1. Spirit Fanfics >
  2. Change up - Soonhoon >
  3. Hug

História Change up - Soonhoon - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Hug


Fanfic / Fanfiction Change up - Soonhoon - Capítulo 16 - Hug

[🍰]          





— Junhui, acorda! — chacoalhou o corpo que estava jogado de qualquer forma sobre o sofá, ouvindo-o resmungar algo em chinês antes de abrir os olhos, soltando um gritinho, cobrindo-os com os braços em seguida. — Por que você está dormindo no meu sofá? É pra isso que existem quartos! 

Sentiu cada junta de seu corpo estalar a medida que espreguiçava-se. A parte ruim de ter um sono pesado é dormir e não fazer ideia de onde se está. Demorou alguns minutos até recobrar a consciência.

— Acabei dormindo enquanto conversava com o Haohao — infelizmente a primeira visão que tivera naquele início de sábado não era a de Minghao dormindo tranquilamente ao seu lado ou abraçado a si.

Com a ajuda dos amigos do namorado, conseguira tempo suficiente para organizar os últimos ajustes da grande noite. Tornara-se péssimo com mentiras, principalmente quando tratava-se do Xu então aquela mãozinha veio em boa hora. Para falar a verdade, fora difícil convencê-los a fazer parte do plano visto que não contara o real motivo. Contara que queria apenas fazer uma surpresa e acabou por não dar muitos detalhes. 

— Onde você está indo? — indagou voltando a realidade, observando a roupa que o moreno usava. 

— Estou indo visitar o Jihoon — sorriu. 

— Sabe que irá acordá-lo, não é? Ainda está cedo — coçou os olhos, tateando o estofado até encontrar o celular, observando que ainda não era sequer sete da manhã. 

— Eu sei, mas estou com saudades. E assim poderemos aproveitar um pouco mais do dia — deu de ombros. 

Dias que tornaram-se semanas em que não podia sequer abraçar o Lee. Esteve bastante ocupado com assuntos da academia que lhe esgotavam no fim do dia, desejando nada além da sua cama. É claro que a presença de Jihoon melhoraria tudo pois apenas as mensagens que trocavam diariamente, deixava-lhe feliz. 

— Bom, eu já vou indo. Brian deve chegar a qualquer momento então se precisar de alguma ajuda pode falar com ele. 

Jun concordou, seguindo-o com o olhar até que a porta estivesse fechada. 

— Eu só queria um beijinho de bom dia seu — murmurou, encarando a tela de bloqueio em que havia uma foto de Minghao sorrindo. Os olhinhos transformando-se em dois traços e as ruguinhas que tanto adorava ficando bastante visíveis.



x



— Não acredito nisso! — Jihoon resmungou, virando-se para o lado oposto e tentando dormir novamente, falhando mais uma vez com o toque insistente em sua campainha. 

Arrastou-se por todos os cômodos ainda escuros devido as cortinas fechadas, rosnando com o som estridente ensurdecendo-o. Estava pronto para insultar quem estivesse do outro lado, surpreendendo-se ao ver Soonyoung sorrindo-lhe. 

Demorou alguns segundos para assimilar a presença do mais velho, seu coração dando cambalhotas dentro do peito. 

— Ji! — os braços alheios rodearam seu corpo, não tardando a retribuir aquele contato, roçando a bochecha em seu peito, ouvindo seu âmago em festa o que causou-lhe uma sensação de conforto, acompanhada de um sorriso. 

Estava com saudade — murmurou para si mas que fora o suficiente para que o outro lhe ouvisse também. 

— Eu também estava com saudade de você — Soonyoung afastou-se, observando seu rostinho com as bochechinhas coradas. — Como consegue ser tão fofo? — indagou roçando seus lábios. 

O Lee não esperou muito para dar um fim naquele breve espaço, inicialmente de uma forma desajeitada. Ainda estava levemente sobre o efeito do sono. 

— Vamos sair? — manhou ainda selando os lábios alheios. — O dia está lindo. 

— Hum... — suspirou, concordando enquanto puxava-o para dentro de sua casa ainda com os braços ao redor de seus ombros. 

Em questão de minutos, já estava terminando de vestir-se de forma confortável com um pequeno sorriso no rosto. A presença de Soonyoung fez esquecê-lo de todos os dias em que estiveram afastados. 

Durante todo o caminho, fizera um grande suspense em relação para onde estariam indo, porém Jihoon notara que o mais velho era previsível algumas vezes, tendo uma pequena ideia do que iriam fazer durante aquela manhã. 

E não fora uma grande surpresa quando o carro estacionou próximo a uma parque, onde algumas pessoas caminhavam tranquilamente e outras apenas aproveitavam dos raios solares. Mas a verdadeira surpresa foi vê-lo correr para retirar uma enorme cesta do porta malas.

Estendeu a mão para ajudá-lo porém Soonyoung mudou o objeto de lado, entrelaçando seus dedos nos do menor, que sentiu seu rosto esquentar não incomodando-se tanto em caminhar com o moreno daquela forma. Preferia a discrição, evitando chamar atenção demasiadamente mesmo que isso fosse algo praticamente impossível quando se estava ao lado de Kwon Soonyoung. 

Ao encontrar uma sombra vazia embaixo de uma cerejeira, resolveram acampar. Retirou uma toalha num tom azul, estendendo-a com a ajuda do menor e então acomodou-se apoiado sobre o tronco, puxando o corpo alheio consigo. 

— Bom, eu não sei cozinhar como você mas tenho certeza que está tudo maravilhoso — comentou com um ar de superioridade, arrancando uma risada do outro. 

Seus olhos caíram sobre um pote que abrigava um bolo recheado que por sinal estava com uma cara ótima. Retirou um pedaço, deliciando-se com todo aquele chocolate. 

— E então? — notou que o outro lhe encarava em espectativa. 

— Hum... Está meio seco — resmungou com uma careta. 

Uma expressão desapontada tomou conta do rosto alheio, um biquinho enorme em seus lábios que Jihoon fez questão de beijá-los. 

— É brincadeira meu amor, está delicioso. 

Soonyoung paralisou por alguns segundos, repassando em sua mente se realmente era aquilo que havia escutado. Limpou o canto da boca do menor, selando o local. 

— Repete — pediu de forma manhosa, roçando o nariz contra sua bochecha. 

— Repetir o que? — indagou confuso, até perceber sobre o que o outro estava falando. 

Seu rostinho inteiro ganhou um tom rubro, o mais velho morrendo de amores com aquela cena resolveu não insistir ao perceber que o Lee não iria dizer-lo novamente.   

O dia seguiu-se daquela forma. 

Caminharam, beijaram-se, abraçaram-se, completo oposto do que estavam costumados a fazer e Jihoon assumia ter sido cansativo mas no final valera a pena. 

Naquela noite, cozinharam juntos e mais uma vez o Lee dormira abraçadinho consigo. Ainda era cedo para isso mas já existia uma parte do guarda roupas do menor especialmente reservada para as roupas do outro, especificamente as camisetas que pegava para si, era reconfortante ter o cheiro do mais velho em si. 

Exatamente como a parte em seu coração onde abrigava o sorriso de Soonyoung, bem como o seu ser por inteiro.



Notas Finais


Boiolice


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...