1. Spirit Fanfics >
  2. Cherry Bomb (Imagine Jaemin) >
  3. Festa e Finalmente o Pedido de Namoro

História Cherry Bomb (Imagine Jaemin) - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem pelo capítulo bosta. Eu prometi entregar no fim de semana, mas eu fiquei totalmente sem criatividade pra isso.... Enfim, me perdoem.
Só bora

Capítulo 24 - Festa e Finalmente o Pedido de Namoro


Fanfic / Fanfiction Cherry Bomb (Imagine Jaemin) - Capítulo 24 - Festa e Finalmente o Pedido de Namoro

Point The View of S/N

Já ouviram a frase "O mundo não gira, ele capota"? 

Então, era exatamente aquela frase que definia esse momento da minha vida. 

Se antes eu ignorava o Jaemin por achar que ele estava possessivo demais, agora eu estava sendo ignorada. Mas tinha um porém. Ele sabia o porquê de estar sendo ignorado e o próprio Renjunnie disse para mim que ele se sentia mal e sabia porquê eu estava fazendo aquilo, mas eu não sabia o motivo de estar sendo ignorada, só sabia que havia feito algo que tinha deixado ele triste a ponto de me ignorar. Mas, como eu vou pedir desculpas se eu nem sei exatamente o que eu fiz para ele ficar assim.

A festa de aproximava - seria nesse fim de semana - e por algum milagre divino, toda os preparativos para a festa já estavam prontos e do DoDo não sabia de nadinha. Poderia até desconfiar, mas nada 100% confirmado.

Conversei um pouco mais com o Jaehyun Oppa e com o Taeyong Oppa sobre os convidados e além daqueles que já estavam na lista, adicionamos o I.M. Sunbaenim, a Chung Ha Sunbae e a Jennie Unnie, que viria com o Jongin Oppa.

Por falar nesses dois, o relacionamento deles havia melhorado desde aquela confusão depois da apresentação de todos os grupos das grandes empresas que a KBS tinha feito no fim do ano passado. Eles se resolveram e pareciam dois chicletes. Grudados para todos os lados. E, além dela ser namorada do Kai, ela também nasceu no mesmo ano que o DoDo, então, nada mais justo do que convidar ela também.

Grande parte dos convidados de fora da SM eram amigos da 96 Line, de resto, todos eles eram artistas da nossa empresa. O Oppa costuma ser meio tímido com pessoas "de fora" e por isso, há poucas excessões com artistas de outras empresas na lista.

Tirando a parte dos convidados, Tudo estava nos conformes para a festa. As comidas já estavam encomendadas e direcionadas para horas antes da festa e no salão que havíamos alugado. Os materiais de decoração que os meninos arranjaram também estavam perfeitos, só faltava organizar tudo direitinho no dia.

Sobre o meu presente, também estava tudo certo. O Jongin Oppa usou o nome dele para mandar uma carta minha para o D.O. Sunbaenim falando sobre o fato do DoDo ser muito fã dele, e por fim, pedi que ele mandasse uma carta de volta desejando felicitações.

Por incrível que pareça, mesmo sem me conhecer, ele fez o que eu pedi. Foi fofo ver que ele realmente se importa com os fãs, mesmo que eles sejam artistas da mesma empresa que ele.

A carta já estava comigo. Havia chegado no dia anterior. Então, o meu presente também já estava quitado da lista. A última coisa que faltava, era ajeitar o salão no dia e organizar a roupa que eu usaria na festa.

Podia não ligar muito para estar bonita a todo momento, mas, era a festa de um dos meus melhores amigos, então, eu precisava estar bem apresentável, e não ir com qualquer roupa que eu achasse no armário.

Como o fator roupa estava na lista para ser quitado, eu resolvi começar por ele. Até porquê, seria meio difícil ajeitar o salão dias antes da festa.

Já tinha em mente o vestido que iria, mas queria a aprovação da Yuqi e das meninas. Em eventos importantes eu não costumava sair de casa sem a aprovação delas. Podia parecer um pouco exagerado, mas eu não confiava plenamente no meu senso de moda, apesar dele ser bom.

O vestido era portador de uma cor azul claro linda - na minha opinião - de alcinhas, cujo eu geralmente usava com um echarpe brilhoso da mesma cor por cima. Devo admitir, não sou a maior fã de echarpes, mas esse com certeza ocasionava um diferencial tremendo. O salto seria um prata, que combinaria totalmente com a cor, mas também seria semelhante ao brilho do echarpe. Para o penteado, pretendia deixar meu cabelo solto mesmo - era trabalhoso de tirar todos aqueles grampos do cabelo depois, então optei por não fazer nada nele.

Agora, só faltava a aprovação. Fiquei preocupada dela não me responder devido ao horário, mas para a minha surpresa, ela respondeu.

-----------------------------------------------------------------

Yuqi....

01:09

O que?

01:09

Ainda acordada?

01:09

Falando com o Lucas

😅😅

01:10

Pode me ajudar?

01:10

É o vestido neh?

01:10

Você me conhece 

tão bem!!

01:11

Manda foto

01:11

-----------------------------------------------------------------

Mandei foto do look inteiro e ela aprovou a combinação. Disse que ficaria incrível.

Depois de muita insistência vinda da parte dela, eu a convidei para vir comigo à festa. Eu sabia que o Lucas havia comentado com ela que viria para a Coreia no aniversário do Doyoung Oppa, então é óbvio que ela faria de tudo para poder comparecer e ver ele pelo menos por algumas horas em uma única noite.

Como já estava tarde, resolvi dormir. Perguntaria às meninas sobre a roupa no dia seguinte antes de sairmos para empresa. Todas estavam dormindo naquele horário, então seria antiético da minha parte acordar elas para perguntar sobre roupa, por isso, resolvi ir dormir também.

Já era madrugada da quinta-feira, e no "dia seguinte" eu iria para o salão junto com o Renjunnie, o Jisunggie, com o Taeyong Oppa, o Jaehyun Oppa, o Yuta-ssi e a Sun Hee, que tinha dito que também poderia ajudar. Havia muito a ser feito e precisávamos do maior número de ajudantes possíveis.

Deitei e dormi feito uma criança, em sono profundo até o horário típico em que o meu despertador tocava, o triste 05:20 da manhã - ou madrugada - como eu costumava chamar. Me levantei, sentindo o peso das poucas horas de sono em minhas costas. Me troquei e rumei para a sala, onde as outras já estavam prontas para irmos à empresa, mostrei a roupa à elas e tive a aprovação, com isso, fomos embora.

Teríamos um ensaio importante naquela manhã. Assim como todo grupo da SM, não passamos muito tempo fora de atuação, e por isso, o álbum do nosso primeiro Comeback estava pronto. Precisávamos aprender e ajustar a coreografia para gravar o MV, que estava programado no calendário para ser lançado no início de maio e já era quase fevereiro, então estávamos atrasadas com a gravação. Isso era quase um pecado, por isso precisávamos correr e aprender tudo o mais rápido possível. Pelo visto, o dia seria cansativo hoje.

Assim que chegamos, nós cinco fomos correndo para a sala de ensaio. O professor e os dançarinos que haviam feito a base da coreografia já estavam lá. Cumprimentamos todos, nos curvando em respeito e eles fizeram o mesmo para nós.

Começamos o trabalho vendo atentamente a coreografia que serviria como base. A música já estava gravada e era agitada, assim como a dança. Observei os mínimos detalhes e pensei em algumas mudanças que poderiam melhorar algumas partes. Dei as ideias, vendo com os dançarinos como ficaria, e após a confirmação das melhorias, começamos a aprender nós mesmas, já com as devidas mudanças.

Aprenderíamos tudo naquele dia e nos seguintes, seriam apenas ensaios de aprimoração para a gravação que deveria começar do início para metade de fevereiro. Passamos o dia inteiro trancadas naquela sala, tendo apenas 10-15 minutos de descanso entre os ensaios intensos, mas ao fim do dia, todas já havíamos decorado a coreografia toda, apenas precisaríamos organizar a questão da sincronia futuramente.

Eram mais ou menos 21:00 quando eu saí da empresa para ir ao salão, juntamente com Sun Hee, que não poderia ficar muito tempo já que ela era menor de idade ainda e não poderia ficar além das 00:00. Tentamos arrumar o máximo possível, já que estávamos na madrugada de sexta e a festa seria no sábado à noite.

Penduramos luzes de led em alguns lugares, além de muitos piscas-piscas azuis. Amarramos algumas fitas prata na escada de madeira que tinha do lado direito do salão - esta levaria até uns quartos - um dos motivos pelo qual alugamos aquele salão. Se alguém precisasse deitar caso estivesse bêbado ou se sentisse mal.

Essas poucas coisas resultaram, em uma arrumação completa do salão em si, faltariam apenas os balões - que precisaríamos encher no sábado - e colocar as comidas em seus devidos lugares - o que também seria feito no sábado.

Sun Hee já havia voltado para casa devido ao horário. Passava das 02:30 agora, e como o Renjunnie havia ido levar o Jisunggie e a Sun Hee em casa, eu acabei ficando sozinha com o Taeyong Oppa, o Jaehyun Oppa e o Yuta-ssi. Eu sabia que o Taeyong Oppa, como líder, tinha um sentimento de responsabilidade pelos outros, e comigo não foi diferente. Como já estava tarde, ele veio me deixar na porta do dormitório.

- Annyeong S/N-ah, boa noite! - ele disse acenando através da janela aberta do carro.

- Annyeong Oppa! Até amanhã, ou sábado, eu não tenho certeza se nos veremos amanhã.... - falei pensativa, mas rapidamente saí do meu transe quando ele se despediu mais uma vez antes de entrar no carro e partir para o seu devido dormitório.

Entrei em casa, dando de cara com a Yang Mi-ssi. Nós não éramos muito próximas, já que desde o começo ela não pareceu gostar muito de mim, e isso se alastrou mesmo depois de meses do nosso debut. Ahora eu entendia o porquê de alguns grupos femininos darem disband. É muito fácil meninas criarem antipatia umas com as outras, o que não acontece muito entre os meninos.

- Você tem chegado muito tarde esses dias não acha? - ela questionou me encarando. Dei de ombros.

- Tenho estado ocupada. - afirmei - Sem querer parecer grossa, mas o que eu faço nas minhas noites não lhe diz respeito.... - comentei um pouco baixo. Eu realmente não queria parecer grossa dizendo aquilo, mas era a verdade.

- Me diz respeito se você for destruir a imagem do grupo! - ela afirmou irritada.

- Como eu vou destruir a imagem do grupo preparando uma festa? - questionei, começando a ficar irritada também.

- Você sai e volta com um dos Sunbae's diferente a cada noite. - ela me olhou com cara de deboche - Se isso não for destruir a imagem do grupo com os paparazzi, eu não sei o que vai.... - continuou com seu tom de deboche.

- Se, e somente SE um paparazzi lançar uma foto minha com algum dos Sunbae's, a única explicação será dizer a verdade! Eu não tenho nenhum relacionamento além de amizade com eles! - disse quase explodindo, mas tentei manter a calma. Não podia destruir a vibe do grupo por uma briga besta e ciúmes da Yang Mi - Não vou mais perder tempo discutindo isso com você Yang Mi. Boa noite! - me afastei ouvindo ela me chamar novamente dizendo que não havia acabado de falar. Segui meu caminho não dando ouvidos.

Ela pensa que eu não sei, mas eu tenho noção da paixonite dela pelo Haechan-ssi e com toda certeza, isso tudo é ciúme reprimido, justamente porque eu sou mais próxima dele do que ela e porque ele sempre me elogia, quando não está me zoando. Por saber disso eu não vou perder meu tempo com esse assunto besta.

Tranco-me em meu quarto, e após tomar um banho e ter vestido o pijama mais facilmente localizado, estava finalmente pronta para dormir. Não havia feito muita bagunça com as roupas essa manhã e por isso tinha mais espaço na cama. Deitei-me confortavelmente no colchão e me cobri com o edredom. Cai no sono facilmente.

Tivemos ensaios até mais tarde no dia seguinte - sexta - também. Ajustamos os últimos detalhes com a coreografia para a gravação do MV. Começaríamos a sair para as gravações depois da festa do DoDo e depois do dia cansativo, mais uma vez, fui para o salão alugado para começar a encher os balões e prender eles nos suportes para balões, além de utilizar um pouco dos meus conhecimentos sobre elétrica e através do atrito com o meu cabelo, eu "prendi" alguns no teto. Meu cabelo ficou super eletrizado e bagunçado, chegando a ficar em pé, mas pelo menos deu certo, alguns balões também estavam no teto.

Voltei mais cedo para casa e aproveitei para dormir um pouco mais do que nos outros dias. Estava exausta e isso influenciava nos ensaios, então foi bom ter dormido um pouquinho a mais.

******

Era finamente sábado e a festa seria depois do expediente, logicamente. 

Mais ou menos umas 21:00 a festa começaria pois todos estaríamos livres, e enquanto os garotos estavam ocupados em distrair o DoDo, eu, juntamente com os meninos do DREAM e as meninas do TLN iríamos pegar as comidas e organizar tudo direitinho.

De 19:30, o instrutor de dança liberou todas nós - TLN - e assim que me vi livre, corri o mais rápido possível para pegar a minha roupa e sapatos que estavam no dormitório. A comida já estava encaminhada para o salão e estava preocupada de não ter ninguém para receber. 

Pedi ao motorista para ir o mais rápido possível para que eu chegasse o quanto antes. Toda a minha correria foi encerrada quando eu entrei ofegante no salão. As comidas já estavam em seus devidos lugares, assim como as últimas decorações.

Olhei com estranheza. Era a minha função arrumar tudo. Como já estava tudo organizado, levando em consideração o fato de que eu havia acabado de chegar?

A resposta estava bem atrás das mãos que cobriram o meu rosto. Eram mãos grandes, mas eu as desconhecia. Tentei apalpar o restante do braço para ter uma ideia de quem poderia ser, mas não demorou muito para um grito alto ser ouvido daquela pessoa.

- Você é assanhadinha em.... Já estava tocando todo o meu corpo! - Lucas falou cobrindo o corpo com as mãos que antes estavam em meu rosto.

- Yah! Não é isso! Eu só queria saber quem era... - fiz um bico.

- Eu sei criancinha! Desfaz esse beiço aí! - ele falou apontando para a minha boca. Revirei os olhos - Eu e o WinWin ajeitamos o que faltava e também recebemos as comidas! - ele disse apontando para tudo arrumado. Devo admitir, eles tem um ótimo senso crítico para deixar tudo tão bonitinho assim - Ah, o que seria de você sem a gente.... - falou fazendo drama. Revirei os olhos outra vez. Mas agora que ele comentou, onde está o WinWin?

- Onde está o Win? - perguntei olhando para os lados.

- Foi lá dentro! Deve estar em algum dos quartos- disse apontando para cima.

- Certo, eu preciso ir me arrumar também. - falei mostrando as coisas na minha mão.

- Nossa, eu cheguei de viagem e nem me cumprimentar direito você faz! Achei que éramos amigos... - ele diz manhaso e faz uma voz forçada de choro.

- Você é dramático viu! Nem sei como a Yuqi te aguenta... - abracei ele de leve e sai correndo em direção aos quartos.

Havia perguntado às meninas uma última vez sobre a roupa e elas aprovaram. A noção de moda delas era invejável para mim, principalmente a de Yeebin. Mas não era a toa que ela era a a visual do grupo. Além de ser bonita, sabia usar a moda ao seu favor. 

Entrei no quarto mais próximo para começar a me vestir. Coloquei primeiro o vestido, depois o salto e por fim, iniciei uma maquiagem leve, seguindo a paleta azul e o estilo coreano. Estava quase acabando quando a Yuqi entrou passou pela porta.

- Garota! Você está atrasada! Quase todos já estão lá embaixo e o Jaehyun-ssi está a caminho com o Doyoung-ssi! - ela falou enquanto eu seguia sentada.

- Não acabei a maquiagem Yuqi! Me ajuda, rápido, pelo amor de Deus! - ela riu e se aproximou, pegando o pincel da minha mão e terminando alguns detalhes.

- Pronto! Está linda! Eu disse que ficaria um arraso! - ela disse me girando depois de terminar o trabalho - Agora vamos descer. Não esquece o presente do aniversariante! - ela me lembrou e eu peguei a carta, agora pronta para descer.

Fomos descendo as escadas e realmente já estava lotado. Grande parte do NCT já havia chegado. Lucas e WinWin estavam curtindo e vieram até nós assim que descemos. Ficamos conversando enquanto eu contava mentalmente os convidados em minha cabeça.

Meu celular apitou.

-----------------------------------------------------------------

Estamos aqui fora!

Desliga tudo

Rápido!

20:49

-----------------------------------------------------------------

Estava na hora. Desligamos tudo, e quando a última luz foi apagada, pude ouvir através da porta os resmungos do DoDo.

- Por que estamos aqui? Aqui nem é o dormitório, muito menos um lugar para jantar! Tá tudo escuro aqui. Vocês querem me matar e esconder o meu corpo? - ele reclamou e eu ri. Era tão típico dele.

- Relaxa aí criatura! Estamos quase no chegando. - a voz baixa e irritada do Jaehyun Oppa mostrava que ele já estava perdendo a paciência também. Ele abriu a porta, empurrando o DoDo primeiro. Assim que ele entrou, eu sinalizei para ligarem as luzes e logo que o fizeram, todos gritamos surpresa. Ele encarou atônito tudo que estava acontecendo.

- Eu não acredito! Achei que tivessem esquecido! - ele falou emocionado.

- Nunca Oppa! - fui para perto dele. Vi seus olhos marejados e eram lágrimas de alegria. Ele estava feliz, podia notar isso.

- Vocês me enganaram direitinho! Eu não tô acreditando! - ele disse ainda pasmo.

- Agora para de reclamar um pouco e aproveita, cabeção! - Taeyong Oppa disse rindo e bagunçando o cabelo dele, que fez uma cara feia.

- Solta o som Unnie! - falei para Hyoyeon Sunbae que deu início a uma música eletrônica maneira, começando a agitar a festa. Puxei os três que ainda estavam parados na porta para a pista de dança e assim, começamos a festejar. 

Aproveitei um tempinho para dar a carta do D.O. Sunbaenim para ele. Acho que nunca vi o DoDo mais feliz. Ele sorria de orelha a orelha e começou a pular, me abraçando logo depois enquanto dizia que eu era a melhor pessoa do mundo. Eu não tinha aberto a carta, já que era algo muito pessoal deles dois, mas pela felicidade dele, algo ruim não poderia ser.

Ficamos nós quatro - eu e os meninos - na pista de dança por um bom tempo, dançando todo tipo de música e mostrávamos nossos novos passos e estilos diversificados de dança. Ao longe, vi a Sejeong Sunbae chegar na porta. Sabia que ela viria mesmo que estivesse "ocupada" como alegava! Eles dois estão sempre tímidos um perto do outro, mas é possivel ver na expressão dos dois que eles se amam e isso não é mais surpresa para ninguém. 

Puxei ele pelo braço, me aproximando do ouvido dele e falei o mais próximo que pude devido a música alta que tocava.

- Sejeong Sunbae acabou de chegar! - disse para ele e me afastei, vendo ele olhar ao redor a procura dela. Apontei para a porta e ele a encarou, assim como ela também o fez. Empurrei ele de leve, para que fosse em direção à ela.

Ele passou muito tempo virando para trás enquanto me encarava mortalmente. Eles iriam me agradecer futuramente por isso, eu apenas fiz o meu dever como cupido. Taeyong Oppa e Jaehyun Oppa estavam brincando com as Sunbae's do Red Velvet, instantaneamente procurei a Yeri, mas não a encontrei, então, resolvi ir comer.

Fui em direção à mesa de comidas e bebidas que estava praticamente do lado da escada de madeira e de costas para toda a festa. Encarei a mesa, refletindo atentamente se eu começaria pelos salgados, ou pelos doces. Mas isso não importava, afinal, eu ia comer tudo mesmo, então peguei a primeira bebida aleatória que vi em minha frente e coloquei na boca. Não sabia o que era, mas o gosto com certeza não era um dos meus favoritos, e obviamente, também não era soju, pois eu reconheceria o gosto. Fiz uma careta, que só deixou mais evidente o meu desgosto por aquilo, e cuspi um pouco - de seja lá o que for aquilo - de volta no copo.

- Você simplesmente jogou meio litro do suco de pêssego fora? - ouvi uma voz atrás de mim. Congelei. Achei que ele estivesse me evitando até agora, mas manti a compostura e me virei para ele, dando um sorriso amarelo.

- Eu não sabia o que era.... E não gostei muito do sabor. - disse com vergonha.

- Aish, não se desperdiça suco de pêssego! - ele diz tomando o copo da minha mão.

- Você não vai beber isso! - disse estupefata apontando para o copo - Eu acabei de babar aí e.... - fui interrompida.

- Tá doida? Quem disse que eu ia beber? Posso adoras suco de pêssego, mas eu não vou beber isso! - ele falou levando o copo para um lixo que tinha ali perto. Mordi meu lábio nervosa. Não sabia como agir naquele momento, já que estávamos a mais de três semanas sem nos falarmos direito. Acho que nem lembro mais como eu fazia para não me sentir nervosa do lado dele.

Ele ficou do meu lado e nós dois encaramos o movimento da festa sem falar nada, muito menos olhar um para o outro. Estava morrendo de vergonha, e quando resolvi falar alguma coisa, a Yuqi apareceu, cumprimentou rapidamente o NaNa e saiu correndo, puxando-me junto sem deixar que eu me despedisse dele. Olhei para trás algumas vezes, mas ele já havia saído daquele local.

- O que é tão urgente para você me puxar assim? Eu estava quase me resolvendo com ele Yuqi! - falei inconformada.

- Seu romance vai ter que esperar. Seu trabalho de cupido em primeiro lugar! - ela falou apontando para a Sejeong Sunbae que agora estava conversando com o Chanyeol Oppa. Eu entendo o fato dele ser super amigável e sociável com todos, mas naquele momento, ele estava atrapalhando o meu shipp, já que o DoDo estava olhando eles conversarem animadamente. Parecia que ele nem estava ali. Era inacreditável!

Fui em direção a eles chamando a atenção do Chanyeol.

- Oppa! - falei quase pulando em cima dele, costume que eu tinha com grande parte dos meninos do EXO pela nossa afinidade.

- S/N-ah! Do que precisa? - perguntou, transferindo a atenção da Unnie para mim. Isso! - Você me dá licença Sejeong-ssi? - ela asentiu e assim que eu saí puxando o braço do Chany, pude perceber que os dois pombinhos voltaram a conversar normalmente. Era o timing perfeito para colocar uma música mais calma - Então.... Por que você precisa de mim? Se não for nada muito importante eu vou voltar a falar com a Sejeong-ssi - fez menção de sair andando e eu puxei seu braço outra vez.

- Eu.... Ahn.... Quero que seja meu par na valsa que vai ter agora! - falei a primeira coisa que veio em minha cabeça, mesmo que aquele não fosse o meu plano inicial, mas ele não me dava escolha. Precisava me sacrificar pelo aniversariante, afinal, era o dia dele, mas ele ainda teria que me pagar aquilo de volta.

Obviamente, não era nenhum problema dançar com o Chany, muito pelo contrário, eu sabia que ele era um exímio dançarino, mas eu apenas o chamei para dançar porque precisava tirar ele de perto da Sejeong Unnie para que ela e o DoDo finalmente saíssem da estaca zero nesse relacionamento. E o meu plano era dançar com o NaNa desde o começo, mas já não tinha mais escapatória. 

Puxei o Chany pela mão até a Hyoyeon Unnie que ainda estava no DJ. Pedi a ela que colocasse uma música calma, checando se o DoDo e a Sejeong-ssi ainda estavam juntos para essa música.

A Unnie acatou a minha ideia e colocou uma música mais calma, e do nada, a festa se transformou em algo parecido com uma festa de 15 anos. Todos estavam em pares e eu logo fui puxada pelo mais velho para a pista outra vez. 

Permiti que ele nos guiasse na dança e estava tudo perfeito. Vi o DoDo dançando com a Sejeong-ssi e a Yuqi com o Lucas, tudo parecia estar dando certo, até eu perceber o olhar flamejante do NaNa em mim. Porém, não vi motivo para aquilo, já que ele estava dançando junto com a Yang Mi, então, eu também deveria estar brava. Fechei a minha expressão e avisei ao Oppa que não estava me sentindo muito bem, ele me soltou e disse para eu ir à um dos quartos no andar de cima para descansar. Parecia preocupado.

Subi as escadas quase quebrando o chão de tão duro que eu pisava. Estava fumaçando. Tinha tanta gente, mas tanta gente naquela festa e ele foi dançar justamente com a Yang Mi. 

Cheguei ao primeiro andar e fui para o mesmo quarto em que eu havia deixado minhas coisas. Deitei na cama macia e coloquei o braço por cima dos olhos, com cuidado para não estragar a maquiagem. Ouvi a porta fazer um barulho, então olhei para ver quem era. Baekhyun Oppa entrou e veio em minha direção, se jogando na cama ao meu lado.

- Não está curtindo muito a festa? - perguntou para mim. Neguei.

- Eu só não estava me sentindo muito bem.... - disse em um fio de voz. Não queria dizer que tive um mini ataque de ciúme e por isso sai da festa.

- Oh, quer que eu te deixe sozinha para você descansar? - ele perguntou ameaçando se levantar.

- Não Oppa! Fica um pouco aqui comigo! - pedi fazendo beicinho. Eu sabia pelo Kai que ele não resistia a um beicinho.

- Fazer beicinho é golpe baixo! E eu não quero ficar doente também! - ele disse fazendo uma cara de nojinho.

- Ah, tudo bem então... Vou chamar Taemin Sunbae para ficar comigo então. Ele sempre é o mais acessível e legal de todos vocês do SUPERM! - disse zombeteira e vi sua expressão fechar.

- Ele só é assim com vocês meninas! Vocês sempre acabam trocando a gente por ele! Não entendo o que ele tem de tão bom para sempre sermos trocados! - disse fazendo bico - Pode deixar, eu vou ficar. Não precisa chamar ele! - disse voltando a deitar do meu lado.

Agradeci calmamente e coloquei o braço de volta no rosto após dar um suspiro.

- Você parece realmente cansada. Tem certeza que está bem? Consegue continuar nessa festa assim? - assenti.

- Eu não estou tão ruim assim. É apenas cansaço e talvez falta de riso nos últimos dias. - comentei pensativa - Li uma vez que sorrir ajuda a melhorar muitas coisas. - comentei apenas isso, só não previ uma coisa. Eu estava do lado de Byun Baekhyun, um garoto que sempre tem as ideias mais loucas possíveis e nos momentos mais inusitados. Deveria ter ficado quieta.

- Eu tenho a solução! - ele disse sorrindo sapeca. Ele não faria o que eu estava achando que faria certo!? - ATAQUE DE COSQUINHA!!!! - gritou vindo para cima de mim fazendo cosquinha. Ri como uma hiena e quando ele finalmente parou foi que eu voltei a respirar decentemente.

- Você quase me matou! - falei arfando pelas risadas que havia dado alguns minutos atrás e bati de leve no ombro dele que riu e ameaçou fazer mais. Rimos muito, mas o barulho na porta nos chamou a atenção.

- S/N eu estava te procuran....do - DoDo entrou no quarto, vendo nós dois na cama ainda rindo um pouco. Ele fez cara feia.

Eu sabia pelo Taeyong Oppa que o DoDo morria de ciúme dos amigos dele com o Baek. Ele dizia que todos viviam falando do Baek e pareciam esquecer dele no momento. E claro, a criação do SUPERM só piorou isso, porque ele ficou com mais ciúmes do Taeyong, dizendo que ele só falava do Baekhyun o tempo todo. Nunca vi, só gente ciumenta na minha vida.

- Eu.... Estava te procurando por todo canto, mas parece que você estava ocupada com o Baekhyun Hyung! - falou aquilo com um tom estranho na voz. Ele estava claramente incomodado.

- Eu vou deixar vocês conversarem melhor. - disse olhando para mim e se levantou da cama. Apenas assenti - Aliás Doyoung, parabéns! - Baek Oppa deu tapinhas nas costas dele e saiu do quarto logo depois. 

Nós dois ficamos no pequeno cômodo nos encarando. Eu esperei ele começar, já que era ele que estava atrás de mim.

- Por que todo mundo sempre prefere ele? - comentou baixinho, mas eu pude ouvir e abracei ele de lado para que ele visse que não era verdade. Tão ciumento.

- Do que você precisava? Pode me dizer! Hoje é o seu aniversário, então farei o possível e o impossível por você! - encarei-o nos olhos.

- Seu plano deu certo! - disse simplista.

- Que plano? - questionei.

- Tem um tempo que você trabalha como cúpido para mim e a Sejeong, e bom.... - parou ficando vermelho - Nós nos beijamos tem alguns minutos..... - falou baixo.

- EU NÃO ACREDITO! - gritei de felicidade - Finalmente meu Deus! Obrigada! - ele riu um pouco.

- Se você não estivesse aqui conversando com o Baekhyun Hyung, Você teria visto! - falou fazendo bico. Meu Deus, que amigo ciumento esse que eu fui arranjar.

- Tá tudo bem, eu vou poder ver os futuros beijos quando vocês começarem a namorar definitivamente! - afirmei caçoando dele que ficou mais vermelho.

- Enfim, por que você subiu? Está bêbeda? Quantos dedos tem aqui? - mostrou a mão e eu ri negando.

- Estou bem Oppa, estava apenas um pouco sufocada com a quantidade de pessoas lá embaixo então subi um pouco - dei de ombros.

- Até parece! - ele revirou os olhos debochando - Bom, o NaNa está te procurando tem um tempo. Seria bom você se encontrar com ele! - disse com um tom diferente do habitual. Ele com certeza estrava tramando algo. Assenti mas logo mudei de assunto.

- Tá, o aniversário é seu, você não pode  passar ele trancado em um quarto quando a festa está acontecendo lá embaixo. Vamos logo! - descemos juntos e eu resolvi fazer o que ele disse. Procurar o NaNa.

Precisava resolver essa situação o mais rápido possível. Acredito que nem eu nem ele estávamos mais aguentando esse distanciamento todo.

Assim que descemos, ele foi atrás da Sejeong Unnie e eu tentei encontrar o meu alvo no grande salão. Nem sinal ou sombra dele. Teria que partir para o plano alternativo, procurar o Renjunnie. Ele com certeza saberia onde o NaNa havia se metido. 

Voltei a encarar o salão e vi ele brincando com o o Jisunggie, o Chenle e a Sun Hee. Fui em direção à eles e puxei levemente o Renjun pelo braço. Ele me olhou e virou o rosto para o lado contrário. Mas o que era aquilo agora?

- O que foi Renjun? - perguntei. Acho que virou passatempo das pessoas me ignorar, só pode.

- Eu fui um dos primeiros a chegar e você nem falou comigo para dizer "oi". Até o NaNa que estava te ignorando falou com você, mas eu não! - passou a mão no cabelo. Acho que todos eles combinaram de reclamar por coisinhas bobas hoje.

- Junnie, não é assim! Eu estava ocupada príncipe! - disse apelando para o meu lado fofo, e talvez assim ele me perdoasse.

- Só porquê o aniversário não é meu, não significa que eu não tenho ou não quero falar com você... - baixou a cabeça. Ai ai, esses garotos.

- Vem cá então.... Vamos aproveitar juntos esse pouquinho! - comecei a puxar ele para a mesa de comida, mas ele puxou o braço de volta, negando com a cabeça.

- Não vai dar. Preciso te levar a um lugar agora mesmo! - disse olhando o celular - Vem comigo. - ele começou a me puxar pelo braço, me guiando pela multidão de pessoas que estavam na pista. Paramos apenas quando chegamos próximos à caixa de som e a mesa de DJ da Hyoyeon Sunbae. 

- Renjun eu não estou entendendo. Por que você me trouxe para cá? O que está acontecendo? - perguntei confusa.

- Você vai entender agora mesmo! - comentou olhando o relógio do celular novamente.

Uma música começou a tocar e eu pisquei várias vezes tentando assimilar aquilo. Eu estava realmente vendo o que eu estava vendo, ou era apenas uma miragem?

Point The View of Jaemin

1 hora antes

- Serio Renjun, você tem que me ajudar. Eu sinto que hoje é o dia! - comentei alto devido à música alta.

- Tem certeza que nessa festa é o momento certo? - ele perguntou.

- Se não for agora, não vai ser nunca mais Renjun! - eu disse agoniado. Realmente não via outra oportunidade que fosse melhor do que hoje. Seria hoje e teria que dar certo.

- Tá, tá.... O que você tem em mente? - ele perguntou.

- É aí que entra a sua ajuda.... - falei enrolando as mãos como se estivesse planejando algo - Eu tenho pensado nisso há alguns dias e quero que você peça à Sunbae Hyoyeon para tocar Puzzle Piece, no DJ. Só o instrumental. Eu vou cantar. Pelo menos algo do plano original tem que dar certo! - disse destemido. Ele apenas assentiu e fez menção de sair. - NÃOOOOO! Não agora! Calma - puxei ele de volta para perto de mim - Exatamente às 03:45, você vai levar ela para perto da mesa de DJ da Sunbae e de lá mesmo eu vou cantar. - ele assentiu - Você pode perguntar ao Doyoung Hyung onde ela está e depois de pedir a Sunbae, você vai atrás dela. E se lembre que, você só pode levar ela para o lugar às 03:45! - disse lembrando e ele revirou os olhos, assentindo e indo embora.

Fui atrás de um microfone. Somos cantores, é óbvio que levaríamos algum caso fosse necessário. Encontrei um sem fio e fui para o lugar indicado. Tinha que dar certo. Precisava dar certo.

Olhei para o relógio uma última vez, vendo que ainda tinha tempo. Cheguei próximo à mesa da Hyoyeon Sunbae e perguntei se já estava tudo certo, ela assentiu. Agradeci aos céus por ela apoiar essa ideia e não contar nada. Encarei o celular de novo e vi que faltavam apenas cinco minutos.

Ao longe, pude notar o Renjun conversando com ela. Ele estava quase pronto e vi que estava realmente na hora quando ele começou a puxar ela pelo braço até onde eu estava. Ela não percebeu a minha presença - por estar de costas - e me aproveitando disso, eu fiz um sinal para a Sunbae que iniciou a música e com o microfone já ligado, eu comecei a cantar o refrão, vendo ela se virar para mim.

"You're my missing puzzle piece

deudieo matchwojin

jogangna itdeon mamui sangcheokkaji gadeuk chaewojun

neon eoneusae nae jeonbuga dwaesseo

my missing puzzle piece"

Cantei olhando diretamente para os olhos dela, que começaram a marejar. Fui me aproximando lentamente e quando estava próximo o suficiente, tomei a mão dela para mim, segurando fortemente, como se ela pudesse fugir naquele momento.

Quando terminei a última frase, tirei o anel do bolso, que já estava preparado para aquele momento. E sim, eu fui para o aniversário do Hyung com o anel. Já estava tudo planejado desde que ela voltou então, tinha que ser agora e claro, não poderia fazer o pedido sem o anel.

Ela provavelmente não entendeu o motivo de eu estar evitando ela, mas eu sabia que se eu me aproximasse, eu não aguentaria e contaria tudo para ela, e convenhamos, eu não precisava de mais um erro na hora do pedido. Dessa vez, daria tudo certo.

Com o anel já em mãos, olhei no fundo de seus olhos e falei a frase que eu queria há muito tempo.

- Quer namorar comigo? - ela suspirou fundo, começando a chorar. Fiquei confuso. Eu não sabia se ela estava chorando de felicidade ou se ela havia detestado, mas a minha confusão acabou quando ela respondeu da melhor maneira possível.

- Sim! Sim! Sim! Mil vezes sim! - ela me abraçou ainda chorando. Sorri, não conseguindo conter a minha felicidade e todos ao redor começaram a aplaudir. Coloquei o anel em seu dedo e vi ela encarar ele com uma cara abobada. Eu não sabia se poderia beijar ela no momento, mas achei melhor fazer isso quando estivéssemos sozinhos.

Renjun se aproximou de nós dando um tapinha nas minhas costas e dizendo para eu cuidar da sua irmã, indo abraçar ela logo depois. Os outros meninos do DREAM também vieram nos parabenizar, juntamente com alguns dos Hyung's que eram mais próximos dela e de mim. Vi Yuqi se aproximar dela também e ambas se abraçaram gritando juntas. Ri daquilo.

Fui para o seu lado e segurei a sua mão, vendo ela me olhar e sorrir. Me aproximei e sussurrei em seu ouvido.

- Vamos sair daqui? - ela riu e concordou, se deixando ser puxada por mim para fora do salão. Nós finalmente ficaríamos juntos depois de tanto tempo.


Notas Finais


Ai gente, me desculpem....
Esse com certeza foi um dos piores capítulos que eu escrevi, mas como eu prometi que lançaria sexta ou sábado eu não podia falhar com vocês 😔
Sinto muito por fazer vocês esperarem tanto para ler isso, mas criatividade não surge do nada neh
Me desculpem mais uma vez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...