustração amorosa, eca. – Xvideos comentou subitamente, franzindo o rosto ─ Vamos voltar para festa, você precisa beber mais para esquecer aquele idiota e eu preciso vencer mais algumas partidas.

─ Okay, Darling.


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui! Espero que tenha gostado ^3^

(Postada tbm no Wattpad)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...