História Change - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 7
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Reflection


Jimin Pov's

Curiosidade é pouco para esclarecer o estado em que eu estava. Aquele Yoongi me odiava sem motivo aparente, e o profundo desprezo nos olhos dele me deixava curioso. Não sei o que fiz para ele me odiar tanto, mas vou descobrir. A aposta que se dane, vou investigar o que aconteceu, ou não me chamo Park Jimin.

Ouço Namjoon me chamar. Ele estava escorado em uma das pilastras na sala de informática, acenando para mim, então vou até ele.

- Oi Jonnie. Como vai a vida? - Pergunto, dando um toquinho no ombro dele.

- Boa, com toda certeza, deve estar melhor que a sua. - Ele se vira e começa a andar, então o sigo.

- Como assim?

- Taehyung me contou da sua aposta. Acha mesmo que vai conseguir conquistar Yoongi, depois de tudo que fez para ele? - Namjoon foi curto e grosso, e de novo eu não estava entendendo merda nenhuma.

- Como assim " Depois de tudo o que eu fiz"? - Faço aspas com os dedos.

Namjoon revira os olhos.

- Você escolheu esquecer mesmo. Mas Jimin, lembre-se: Não é porque você esqueceu, que deixou de acontecer.


Min Yoongi Pov's

Eu não acredito na má sorte que tenho.

Eu e Hoseok fomos procurar o número dos nossos dormitórios, achamos o quadro grande que ficava com o número dos dormitórios e o nome das pessoas que moram neles.

A dificuldade para achar o meu dormitório estava tão grande, que J-Hope (longa história) achou para mim, dizendo:

- Yonnie... Acho que você não vai gostar de ver o dono do dormitório vizinho.

- Depois do dia de hoje, tô pronto pra tudo. - Digo, tentando cumprir a horrível tarefa de desembolar meus fones de ouvido.

- Tira a atenção desse troço e olha os dormitórios 15a e 15b, desembolo isso em segundos. - Diz o mais novo pegando o fone da minha mão e me forçando a olhar para a tela.

Ai meu Deus, retiro inteiramente o que disse. Não estou pronto para tudo.

Não quando vou ter que dividir a parede com ele.

Estava quase suando frio quando Hobi me tirou de lá para irmos pegar nossas chaves. Ele estava certo, não gostei nem um pouco de saber quem era o dono do dormitório.

Fui andando sem prestar atenção no caminho, apenas pensando. Sabe aquelas promessas de ano novo que você faz achando que vai dar em algo? As minhas não deram em nada.

Quando percebo já estamos na secretaria, com Hoseok pegando as chaves dele e as cópias de Jin e Namjoon, que iriam ficar com a gente. Fico olhando para o mais novo, até que minha barriga começa a implorar por comida. Não tomei café, e agora deu nisso.

Parece que ele ouviu minha barriga roncando, e pegou minha mão, saindo da frente de todos os que passavam por aqui.

Chegamos no refeitório, e eu vi uma pessoa que não aparecia na minha vida faz um bom tempo.

- Suga? É você mesmo? - Jackson diz, se aproximando de mim.

- Claro né! Não tem outra pessoa respondendo por esse apelido aqui. - Digo, dando um abraço na pessoa a minha frente. - E como vai o Mark?

- Ele está bem. O processo de adoção está correndo conforme o planejado. - Ele da um sorriso - E você?

- Uma merda enlatada - Nós três rimos. - O Park ficou quase grudado no meu dormitório. 

De repente, o rosto de Jackson muda. Ele que estava sorridente, ficou sério. 

- Como assim? - A voz do maior fica alterada - O que ele está fazendo aqui?

- Não acha que a gente também queria saber? - Diz o mais novo de todos, até esqueci que Hoseok estava ali.

Todos respiram fundo, inclusive eu. É muita carga de informação para um dia só, descobrir que a pessoa que você mais odeia na vida está perto de você. O único dos meus amigos que não sabe é o Jungkook, mas suspeito que ele já tenha desconfiado de algo. Kookie pode ser o mais novo, porém é um dos mais espertos, e eu espero mesmo não ter que estragar a imagem que ele tem de Jimin, embora seja totalmente diferente da realidade.


Quebra de tempo

Minha mãe é mesmo ótima, arrumou as minhas coisas e as do Hoseok assim que descobriu que teríamos de ficar nos dormitórios, mas essa noite Hope ficou em casa. Nesse momento, estou enrolado na minha coberta quentinha e tentando pegar no sono, quando ouço a porta do dormitório se abrir. 

Primeira coisa a se pensar: É ladrão

Realidade: Jungkook entrando armado de um pijama de coelho.

- Suga Hyung? Sou eu, o Kookie. Só quero conversar. Sei que está sozinho aí, queria fazer umas perguntas.

Me levanto da cama. 

- Que tipo de perguntas?

- Do tipo: O que o Jimin fez para você odiá-lo tanto?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...