1. Spirit Fanfics >
  2. Choice >
  3. Capítulo 9

História Choice - Capítulo 9


Escrita por: LinaJikook

Capítulo 9 - Capítulo 9


Fanfic / Fanfiction Choice - Capítulo 9 - Capítulo 9

Taehyung.

Eu não sei o que Jungkook fez com Jimin pra ele ficar daquela maneira. Mas eu vou descobrir... Faz muito tempo que ele não fica assim. Eu me lembro quando ele estava no ensino médio e um garoto o atacou no banheiro da escola, e ele teve essa mesma reação. Na época o menino foi expulso do colégio e meus pais deram queixa na delegacia e meu irmão teve que se tratar com um psiquiatra. Depois disso Jimin se fechou, passou a tem medo de tudo. Agora que ele resolveu mudar acontece isso novamente. Assim que amanhecer eu vou atrás de Jungkook, eu vou quebrar a cara dele na porrada!

Quando eu cheguei ele me mandou vir correndo pra casa, ele ainda estava na portaria. Hoseok ficou com ele enquanto eu acalmava Jimin. Estou com muito ódio.

Deitei na cama com Jimin e adormeci. Acordei assustado com Jimin chorando.

– Shiii.... Eu estou aqui – abracei meu irmão – Quando puder, me conta o que aconteceu.

Jimin senta na cama e começa a falar...

– Eu estava sentado na boate e vi JungKook se pegando com a Rosé, logo depois que me sentei ele começou a ficar grudado em mim como se estivesse marcando território. Depois eu falei que vinha embora e ele se comportava como se fôssemos um casal. Eu sempre perguntava aonde ele queria chegar com aquilo... Nos despedimos no carro, ele se ofereceu pra subir comigo, eu disse que achava melhor não, mas ele estava muito estranho, ele nunca me tratou assim, tudo bem que eu mudei... Mas ele estava muito estranho. Eu entrei na portaria sozinho, quando entrei no elevador ele entrou junto comigo, prendeu meu corpo na parede do elevador e começou a se esfregar no meu corpo, eu tentei me afastar, mas ele não deixou, o elevador abriu e eu saí e ele continuava me agarrando, eu abri a porta e começou a me beijar de um jeito nojento... Eu pedi pra ele parar e ele debochava da minha cara, até que eu comecei a chorar só assim ele me largou e ficou me pedindo perdão... Eu fiquei com muito raiva Tae... Eu me senti usado como algo descartável... Me senti sujo! Ele disse que pensou que eu queria aquilo. Tae eu nunca tinha beijado ninguém... Eu sonhava com esse momento, e ele estragou tudo! Por isso eu estava gritando, eu estava com muita raiva...

– Caralho Jimin! – estou com muita raiva desse desgraçado – Eu vou resolver isso agora.

Pego meu celular e ligo...

– Alô, Seokjin.

– Oi Tae, tudo bem?

– Você está muito ocupado? Preciso de você aqui em casa com urgência.

– Tudo bem Tae estou indo.

Desligo o celular e vou pra cozinha preparar alguma coisa pra Jimin comer.

Preparo um sanduíche e um copo de suco e levo no quarto para Jimin.

– Toma, come. Tenta se acalmar – logo ouço o interfone e vou abrir a porta.

Seokjin entra e eu levo ele até o quarto do Jimin.

– Olha o que seu irmão fez... Conta pra ele Jimin – Saio do quarto e vou pra cozinha. Ligo para o porteiro e peço que ele me envie o vídeo do momento em que Jimin chega em casa de madrugada.

Não demora muito eu recebo o vídeo, até do elevador.

– Aqui Seokjin, a prova – entrego o celular nas mãos dele e ele assiste – Eu sei que você não estava duvidando da palavra do meu irmão, mas é para o caso de seu irmão não se lembrar. Pois segundo o relato de Jimin, seu irmão estava agindo muito estranho, e pouco antes dele se aproximar, estava aos beijos com Rosé e eu sei que ela usa drogas ilícitas, provavelmente LSD. Eu não vou dar queixa por respeito a você e sei que você vai tomar providências.

– Disso você pode ter certeza! – Seokjin fala secando as lágrimas – Eu vou resolver isso agora mesmo. Tae envia esse vídeo para meu celular, por favor.

– Jimin meu anjinho... – Seokjin abraça Jimin chorando muito – Eu sei que não fui eu, mas me perdoa?

– Não há o que te perdoar – Jimin fala ainda abraçando Seokjin – Você sempre me tratou com muito carinho.

– Eu vou lá falar com ele agora – Seokjin se levanta e sai.

Seokjin.

Meu coração está apertado, chega a doer em saber o que aconteceu com Jimin.

Eu tenho a chave reserva de Jungkook, então, entro direto para seu quarto.

– Acorda JungKook! -  ele pula da cama assustado – Você está maluco infeliz?

– Tá ficando doido Hyung? – Jungkook me olha assustado – O que deu em você?

– Eu que te pergunto... O que deu em você? – dou um tapa forte em seu ombro – Como você pode fazer isso com Jimin? Você é maluco?

– Jimin? Eu não fiz nada com ele... – Jogo meu celular sobre ele com o vídeo.

– Então me fala o que foi isso aí? – pergunto – Ontem quando eu te vi, você não estava bêbado. Quando o Tae falou que você tinha levado o Jimin pra casa, eu pensei que você realmente tivesse acordado pra vida... Nunca pensei que você fosse se transformar em um monstro... Ainda dizer que pensou que era isso que ele queria... Você sabe o que fez? Ele teve um crise de pânico por sua causa! Você sabia que ele nunca havia beijado ninguém? Que ele sonhava com isso de uma forma romântica? Você foi realmente um monstro JungKook!

– Eu não me lembro de ter feito isso... – fala chorando – Eu não sou assim Jin... Eu sou hétero, eu nunca beijaria um homem...

– Não venha com essa história JungKook... Desde que você viu Jimin que você é louco por ele que eu sei... Você pensa que eu não entendi você chamar ele de anjo? Que você sempre ficava admirando ele secretamente... Me poupe dessa conversinha de "eu sou hétero." Deixa de ser ridículo! Assume logo essa porra! - meu irmão me olha assustado – Eu vou te levar agora no hospital que Namjoon trabalha e vou fazer um exame toxicológico pra ver qual tipo de droga te deram ontem e eu já sei quem foi. Se levanta agora e vai se arrumar.

JungKook se levanta e vai para o banheiro.

Enquanto isso ligo para o Tae avisando tudo que está acontecendo.

JungKook chega na sala já arrumado.

– Vamos, na volta você come, não sei se precisa estar em jejum.

Saio com ele no meu carro enquanto isso ele liga para Namjoon avisando que já estamos chegando.

Chegamos no hospital e logo fomos atendidos, Namjoon já havia preparado tudo.

– Acho que em poucos minutos o resultado sai – Namjoon avisa – Quando sair eu trago pra vocês, vão tomar café.

– Obrigado Namjoon – Saímos em direção a lanchonete.

– Qual é seu problema JungKook? – pergunto e ele me olha assustado – Você não pode ver uma vagabunda que logo quer correr atrás? Sério, me responde por favor! Mesmo depois de ter batido naquela vagaba, você ainda quis o telefone dela, e não satisfeito ainda queria levar para a apresentação na faculdade, ficou se pegando com ela na boate... Olha só no que deu!

– Eu nem sei o que te dizer... – JungKook fala cabisbaixo.

– Sorte sua que Tae não deu queixa na polícia.Você já pensou nisso? – JK me olha com os olhos arregalados de medo – Pelo relato do Jimin ele entendeu que você estava sob efeito de drogas pesadas e também sabe que foi a Rosé que te fez usar sem você perceber. Agora vê se cresce pirralho!

– Vamos buscar o resultado do exame – Jungkook fala se levantando.

– Vamos, depois vamos para a casa do Jimin, você precisa concertar o que fez, não sei como você vai fazer isso, mas vai!

Chegamos na sala de espera e logo Namjoon aparece.

– O resultado saiu e realmente, consta no exames uma quantidade considerável de LSD no seu sangue – Namjoon entrega o resultado – Eu preciso voltar agora.

-–Obrigado Namjoon, nem sei como te agradecer – Namjoon Sorri e sai – Agora vamos para a casa do Jimin.

Pego meu carro, e JungKook fica olhando o exame.

– Você vai custear o psicólogo para Jimin – Jungkook continua em silêncio – Eu deveria contar isso para o papai, você sabe disso, não sabe? Como seu Hyung essa é a minha obrigação. Não bastou uma vagabunda na sua vida e você teve que encontra logo outra pra substituir...

Ligo para o Tae avisando que chegamos, ele libera nossa entrada.

Entramos no elevador e logo que Tae abriu a porta deu um soco na cara do meu irmão. Ele precisava disso.

– Agora entrem! – Jungkook entra de cabeça baixa, a mão no rosto – Cadê o exame?

JungKook entrega ao Tae o envelope.

– Namjoon disse que tem um quantidade grande de LSD no organismo dele – explico – Poderia ter sido muito pior do que já foi... O que podemos fazer agora pelo anjinho Tae? Ele vai precisar de acompanhamento psicológico.

– Eu tenho medo dele ter medo de tudo novamente. Infelizmente o que aconteceu com ele no passado deixou ele muito traumatizado, e o que seu irmão fez trouxe as memórias a tona. Você viu como está os braços dele? Ele mesmo fez aquilo tentando apagar o contato... Do mesmo jeito que fez quando um babaca agarrou ele no banheiro da escola. Ele esfregou tanto até sangrar.

Sentei no sofá chorando igual a uma criança...

Pego o telefone e ligo para meu pai.

– Pai vou te passar minha localização, venha pra cá com urgência.

– Por favor Hyung... – Jungkook fala chorando.

– Infelizmente, cada escolha tem suas consequências! – falo ainda chorando – Mesmo sabendo que você estava sob efeito de drogas, não ameniza o sofrimento do Jimin nem o do Tae. Você infelizmente perdeu o respeito de todos a sua volta, agora tenta concertar isso.

JungKook senta no sofá cabisbaixo, e eu sento ao seu lado.

– Como está o anjinho, Tae? – pergunto preocupado.

– Eu dei um calmante a ele, agora ele está dormindo – Tae explica.

O interfone toca e Tae libera a entrada do nosso pai.

Pouco tempo depois Tae abre a porta e meu pai entra confuso.

– Pai esse aqui é meu melhor amigo Taehyung, o Irmão dele está lá no quarto dormindo. Senta aqui que vou te contar toda a história.

Após ouvir toda história e ver o vídeo... Tae contou a história de Jimin, inclusive da sua pureza, meu pai ficou perplexo com tudo que ouviu e pediu para ver Jimin.

Quando meu pai viu seus braços feridos pelo trauma, voltou chocado para sala.

– Eu vou contratar o melhor psicólogo pra ajudar, e você Jungkook vai arrumar isso que você fez, isso você pode ter certeza, o custo médico vai sair do seu bolso – Meu pai fala e Jungkook abaixa a cabeça – Essa garota vai ser processada inclusive pelo que aconteceu ao Jimin, vou mandar meu advogado vir aqui ainda hoje tirar fotos dos braços do menino, mesmo que meu filho corra o risco de ser preso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...