1. Spirit Fanfics >
  2. Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau (YAOI) >
  3. Todos os homens são pervertidos

História Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau (YAOI) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Treta kk vamos la; lembrando:
"Reverência": em pé, mão no peito.
Reverência*: apioado em um joelho, mão no peito.
Bocchan: jovem mestre/amo

Capítulo 9 - Todos os homens são pervertidos


Fanfic / Fanfiction Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau (YAOI) - Capítulo 9 - Todos os homens são pervertidos

Ciel on

Me separei um pouco de Sebastian para ver quem tinha nos interrompido, era um homem alto, branco, cabelos prateados e curtos , na altura do queixo, usava um terno branco refinado e um lenço azul como gravata no meio.

??? - pode me permitir essa dança? Ele faz uma reverencia estendendo a mão a mim.

Sebastian - Com prazer. Ele põe a mão no meu ombro e me empurra para perto do homem.

Olho com cara feia pra ele. Não queria estar ali, nem dançar ou usar essa droga de vestido. O pervertido apenas sorria maliciosamente.

O mesmo me pega pela cintura e puxa para perto do mesmo.

Sebastian - Se me dão licença, tenho alguns assuntos a resolver. Ele chega perto do meu ouvido. - Divirta-se. Sinti ele tocar minha virilha com algo macio. Depois ele sai...

... me deixa lá... com ele

Desgraçado.

??? - Vamos?. Ele me olha de cima a baixo.

A unica coisa que eu sentia naquele momento era nojo.

- Sim claro.

Começamos a rodar por todo o salão devagar, cada vez mais ele tentava se aproximar de mim, mas eu hesitava como podia. Ja estava enjoado de tanto girar, a primeira vez que me senti assim foi quando aquele cara chegou no hospital.

??? - Posso saber seu nome? Ele me fita.

- Querendo saber tudo sobre mim o quanto pode? Meu senhor, não é assim que aborda uma mulher. Primeiro eu devo perguntar, demonstre respeito e seja cavalheiro.

Que vontade de vômitar.

Nos paramos no meio de todo mundo.

??? - Que erro grave eu cometi, peço desculpas minha dama. Ele beija minha mão. - Me chamo Ash.

- Assim é bem melhor. Estou me segurando pra não socar ele com todas as minhas forças. 

Não sou louco de revelar meu nome, preciso inventar um e rápido. 

- Sou Elizabeth.

- Ora, que agradável soa seu nome, minha querida Lizzi. - Queira me acompanhar para um lugar especial, sei que será de seu agrado.

- Como pode ter certeza disso? Dou um sorriso leve. - E se eu não gostar? Afinal, não sou igual a todas que provavelmente se encantaram com sua lábia.

- Então podemos dizer que será... inesqueçivel. Ele sorri de canto.

- Veremos. Ele me guia para fora da mansão.

Fomos para o jardim da frente, estava tudo bonito como de costume. De repente tudo ficou preto, me senti sendo arrastado para trás, amarrado os braços e posto no porta-malas.

Uma hora depois...

Acordo sentindo ser transportado no porta-malas, sem poder me mexer ou falar, o local era muito pequeno, mas escuto vozes um pouco abafadas por causas das coisas ao redor de mim. 

??? - Então, quanto vale essa criança pra ter sido tão desejada pelo próprio chefe ?

??? 2 - Não sei, mas devo ter uma ideia do que ela pode fazer para satisfazer os desejos dele.

O que eles queriam dizer com isso? Valor da criança? Como assim "satisfazer"? Para onde estão me levando? Por enquanto só posso esperar e ver o que vai acontecer.

Ouço o carro começar a desacelerar até parar.

??? - Senha por gentileza?

??? - Undertaker

O carro se move novamente mas em seguida para e escuto o compartimento ser aberto.

??? - Ei! Acorda, estamos atrasados.

Eles puxam e me põe de pé, mas eu cai sentado.

??? 2 - Se levante sua inútil ! (Ele tira a venda de mim).

Tudo estava dormente, estava tão apertado que minhas pernas adormeceram. Precisava de tempo para pensar em algo. Vejamos, estava trajando aquele vestido horrível, bom sinal, não estava nu, mas logo depois algo me tirou da minha cabeça.

??? - Leve ela de uma vez cara.

??? 2- Por que eu? Tive todo o trabalho de pegar, leve você.

Ele entram em uma discussão de quem iria me carregar e levar o "crédito", mas decidi poupa-los do trabalho.

- Não preciso que me carreguem, lixos como voces não encostariam um dedo em mim. (Fecho a cara e tento me levantar, mas minhas pernas começam a tremer e caio de novo). 

Droga. Não consigo nem levantar, quem dirá escapar daquele lugar, mas ainda tenho que manter o personagem, já que eles acham que sou uma garota.

??? 2- O que disse vadia? (Ele levanta a mão para um tapa, mas é segurado)

??? - Calma ai cara, dissemos ao chefe que a trariamos em perfeito estado. (Ele larga o outro cara). - Se você prefere assim princesa, pode ir andando.

Nojento. Que ância de vômito. Homens são todos assim? Asquerosos, retardados e pervertidos? 

Levanto-me devagar e retomo a andar, depois de um tempo chego em uma casa relativamente grande, não muito, marrom com portas e janelas bege. Andentro nela, dou de cara com uma escadaria em cada canto e logo depois sou empurrado para cair de frente.

??? - Enquanto o chefe não aparece, nós iremos nos divertir um pouco.

- O que ? Mas é todo aquele papo de eu aparecer "perfeita"?

??? 2- Perfeita por fora, agora por dentro...

Ouço o som de zíper abrindo.

- Não desta vez... ( Me levanto e começo a correr e me escondo no primeiro cômodo que vi).

??? - Moçinhaaaaaa... vamos apareça... quero te dar um pirulito grande e doce...

??? 2- Ei garotinha... não escute ele... venha comigo... vamos brincar... eu sei que você vai me implorar por mais...

Um plano. Preciso de um plano. O que fazer ? O que fazer ? Estoou em uma casa desconhecida com dois malucos tarados me caçando. Nada bom, estou sem ideias...

- Mas o... (Uma mão tapa minha boca, eu arregalo os olhos e olho pro lado direito)

???- achei você...

Sou pressionado contra a parede. Isso é ruim, mas é bom, preciso de tempo para me desamarrar e tirar meu tapa-olho. Ja que tinha ficado com aquele olho estranho, talvez dê para assustar esse cara.

??? - vamos começar ok? 

Ele desce a mão pelo meu corpo até chegar no meio da coxa e para.

Te peguei...

??? - Mas que merda é essa?

- Por que parou? Estava começando a gostar... (Sorrio maliciosamente com a cabeça baixa).

Ele se afasta. Eu caio, mas me levanto rapidamente e consigo me soltar.

??? - A-a-a... e-eu...

- O que foi? Esta... com medo? (Dou uma risada fraca). - Eu não sou mais do seu agrado? (Falo com voz feminina, porém assustadora) - Que tal me deixar provar esse seu pirulito grande e doce...

???- Tsc, v-você é um homem! 

- Supreso? Nem deve ter notado não é?

Nos olhamos por um tempo, até que algo corta o silêncio.

??? 2- Ei cara onde você esta? O chefe ja chegou!

Sorrio de canto.

??? - Merda... ESTOU AQUI! (Ele me olha com cara de nojo) cuido desse problema depois, vamos andando, não vai querer deixar o chefe esperando.

- Eu preciso mesmo? (Faço uma voz fofa e delicada) - Estou tão cansada. (Ergo meus braços em sua direção).

Ele me lança um olhar 43.

???- Ok...

Ele me pega como uma noiva e me carregou até aquela escadaria novamente. Chegando lá sou praticamente lançado ao chão.

- Ai, que rude! (Coço a cabeça) - Não é assim que se trata uma mulher sabia.

???- Se você fosse uma... (Ele sussurra).

??? 3- Ah essa voz eu reconheceria de qualquer lugar.

- Eu ja suspeitava de você...















Notas Finais


Primeira fic de 2020
Foi mal nao ter postado nada estava tendo uma vida ;) brinks
Aproveitem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...