1. Spirit Fanfics >
  2. Chantagem >
  3. Testando um tubarao

História Chantagem - Capítulo 38


Escrita por:


Capítulo 38 - Testando um tubarao


Mau tenho visto Itachi, ele está sendo monopolizado pela mãe e a tal Hanna, e mesmo me sentindo confusa, o tempo não para e estamos a apenas um mês do meu estágio acabar.

O evento que devo ir hoje como secretária será no mínimo maçante, vendo que a acompanhante de Itachi e Hanna, Sasuke tem estado ausente, e pelo menos com ele eu posso ficar despreocupada.

Estava prestes a entrar no salão quando alguém me enlaçou a cintura e me guiou de forma calma, o encarei confusa, afinal ele claramente era um Uchiha, já devo que o visto antes, mas o que diabos tinha a ver com ele achar que podia me tocar?

- pode me soltar por favor?- desafiei e ele sorriu animado.

- então Itachi conseguiu a conquista lá?- desafiou sorridente.

- ninguém me conquistou, mas não quero passar uma imagem a ninguém aqui com você me acompanhando- insisti.

- não seja tão arisca, eu a conheço lembra?- insistiu relaxado.

- não.

- ok, muito prazer, eu sou Shisui Uchiha, primo de Itachi e Sasuke e já fomos apresentados antes.

- ok, agora se afaste.

- é perde a diversão que será ter Itachi pronto pra me chicotear? Não, vamos continuar assim, será divertido.

E realmente ele foi agradável, um raro espécime de Uchiha com humor e educação legítima.

E com Óbito e Rin nos fazendo companhia acabou transformando uma noite que eu esperava ser decepcionante e agradável, muito divertida na verdade.

- então me conta, ele conseguiu te enlaçar tanto quanto está parecendo?- desafiou Rin enquanto eu olhava ao redor.

- um pouco, mas logo esse enlace terá que quebrar.

- porque?- se confundiu.

- não sei, talvez a loira de olhos azuis que logo estará usando seu anel de noivado- desafiei a chocando, ela olhou ao redor frenética querendo vê -los, e rosnou indignada quando os viu um pouco a frente em uma roda de empresarios

- espero que ele seja tão inteligente quanto dizem que é- murmurou chateada e eu apenas ri de sua loucura.

- não é novela, e vida real, desculpe- a consolei e ele fez bico de braços cruzados.

Um pouco depois acabei dançando com Shisui, relaxadamente e sorrindo.

- você dança bem- elogiei impressionada.

- você se impressiona fácil, não é atoa que ele conseguiu conquista-la- ri alto de sua loucura.

- você e Rin são ilarios- acusei.

- estou muito sério, se não fosse o fato de ser Itachi a conquista lá, e eu saber o quão implacável ele é quando quer algo, eu me arriscaria a conquista lá pra mim.

-me sinto lisonjeada, mas não acho que seja pra tanto.

- então faremos assim, se daqui a um ano você não estiver com ele, eu e você os daremos uma chance, independente de onde moramos ou como estivermos, só nos daremos uma chance.

- realmente há algo errado com vocês Uchihas, mas se está tão determinado eu concordo, e uma pena você se compromete apenas por orgulho, mas enfim e uma escolha sua, e estamos acordados, daqui a um ano, se estivermos solteiros, ficaremos juntos.

Sua resposta foi me abraçar e dar um rápido beijo em minha testa.

Mais tarde quando estávamos no estacionamento, ele me abraçou carinhoso.

- foi divertido- comentou e eu aproveitei o momento pra guarda seu cheiro de madeira e alguma planta- o que foi? Está triste de se despedir?- desafiou relaxado, sorrimos, mas antes que eu pudesse responder alguém o fez por mim.

- estou me perguntando a mesma coisa- rosnou Itachi, totalmente irritado.

- oh pai, com certeza e a agua- murmurei cansada- me faça o favor de aparecer amanhã no escritório preciso de suas assinaturas- rosnei.

- vá pro meu apartamento a encontro la-ordenou pronto pra voltar a entrar.

- dispenso- retruquei já entrando no táxi e indo pro meu lugar favorito o restaurante mexicano com as melhores tortilhas da cidade.

Não demorou a ele entrar e eu revirei os olhos enquanto foquei a garçonete.

- uma coca cola por favor- ela concordou.

- vamos pra casa- ordenou e bufei indignada.

- não moramos juntos, sinta se a vontade pra ir pra sua.

- se quer dar um show, o faça em minha casa, você sabe que um homem na minha reputação não pode se expor assim Sakura.

- não estou o obrigando a estar aqui Itachi, como eu disse, sinta se a vontade pra ir embora.

- ok, você quer uma cena ,pôs bem, já deveria saber que não ligo pra qual limites eu ultrapasso quando quero algo. Você virar comigo sem que seja arrastada pelos cabelos.

- por mais interessante que seja velo se expor assim, dispenso, tudo que eu quero e comer- bufei e peguei minha coca cola.

- chame o gerente-ordenou a menina que me trouxe o refrigerante.

O gerente veio rápido e pareceu suar de nervoso.

- quero tudo do cardápio em 5 min- instruiu e eu vi o lugar quase explodir dos funcionários correndo.

- pelo visto você também está com fome- comentei tranquila.

- quando chegarmos em casa a mostrarei o quão faminto estou- rosnou e a menina que passava engasgou chocada.

O pedido foi entregue em tempo recorde, e eu fui arrastada com ele.

Durante todo o caminho ficamos calados, minha fome foi diminuindo e uma sentindo incômodo foi me consumindo, sorrateiro e perigoso, e nada agradável, enquanto subimos no elevador tudo que eu me sentia era usada


Notas Finais


Espero que tenham gostado, próximo cap domingo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...