História Chave do Destino - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~brendaliimma

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), K.A.R.D
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jiwoo, Jungkook, Rap Monster, Somin, Suga, V
Visualizações 20
Palavras 1.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite mochis ❤❤
Desculpa a demora e não me matem haha
Boa leitura e leiam as notas finais...
Beijinhos 😘😘😘

Capítulo 14 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Chave do Destino - Capítulo 14 - Capítulo 11

Meus dias estavam sendo tranquilos, depois da mensagem do senhor mistério, não tínhamos nos falamos mais. Não tinha ocorrido nada de diferente no trabalho, Jimin estava muito ocupado, e eu mais Ainda, sendo assistente de dois homens, não estava sendo fácil.

Conversei com Somin, nada de assuntos muito relevantes, apenas nos conhecemos melhor. Ela já estava se tornando uma grande companheira.

Tava tudo tão tranquilo, que eu havia me esquecido das ameaças de Chong-ho.

Não tive tempo de abordar o assunto com Hoseok. Nós estávamos nos aproximando, e eu estava aos poucos conquistando sua confiança. Os almoços juntos, haviam virado rotina, e eu etapa esperando uma oportunidade, o momento certo para começar a tratas do assunto.

Os dias passaram rápidos, e aqui estou eu, numa sexta feita corrida e cansativa. Me encontrava organizando a agenda de reunião de Park Jimin, tarefa nada fácil, já que a empresa parecia crescer a cada dia, e ganhando novos sócios, isso era ótimo. Park Jimin estava sendo reconhecido, e levantando a empresa.

Faltava apenas uma hora pro almoço, até que recebo uma mensagem. Mais especificamente uma foto.

Quase caio da cadeira pelo choque. Uma tontura me atingiu, eu estava branca, paralisada. O coração parecia querer sair do peito.

Na foto Jung Hoseok estava aos beijos com outro homem. Analisei a foto cuidadosamente, do ângulo em que foi tirado a foto, não dava pra ver o rosto do homem que ele estava beijando, apenas as costas e a parte de traz da cabeça.

Já Hoseok estava bem visível, o ângulo, pegava seu lindo rosto afilado quase por inteiro, não tinha como negar que era ele.

A foto em si, foi bem tirada, bem projetada. Ainda analisando a mesma, algo me chamou atenção, o homem acompanhado de Hoseok, me parecia familiar, sabe aquela sensação de dejavu? Pois é, estava sentindo ela, sabia que já havia visto o rapaz de cabelos negros. Como não mostrava seu rosto, não tinha como ter certeza de nada.

Os braços do rapaz estavam escondidos pela mesa, os de Hoseok estavam no pescoço dele, isso me faz imaginar que o tal pretendente estava segurando em sua cintura.

É meus amigos mulher é bicho observador, por mais que estivesse Ainda pasma, tentava capturar todos os detalhes da foto da imagem.

Imagino que se eu tivesse descoberto sobre a traição de meu ex assim por foto, poderia ter sido mais fácil pra mim, afinal não iria ficar recordando os dois se comendo, na cama em que eu costumava dormir. Ou talvez não fosse tão fácil assim, quem sabe né?!

Passei tanto tempo analisando a imagem, que nem tinha reparado na mensagem que a acompanhava.

"Não se esqueça da minha resposta doce Jiwoo, tenho certeza que não quer que essa foto chegue nas mãos de seu adotável Patrao"

E estava bom demais, tranquilo demais. Prometi a mim mesma, não me deixar abalar, afinal Era isso que ele queria, e eu não tinha mais forças pra chorar nem me humilhar. E além disso eu ainda tinha uma carta na manga, e entraria no jogo dele.

Acordo de meus devaneios com uma ligação de Hoseok, logo atendo e o mesmo me informa que está me esperando embaixo do prédio, para irmos almoçar e que precisamos conversar. Ótimo tinha chegado a hora de aborda lo, Chong ho tinha me dado a melhor carta. E eu faria Jung Hoseok acreditar em mim.

Desço pelo elevador indo em direção ao seu carro, onde ele já me esperava encostado no mesmo. Sorrindo me aproximo dele que logo me cumprimenta amigável. Apesar do sorriso que tinha no rosto, e de conhece lo a pouco tempo, eu já sabia que algo o preocupava. Entramos no carro e seguimos para o restaurante em silêncio.

Logo chegamos e nos assentamos em uma mesa mais afastada. Fizemos o pedido para o garçom que nos acompanhava e logo ele se retirou, nos deixando novamente só.

Jung Hoseok me encarava analisando cada traço meu, parecia estar nervoso com alguma coisa. O silêncio se fez presente e reinou, me deixando desconfortável, não conseguia abordar nenhum assunto.

E sei que ele também não conseguia falar, mesmo sem saber o que ele queria, parecia ser ago importante.

Após alguns minutos de silêncio, que mais pareceram horas. Logo ele corta o clima tenso.

-Nossa que clima estranho- fala nos fazendo rir.

-Concordo plenamente, acho que algo está te incomodando -falo doce.

-Sim, preciso Falar sobre isso e acho que você é a pessoa certa.

-Entao fale, estou a sua disposição.

-Er... bom, eu estou perdidamente apaixonado.- fala baixo como se estivesse mantendo um segredo.

-Mas.. isso eu já imaginava. Afinal, você tem um amante. Não é?- pergunto o óbvio.

-Não é tão simples assim -o vejo suspirar- meu amante não sente nada por mim, estamos juntos apenas por prazer. Mas eu realmente me apaixonei. E não sei como falar com ele. E nem como falar com Jimin. Preciso de ajuda. -fala por fim.

E esta aí a oportunidade que eu queria. Seria o universo conspirando a meu favor? Ou apenas dando um jeito de me afundar Ainda mais na lama? Espero sinceramente que seja a primeira opção. Mas isso eu iria descobrir cedo ou tarde.

-Acho que você tem que se declarar de alguma forma. E tente falar com jimin também, ele pode entender seu lado- falo na esperança dele me escutar.

-Ele nunca me aceitará com ELE Jiwoo

Logo me vem um dejavu, eu conheço essa história. Acabo rindo de meus pensamentos.

-Talvez vocês dois precisem mesmo conversar e por as coisas a limpo. Pode ser difícil Hoseok, mas vocês são amigos acima de tudo isso. Vocês chegariam em um acordo, tenho certeza disso- digo convicta, afinal os dois tinham amantes e os dois estavam errados na história, se entrassem em um consenso até o final do contrato tudo ficaria bem. Mal sabia eu de um terço da missa.

Sua feição foi de preocupado a pensativo. Fazendo caretas a cada qual tirava uma gargalhada de mim. Jung Hoseok era uma graça, e eu estava completamente maravilhada, encantada com seu jeito é sua beleza, já sentia um grande carinho por ele.

Aos poucos ele estava se tornando o irmão que eu não tinha.

-É, você pode ter razão. Vou falar com ele -fala ele me tirando dos meus devaneios.

-Isso será ótimo Hobi! -falo carinhosa e sorrio.

E ali o clima se suavizou, assim chegou nossa refeição e começamos a comer, e a falar de outros assuntos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...