História Childhood love - Kim Taehyung - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jackson, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 55
Palavras 1.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura❤🌈

Capítulo 35 - Festa na praia


Fanfic / Fanfiction Childhood love - Kim Taehyung - Capítulo 35 - Festa na praia

Yoongi narrando:

Acabamos de chegar na festa e como sempre estou sozinho, pelo menos tem o Mark pra ficar conversando comigo.

— Então Mark, bora beber?— pergunto. Mas não obtive resposta pois o mesmo já havia sumido — Okay, mais uma vez Yoongi sozinho nas festas — falo pra mim mesmo.

Decido então ir ao bar pegar algo, mas acabo esbarrando em alguém que segurava alguns copos, parecia trabalhar no bar local.

— A-ah me desculpe — ela fala arranhado um pouco o coreano — e-eu estava distraída.

— Ah sem problemas — olho para seu rosto, ela parece não ser daqui — Me desculpe a curiosidade, mas você é coreana?

— Ah não, eu nasci no Brasil porém moro aqui à alguns meses — ela fala meio tímida.

— Entendi, ah nem me apresentei direito, prazer Min Yoongi! — falo e estendo a mão.

— Malu, Maria Luísa D'avila! — ela fala apertando minha mão — é, eu tenho que voltar ao trabalho, licença — percebo ela olhar por cima de meus ombros e acabo me virando para olhar também.

— Ah como posso te encontrar de novo? — pergunto.

— Vai no bar, eu sempre to lá — ela fala e sai.

— Okay, estarei la te esperando! — falo.

Meu deus, o que foi isso? Essa menina mexeu com meu psicológico! Tenho que ir atrás dela! Vou ao bar e espero ela voltar até la.

— Pensei que estivesse brincando! — fala indo para trás do balcão.

— É, eu não brinco com coisas sérias! — falo.

— Hm...vai querer alguma coisa?— ela pergunta sorrindo.

— Ah sim, uma caipirinha!— falo simplista.

— Cachaça brasileira? Uau geralmente só estrangeiros pedem! — ela fala preparando a bebida.

— É que eu gosto de uma brasileira! — falo e ela olha pra mim — digo, gosto de uma bebida brasileira sabe.

— É impressão minha ou estamos flertando? — comenta olhando pra mim— aqui prontinho! — ela coloca o copo em minha frente.

— Talvez, me fale mais sobre você — me ajeito no banco para ficar frente a ela.

— O que você quer saber exatamente? — ela pergunta.

— Bom, em qual parte do Brasil você nasceu? Ou o que lhe trouxe até a Coréia do Sul? — falo arrancando risadas dela.

— Eu nasci em São Paulo! — fala.

— Hm. Já ouvi falar sobre essa cidade! — falo bebendo um pouco da bebida — mas , o que te trouxe aqui?

— Eu sempre quis conhecer o país, então quando surgiu uma oportunidade de fazer faculdade aqui eu não pensei duas vezes em larga tudo lá e morar aqui! — ela fala com um brilho nos olhos — E você, me fale mais, o que você faz da vida? — pergunta.

— No momento eu estou prestes a me mudar para Seul, pretendo fazer universidade de música com alguns amigos meus! mas não diga a eles que eu vou ta, é segredo — falo colocando o dedo indicador na boca em sinal de silêncio.

— Okay, sabe eu também vou fazer universidade em Seul!

— Ah é? qual curso? — pergunto um tanto curioso.

— Dança! — falo.

— Olha só, temos uma versão do J-Hope mulher aqui! — falo — tenho certeza que vocês se dariam bem!

— J-Hope? — ela pergunta sem entender.

— É um amigo meu, ele ama dançar, acho que vocês serão colegas de classe, claro só se você for pra mesma universidade que nós! — falo.

— Espero que isso aconteça!

Yoongi off

—Do outro lado da festa.

Hoseok narrando:

Fui pegar algumas bebidas no bar, vi que o Suga estava conversando com a atendente então fui pedir no outro lado.

Quando voltei aonde Jimin estava percebi que uma mulher olhava pra ele.

— Jimin? Quem é essa quenga olhando ‘pra você? — pergunto.

— Quem? — ele pergunta e aponto com a cabeça. ele olha ‘pra ela que pisca.

— Mas que puta! Quem ela pensa que é pra da encima do meu macho! — falo indo até lá.

— Oi Gatinho! — ela fala se atirando encima dele.

— Com licença, mas você ta...— ela me interrompe.

— Xiu você ai, que eu to falando com ele — fala pegando no colarinho do Jimin.

— Amor, licença tá... — fui interrompido, de novo.

— Garoto chato! — reclamou —Eu estou perdendo tempo de mais. Licença você. — a ridícula atacou os lábios de Jimin, que imediatamente a afastou. —O que é isso? Você não quer?

— Da fruta que você gosta eu chupo até o caroço, querida. — disse Jimin se soltando dela e me puxando para um beijo.

— Mas o que? — ela fala e sai batendo o pé.

— Razou mozão! — falo.

— Eu sei! — fala e me puxa pra outro beijo.

Hoseok off.

S/n narrando:

Assim que chegamos na festa todos nos separamos e cada um seguiu com seu par — pelo menos os casais sim — Taehyung e eu ficamos dançando no meio da pista dançando até que começamos a conversar.

— Eu to pensando aqui, ano que vem a nossa vida vai ficar mais corrida! — ele comenta.

— Por que? — pergunto.

— Ah, por causa da universidade e os trabalhos e 'tals — fala.

— Verdade, eu nunca imaginei está fazer o que eu gosto, sem meus pais interferir nas minhas decisões — comento.

— Oh meu deus, minha bebê ta crescendo! — fala apertando minhas bochechas.

— Ai para, ta doendo — ele não solta — se você não soltar, irar ser punido mais tarde ouviu — falo.

—Hmm, estou ansioso pra ser punido por você — ele debocha, então aperto seu membro por cima da calça.

— Ah é? Então o que é isso que aconteceu com seu amiguinho? — pergunto arqueando uma sobrancelha.

— São as consequências da senhorita rebolando enquanto dança perto de mim! — fala.

— É mesmo? eu nem sabia que podia fazer isso — me faço de desentendida.

— Não sabia neh? pois agora sabe e vai ter que da um jeitinho nisso! — afirma.

— Vamos pra casa! — falo e saímos da balada.

S/n off.

Jennie narrando:

— Sabe amor, nunca mais a gente fez aquilo — Jackson fala.

— Jackson... — repreendo-o.

— Mas amor, eu to com saudade de você, do seu corpo, do seu toque — fala manhoso.

— E se alguém pegar a gente lá? — pergunto receosa.

— E qual é o problema de um casal que se ama transar? e outra a casa ta vazia, então ninguém nunca vai saber o que aconteceu! — fala.

— Okay, okay, eu me rendo Jackson Wang! — falo e ele me pega no colo.


Notas Finais


Olá, espero que estejam gostando❤😊
Pretendo postar outro capitulo amanhã, espero que eu consiga❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...