História Chicago in love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Visualizações 495
Palavras 1.669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada a todos os comentários e aos favoritos. Espero que gostem desse capítulo :)


Imagens da capa em tamanho original: https://photos.app.goo.gl/9dMrkF0oxjI7KKmK2

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Chicago in love - Capítulo 2 - Capítulo 2

 

CAPÍTULO 2

 

SASUKE ON

 

Cheguei a estação junto com o trem, assim que entrei e sentei olhando para a frente, reparei em um homem de aproximadamente 40 anos, vestindo uma roupa social, magro e careca com um notebook no colo, mas o que me chamou a atenção foi ver suas posturas e expressões tensas (e ele estava soando e o clima em Chicago estava um pouco frio ainda). Comecei a analisá-lo procurando algo mais suspeito nele, o trem começou a andar e alguém pediu licença para sentar ao meu lado, mas não prestei atenção estava preocupado demais com o homem a minha frente, mas pude sentir o quanto essa pessoa que sentou ao meu lado era cheirosa.

Ao observar mais o homem, reparei que a janela atrás dele estava refletindo a tela do notebook e na hora que eu consegui identificar o que era eu gelei, o cara tinha conseguido hackear o sistema de controle dos trens de toda a Chicago. Discretamente enviei uma mensagem para Shikamaru (que eu sabia que estava na base da Swat) informando sobre a situação (Shikamaru era um gênio na computação e nas estratégias), mas foi nesse momento que ao olhar de canto para o lado reparei que a mulher cheirosa de estranhos cabelos rosas ao meu lado ficou tensa ao olhar o homem na nossa frente, ela fez menção de ir até ele, mas a segurei antes que fizesse alguma besteira, o cara não poderia saber que tinha sido descoberto.

- Não faça nada. – Disse firme para não deixar alternativa a ela, ela se virou para mim e puta que pariu que mulher linda. Fiz um esforço para continuar com o rosto sério.

- O que pensa que está fazendo? Esse cara está em meio a um ataque psicótico, se eu não fizer nada ele pode machucar alguém aqui! – Disse olhando em meus olhos, me surpreendi com sua voz firme e determinada, mas quase me perdi olhando naqueles olhos verdes. Recobrei a consciência assim que ela terminou de falar e disse:

- Ele já está fazendo, ele está controlando o trem com o notebook. – Vi o quanto ela ficou surpresa com a informação. Ouvi ela murmurar um merda bem baixinho.

- Temos que avisar alguém para recuperar o controle do trem. – Ela disse.

- Eu já avisei, por enquanto tenho que ficar de olho nele e você vai ficar sentada aí sem fazer nenhuma besteira. – Não precisava de ninguém se intrometendo para piorar a situação. Mas ao acabar de falar vi seu rosto se contorcer de raiva (ela ficou linda daquele jeito).

 

 

SAKURA ON

 

Quem esse filho de uma boa mãe pensa que é para falar comigo desse jeito, ele deve se achar o máximo só porque percebeu antes, não consegui me segurar e disse:

- Quem você pensa que é para falar comigo desse jeito, eu faço o que eu quiser e duvido que tenha alguém mais capacitado para lidar com essa cara do que eu nessa merda de trem. – Disse com os olhos faiscando de raiva e o filho da mãe ainda deu um sorriso de lado e estendeu a mão e falou:

- Tenente Sasuke Uchiha, comandante da Swat de Chicago. – Foi inevitável não o imaginar vestido com aquelas roupas e se ele já me deixava de calcinha molhada só com a voz agora ela estava encharcada. Foco Sakura!! O cara está te esnobando!! Dá o troco!! Estendi minha mão de volta apertando a sua e disse:

- Doutora Sakura Haruno especialista em neurologia e psiquiatria. – Disse imitando seu sorriso de lado. Vi que ele ficou um pouco surpreso, mas logo mudou de postura. Ele foi se aproximando mais e disse no meu ouvido.

- Interessante, então deve saber que não podemos deixar que ele perceba que foi descoberto, se não pode antecipar seus planos certo? – Arrepiei com o seu hálito batendo na minha orelha, vi que ele deu um sorrisinho presunçoso, idiota. Revirei os olhos e disse:

- Então você sugere que fiquemos sentados sem fazer nada? – Disse o encarando e apertando mais a sua mão, que até agora ele não tinha soltado.

- Sim, exatamente isso ou você vai pressa por desacato a autoridade. – Ele disse apertando minha mão de volta. Bufei e ele deu um sorrisinho vitorioso. Mas que vontade de pular nesse pescoço e o sufocar.

- Isso é abuso de autoridade isso sim! – Disse puxando minha mão da dele.

- Pense como quiser. – Aghhh vou jogá-lo para fora do trem!

 

 

SASUKE ON

 

Estava adorando provocar aquela garota, mas eu precisava me concentrar em parar aquele cara, isso poderia virar uma grande catástrofe com muitos feridos e eu não me permitiria errar. Discretamente tirei uma foto dele e enviei para Shikamaru, precisava saber mais sobre esse homem. Depois de três minutos recebi uma ficha com todos os dados dele, Sakura olhou para mim e permiti que ela lesse junto comigo.

 Ibiki Morino, 41 anos, viúvo, viveu em um abrigo desde a infância e saiu de lá ao completar 18 anos, se formou em engenharia da computação e foi um dos assistentes dos criadores dos trens controlados a distância (isso explica a facilidade que ele teve em hackear o sistema) e saiu desse emprego há mais de cinco anos. Fora isso ele não tem nada em sua lista, nem multa de trânsito.

- Sasuke. – Ela me chamou -  peça para pesquisarem sobre a família dele, pode ter alguma relação com a morte da esposa, já que ele é viúvo. – Assenti com a cabeça e solicitei que Shikamaru fizesse a busca e ele me retornou dois minutos depois.

- A esposa dele morreu a cinco anos em um acidente de trem, causado pela falha nos equipamentos, ela estava grávida de sete meses. Ibiki processou a companhia, ele já os tinha avisado que poderia ocorrer falhas, mas não o escutaram. Ele pediu demissão e passou os últimos cinco anos tentando juntar provas contra a empresa, mas não funcionou ele perdeu o caso na audiência ontem. – Falei olhando o celular.

- Estamos ferrados Sasuke! Ele não irá parar, ele não tem nada a perder! Tudo o que ele tinha foi tirado pela empresa de transporte e se ele não conseguiu se vingar por meios limpos, irá por meios sujos. – Ela tinha razão.

- Então o único jeito que temos de parar o trem é hackear o controle de volta. – Sakura assentiu com a cabeça olhando para o Ibiki.

- Temos que fazer isso sem que ninguém perceba, histeria em massa é piorar que ataque psicótico. Eles não podem desconfiar de nada!

- Olha até que você é inteligente. – Não aguentei e a provoquei.

- Idiota. – Ela resmungou.

Mandei uma mensagem para o Shikamaru o atualizando sobre a situação, ele disse que o departamento já havia avisado a companhia e que estavam esvaziando as estações, mas que estavam encontrando dificuldades para recuperar o sistema. Mas que droga, Ibiki deve conhecer cada falha no sistema, será quase impossível conseguir tomar o controle de novo.

 

SAKURA ON

 

Enquanto Sasuke falava com o pessoal dele, eu fiquei observando o Ibiki, não queria que ninguém se ferisse e isso o incluía, ele precisava de ajuda psiquiátrica. Em um certo momento vi ele cerrando os punhos e a mandíbula. Ela já havia percebido que estavam tentando retomar o controle do trem. Droga sou muito nova para morrer! Cutuquei Sasuke e ele só resmungou um “hum”. Como é rabugento!

- Caralho Sasuke! Deixa de ser rabugento e presta atenção! – Disse já puta da vida com ele.

- Que foi algodão doce? – Olha se não estivéssemos prestes a morrer eu teria socado ele.

- Aghhh!! Babaca! Ele já sabe que o descobriram! – Ele olhou para o Ibiki e resmungou um “puta merda” e mandou alguma mensagem no celular.

Olhei para fora e lembrei de um detalhe aquela linha de trem passava por um cruzamento, ele pretendia bater dois trens.

- Sasuke ele vai bater nosso trem com outro no cruzamento da State Street e Madison Street.

- Eu sei, estamos tentando parar os dois trens. – E agora que ele me conta?

 

SASUKE ON

 

Shikamaru estava quase conseguindo ter o controle de novo, mas estava demorando mais que o esperado e o cruzamento já estava perto e a velocidade do trem aumentando. Comecei a ficar nervoso, se não desse tempo de parar com a velocidade que estávamos era provável que ninguém sobreviveria.

Depois de um minuto que parecia uma eternidade Shikamaru me ligou:

- Tenente preciso que o tire de perto do notebook para que eu consiga o controle total dos trens e peça para todos se segurarem precisaremos fazer uma parada forçada.

- Ok! Bom trabalho Shikamaru. – Olhei para Sakura que estava com o medo estampado no rosto e falei:

- Fiquei aqui, não interfira. – Ela assentiu.

Levantei pegando minha arma discretamente. Fui em sua direção e disse:

- Polícia de Chicago, mãos para cima. – As pessoas do trem começaram a ficar agitadas.

- Já é tarde policial não pode fazer mais nada. – Disse com um sorriso debochado.

Quando eu ia responder vi um vulto rosa passando por mim e dar um golpe em seu pescoço o fazendo desmaiar.

- Você ficou louca! Ele podia ter te machucado. – Disse a fuzilando.

- Você estava demorando demais e o cruzamento já está chegando. – Ela disse e todos do trem começaram a ficar desesperados. Então gritei em voz de comando, fazendo todos se calarem:

- Atenção todos! Teremos que fazer uma parada forçada então não saiam do lugar e se segurem.

Foi eu falar que o trem começou a frear como eu e a Sakura estávamos de pé, fomos arremessados para trás consegui me segurar e puxá-la pela cintura a colando em meu peito para ela não se machucar. Ela se segurou em mim com um braço e com o outro na barra também. Estamos muito próximos ao cruzamento não iria dar tempo de parar e o outro trem também não.

- Sasuke não vai dar tempo. – Ela disse com os olhos marejados.

- Eu sei, me desculpe Sakura.

 

Continua.......


Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...