História Charmolupe - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM)
Tags Bts, Namjoon, Rap Monster
Visualizações 7
Palavras 487
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Seinen

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tive essa ideia quando as pessoas estavam postando os melhores lugares para chorar em suas respectivas cidades no Twitter haha

Capítulo 1 - Capítulo único


O céu estava limpo, não havia previsão de chuva e o tempo estava agradável. Se dependesse do clima, seria um dia bom para Namjoon, mas este não foi o caso. Não houve nada de excepcional em seu trabalho. Sem clientes rudes, sem erros comprometedores ou gafes embaraçosas. Era apenas um dia como outro qualquer mas Namjoon estava triste. Não havia um motivo sequer para o sentimento que ia se acumulando no peito do rapaz. Alguns dias eram assim, mas por mais desconfortável que fosse, Namjoon sabia que era um sentimento passageiro. Nessas situações, ele costumava ficar deprimido e com os pensamentos embaralhados. Kim Namjoon que sempre pensa demais, de alguma forma conseguia pensar mais ainda quando se encontrava nesse estado.

Se isso tivesse acontecido em alguns anos passados, Namjoon talvez já estaria sufocado em suas próprias mágoas e sentimentos. Mas agora o rapaz já sabia exatamente como lidar com essas situações. 

Ele colocou seus óculos antigos que faziam com que seus olhos enxergassem apenas o que sua miopia permitia. Propagandas que se misturavam pelo cenário da cidade, rostos de pessoas que talvez pudessem estar olhando para ele, qualquer coisa que pudesse fazer os pensamentos de Namjoon se embaralharem ainda mais perdia o foco na visão e na cabeça do jovem. Ele colocou seus fones de ouvido e desconectou seus pensamentos do mundo. Em dias como esse, Namjoon deixava se perder pela cidade. Virando por ruas aleatórias, ele pegava caminhos completamente diferentes do usual, sempre andando até chegar nas margens do rio Han, onde se sentava e tinhas longos diálogos mentais consigo mesmo. 

Sozinho, sentado à grama da beira-rio, Namjoon sentiu a brisa úmida afagar seu rosto suavemente. Ele observou as luzes distantes da cidade e deixou suas emoções interagirem com as músicas cuidadosamente selecionadas em seu celular. 

Em todos os dias que Namjoon se sentiu assim, parecia que o mundo ia acabar. No fim, porém, era sempre igual. O sol se punha, a lua subia e o mundo não parava para ninguém. Um novo dia se iniciaria, com novas experiências e sentimentos. Nenhum segundo sequer se repete e Namjoon tinha total consciência disso.

Em meio a estes pensamentos, Namjoon se levantou da grama e começou a caminhar rumo a sua casa. A tristeza que chegara anteriormente ainda ocupava espaço dentro do peito de Namjoon. Mas o rapaz sabia que esse sentimento estava ali de passagem e não de moradia.

Em duas décadas e alguns anos de vida, Namjoon finalmente conseguiu compreender parte da humanidade que habitava em si. Ele acolheu seus momentos tristes, que floresciam em si para que os felizes pudessem  chegar. O rapaz aceitou que nem sempre nossos sentimentos tem causas específicas e que em muitas vezes nenhum deles pode fazer sentido. Tristeza, felicidade, raiva, solidão, às vezes essas emoções chegavam atropelando sem nem pedir licença ou dizer o porquê, mas esse era apenas um sinal de que Namjoon estava vivo e estava tudo bem em sentir isso.


Notas Finais


Acabou que o primeiro lugar na lista da minha cidade era um péssimo lugar para chorar, mas o rio Han deve ser ok!

Aliás, quem tem problemas de visão, não é recomendado sair sem óculos, ok? Não sejam atropelados, por favor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...