História Chance to love - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gay, Romance Gay
Visualizações 33
Palavras 2.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom desculpem a demora, mas era que eu já tinha os capítulos e eu sempre queria mudar alguma coisa ou adicionar. Mas fiquem com capitulo e boa leitura
😘😘

Capítulo 12 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction Chance to love - Capítulo 12 - Capítulo 12

Ian, Ally, Gilly, Matthew, Karol, Cameron e Willian estavam sentados sobre a mesa de jantar, tomando o café da manhã enquanto conversam sobre assuntos banais, até Ally resolveu perguntar algo.

Ally: Então quer dizer que Willian deu uns pegas na Gilly?! — Todos da mesa olharam de Willian para Gilly e vice-versa.

Gilly: ALLISON. — Soltou os talheres e Ally a olhou assustada.

Ally: O quê foi...? Vocês não se pegaram? Não precisa esconder nada de ninguém afinal nós sabíamos que isso iria acontecer.

Gilly: Ally, cala a boca...

Ally: Gilly não precisa ficar…

Matthew: É Ally como sempre você é intrometida, nos assuntos que não são da sua conta!

Ally: Ah é assim, vamos ver mais tarde a sua situação.

Matthew: Meu Deus Ally…

Ally: Não venha com papo, eu tô comendo. —

Ian: Meu Deus, eu vivo num hospício e não sabia.

Willian: Por falar em hospício você tomou seus remédios Ian? — Todos agora prestavam a atenção em Ian que comia como se nada existisse ao seu redor.

Ian: Eu não preciso mais deles Willian…

Willian: Quem disse que não... Sua psicologa disse que você não pode parar com os remédios e…

Ian: Ah Willian não começa estávamos tão felizes.

Ally: É cara vamos nos divertir primeiro depois nos vemos essa história do remédio.

Willian: Tudo bem.

Eles voltaram a comer calados até que passos foram ouvido e Ethan apareceu na porta da sala, devidamente vestido com a camisa já abotoada, mais amarrotada assim como o resto da sua roupa.

Ethan: Bom dia. — Cumprimentou todos a mesa e se sentou ao lado de Ian.

Todos: Bom dia.

Ally: Eu diria boa tarde já que são quase duas da tarde.

Ethan: Ééé, eu bebi muito essa noite.

Cameron: Todos nós vimos afinal, Ian teve que te levar pra cama. — Disse fazendo todos rirem menos Willian que olhava com os olhos semi- cerrados para Ethan.

Willian: Éé por falar nisso, onde você dormiu? — Perguntou e todos pararam olhando para Ethan como se a resposta para a pergunta definiria a vida de Ethan.

Ethan: Ora? Eu dormi num quarto…

Willian: De quem ? — Interrompeu Ethan com um pouco de grosseria na voz.

Ian: No meu Willian... — Disse enquanto levava um pedaço de carne a boca e mastigando sobre o olhar ciumento do irmão.

Willian: Mamãe sabe disso? — Perguntou vendo que Ian nem o olhava para responder.

Ian: Não vejo problema algum, afinal todos os quartos da casa estavam cheios e eu não ficaria carregando Ethan pela casa a procura de um quarto. — Respondeu como se fosse a coisa mais fácil do mundo.

Willian: Mas…

Ally: Willian larga de ser ciumento, eles só dormiram no mesmo quarto, que palhaçada isso… não precisa fazer tempestade em copo d'água.

Katherine: Também acho, afinal isso seria estranho, o Ethan é bem mais velho que o Ian… — Apontou de Ethan pra Ian e fez uma cara estranha.

Ethan: Ei eu tô aqui sabia?!

Ally: Sim, mas deixando isso de lado, podíamos ir em uma boate?

Ian: Qual boate?

Ally: Uma boate nova que abriu essa semana.

Willian: Bebemos ontem e vocês querem sair hoje de novo...

Ian: Ah vamos... — Willian foi ignorado por todos na mesa, que estavam conversando animadamente sobre a ida a boate.

Willian: Sério que vocês vão me ignorar?

Gilly: Willian só cala a boca. — E todos voltaram a comer e conversar sobre a boate.

Ethan e Cameron buzinavam impacientes em seu Kia óptima branco, enquanto Willian e Matthew buzinavam em seu Volvo Prata W360.

Assim que elas, saíram os garotos respiraram aliviados, e elas entraram nos carros. Cameron foi para o assento traseiro enquanto Ian se sentava ao lado do motorista que era Ethan, e Katherine se sentou junto com o namorado. Já Ally e Gilly foram com Willian e Matthew.

Ethan: Vocês estão lindos.

Ian: Obrigado. — Ian vestia uma bermuda jeans preta com uma blusa branca com pequenos alguns Straix, uma blusa de manga longa branca na cintura e ALL star preto. Já Katherine vestia um vestido preto com rendas que ia até acima dos seus joelhos, e era aberto nas costas, e nos pés um salto preto. — Mas da próxima vez exagera menos na buzina, os vizinhos agradecem.

Ethan: Vou considerar seu pedido.

Ian: Acho bom mesmo agora vamos pra essa boate…

Ethan pisou firme no acelerador. Chegaram a uma danceteria com luzes piscando, música alta e parecia bem animada. Chegaram na portaria e Willian foi conversar com o porteiro e este lhes deram passagem.

Ethan chegou perto de Ian e teve que falar em seu ouvido, fazendo o mais novo se arrepiar.

Ethan: O que ele disse? — Nem ligou quando o menor se tremeu inteiro ao ouvir sua voz em seu ouvido.

Ian: O nome do meu pai...

Ethan: E ele nós deixou entrar?

Ian: Claro, meu pai é um dos maiores empresários de Nova York. — Eles passaram pela porta e logo Ian e Ethan começaram a andar pela multidão. — Agora vamos que Ally já deve estar apostando com alguém quem vira mais caipirinha, olhe!

Realmente Ally estava apostando com Matthew e viraram copo atrás de copo.

Ethan: O quê esses dois têm? Digo eles namoram?

Ian: Sim e não...

Ethan: Como assim…?

Ian: Ally e Matthew eles meio que namoram, mas não querem cobrança um do outro, entende eles podem fazer o que quiserem sem ficar pedido permissão um do outro, a não ser que isso envolva ficar com outra pessoa, isso eles não podem fazer.

Ethan: Então é meio que uma relação aberta?

Ian: Sim, mais eles fizeram um trato de que não traíram.

Ethan: Legal… Vem vamos nós sentar em uma mesa. — Disse arrastando Ian pelo meio da multidão, e eles viram que Cameron já havia se sentado em uma, eles foram até lá e se sentaram e logo depois todos já se sentaram na mesa.

Ally: Cara hoje eu quero ficar muito louca.

Cameron: Vai com calma.

Ally: Prometo. Aí Matt vamos dançar essa música. — E saiu arrastando o McConaughey.

Ian: Já vi que vamos ter que deixa la dormir lá em casa, se não ela passa pela porta do Bob denovo.

Ethan: Bob?

Ian: Sim, o Shitzu dela, uma vez ela bebeu e havia esquecido onde colocou a chave de casa e ela achou que estava no carro, nós fomos procurar a chave no carro e quando voltamos, encontra ela com metade do corpo atravessado na entradinha do cachorro. — Disse e então todos da mesa riram.

Ethan: Deus…

Cameron: E ó melhor foi que ela dormiu presa na entradinha.

Ethan: Ah não acredito.

Katherine: Acredito, é foram o Matthew e o Cameron que tiveram que retirar a entrada para que pudessem solta-la.

Ethan: Meu Deus.

FLASH BACK ON.

Todos estavam na porta da casa da Ally, afinal todos dormiram na casa da morena aquele dia, mas a morena sentada a calçada da casa, estava muito bêbada e eles tentavam dialogar com ela, que não conseguia responder uma frase sem rir.

Ally: Ahhhhh gente, eu tô Alucicrazy… tô Alucicrazy… hahahahah. — Ria enquanto todos a olhavam com caras de estranhas sem entender nada.

Matthew: Ally… onde está a chave da casa? — Balançou a morena que estava olhando para o céu viajando nas estrelas.

Ally: Tá dentro da minha bolsa…

Matthew: Cadê a sua bolsa Ally?!

Ally: Ah Juliana ninguém… ninguém sai minha bolsa…

Katherine: Ally!… Deus onde está sua bolsa?… — Se ajoelhou ao lado da morena

Ian: Deve estar dentro de algum dos carros… Matthew e eu vamos olhar no dele e Cameron e a Kathy vão olhar no dele. — Falou andando na direção dos carros enquanto Ally continuava sentada ao chão.

Matthew: Mas e ela? — Apontou pra Ally.

Ian: Deixa ela aí… afinal não vai acontecer nada...

Os quatro foram em direção aos carros enquanto Ally continuava a olhar para os céus viajando, até que ela começou a falar palavras sem sentido e fazer gestos. E então a mesma se levantou e começou a andar na direção da porta da casa dela, parada na porta, ela virou a maçaneta algumas vezes e a porta não se abria, e quando ela foi dar um chute sobre a porta, o pé dela atravessou a porta e a morena ficou sem entender, o que tinha acontecido e então ela chutou mais algumas vezes e a mesma coisa aconteceu. Ela curiosa agachou se segurando na porta e se sentou observando o que era aquilo, até que ela empurrou com a mão e aquilo se abriu mais uma vez, sobre sua mão.

Ally: A portinha do Bob… — E ela viajou mais uma vez reparando na porta. — Será que eu consigo passar… claro que eu consigo se o Bob passa…

Ally colocou os dois braços pra dentro com dificuldade, e então ela foi entrando com o corpo, até que ela sentiu doer e a portinha se tornar pequena ao tentar passar sua bunda. Ally forçou mais algumas vezes, e nada de conseguir passar. Ela balançou algumas vezes tentando voltar pra trás ou ir pra frente até que o sono a atingiu e ela foi dormindo ao poucos.

DO LADO DE FORA.

Ian chegou devagar olhando a cena tentando não rir, afinal sua melhor amiga tinha tido a ideia de que podia passar pela portinha do cachorro, e acabou ficando presa, eles não podiam ver da cintura para cima, mas da cintura para baixo era possível só ver as pernas dela.

Ian: PESSOAL, venham dar uma olha aqui… — E logo os outros três chegaram, e eles não conseguiram parar de rir. Katherine tirou uma foto de lembrança e Ian foi cutucar a amiga pra ver se ela estava acordada, mas nada fazia a garota mexer. — Eu não acredito…

Matthew: Não acredita no que? — Disse chegando perto de Ian.

Ian: Ela dormiu… ela dormiu presa.

Cameron: Tá brincando não é?!

Ian: Não mesmo… ela dormiu presa… —

Matthew: Gente que vergonha alheia. — Disse tampando o rosto e tentando ver pelos dedos a cena. — Vamos tirar ela daí Cameron.

Os dois andaram ate a porta e cada um segurou um lado das pernas dela e tentaram puxar, mas nada do corpo dela se mexer, e então eles tentaram mais uma vez e nada.

Cameron: Ela tá presa! Não vamos conseguir tirar ela dai. — Apontou para ela.

Ian: Podem tentar retirar a portinha?!

Matthew: A portinha não sai.

Gilly: Na verdade sai sim… se vocês tiverem uma chave de fenda, vocês podem desparafusar a portinha e desmonta-la e depois colocarem de volta.

Katherine: Ótima idéia, Matthew e Cameron podem fazer isso.

Matthew: E porque o Ian não pode vir junto? — Apontou para o castanho.

Ian: Unhas e eu não faço trabalhos braçais meu querido! — Afirmou e Matthew respirou fundo antes de sair andando.

Matthew: É muito gay mesmo…

Ian: Já disse que me chamar de gay não é ofensa e sim um elogio. — E Ian e as meninas se sentaram ao chão enquanto, Cameron e Matthew foram até o carro e pegaram a maleta de ferramentas e foram até a porta, para retirarem a presa.

Meia hora depois, eles conseguiram retirar ela da portinha, mas nesse meio tempo Ally não mexeu sequer um fio de cabelo, até parecia que a mesma estava morta. E então eles acharam a bolsa da garota com a chave e eles entraram na casa e acabaram por dormirem por lá mesmo.

FLASH BACK OFF.

Algumas horas depois, somente Ian e Ethan estavam sentados a mesa conversando, Cameron tinha ido com Katherine ao banheiro afinal, ele não era de beber muito. Ian não queria beber e Ethan era quem estava dirigindo. Os dois estavam conversando sobre coisas aleatórias do colégio do mais novo afinal as aulas começariam em uma semana. Ethan tentou várias vezes dar um beijo no menor, mas Ian desviava toda vez e o maior já estava ficando chateado.

Ethan: Vai ficar me evitando até quando?

Ian: Ethan… Você sabe que não podemos, Willian está aqui e…

Ethan: Seus pais ainda não sabem sobre nós e blá…bla… blá…? Você tem medo de que possa acontecer algo? Que seu pai possa fazer algo?

Ian: Meu pai não... Willian... ele é muito instável quando está bêbado, teve uma vez quando eu namorava o Joshua, Willian tentou passar com o carro por cima dele, por causa de um beijo.

Ethan: Então isso é por causa do seu irmão?

Ian: Sim, se ele não estivesse bêbado, até poderíamos pensar na hipótese de eu beijar você, mais ele está muito bêbado e eu não sei o que pode acontecer...

Ethan: Tudo bem, posso me contentar em só te olhar. — Piscou para o castanho que riu batendo no loiro.

Ian: Babaca.

Meia hora depois Willian estava sentado a mesa com a cabeça sobre mesa, quase dormindo e falando palavras que nenhum dos dois na mesa queria prestar atenção. Ian e Ethan estavam em uma conversa quando Willian bateu a mesa interrompendo a conversa.

Willian: Ian… Ianzinho… Meu bonitinho irmão... — Disse soluçando a cada palavra, e ele foi se aproximando de Ian e abraçando o irmão. — Você… tem… mudado… muito… nem… parece… mais… meu… irmão… afinal… você… mudou… muito… por causa… daquele… daquele…

Ian: Willian não é hora disso… — Mais foi interrompido pelo dedo de Willian na sua boca.

Willian: Shiu… deixa… eu… acabar... Eu… te… entendo… agora… — Ele parou um pouco como se tivesse engasgando com algo antes de continuar. — Depois... Que… o Ethan… apareceu... Você… começou… a… Ser… Mais… Sociável… E eu … te... entendo… Vocês… estão… juntos… não… estão…

Ian: Willian, de onde você tirou isso?

Willian: Não… precisa… mentir… eu… vi… os olhares... dele… para… você… e… se… ele… te… faz… Féliz… eu… estou... Bem…

Ian: Willian sério eu acho que talvez essa não seja a melhor hora para isso.

Willian: É… talvez… não... — e ele não terminou a frase, se virando rapidamente e vomitando numa lixeira que ficava em baixo da mesa.

Ian: Ah Willian… — Disse vendo o irmão vomitar. — Eu mereço isso.

Ethan: É é acho que já deu por hoje.

Ian: Também.

É nesse momento todos paravam na porta da casa de Ian. Ally tropeçava nos próprios pés enquanto tentava chegar a porta da mansão, enquanto Matthew estava atrás dela, Katherine estava somente um pouco alterada, Gilly essa era carregada por Cameron e Willian estava sendo carregado por Ian e Ethan. Ian destrancou a porta e logo foi entrando com todas aquelas pessoas. E por incrível que pareça sua mãe já havia previsto que eles chegariam tontos e então ela mandou os empregados espalharem os colchões pela sala para que todos eles deitassem.

Ian chegou Willian em um dos colchões e logo foi subindo sem querer saber de mais nada, e Ethan logo foi subindo atrás. Quando Ian passou pela porta do quarto, Ethan já entrou e fechou a porta atrás deles.

Ian: Posso saber o que faz no meu quarto?

Ethan: Não posso entrar mais aqui? — Disse chegando perto de Ian e laçando a cintura do mais novo.

Ian: Não quando meus pais estão aqui. — Disse fazendo círculos sobre o peito de Ethan.

Ethan: Nos precisamos conversar?!

Ian: Sobre? — Disse se soltando e se sentando a cama para retirar seus sapatos.

Ethan: Quando eu vou poder falar para seus pais que nós namoramos?

Ian: Ethan você não acha que é um pouco cedo?

Ethan: Não, eu não acho.

Ian: Mais eu acho.

Ethan: Ian… eu não entendo, às vezes você fala como se não gostasse de mim.

Ian: Gostar não… eu te amo… mas você trabalha pro meu pai e eu não sei o que ele é capaz de fazer se pensar que nós ficamos juntos todos os meses que eles passaram fora.

Ethan: Eu só acho que não precisamos esconder isso deles. — Disse se sentando na cama e abraçando Ian, mas a porta foi aberta fazendo o casal olhar assustado para ela, vendo uma pessoa parada no batente da porta.

??: Esconder o quê?


Notas Finais


Eai gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...