1. Spirit Fanfics >
  2. Cheng Acho que virei uma criança >
  3. A Volta Turbulenta

História Cheng Acho que virei uma criança - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - A Volta Turbulenta


Fanfic / Fanfiction Cheng Acho que virei uma criança - Capítulo 4 - A Volta Turbulenta

Jiang Cheng piscou aturdido pela fofura que o Lan possuía estando daquela forma em seu colo, sorriu de canto ao perceber que o outro estava com ciúmes de si mesmo, olhou o irmão que também se divertia com a cena.

_ Lan Huan não precisa ficar assim, não sou casado com ninguém mais ninguém menos que você, Zewu-Jun é seu título, assim como Sandu Shengshou é o meu entende? _ o rapaz perguntou tentando acalmar a pequena ferinha em seus braços.

_ Então nós nos casamos? _ o pequeno perguntou desfazendo a pose e segurando as vestes do adulto.

_ Sim _ sorriu beijando a testinha deste cuidadoso o ninando _ Você me fez até mesmo usar o véu para garantir que tudo seria perfeito, foi um dia lindo, com isso se mudou para o Píer Lótus e deixou a posição de líder para Hanguang-Jun, que é casado com o idiota do Wei Wuxiam _ respondeu calmo olhando o pequeno em seu colo e logo viu o outro emburrar com seu irmão.

_ Lan Zhan não tenha ciúmes de si mesmo, já bebe vinagre demais Er-Gege _ disse o Wei divertido _ Sou sim casado com Hanguang-Jun, mas este é seu título Lan Zhan.

_ Hm _ o pequeno respondeu satisfeito fazendo o de vestes pretas gargalhar.

_ Muito bem, agora hora de dormir, amanhã temos um dia cheio e nossos pequenos anjinhos aqui precisam descansar. _ o Jiang determinou vendo que Lan Huan já coçava seus olhos sonolento, sorriu o acomodando melhor e voltou a cantar bem baixinho pra ele.

Quando ambos os Lan's dormiam  foram deitados cada um numa cama enquanto cada adulto ficou sentado em uma das camas, Jiang Cheng cobriu seu marido com cuidado e foi a janela a fechando e selando, foi a porta e também a selou, caminhou até onde o irmão acabou deitado adormecido com seu marido deitado em seu peito, os cobriu e retornou para sua cama.

Se sentou na frente em posição de meditação, começou a meditar para conseguir acalmar seu corpo e o manter alerta para qualquer coisa que pudessem enfrentar, sua mente viajando para diversas preocupações durante um tempo o manteve ocupado, até que no meio da madrugada Lan Huan começou a se contorcer na cama chamando por nomes de pessoas que estavam mortas.

O de vestes roxas se levantou e foi a cama acariciando os cabelos do rapaz tentando acorda-lo, não demorou para que este pulasse em si e sem o tão rígido auto controle o pequeno agora chorava tendo seu corpinho sacudido por seus soluços.

Jiang Cheng sentiu seu mundo se partir vendo seu marido daquela forma, se levantou o levando consigo e começou a lhe acalmar com cuidado, permitiu que este soltasse toda a dor, mas também viu ali naqueles olhos o reconhecimento que via em seu eu adulto, suspirou e beijou sua testa.

_ Quer conversar um pouco meu A-Chen? _ perguntou carinhoso enquanto ia até a janela e a abria o deixando ver as estrelas, após quebrar o arranjo que fizera a selando.

_ Fazia tempo que estes pesadelos não vinham, acho que foi apenas por causa dessa estranha maldição A-Cheng, eu estou bem _ disse deitando a cabeça no peitoral do outro ouvindo seu coração batendo e olhando as estrelas.

_ Eu imaginei, percebi que sua consciência está flutuando entre adulto e infantil então não se preocupe, estou aqui e vou proteger você como sempre me protege _ deixou seus batimentos acalmaram o rapaz de vestes brancas enquanto observavam as estrelas.

_ Obrigado por existir Jiang Cheng  eu sempre vou te amar _ disse o Lan mais calmo, mas sem conseguir voltar a dormir.

O Jiang apenas lhe sorriu e ficaram assim durante o resto da noite, pela manhã, o Lan tinha retornado a dormir, o Yummeng fez sinal para seu irmão quando este acordou, este que entendeu e ficou quieto, arrumaram suas coisas e partiram com apenas um dos Lan's acordado.

Tiveram de fazer algumas paradas no caminho para a seita já que o Wei ainda se cansava e Lan Wangji tinha medo de cair enquanto estava no colo do outro que se mostrou indignado com essa observação do agora mais novo e os risos de seu irmão.

Desceram na entrada do Píer de Lótus onde diversos discípulos já estavam realizando suas tarefas uma vez que estava perto do meio do dia, foi só então que Lan Xichen acordou e coçando os olhinhos se virou para o Jiang.

_ Er-gege nós já chegamos em sua casa? _ perguntou inocentemente.

Continua. . .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...