1. Spirit Fanfics >
  2. Chat Noir o barbáro >
  3. O nascimento de um forte guerreiro.

História Chat Noir o barbáro - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, meus amores

Capítulo 1 - O nascimento de um forte guerreiro.


 

 

 

 

 

Em uma terra bárbara , que era governada por feiticeiro, conquistador de várias terras distantes , o seu nome era Hawkmoth, um dos maiores feiticeiro do mundo , era conhecido por governar com mãos de ferro todas as suas terras conquistadas á força , com a ajuda dos seus aliados , que eram bárbaros do mal , feiticeiras do mal , assassinos cruéis .

 

 

Hawmoth era casado com uma gentil rainha, chamada Le Paon , que estava grávida do primeiro filho do casal , a rainha estava muito feliz com a chegada do seu primeiro filho , mas isso também a deixava muito preocupada com o destino do filho , porque tremia que o filho teve o mesmo destino do seu marido.

 

 

 

Então, no dia do nascimento de Chat , que foi em uma noite clara, com estrelas , soprando uma leve brisa noturna , a rainha pediu para os criados não contarem ao seu marido que tinha dado a luz ao menino, mas os criados tremiam a reação do rei por não saber que tinham um novo herdeiro ao seu lugar , tanto como um feiticeiro , quanto um novo rei.

 

 

 

Havia uma grande discussão no quarto da rainha depois do parto do príncipe, Dusuu , que era a conselheira mais fiel da rainha , estavam brigando com os criados sobre o pedido da rainha sobre o nascimento do filho.

 

 

 

{ … }

 

 

 

___ Seus covardes ,é somente mencionar o nome do rei , que ficam nervosos, tremendo que nem vara verde , vocês me dão nojo ! - Dusuu disse aos criados , olhando nervosa para todos , falando que a covardia dos criados causava nojo nela.

 

 

 

___ É que ele não gosta de ficar sem notícias sobre qualquer coisa , se ele não souber do nascimento do filho dele, é capaz que ele nos chicotem , até as nossas costas sangrarem loucamente ! - disse um dos empregados explicando os motivos para a covardia geral dele ao rei , tremendo que nem vara verde , contando sobre o terrível castigo que os aguardava.

 

 

 

 

____ Mesmo assim, deveriam ser corajosos pelos menos uma vez na vida , porque estão … ! - disse Dusuu ainda mais nervosa com os criados, olhando sério para todos os criados que estavam recuados em uma parede , sendo interrompida pela rainha que começou a conversar calmamente com a sua conselheira.

 

 

 

 

___ Por favor, Dusuu, se aclame , não é fim do mundo, eles não são obrigados a te obedecer , não está vendo , que está causando medo neles , se continuar assim , um deles pode fugir , para contar ao meu marido sobre o nascimento do nosso filho Chat Noir , por favor, tente ser gentil com eles ! - disse Le Paon gentilmente a conselheira dela , aninhando o seu filho recém – nascido em seus braços , pedindo para que a conselheira seja gentil com os criados, comentou sobre a consequência do medo dos criados.

 

 

 

 

 

___ … Mas, Majestade, eles são mesmo uns covardes , que foram escravizados pelo seu marido, quando ele conquistou a terra natal deles, pelo menos , eles deveriam ser corajosos em não conta para o rei sobre o nascimento do seu filho , eu estou apenas tentando ajudar a senhora a colocar o príncipe em um bom caminho ! - olhando para a rainha começando a amamentar o seu filho , contando sobre a origem dos criados , desejando que eles fossem corajosos como ela , falando que apenas queria ajudar.

 

 

 

 

___ Eu agradeço mesmo, a sua ajuda Dusuu , mas precisa realmente ser gentil com ele, sei que um deles pode contar que eu dei a luz ao menino , eu não quero que o meu filho Chat Noir siga um caminho que não escolheu por causa do pai ,quero que ele seja o que quiser , se case com uma linda jovem no futuro, tenha a sua própria família ! - Le Paon agradeceu a ajuda da conselheira, voltou a pedir pela gentileza da conselheira , desejando um bom futuro ao filho.

 

 

 

 

___ Com licença, Majestade , eu posso falar com a senhora ? - disse um dos criados chegando perto da rainha , pedindo a sua autorização para que ele fale , olhando ansioso para a rainha , tremendo de medo por conta da conselheira que o observava pelo canto do olho.

 

 

 

___ Sim, mas antes se apresente , por favor ! - aceitou o pedido do criado , olhando gentilmente para o criado , pedindo para que o mesmo se apresente.

 

 

 

___ O meu nome é Lorenzo, eu sou um dos novos escravos da última terra conquistada pelo seu marido , então, eu tive uma ideia que vai ajudar a senhora á dar um futuro melhor para o seu filho ! - apresentando -se para a rainha, fazendo uma rápida reverência a ela , contando que teve uma boa ideia para ajudar a rainha .

 

 

 

 

____ Mais uma terra conquistada, minha nossa, eu nem fiquei sabendo disto, você sabe , Dusuu ? - ficou surpresa com o novo criado, falando que não tinha conhecido na nova terra do marido, perguntou para a conselheira sobre isso.

 

 

 

___ Sim, foi na semana passada ,quando o seu marido viajou a negócios , Majestade, como a senhora ainda estava grávida de Chat , o rei pediu a mim e também ao conselheiro Nooroo , para que a gente não contasse a você sobre a nova terra , porque queria se concertar na conquista da nova terra ! - respondeu para a rainha , contando sobre o sigilo que o rei Hawkmoth havia pedido a ela e ao conselheiro dele , olhando calma para a rainha.

 

 

 

 

 

___ Bem, agora eu fiquei sabendo, quando o meu marido vai parar de conquistar terras que não são dele por direito ? - aceitando a resposta da conselheira , ainda amamentando o seu filho recém – nascido , questionando a sede de poder do marido para si mesmo.

 

 

 

____ Eu nem sei, Majestade , é que ele está se preparando para vencer os romanos que estão em guerra com a gente a um bom tempo, o seu marido acredita que tendo vários aliados, vencerá a guerra com mais facilidade ! - respondeu o questionamento da rainha , contando sobre a guerra entre os bárbaros com os romanos , falando sobre a crença do rei com os aliados.

 

 

 

 

___ Ah sim, este meu marido não tem senso mesmo, enfim, me desculpe, Lorenzo, a gente ficou conversando sobre o meu marido, que nem ouvimos a sua ideia ,se quiser pode falar conosco ! - concordou com a resposta da conselheira, percebendo que não tinha escutado a ideia do novo criado , pedindo desculpas para ele.

 

 

___ Imagina , Majestade , eu estou me acostumando com isso, mas eu tenho um pequeno pedido a fazer ! - aceitou as desculpas da rainha, fez uma nova reverência a ela , querendo pedir por um pequeno favor para a rainha.

 

 

 

 

___ Sim, sim, peça o que precisa ! - aceitou o pedido do criado , olhando gentilmente para o criado , ninando o filho recém – nascido em seus braços, sentindo que ele ainda mamava em seu peito.

 

 

 

 

____ Bem, eu estou com um pouco de medo da sua conselheira, não me leve a mal não, mas ela me assusta muito, pode pedir para ela para com os olhares de raiva para cima de mim , porque eu vi aqui de extrema boa vontade ! - olhou nervoso para a conselheira , pedindo para que a rainha peça para a sua conselheira , falando que tinha vido dar a ajuda de boa vontade.

 

 

 

 

___ Sim, está bem, eu aceito, Dusuu, por favor, não olhe com raiva este pobre criado, ele veio nos ajudar , tente ser gentil ! - aceitou o pedido de Lorenzo , pediu para que a conselheira não mire o criado com raiva, voltou a pedir pela gentileza da conselheira.

 

 

 

___ Está bem, Majestade, pelos menos ele foi corajoso em oferecer a ajuda dele ,mais corajoso do que alguns criados que eu conheço ! - aceitou o pedido da rainha, falando que o criado foi bem mais corajoso do que os seus amigos , olhando de raiva para a parede que estavam a maioria dos criados.

 

 

 

 

___ Bem , espero que isso atenda o seu pedido , Lorenzo ! - olhou para a Dusuu olhando para os criados que estavam com medo da conselheira na parede, falando sobre a sua esperança em atender o pedido do criado , olhou calma para o criado.

 

 

 

 

___ Sim, Majestade, então, você conhece as três feiticeiras que moram no final da floresta de Joline ? - aceitando a resposta da rainha, começando a contar sobre a sua ideia , perguntando se a rainha conhecia as feiticeiras de Joline.

 

 

 

 

___ Já ouvir falar muito delas , então, o que está pensando ? - respondeu para o criado , perguntou sobre os pensamentos do criado.

 

 

 

 

___ Bem, elas aprenderam uma poção encantada , que quando mergulharam o bebê de qualquer pessoa, realiza os seus desejos da pessoa , tipo, se a mãe quer que seu filho seja corajoso , inteligente e sábio, a poção realiza todos os desejos ! - respondeu a pergunta da rainha, contando sobre a poção das feiticeiras.

 

 

 

 

 

 

____ Compreendendo , então, se a rainha quiser que o Chat seja forte, corajoso, tenha uma família para proteger , a poção concede isso tudo ? - disse Dusuu esquecendo da briga com os outros criados na parede, comentando sobre os efeitos da poção , querendo conhecer mais sobre ela.

 

 

 

___ Sim, ela concede todos os desejos , a poção é para sempre, nada pode mudar mesmo, nem mesmo a magia mais poderosa com seu marido pode causar ao contrário ! - respondeu a pergunta de Dusuu , olhando calmamente para as duas mulheres , contando sobre mais alguns efeitos que a poção das feiticeiras de Joline.

 

 

 

 

___ Bem, eu acho uma boa opção , Majestade , mas será que elas não cobram pelo serviço em fazer a tal poção ? - ouvindo o criado, olhando para a rainha com o filho em seus braços , querendo saber se as feiticeiras cobravam pelo serviço delas.

 

 

 

 

___ Ah, Depende das pessoas que as visitam no meio de uma floresta escondida . Porém, não acredito que elas possam realmente fazer isso. Estou com um pé atrás com isso. Não alimentar esperanças com elas - diz a conselheira com honestidade .

 

 

 

___ Bem, daqui alguns dias , eu mesma vou visitar as feiticeiras , assim eu mesma pago o serviço ! - tomou a decisão de ir visitar as feiticeiras que o servo havia mencionado para ela .

 

 

 

 

___ Tem certeza, Majestade ? - olhou surpresa para a rainha , perguntando para a rainha

 

 

 

 

___ Sim, eu faço tudo pelo meu filho ! - respondeu determinada a pergunta do servo

 

 

 

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...