1. Spirit Fanfics >
  2. CHILDREN OF THE NIGHT - Imagine Taehyung (long fic) >
  3. "Me senti traída"

História CHILDREN OF THE NIGHT - Imagine Taehyung (long fic) - Capítulo 55


Escrita por:


Notas do Autor


Oeee manas(os). Como vocês estão?? Se hidrataram direitinho?? Se ainda não beberam água vão beber para ficarem hidratados :^

Bom sksajkaja, trouxe um capítulo que eu estava ansiosa a décadas para postar kk, então espero que goste. E a vocês, meus jovens taradinhos, acalmem um pouquinho porque eu adoro isso tanto quanto vocês kkk (confesso, talvez eu seja uma má influência T-T)

Bom então, boa leitura ^-^

Capítulo 55 - "Me senti traída"


~segunda~

6:15


Acordei apressada quase caindo da cama com o maldito barulho do despertador. Me levantei e comecei a me arrumar para a escola sem ânimo nenhum. Quando terminei, olhei para cama, sentindo um pequeno vazio em ver que Tae já tinha ido embora. Nem sequer percebi quando ele se foi.

Desci para a sala já pronta e com a mochila nas costas, encontrando meu pai arrumando uma mala pequena com suas coisas.

NAMJOON: Bom dia. –ele disse sorrindo- Estou com um tempo de sobra, então posso te levar até a escola. Quer?

S/N: Quero. –falei sorrindo aliviada por poder evitar andar-


Fomos até minha escola junto com Kyungsoo quando a encontrei me esperando na porta de casa, e ela resolveu pegar carona. Ela e meu pai foram conversando animados no caminho, e não deixaram passar sobre meu aniversário enquanto eu apenas concordava com tudo que eles falavam. No final, a única coisa exata que saiu da conversa sobre meu aniversário, foi que eu e Kyungsoo combinamos de semana que vem já ir comprar o vestido. Tentei recusar dizendo que poderia usar algo que eu já tinha, mas não tive sucesso na discussão já que era dois contra uma.

Chegamos na escola em pouco tempo, mas mesmo assim conseguimos ficar atrasadas, como sempre, o que me fez ir correndo para a sala assim como Kyungsoo. Quando cheguei, me sentei rapidamente em meu lugar, sentindo um vazio ao ver que Young não estava ao meu lado.

Provavelmente ele já até estava por aí com Taehyung e Yume.


[•••]


Tocou o sinal do intervalo e me levantei apressada, finalmente um tempo de descanso. Acho que sem as piadas de Young durante a aula deixaram as coisas mais chatas e o tempo passou mais devagar.

Kyungsoo me encontrou no meio da multidão, e pegou minha mão fortemente nos puxando para o campo de futebol, o que me deixou confusa já que normalmente íamos para o estacionamento.

S/N: Vamos ver os meninos jogando de novo ou algo assim?

KYUNGSOO: Mais ou menos. Eles querem que jogamos com eles dessa vez.

S/N: Não obrigada.

KYUNGSOO: Ah S/N, vamos, você não vai morrer.

S/N: Mas chego bem perto disso. Mal consigo andar a pé com esses malditos saltos que a escola nos obriga a usar, quem dirá correr. Eu sou a personificação de desastre Kyungsoo.

KYUNGSOO: Vou fingir que sei o que significa personificação. -riu e chegamos no campo de futebol. Os meninos já estavam nos esperando e Hana também- Olha, você nem vai precisar correr tanto S/N, não se preocupe tanto por uma coisa simples. 

S/N: Tudo bem. -suspirei- O que você vai me obrigar a jogar exatamente?

KYUNGSOO: Queimada. –ela sorriu, ansiosa- Não se preocupe, eles vão pegar leve com você. -piscou mas suspirei. Eu realmente não estava nem um pouco animada para aquilo-

Mas sem ficar reclamando, aceitei, sabendo que não adiantaria discordar quando no final Kyungsoo me convenceria. Nos separamos em dois times, onde eu fiquei com Dak-ho e Hana. Por sorte, eles realmente pegaram leve comigo. Mas aos poucos, o sol quente começou a me deixar tonta como sempre acontecia.

Nunca fui muito amiga do sol e sempre acabava um pouco mal em ficar muito tempo exposta diretamente a ele.

Fui piorando, e quando percebi eu já estava prestes a querer vomitar. Me virei e sai correndo do campo com o objetivo apenas de chegar no banheiro. Passei pelas pessoas apressada, sem nem perceber direito por onde pisava, e quando finalmente cheguei no banheiro, coloquei tudo o que comi ontem para fora na privada. Fiquei uns dois minutos tentando processar mas logo me levantei e dei descarga em tudo que vomitei. Lavei minha boca e joguei água no meu rosto para tentar aliviar o calor que eu sentia. Kyungsoo e Hana passaram pela porta do banheiro preocupadas, e vieram até mim.

HANA: Ei o que aconteceu? -perguntou parando ao meu lado e suspirei limpando meu rosto molhado num pedaço de papel-

S/N: Só vomitei um pouco. Sempre fico um pouco enjoada em ficar no sol. Não é nada de mais.

KYUNGSOO: Você já saiu assim na última vez em que fomos para o campo, me lembro daquela vez. Mas agora, você vomitou S/N, tem certeza de que é só o sol ou você comeu algo estragado?

S/N: Nunca cheguei a vomitar mas sei que é só o sol. Vou ficar bem, de verdade, não precisam se preocupar. -falei sorrindo mas elas não se convenceram-

KYUNGSOO: Quer ir embora? Podemos convencer a diretora de que você precisa ir..

S/N: Estou bem.

HANA: Não, não está.

S/N: Estou sim! -falei cruzando os braços. Pelo visto aquilo ainda não tinha acabado-

E como previ, realmente teve uma longa discussão, mas com um pouco de chantagem emocional, consegui fazer elas pararem de me tratarem como um bebê e voltarem a jogar. Eu não morreria se ficasse um tempo sozinha no pátio e eu não queria estragar o jogo delas. No final, consegui as convencer de voltarem a jogar enquanto eu fiquei dentro da escola.

Me sentei num dos bancos do pátio e fiquei vendo as pessoas irem e virem, algumas delas olhavam para mim mas eu fingia não ver. Até que alguém se sentou ao meu lado, me virei e vi Hueningkai parado ao meu lado com um pedaço de chocolate na mão.

S/N: Oi Kai. -falei baixo e pude perceber um sorriso em seu rosto ao ver que o chamei pelo apelido-

HUENINGKAI: Quer? -estendeu o chocolate para mim e neguei com a cabeça- Você não parece bem, está passando mal?

S/N: Só estou um pouco enjoada. Você quer alguma coisa?

HUENINGKAI: Só conversar mesmo. –ele sorriu ladino e desviei o olhar- Então.. por que você está passando mal?

S/N: Nada de mais.

HUENINGKAI: Se não fosse nada de mais você não estaria passando mal. –disse erguendo a sobrancelhas- Cadê aquele menino que fica te perseguindo por onde anda?

S/N: É isso que você pensa de Taehyung? -cruzei os braços-

HUHUENINGKAI: Penso mais algumas coisas também. Mas você é amiga dele e com certeza iria defender ele se eu dissesse. –disse me olhando e dei ombros. Não estava com cabeça para discutir naquele momento- Por que ele não está com você?

S/N: Ele não veio hoje.

HUENINGKAI: Por isso você tá passando mal? –perguntei rindo mas não ri, o que o fez parar rapidamente- Vocês dois são bem amigos né!?

S/N: Nos demos bem.

HUENINGKAI: É por causa dele que Jennie, Jisoo e você brigaram?

S/N: No começo era, mas agora: Nem eu sei mais o porquê elas ficam enchendo meu saco.

HUENINGKAI: Meu palpite é que tem algo a ver com ele.

S/N: E por que você acha isso?

HUENINGKAI: É simples: uma delas sai com ele, você é a melhor amiga dele, e elas ficam com ciúmes. É meio óbvio.

S/N: Aí que tá; ele não gosta delas, quem dirá sair com uma delas.

HUENINGKAI: Você acha isso? -ele me olhou curioso e dei de ombros-

S/N: Como você disse.. sou a melhor amiga dele. Ele me contaria se tivesse algum interesse nelas. Além disso.. ele odeia elas. 

HUENINGKAI: Ele te falou isso? -perguntou um tanto debochado-

S/N: Já chega Hueningkai. Não sei nem porque estou discutindo com você sobre isso.

HUENINGKAI: É só que.. ele saiu com Jennie, mas pelo visto não te contou. E você está se iludindo achando que tem um amigo fiel ou algo assim.

S/N: Pera Hueningkai, você acha mesmo que ele sai com Jennie? -ri-

HUENINGKAI: Não acho, tenho certeza. -disse sério e ri-

S/N: Sem chance.

HUENINGKAI: S/N, pare de ser tão ingênua. EU VI!

S/N: Ah você viu? -fingi interesse-

HUENINGKAI: Vi S/N! -suspirou- Não quero que você acredite mas precisa saber a verdade porquê pelo visto você gosta muito dele, e se quer algo a mais do que amizade..

S/N: Não estou interessada nele, e SE por algum milagre eu tivesse interesse em Taehyung você não teria nada a ver com isso Kai. E o que você ganha me contando isso? -bufei querendo ver até onde aquela mentira iria chegar-

HUENINGKAI: Não ganho nada S/N. É só que.. Me preocupo com você. Só quero que você não se iluda por ele quando ele não está nem aí para você, e se você se apaixonar por ele ou..

S/N: Chega não quero mais te ouvir. Não estou apaixonada por ele e suas mentiras já estão me enchendo o saco, já estou passando mal e você não tá ajudando. –falei me levantando irritada já saindo de perto dele, sem nem virar para trás-

Voltei para o banheiro furiosa por tudo o que Hueningkai me disse, e me tranquei em uma das cabines me encostando na parede. Era ali que eu pretendia ficar até o resto do intervalo.

Fiquei por uns dois minutos sendo a única pessoa do banheiro quando alguém entrou, e pelas risadas escandalosas, pude perceber que era Jennie e Jisoo com mais alguma outra menina que eu não conhecia.

Jennie: Será que eu conseguiria de novo? -ela disse para as meninas e fiquei ouvindo sem querer-

JISOO: Sei lá, ele parecia decidido quando disse que seria apenas uma vez e nada mais. -elas conversavam alegres-

JENNIE: Foda-se, quero tentar mais uma vez. Dessa vez eu não vou embora até conseguir pelo menos um beijo dele. Quero ver a cara da vadiazinha da S/N quando souber que beijei o menino que ela gosta. –ela disse convencida e fiquei boquiaberta. Ela poderia estar falando de qualquer coisa, ou por um acaso existir alguma outra S/N por ai, mas com o que Hueningkai me contou eu só conseguia pensar que ela estava falando sobre Taehyung. Sobre um encontro que ela teve com ele-

No mesmo instante, sai da cabine irritada fazendo questão de olhar no olho de Jennie antes de sair do banheiro. Elas me olharam assustadas por me ver aparecer tão derepente e sai sem dizer nada. Eu queria bater nela, arrastar a cabeça dela pelas paredes e tudo mais o que era possível, mas no momento eu estava mais irritada com Taehyung, e queria descobrir mais sobre aquele maldito encontro que ele teve com Jennie.

Fiquei procurando Hueningkai quando o encontrei conversando com dois meninos que eu já tinha visto andando pela escola. Me aproximei deles e falei séria com Hueningkai.

S/N: Quero mais detalhes. –falei seria-

HUENINGKAI: Perdão, o que você quer dizer?

S/N: Sem joguinhos Kai, sabe do que quero dizer. 

HUENINGKAI: Então resolveu acreditar em mim? –ele sorriu-

S/N: Você me fez ficar brava e agora vai concertar! -bufei-

HUENINGKAI: Tudo bem então. –ele riu baixo. Eu sabia que era isso que ele queria, queria me fazer ficar contra Taehyung. Mas naquele momento não importava, eu só queria saber o porquê diabos meu namorado estava saindo com a pessoa que me odeia- Depois conversamos mais. –ele disse acenando para os meninos que saíram com risinhos maliciosos olhando em nossa direção, mas ignorei revirando os olhos-

S/N: Agora me conta!

HUENINGKAI: O que você quer saber?

S/N: O que você sabe sobre esse encontro?

HUENINGKAI: Nada além do que te contei. Vi eles por acaso lá. Se eles se encontraram mais vezes eu não sei. Não sei nem qual o relacionamento que eles têm. Eu estava passando a tarde no shopping e vi eles numa fila juntos prestes a entrar no cinema. Jennie conversava animada com ele mas não vi a cara dele, então não posso dizer se ele estava com o mesmo entusiasmo que ela. E foi isso.

S/N: Então você acha que não foi o primeiro encontro?

HUENINGKAI: Não sei de nada S/N.

S/N: Você começou isso e agora quer fingir que não sabe de nada? -ergui a sobrancelhas e ele deu ombros-  O que você tá ganhando em me contar isso? Vai me chantagear ou algo assim? Destruir minha amizade com Taehyung é o que quer? Acha que se eu não for mais amiga dele eu vou ficar com você?

HUENINGKAI: Não S/N.  Não sou tão baixo assim. Quero você e vou ser justo nisso. E não fazendo você ficar contra seu amigo. -suspirou- Só achei que deveria saber. Você odeia aquela garota e seu melhor amigo anda se encontrando com ela. É aquilo que eu falei: se você gosta dele além da amizade, precisa saber que ele pode não sentir o mesmo por você.

S/N: Já falei que não estou apaixonada por ele!

HUENINGKAI: Não parece. -ele riu e corei ao perceber que era verdade, eu me descontrolei. É claro que não parecia que eu não estava interessada, eu pedi desesperadamente informação a ele sobre um encontro de Taehyung. Qualquer um iria suspeitar-

S/N: Hueningkai não quero ele, eu namoro. -falei calma e ele ficou um pouco em choque, e sem dizer mais nada, me virei deixando Hueningkai novamente. Sorri ao perceber que citei meu namoro falso com Jackson-

 Ali, agradeci aos céus pelo o que Jungkook propôs. Com certeza eu iria ser a primeira a acabar entregando que sentia algo por Tae como já estava acontecendo. E esse namoro falso com Jackson iria me ajudar a tirar qualquer suspeita que já tinham sobre nós. 



[•••]

18:30



Eu estava no meu quarto, olhando para o teto ainda um pouco enjoada. Vomitei uma vez quando cheguei em casa, mas o que mais me importava naquele momento era Taehyung e não a minha saúde. Eu estava me sentindo traída pelo o que ele fez. E irritada com Hueningkai por me deixar assim. Eu estava tentando processar se era verdade ou não, mas provavelmente era verdade o que Hueningkai disse pela confirmação que tive ouvindo a conversa de Jennie no banheiro.

Mas por que? Por que Tae sairia com ela? Taehyung estava mentindo para mim esse tempo todo? O tal amor que ele dizia sentir por mim estava acabando e ele estava voltando a ser o babaca que me contará ser em sua antiga cidade? Ou talvez nunca tenha existido amor nenhum.

Esses pensamentos rondaram minha cabeça desde que cheguei em casa, e não consigo parar de pensar em Taehyung beijando aquela lambisgóia na sala de cinema.


Taehyung chegou a me enviar uma mensagem dizendo que era para mim encontrar ele hoje as sete horas no penhasco para nos levar até onde realmente queria. Eu nem fiz questão de responder. 

Eu vou? Sim. Mas quero que ele perceba que estou brava para poder citar o suposto encontro com Jennie. Ainda hoje pretendo arrancar dele o porquê ele saiu com ela, mesmo que me doa a verdade. Talvez ele até esteja pretendendo acabar com o namoro hoje porque está sentindo algo por ela.

Já estava quase dando a hora de ir e eu não sabia nem como me arrumar. Então apenas vesti um macacão jeans com uma regata por baixo, e um tênis simples. Arrumei uma mochila com uma camisola e uma roupa íntima, com mais algumas coisas de higiene. Eu até cheguei a achar que exagerei nas coisas que preparei para levar, considerando que talvez eu acabe estragando o encontro de acordo com o rumo da conversa sobre o tal encontro de Taehyung com Jennie.

Deu o horário e eu fui até o penhasco, andando o mais lento possível para chegar atrasada de propósito. Andei com cuidado pelos galhos já nem ligando mais de andar sozinha a noite numa floresta, de fato aquilo já não me incomodava mais. Mas minhas mãos suavam e eu podia jurar estar ouvindo meu coração batendo, tudo por ansiedade pelo o que Taehyung iria me responder. 

Cheguei no penhasco, e lá estava ele; com uma mochila nas costas e sentado na ponta da enorme pedra. Ele se virou para trás e sorriu ao me ver. Pude perceber que tinha uma câmera presa em seu pescoço por um cordão.

Como podia deixar aquele sorriso para mim mesmo tendo saído com a garota que odeio?

TAEHYUNG: Você não me disse nada, achei que não iria vir. –riu se aproximando. Ele tentou me dar um beijo mas desviei o rosto o fazendo me dar um beijo na bochecha ao invés da boca, o que o fez me olhar confuso mas não questionou-

S/N: Vamos logo ou não? -perguntei irritada e ele se afastou com um olhar confuso-

Pô Taehyung. Será que você não pode simplesmente perguntar porquê estou brava?

Mas ao invés de perguntar, ele pegou uma das minhas mãos com delicadeza e entramos novamente na floresta.

TAEHYUNG: Aconteceu alguma coisa? -ergueu as sobrancelha depois de alguns poucos minutos que tínhamos andado em silêncio-

Finalmente!

S/N: Talvez. Aconteceu alguma coisa com VOCÊ?

TAEHYUNG: Deveria ter acontecido? -franziu o cenho-

S/N: Não mas aconteceu.

TAEHYUNG: S/N não sou bom em xaradas, me conta o que aconteceu. -ele riu-

S/N: Você! -acusei já em um tom elevado- Enquanto eu estava ocupada fazendo comida para um jantar de mentira, você estava se encontrando com Jennie! E depois ainda teve a cara de pau de aparecer no meu quarto me beijando e querendo transar. –falei me soltando de sua mão e ele ficou paralisado ao meu ouvir, talvez arranjando alguma desculpa idiota-

TAEHYUNG: Ela te contou isso?

S/N: Então é verdade!? -cruzei os braços. Naquele momento eu só queria gritar e socar alguma coisa (em específico: a cara de Taehyung)-

TAEHYUNG: S/N.. é verdade, fui com ela no cinema, mas não era um encontro de verdade..

S/N: Era o que então?  -interrompi- Você "acidentalmente" foi com ela para o cinema e beijou ela depois? E depois foi "acidentalmente" para a casa com ela e tirou a roupa também? - falei já quase gritando- Só consigo pensar que depois de sair com ela você ainda foi me ver. 

TAEHYUNG: Não fiz nada com ela S/N! -disse tentando pegar minha mão de novo mas desviei-

S/N: Você foi com ela no cinema! Céus, e você ainda reclamou porque Jackson estava comigo nos AJUDANDO.

TAEHYUNG: S/N, sei que você está brava, mas eu tive que fazer isso pra ela parar de ficar pegando no seu pé.

S/N: Pera que? -olhei para ele irritada- Foi uma troca? Fez um acordo com ela que se saíssem e se beijassem ela me deixaria em paz? Eu preferiria que ela ficasse me enchendo o saco todo dia, Taehyung.

TAEHYUNG: Eu não beijei ela!

S/N: Não deveria nem ter saído com ela! A questão é que você teve um encontro, e com a pessoa que mais me odeia nessa Terra. Não me avisou nada sobre isso, e se duvidar iria omitir isso pra sempre. Não deveria nem sequer ter saído com ela Taehyung, seja lá o motivo pelo o qual fez isso!

TAEHYUNG: Se me deixar explicar seria ótimo. –ele pediu calmo-

S/N: Então anda, explica. -o olhei irritada colocando as mãos na cintura e ele suspirou-

TAEHYUNG: Enquanto você estava no jantar, eu não aguentei, queria sair para parar de pensar no que você estava fazendo. Então pensei em deixar a surpresa que vou te mostrar hoje mais emocionante, e fui no shopping comprar as coisas. Mas quando eu estava lá, acabei encontrando com Jennie e Jisoo. Eu iria deixar elas falando sozinhas quando vieram até mim, mas Jennie propôs uma coisa: disse que se eu desse uma pequena chance a ela, ela não iria mais encher nosso saco, mas que se eu recusasse ela iria voltar a te atormentar.

Jennie tinha se rebaixado tanto assim a ponto de pedir uma chance!?

TAEHYUNG: Achei ridículo. Eu não iria aceitar S/N, mas era uma proposta tentadora, considerando a raiva que eu tinha quando não podia fazer nada quando ela bateu em você ou roubou sua blusa. Se ela voltasse a te artomentar e eu não pudesse fazer nada, eu iria enlouquecer de vez!

TAEHYUNG: Eu estava tendo a chance de te ajudar em relação a ela. Não podia desperdiçar. Aliás, o que seria um filme em troca de paz? Então, combinamos que seria um filme e nada mais, e foi isso. Entramos no cinema. Ela tentou conversar um pouco mas eu não queria que ela pensasse que fiquei interessado nela. Não passou disso, depois fui embora. Não fizemos nada S/N, apenas assistimos filme e conversamos um pouco. –ele disse se acalmando aos poucos e desviei o olhar tentando disfarçar meus olhos cheio de lágrimas-

S/N: Você poderia ter me contado antes. – falei brava já nem controlando mais as lágrimas e ele se aproximou. Eu não queria chorar numa discussão, não queria parecer fraca, mas estava impossível- Tem ideia de como fiquei? Passei a tarde pensando no porquê você saiu com ela, Taehyung. Cheguei a pensar que você estava me traindo ou sei lá. Imaginei você beijando ela! -falei mostrando indignação mas Taehyung riu com minha última frase-

TAEHYUNG: Mulher, eu amo você! Eu sou completamente doido por você. Você é única na minha vida com Jennie ou sem ela. -ele sorriu ladino me abraçando pela cintura com certo receio de que eu recusasse o abraço- Desculpe, de verdade S/N. Eu iria te contar ainda hoje, juro, até mesmo pensei em te ligar para saber sua opinião assim que Jennie me propôs lá no shopping, mesmo sabendo que você não ia concordar.

S/N: Não mesmo, porquê você é meu e não tem que sair com ninguém. Principalmente com ela! -bufei limpando as lágrimas de meu rosto- Uma namorada normal teria terminado com você. Eu não deveria nem acreditar em você.

TAEHYUNG: Não acredita em mim quando digo que não fizemos nada?

S/N: Acredito. -bufei- Ouvi o que ela disse que você não beijou ela. Mas você saiu com ela Taehyung, e não me contou. Achei que contávamos as coisas um pro outro. E além do mais: agora só piorou, ela vai ficar pegando no seu pé até conseguir te beijar. Ela quer te beijar para fazer ciúmes em mim!

TAEHYUNG: Não vou beijar ela. E não me importo em ter que aturar uma menina chata pegando no meu pé, desde que ela pare de brigar com você. –ele sussurrou-

S/N: Mas eu me importo! Eu quem vou ter que ficar vendo aquela praga se jogar em cima de você, não duvido nem que ela fique só de sutiã e calcinha na sua frente, mesmo no meio da escola.

TAEHYUNG: Ela pode ficar nua, usando um abacate de chapéu, mesmo assim eu vou estar olhando somente pra você, nem que você esteja no canto da sala. Agora para de pensar nisso, vou dar um jeito nela, prometo. -suspirou dando um beijo na minha testa- Desculpe de novo S/N, e entendo se você quiser voltar para casa. –disse me olhando preocupado, estava na cara que ele não queria que eu desistisse, e nem eu queria, mesmo com essa discussão-

S/N: Me leve onde quer logo antes que eu me arrepende. –falei desviando o olhar e ele sorriu pegando minha mão, voltando a me puxar pela floresta-

Continuamos andando pela floresta por alguns minutos em silêncio, e a cada passo parecia que ficava mais escuro. Até que paramos em frente à uma das árvores. Tae soltou minha mão e começou a chutar as folhas caídas que tinham em frente à árvore, fiquei confusa mas logo reparei em um brilho no chão. Era um cadeado. Ele chutou mais as folhas e logo apareceu uma pequena porta de madeira em quadrado no chão, com o cadeado no trinco. Ele pegou uma chave do bolso e abriu o cadeado, logo puxando a porta para cima para que ficasse aberta, revelando um buraco no chão. Um buraco fundo e que lembrava um bueiro. Havia até uma escada na parede, para descer pelo buraco. Taehyung desceu alguns degraus e estendeu a mão para que eu o seguisse.

S/N: Vamos entrar aí? -perguntei com medo-

TAEHYUNG: Não precisa ficar com medo.. -riu- Vou na frente.

Meio receosa, ajoelhei no chão para conseguir encostar na escada e assim desci com Taehyung logo abaixo de mim. Depois de alguns degraus, finalmente senti o chão.

TAEHYUNG: Fica aqui que vou fechar a porta. –ele sussurrou no meu ouvido e assenti. Estava tudo escuro e eu não conseguia ver nada, porém o cheiro de terra era predominante considerando que estávamos de baixo dela-

Taehyung logo voltou quando senti suas mãos em minha cintura.

TAEHYUNG: Feche os olhos. –ele pediu em meu ouvido e assenti, mas por preocupação ele colocou uma de suas mãos em meus olhos para que eu não enxergasse. E assim, ele logo apertou algo que fez uma claridade surgir pelo lugar, provavelmente foi alguma lâmpada pelo brilho- Antes, preciso saber se ainda está brava comigo. Eu tinha imaginado você feliz vendo esse lugar, e pelo visto o caso de Jennie estragou isso.

S/N: Você fez merda Taehyung. Das grandes. Não sei se vou te perdoar tão cedo por isso. Mas amo você querendo ou não, e sei que mesmo se eu quisesse, daqui a pouco eu provavelmente vou te encher de beijos por essa surpresa que você fez para mim. -bufei brava comigo mesmo sabendo que aquelas palavras eram verdade. Eu não iria conseguir manter minha cara de brava dependendo da surpresa que Tae preparou-

TAEHYUNG: Amo você, não teria saído com Jennie se soubesse que isso te deixaria tão irritada assim, sabia que você ficaria brava mas achei que no final ficaria aliviada em não ter mais Jennie no seu pé. -suspirou-

S/N: Ainda tô brava, mas ansiosa, então anda logo tô curiosa. –falei fingindo seriedade e ele riu aos poucos tirando as mãos dos meu olhos-

E assim ele revelou uma mini casa. Ou uma quitinete eu diria. De qualquer jeito, era perfeita. Ela era quadrada, deixando a impressão de que estivéssemos dentro de uma enorme caixa só que de paredes e tetos cinzas, e um chão de piso branco.

Eu fiquei boquiaberta e Taehyung aproveitou minha expressão para tirar uma foto de mim. Com certeza tinha ficado horrível.

S/N: Então foi para isso que você trouxe essa câmera? -ri baixo batendo em seu ombro mas voltei a admirar o lugar-

Estávamos do lado de uma pia de mármore que tinha um armário em cima preso na parede, e havia um frigobar no chão. Tinha também um micro-ondas e um fogão elétrico (sem o forno) em cima do mármore da pia. E na nossa frente, uma mesa redonda de quatro lugares.

Do outro lado da casa, tinha um espaço maior onde estava uma enorme cama de casal ocupando boa parte do lugar. Ela estava cheia de coisas vermelhas na cama, incluindo os lençóis, e tinha algumas flores e umas outras coisas em cima da cama. Eu estava muito chocada com tudo para observar exatamente o que era cada um dos objetos em cima da cama.

Tinha um guarda roupa pequeno no canto da parede e havia também um criado mudo de três gavetas do lado da cama. E na parede do lado, uma porta de madeira. Era como se eu estivesse numa casa de verdade, só que de baixo da terra.

S/N: O que é esse lugar? -perguntei boquiaberta já sabendo a resposta e Taehyung sorriu-

TAEHYUNG: Bem, eu estava querendo te mostrar isso aqui a um tempo. Desde que começamos a namorar para ser exato. -sorriu observando a minha foto impressa em sua mão. Provavelmente sua câmera era uma das que revelavam a foto na hora- Mas antes não tinha metade das coisas que tem agora, era só uma cama enorme com jogos espalhados por todos os lado, e uma televisão para jogar eles. Era como uma caverna. Queria deixar mais confortável para você.

TAEHYUNG: Então reformei, comprei umas coisas e foi bem difícil trazer tudo para cá se não fosse por Young. -riu finalmente deixando minha foto sobre a pia- Mas finalmente terminei e consegui deixar parecido com uma casa. Agora não é só meu lugar, é nosso! –ele sorriu de orelha a orelha estendendo outra chave para mim. Eu peguei ela me segurando para não chorar-

Aquilo realmente estava acontecendo?

E de repente toda raiva que eu tinha por ele desapareceu. Pulei em seu colo lhe dando vários beijos pelo rosto e ele riu me segurando com força.

TAEHYUNG: Pelo visto você gostou.

S/N: Eu amei! Meu Deus, Taehyung, não acredito no que estou vendo. -sorri descendo de seu colo e observando o lugar- Assim você dificulta que eu continue brava com você. -ri e ele riu colocando as mãos pela minha cintura-

TAEHYUNG: Sei que não é grande igual seu quarto de princesa. –disse rindo para me provocar- Mas agora podemos nos encontrar aqui sempre. E você tem a chave, esse lugar é seu também. Eu não estava brincando quando te falei que queria uma casa com você. Sei que não é exatamente uma casa, mas é um começo. 

S/N: Eu adorei! Sinceramente, não me importaria de morar aqui. -sorri dando um beijo nele. Eu estava eufórica de mais para saber exatamente o que eu fiz no beijo. Só sabia que não queria soltar ele nunca mais-


Notas Finais


Bom foi isu. Espero muito que tenham gostado. E a vocês blinks (como eu kk), não me matem por fazer a Jennie e Jisoo tão más kkk.
Bjs com pipoca ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...