História Childhood - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Texto
Visualizações 2
Palavras 296
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Droubble

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem os erros!
A imagem da capa é minha :3
(quero usar fotos (nas histórias originais) para a capa tiradas por mim)

Capítulo 1 - Um joelho ralado doi bem menos que um coração partido


O café esfria, o tempo passa e as pessoas vão, e eu sempre encontro-me sozinha fitando a parede amarelada do quarto e me questionando a que ponto cheguei.

Quando éramos crianças achávamos que tínhamos o mundo em nossas mãos. E, bem, realmente tínhamos, o mundo da imaginação. Mas o tempo passa, as coisas mudam, os problemas aumentam e um joelho ralado torna-se algo banal. Porque a dor de um arranhão depois de uma brincadeira de criança não chega aos pés da dor de um coração partido, de uma decepção e da angústia que se instala no peito sem pedir permissão.

Quando éramos crianças alguns dos nossos maiores problemas era perder o desenho animado que passava pela manhã ou não poder ir brincar lá fora em um dia chuvoso. Mas quando se cresce os problemas também crescem, e colo de mãe fica pequeno para o montão de problemas que temos, e os tão temidos monstros se tornam reais.

As idas e vindas nos mudam. As decepções nos mudam mais ainda, e então a inocência, o otimismo,a esperança de dias melhores, e a facilidade de só se preocupar com o hoje e não com o amanhã ficam para trás junto com a infância. A consequência disso tudo é que ficamos prisioneiros dos nossos medos, angústias , passado e até mesmo do futuro. E assim vamos vivendo o ontem e o amanhã, mas nunca o hoje.

Ao crescermos o tempo fica curto, as conversas diminuem, as responsabilidades chegam e cada vez mais as pessoas se afastam, aumentando mais o número de idas. Cada vez mais o vazio consome, e então percebemos que deixamos para trás a melhor fase da nossa vida, que perdemos a coisa mais preciosa que tínhamos: nosso espírito de criança aventureira esperançosa que sempre acreditava em dias melhores. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...