História Channie, eu quero carinho - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekhyun Uke, Baekyeol, Bottom!baek, Chanbaek, Chanyeol Seme, Top!yeol
Visualizações 559
Palavras 2.224
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá lindas, lindos e lindes... Pra quem não me conhece eu sou a Nana (aka Markando) e trago a minha provável aposentadoria como ficwriter... Digo "provável" pq ultimamente tô passando por uns problemas (que desconfio ter afetado a minha criatividade) e ultimamente não tenho ideias de como terminar uma fanfic, mas ainda tenho esperanças de continuar a escrever pq tenho inúmeros projetos interessantes e inacabados.

Como disse, minha criatividade foi abalada e por isso não tinha fanfic nova por aqui além de que só consegui terminar essa One Shot, a qualidade da minha escrita também decaiu por isso não estou 100% satisfeita.

Mas desejo uma boa leitura e até as notas finais.♡

Capítulo 1 - Capítulo único







Baekhyun estava frustrado com as notas da faculdade e todo o bolo de confusões que recentemente se apossara da sua vida, agradecia por ter feito todos os trabalhos do último ano do curso, entretanto faltavam as malditas provas... As piores de sua vida na verdade, eram tantos assuntos que já tinha quase duas semanas sem ver o namorado.


Sorriu ao ver uma foto em sua escrivaninha onde ambos sorriam enquanto faziam poses esquisitas, Chanyeol era esquisito... E Baekhyun muito mais.


Ele queria estar nos braços de seu bolinho de novo e por isso não mediu esforços ao calçar o típico all-star velho e um moletom mais grosso, correu em direção a porta do apartamento gritando para a mãe que iria pra casa do namorado fazendo a mulher lhe parar alguns minutos para que levasse um pouco de comida -uma sacola enorme- para o rapaz, alegando que ele estava bastante magrinho.


Entrou no elevador enquanto colocava o capuz por ter saído com os cabelos apontando para todos os lados, saiu do prédio suspirando feliz já que o prédio era próximo, o condomínio ao lado do seu mais especificamente.


O porteiro que trabalhava ali apenas lhe lançou um sorriso perguntando como estava, Baekhyun tinha criado uma amizade estranha com o homem de meia idade já que ambos tinham um grande gosto por música.

Foi em direção ao sétimo andar e bateu no apartamento de número 021 e sorrindo ao escutar um grito pedindo para que esperasse um pouco, e ele esperou se divertindo com os resmungos do namorado seguidos de um barulho de panelas caindo.


Cansado de esperar colocou a sacola pesada no chão e digitou a senha que conhecia, teria que desistir parcialmente da sua surpresa.


Entrou devagar no apartamento indo primeiro na cozinha enquanto deixava a sacola na grande mesa e seguia para o quarto, encostou no batente da porta vendo o corpo esbelto do namorado lutar com a calça de moletom que tentava vestir de um jeito apressado.


- Você não consegue trabalhar sobre pressão - gargalhou quando viu os olhos duplicarem de tamanho se voltarem para si.


- AHHHHHHHHH -como esperado o maior colocou a mão no peito deixando a calça cair e olhando raivoso pro menor- QUER ME MATAR DE SUSTO MOLEQUE?


Ah...aquela doce mania de Chanyeol ao ressaltar a diferença de 4 anos deles - Baekhyun tinha 22 anos enquanto Chanyeol tinha 26- revirou os olhos e caminhou apressado pulando nos braços do maior e rodeando a cintura do mesmo com as pernas.


Baekhyun distribuía beijinhos tímidos no rosto do maior que ainda irritado passava os braços por baixo do bumbum do mais novo e caminhava até a cozinha deixando a calça para trás... Baekhyun já tinha o visto sem nada mesmo.


Chanyeol sempre fazia Baekhyun corar e ter aquele ataque súbito de timidez mesmo que já namorassem há quatro anos, o jeitinho sedutor e a voz grossa do rapaz lhe trazia o famoso "frio na barriga".


- Você não vai me beijar? - perguntou quando Chanyeol o deixou sobre o balcão e voltou a mexer na panela sobre o fogão - Eu to com saudade, Chan.


Chanyeol apenas lhe deu um beijinho na bochecha voltando ao que fazia antes e então Baekhyun percebeu que ele estava chateado, e até mesmo o entendia já que se falavam pouco por telefone mas poxa, foi uma correria atrás da outra.


- Chaaaannie, não fica chateado - falou dengoso tentando amolecer o coração de pedra do mais velho.


- Você nem mesmo falava comigo direito, achei que tinha me esquecido - falou sério sem olhar para o baixinho que estava grudado em suas costas - Pode voltar para o que estava fazendo.


- Yaaah não faz assim -virou o maior para si ficando na ponta dos pés e olhando sério para ele enquanto deixava um selar mais demorado sobre os lábios cheinhos- Eu nunca vou te esquecer -sem perceber seus olhos brilharam, ele estava sensível poxa...


- Eu sei tá? Só queria me fazer de difícil - e então o sorriso que o menor tanto ansiou durante aquelas semanas surgiu naquele rosto- Pensei que teria que esperar mais uma semana pra ver você -resmungou enquanto empurrava o menor de volta para o balcão e ficava entre as penas dele, Baekhyun tinha os braços em volta do seu pescoço.


- Na verdade ia sim, mas eu tava morrendo de saudade do hyung -riu quando Chanyeol tomou seus lábios com um desespero, estavam ambos necessitados em sentir o sabor dos lábios um do outro.


Depois de mais alguns -muitos- beijos, Chanyeol voltou ao fogão mexendo o que descobriu ser uma calda para o bolo gelado que comeriam mais tarde, Baekhyun tentava a concentrar na voz do namorando evitando olhar muito para a bunda marcada pela cueca boxer que usava, e tentou mais ainda quanto o namorado virou para frente exibindo uma elevação bem delineada entre as pernas.


Baekhyun não era um tarado ou coisa do tipo mas poxa, estava há um tempo sem um contato mais íntimo e Chanyeol o despertava o lado mais luxurioso, corou quando o namorado soltou um risinho... Ele havia percebido, "filho da mãe observador do caralho" pensou porém qualquer um podia perceber o que ele estava fazendo, ou melhor, olhando.


Seguiu o maior até o sofá e o viu recostar ali lhe chamando para deitar entre suas pernas e o menor foi todo alegre, arrancando o moletom e ficando somente com a blusa fina do pijama que usava antes de tomar a decisão de ir ver o namorado.


Eles trocavam beijinhos e contavam sobre as novidades um do outro, Chanyeol gargalhava alto enquanto via o baixinho lhe bater e olhar indignado ao saber que tinha uma mulher dando em cima do seu bolinho.


- Eu vou dar na cara dela e para de rir seu otário... Vou pra casa que é melhor - resmungou mas antes que colocasse o outro pé no chão foi puxado pelos pulsos o que acabou resultando nele no colo do maior - M-me solta.


- Hey... Você sabe que ela não tem chances, né? - Chanyeol agora segurava sua cintura enquanto encarava seus olhos de uma forma séria.


- Moleque, eu sou louco por ti - Chanyeol falou beijando as bochechas coradas do mais novo e rindo baixinho ao sentir ele se afundar em seu pescoço - Você não sabe o quando sofri por você longe de mim essas semanas, então nunca duvide do meu amor por você.


Baekhyun então levantou o rosto lhe olhando surpreso, o maior nunca fora de falar esses tipos de coisa, seus olhos brilharam novamente deixando algumas lágrimas escaparem e assustando o maior, que lhe olhava sem entender.


- Bae, não chora por favor -limpava as lágrimas do baixinho com os olhos arregalados- E-eu falei algo errado?


- Isso foi tão lindo, hyung -pulou no colo do mais velho enquanto o beijava várias vezes- Eu. Também. Te. Amo -falou cada palavra enquanto dava selares lentos no mais velho que mantia um sorriso no rosto.


E sem perceber a mão do mais velho deslizaram lentamente por dentro da camisa branca fina, a cintura era apertada com precisão fazendo o menor rebolar em cima de seu membro, o beijo também ficava mais intenso.


Baekhyun puxava o lábio inferior do maior que gemia baixinho em deleite e apertava mais ainda sua cintura e suas coxas cobertas por uma bermuda jeans um tanto apertada.


- Baek...ah... -os estalos se tornavam mais frequentes já que precisavam respirar porém não queriam ficar longe um da boca do outro, tamanho desejo.


- Hum? -respondeu jogando a vergonha para algum canto da sala, assim como fez com a camisa que vestia.


- Quarto?


- Quarto.


E Chanyeol o puxou pelo braço, colando os corpos quando estavam em pé e andando as cegas até o quarto, se debateram nas paredes até por fim entrar no quarto, e em questão de segundos Baekhyun estava abaixo de Chanyeol somente de cueca já que o namorado havia arrancado a bermuda de seu corpo enquanto andavam.


Chanyeol era quente e ao mesmo tempo doce, ele tinha total controle do seu corpo enquanto distribuía chupões em seu pescoço e movia o corpo numa falsa penetração. Baekhyun sempre foi sensível a toques mais extremos e com Chanyeol as sensações triplicavam, só com o atrito dos membros cobertos pela cueca fazia com que ele quisesse gritar para toda a vizinhança dizendo o quanto seu namorado era bom naquilo.


Seu cabelo estava todo bagunçado sobre o travesseiro cheiroso do maior, o abdômen estava suado e o tinha certeza que o pescoço estava todo vermelho bem como os lábios. Chanyeol não estava muito diferente de si, seu cabelo castanho apontava para todos os lados e a boquinha vermelha estava muito ocupada em marcar todo o pescoço e clavícula do mais novo.


- Channie...hum...v-vai logo, por favor -pediu ao sentir que logo iria gozar.


- Você é apressado, hein? -riu soprado o que causou um arrepio no baixinho.


- Por favorzinho -mesmo que estivesse muito bom o menor apertou as pernas em volta da cintura do maior e lhe olhou tímido- Hyung!


- Porra você sabe que eu não resisto quando me chama assim, bebê -Chanyeol resmugou enquanto levantava para buscar a camisinha e o lubrificante que comprara com o menor morrendo de vergonha se escondendo em suas costas.


Voltou para a cama com um sorriso grande ao ver o menor lhe olhar desejoso e com as bochechas coradas, a cueca branca um pouco transparente por conta do pré-gozo.


Ajoelhou entre as pernas do Byun e começou a puxar a cueca do mesmo, assim que viu o falo rijo pular para fora abriu um sorriso malicioso, acariciando rapidamente e arrancando alguns gemidos baixos do mais novo entretanto Chanyeol tinha que cumprir com o pedido do seu menino e por isso abaixou a cabeça abrindo mais as pernas no Byun e rodeando a entrada rosada com a língua enquanto inseria um dedo.


Depois que achou ser o suficiente para a penetração sem que machucasse muito o namorado, ele vestiu a camisinha e espalhou o lubrificante pelo pênis coberto.


Virou o menor distribuindo beijinhos por toda as costas, pediu que ele levantasse um pouco a perna para então facilitar a penetração.


E quando estava com o membro todo dentro do menor esperou que ele se acostumasse, acariciou os fios num pedido mudo de calma e depois de alguns minutos o menor afirmou que poderia começar a se movimentar.


Chanyeol ia devagar ainda com medo de machucar seu pequeno, ele era tão apertado e o fazia quase perder a sanidade entretanto era Baekhyun ali, seu Baekkie e mesmo com o tanto de experiências que teve antes do relacionamento aquele fora o único que conseguia despertar seu lado extremamente protetor... Sem dúvidas ele amava aquele homem.


Mas quando Baekhyun ficou de quatro na cama o pedindo entre gemidos e gritos para que fosse mais forte, ele não se segurou e só se concentrou no prazer em que lhes era proporcionado.


- CHAN...AI...DE NOVO - Baekhyun tinha os olhos espremidos enquanto a cabeça girava por conta do prazer, seus olhos estavam cheios de lágrimas a medida que Chanyeol acertava seu ponto mais sensível incontáveis vezes.


- Bebê, senta no meu colo - Chanyeol pediu carinhosamente enquando ajeitava os travesseiros na cabeceira da cama, Baekhyun resmungou ao sentir o interior vazio mas logo o sentiu preenchido novamente ao sentar com tudo no pênis grosso do namorado. - Você rebola...hum... tão bem.


E Baekhyun não se fez de rogado ao puxar as mãos do maior até sua bunda o fazendo apertar a carne firme, e foi em direção ao pescoço dele afinal, também traria uma dor de cabeça a mais ao maior para que ele cobrisse as marcas roxas.


O quarto estava quente, diferente da temperatura do lado de fora que fazia bater os dentes, a cama rangia enquanto Baekhyun descia no membro de Chanyeol e o mesmo empurrava a pélvis para cima, os gritos dos dois se mesclavam e tornavam um só, muitas vezes o beijo também abafava os sons despudorados.


E em mais alguns movimentos Baekhyun gozou apoiando o corpo nos ombros de Chanyeol, esse que liberou seu sêmen na camisinha segundos depois mordendo com um pouco de força o ombro do menor.


O puxou minutos depois para um banho rápido quando as respirações estavam mais controladas, Chanyeol pegou uma cueca do menor que ficava ali e puxou um pijama seu só por gostar de ver o menor com suas roupas enormes, Chanyeol prefiriu por somente uma cueca e uma camisa.


- Eu preciso ir hyung -Baekhyun falou sem realmente querer ir, aconchegando-se mais no corpo no namorado.


- Tá muito frio lá fora, bebê - Chanyeol também o apertou não querendo que ele fosse embora.


- Mas amanhã tem faculdade -remungou choroso escutando em seguida o riso abafado do maior já que ele distribuía selares em sua cabeça.


- Eu te levo amanhã, amor- riu abonado ao ver os olhos do menor brilharem novamente junto ao sorriso largo no rosto por conta da forma como foi chamado.


- Então Channie, eu quero carinho... e pela noite toda - sorriu fofamente apertando o tronco quentinho do maior.





                          Fim?






- Baekkie? -sussurou baixinho para o menor que cochilava em seus braços.


- Oi bolinho? - falou preguiçosamente.


- Eu tenho um presente para te dar... sabe, por você ter se formado - riu quando o pequeno sentiu rapidamente na cama.


- O que? Hein? Mostra logo, amor - fez aegyo para o maior que revirou os olhos e pegou um envelope lhe entregando logo em seguida. - Chanyeol?


- Só abre -sorriu.


- NÃO ACREDITO PARK CHANYEOL EU VOU TE BEIJAR ATÉ A SUA BOCA CAIR MEU BOLINHOOOO.



                         Fim!





Notas Finais


Surpresos por a louca por BaekYeol ter feito uma fic que o Baek é uke? Também estou pq só tinha Expresso Reencarnação... Mas aqui estamos.

Espero que tenha gostado.

E até uma próxima...



Meu twitter ----> https://twitter.com/imxxyng?s=09


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...