1. Spirit Fanfics >
  2. Choices (ItaSaku x SasuSaku) >
  3. Raiva à flor da pele

História Choices (ItaSaku x SasuSaku) - Capítulo 37


Escrita por:


Notas do Autor


Oi meus amores! 💖

Infelizmente essa semana foi mais corrida do que eu esperava, desculpem a minha ausência, mas espero que vocês gostem desse capítulo...

Perdão pelos eventuais erros de digitação, o capítulo ainda não foi revisado

Capítulo 37 - Raiva à flor da pele


Sakura


– Sakura – uma voz fria me chamou – precisamos conversar.


Eu cogitei acelerar o passo e correr sem olhar para trás, mas ele com certeza nos seguiria. Parece que tudo foi feito para dar errado, desde ontem é como se minha vida fosse um grande aglomerado de peças empilhadas que iam caindo umas sobre as outras pouco a pouco. Suspirei. Mas antes que pudesse me virar e dizer algo, minha amiga já havia feito por mim.


– Você até que tem coragem, garoto, devo admitir. – Konan agora o encarava – Mas suas aparições inconvenientes devem acabar.

– Eu vim apenas conversar. – sua expressão ainda fria.

– Infelizmente não será possível, ainda mais depois do que você fez à ela ontem. – ele ergueu a sobrancelha.

– Mas eu... – tentou se explicar.

– Konan, ele não me machucou. – eu intervi.

– Não fisicamente amiga. – ela olhou para mim e tornou a encará-lo. 

– Mas de que droga vocês estão falando? – ele parecia irritado agora.

– Sua ultima visitinha deixou minha amiga bem abalada, tão abalada ao ponto de a encontrarmos chorando no chão de um banheiro, – ok, agora ele deve pensar que sou patética, obrigada Konan – ela sequer falava ou se movia, seja lá o que você tenha dito a ela para deixa-la assim, não permitirei que faça outra vez. Se não fosse pelo I... – ela não pode falar isso, ela enlouqueceu?

– KONAN! – gritei. E ele arqueou a sobrancelha curioso pelo motivo que desencadeou essa reação. Minha amiga me olhava enquanto eu balançava a cabeça negativamente, para que ela não terminasse de falar o nome que ia dizer.

– Eu não tive a intenção... – o garoto tentou se explicar.

– Suas aparições são, no mínimo, suspeitas, garoto. – Konan disse em tom de reprovação – No entanto, se for da vontade da Sakura eu os deixarei a sós. – ela olhou para mim e eu assenti – Ótimo. – ela disse – A floricultura não fica muito longe daqui. Vocês têm até que eu volte e... – fuzilou Sasuke com seu olhar – é bom que se lembre: se acontecer algo com ela, eu mesma te mato. E você vai desejar nunca ter cruzado o meu caminho. – Konan seguiu em direção à floricultura.

– Sakura, – ele falou quando Konan já estava longe o suficiente para não nos ouvir – eu não... – ele parecia estar procurando as palavras certas – eu não quis te fazer mal. – suspirou.

– O que você quer, Sasuke? – apesar de já saber o motivo de sua visita, a mesma história das últimas duas vezes... “você têm que voltar para Konoha, Sakura.... você não está segura com eles, Sakura...”

– Quero que você saiba que eu não irei desistir. – ele se aproximava em passos curtos e calmos.

– E eu não irei ceder. – disse firme – Se você veio até aqui, mais uma vez, na intenção de me convencer a retornar para Konoha... perdeu seu tempo. – forcei meus lábios um contra o outro.

– Enquanto você estiver com eles, eu estarei por perto. – ele tocou meu rosto com seu polegar.

– Você vai acabar morto. – falei mexendo a cabeça em negação. – Por favor, Sasuke... – minha voz saiu como um sussurro ao pronunciar seu nome – ... você precisa se afastar.

– Eu estou prestes a descobrir a exata localização do lugar onde vocês se escondem. – arregalei os olhos. Ele não pode nos seguir, se Konan notar sua presença, ela... isso seria suicídio. – Nós podemos fugir, Sakura... – O QUE? – Juntos.

– Você enlouqueceu? – perguntei incrédula.

– Nós poderíamos fugir agora mesmo, mas a sua nova amiga nos alcançaria. No entanto, se planejarmos, acharemos um jeito para que notem sua ausência apenas quando já estivermos longe demais para sermos encontrados. – o Sasuke quer fugir comigo?

– E para onde iriamos? – perguntei em um tom desafiador.

– Para qualquer lugar que você quiser. – ele parecia estar acreditando em toda essa loucura.

– E viveríamos nos escondendo para sempre como criminosos? – ele ergueu a sobrancelha.

– Tsc. O que não é muito diferente do que você já faz com eles. – ele me encarou irritado.

– Sasuke, isso é loucura até mesmo para você. – suspirei – E quanto a sua... – eu não consegui terminar a frase, aquela palavra parecia cada vez mais difícil de ser dita. No entanto, Sasuke pareceu entender o que eu queria dizer mesmo sem que eu dissesse. Ele deu de ombros.

– Eu não posso seguir com a minha vingança se isso significar colocar você em perigo. – ele disse como se fosse óbvio. Sasuke nunca se importou com nada além de sua maldita vingança e, agora, ele quer que eu acredite que, de repente, minha segurança é mais importante do que aquilo que ele busca a vida inteira? Apesar de parte de mim se sentir lisonjeada com a aparente consideração do moreno por mim, outra parte se recusa a acreditar nessa mudança repentina de atitude.

– O que eu tenho a ver com isso? – perguntei tentando parecer indiferente.

– Sakura, – ele disse calmo como quem explica algo a uma criança – meu irmão não hesitaria em te trazer para o meio dessa guerra, se isso significar me atingir... – Itachi não seria capaz de me machucar, seria? – Ele assassinou o próprio clã, os próprios pais... ele é um assassino Sakura, é isso que ele é. – Itachi seria capaz de me usar para atingir o irmão? Será que o interesse dele por mim é meramente para me transformar em uma peça dessa batalha entre eles?

– Sasuke, eu não vou fugir com você. – tentei mudar de assunto e parecer firme enquanto minha mente vagava em torno das palavras que ele disse sobre Itachi.

– Ótimo. – ele deu um sorriso de canto – Eu não vou me afastar.

– Isso é loucura! – eu ia continuar mas fui interrompida por Sasuke que encarava algo atrás de mim.

– Sua amiga está de volta. – ele disse se afastando – Até mais, Sakura. – ele me deu um sorriso antes de se afastar.


Meu corpo que esteve tenso durante todo esse tempo pôde, finalmente, relaxar. Eu suspirava aliava enquanto a figura de cabelos e olhos negros se afastava. As visitas de Sasuke ficavam cada vez mais estranhas, seria mais fácil de lidar se ele viesse com a intenção de me atacar, afinal, é difícil enxergar nele alguém com sentimentos.


– Você está bem? – a voz de Konan atrás de mim fez com que eu me virasse para ela e assentisse com a cabeça – Tem certeza? – ela perguntou.

– Eu estou bem. – falei calma – Sem lágrimas dessa vez. – dei um sorriso e ela sorriu de volta.

– Eu não sei o que você tem... mas parece deixar os irmãos Uchiha fissurados. – ela falou rindo e me deixando sem graça. 

– É. – eu maneei a cabeça – Mas isso precisa acabar. – Konan ergueu a sobrancelha e me lançou um olhar confuso enquanto seguíamos de volta para o esconderijo – As visitas do Sasuke precisam parar e,... – eu comecei a explicar – seja lá o que esteja rolando com Itachi também é hora de colocar um ponto final.

– Sakura, eu não acho que... – ela começou a falar calmamente, mas eu a interrompi.

– Konan, – suspirei – eu não quero ficar no meio da guerra entre eles. – ela assentiu.


Konan me explicou os planos de Kisame para ter Akami de volta e eu achei muito meigo da parte dele, além disso não mencionamos mais o Sasuke ou o Itachi mas, isso não me impediu de pensar sobre eles. Todos os acontecimentos das últimas semanas vagavam confusos pelos meus pensamentos... o medo que eu sentia ao estar perto de Itachi nos primeiros dias eu já não sentia mais, as aparições inesperadas de Sasuke e sua estranha mudança de atitude em relação a mim, toda aquela confusão envolvendo a Kin... tudo isso enchia minha cabeça.


 ----------------------------------------------


Itachi


Com tudo que aconteceu após deixar a Kin em meu quarto dando à ela ordens expressas para sumir daquela casa, eu nem me dei conta de que, em momento algum durante a cena no jardim ou depois eu a vi deixar o esconderijo. Provavelmente estava ocupado demais pensando em outras coisas para notar a insignificante presença da garota ao se retirar. 

Depois que Konan saiu levando a Sakura consigo os rapazes chegaram para me afastar de Deidara, o que é bom, pois eu estava prestes a acabar com ele assim mesmo. Eu passei o resto da tarde conversando com Kisame no jardim dos fundos, ouvindo seus planos para conquistar o perdão da Akami. Mesmo torcendo pela felicidade do meu amigo, eu naõ conseguia deixar de pensar quando é que Sakura retornaria, e em como eu faria ela me ouvir.

Nossa conversa foi interrompida por uma Akami chegando a porta do jardim dos fundos ofegante.


– Vocês viram o Nagato? - ela disse tentando recuperar o fôlego.

– Acho que ele está no quarto. - respondi desinteressado, mas havia algo no olhar desesperado de Akami que despertou minha curiosidade. - O que houve? 

– Preciso encontrá-lo. - ela parecia nervosa. Por que ela estaria tão nervosa procurando desesperada por Nagato? Até que... pensamentos desagradáveis inundaram minha mente. Algo deve ter acontecido à Konan ou à Sakura enquanto estiveram fora. - Elas estão... - antes que Akami pudesse terminar eu já havia passado por ela em direção ao jardim da frente.


Kisame me acompanhou dando de ombros enquanto Akami subia rapidamente as escadas para procurar por Nagato. Quando finalmente chegamos a porta eu vi o porquê de a morena estar tão angustiada. 


 ---------------------------------

Sakura


Konan e eu chegamos ao esconderijo poucas horas antes do sol se por.


– E agora? – perguntei me referindo ao plano de Kisame.

– Agora vamos manter Akami no quarto enquanto os meninos preparam tudo aqui embaixo. – eu assenti


Passamos pelo caminho entre pedras e arbustos e eu já podia observar o jardim, estávamos rindo e nos divertindo imaginando quais seriam as possíveis reações de Akami, quando fomos interrompidas por uma figura parada na porta de entrada da casa nos encarando de longe. De repente, eu fui consumida por uma fúria imensa, meu pequeno corpo estremeceu de ódio ao notar o sorriso cínico em seus lábios, mesmo que de longe. 


– Mas o que? - Konan perguntou cerrando os olhos ao ver a figura que eu já havia percebido - O que ela faz aqui?

– Acho que a resposta para essa pergunta é meio óbvia... - eu disse tendo certeza de que ela estava ali por causa dele.

– Itachi a mandou embora hoje cedo. - ela disse.

– Está na cara que mudou de ideia. - dei de ombros tentando esconder meu incômodo.

– Não Sakura, você não ouviu a gritaria. - ela maneou a cabeça ao lembrar. - Eu mesma nunca o ouvi gritar daquele jeito... Ele nem deve saber que ela ainda está aqui. - eu queria dizer a minha amiga para que ela parasse de tentar limpar a barra do Uchiha, mas me calei.

– Claro. - falei irônica - Como se fosse possível ela perambular pela casa o dia inteiro sem que ele notasse.


Nossa conversa, que acontecia a passos curtos enquanto nos aproximávamos da entrada da casa foi interrompida quando percebemos que o motivo de nossos comentários começou a dar pequenos passos em nossa direção. A cada pequeno passo que dávamos em direção uma a outra, eu sentia meu sangue ferver em minhas veias. A Sakura atordoada e nervosa que esbarrou com ela hoje cedo deu lugar a uma Sakura furiosa e pronta para brigar. 


– Vejo que o nível dessa organização caiu... - ela disse sarcasticamente enquanto caminhava em nossa direção - estão aceitando qualquer uma. - as palavras dela estavam despertando o pior de mim.


Sasori e Deidara, que estavam sentados na calçada do lado de fora da casa de frente pro jardim, agora olhavam atentamente a estranha movimentação entre as três garotas mais à frente. 


– Cala a sua boca, Kin! - Konan respondeu irritada antes que eu pudesse dizer algo.

– Relaxa amiguinha... - a morena falou - o meu assunto é com a fracassada aí... - e virou seu olhar para mim como se eu fosse um inseto prestes a ser esmagado. 

– Ora, sua... - Konan estava prestar a explodir quando eu intervir.

– Konan! - eu lhe repreendi com as palavras e, em seguida, com os olhos. Essa briga é somente minha, de mais ninguém.

– O que foi cabelo de chiclete? - Kin disse com desdém - Não consegue se defender sem a ajuda das amiguinhas? - se essa garota está procurando briga, ela encontrou. 


Nesse momento percebi uma Akami correr para dentro da casa, provavelmente buscando por ajuda. E, Deidara e Sasori, que antes estavam sentados despreocupados, agora estavam de pé. 


– Não preciso da ajuda de ninguém para acabar com você! - falei trincando os dentes. 

– Parece que você gostou mesmo desse corte de cabelo, ein fracassada?! - ela falou apontando meus cabelos curtos. 


É claro, eu os havia cortado durante nosso encontro no exame chunin e, desde então, nunca mais os deixei crescer. 


– Pra falar bem a verdade, - falei com um sorriso diabólico em meu rosto - eu gostei sim! Isso é um aviso para que fique ciente de que, eu não sou a mesma garota de anos atrás. 

– Quero ver manter esse sorriso depois que eu acabar com você. - mas antes que eu pudesse responder a sua ameaça fomos interrompidas.


– Já chega, Kin! - um Itachi furioso havia cruzado a porta entre a casa e o jardim e vinha em nossa direção, no entanto, nossos olhos se mantinham fixos uma na outra.

– Fica fora disso, Uchiha! - eu o olhei de canto de olho por um instante, lhe lançando um olhar mortal que fez com que ele parasse onde estava. 

– Você não era páreo para mim há 3 anos... - sua voz só me fazia sentir mais ódio - o que faz pensar que seria diferente agora? - meus punhos estavam fechados e meu maxilar travado - Eu deveria ter te matado quando tive oportunidade. - um sorriso se formou no canto de meus lábios.

– E eu estaria morta. Se não fosse por Ino e sua equipe. - apertei mais os punhos. Todos em volta, com exceção de Konan, que já tinha conhecimento do meu passado com Kin, agora olhavam confusos e até mesmo surpresos. - Mas hoje eu não preciso da ajuda de ninguém para acabar com você. - disse firme - A garota graça que você fez questão de humilhar foi deixada para trás naquele dia...

– Eu duvido muito. - o sorriso cínico em seus lábios estavam me deixando à beira de surtar - Afinal, uma vez fracassada, sempre fracassada.


Meus punhos de apertaram ainda mais, meus olhos se estreitaram, eu estava consumida por uma raiva até então desconhecida por mim. Eu esperei anos para vingar aquele dia e, agora que ela estava parada bem na minha frente com seu olhar superior, eu não poderia perder a oportunidade de colocá-la em seu devido lugar. Dei um largo e lento passo em sua direção enquanto apertava ainda mais os punhos.


– Sakura, - Konan sussurrou - o que você vai... - antes que ela pudesse concluir sua frase eu a interrompi.

– Vou ensiná-la a não me subestimar. 


A partir daí tudo aconteceu muito rápido, eu avancei até Kin que ainda me olhava com nojo, e com toda minha força concentrada em meu punho fechado, deferi um soco na boca do seu estômago o que a fez voar alguns metros. Senti todos os olhares em cima de mim, não me importei. Segui em direção ao local onde Kin estava caída tentando se recuperar do meu primeiro golpe, mas antes que pudesse alcançá-la senti uma mão firme segurar em meu braço.


– Sakura, não... - a voz do loiro me tirou do transe em que eu estava e pude sentir meus músculos até então tencionados, relaxarem aos poucos. 


Desviei meu olhar de Deidara que segurava em meu braço e olhei para frente buscando o local onde Kin estava, mas tudo que eu vi foi Konan posicionada entre nós duas.


– Sakura, - ela disse calmamente - acredite, eu mesma a mataria se pudesse. Mas, ela é da aldeia do som e, não queremos problema com Orochimaru agora. - Konan parecia desapontada por não poder matá-la simplesmente por pura burocracia. 

– Tanto faz. - dei de ombros. Fui indo em direção a casa, mas antes direcionei meu olhar até a morena que ainda parecia desestabilizada com meu golpe - Fique fora do meu caminho, na próxima vez ninguém vai salvá-la. - e voltei a olhar o caminho.


Fui em direção a casa ignorando todos os olhares confusos e curiosos que meus amigos direcionavam a mim, subi rapidamente as escadas e me tranquei em meu quarto. 


Notas Finais


O que vocês acharam da proposta do Sasuke? Ahahahah

E da atitude da Sakura?

Ps: eu não entendo vocês! Primeiro vocês me pedem mais Sasuke na historia, aí eu dou mais Sasuke pra vocês e vocês mandam ele cair fora 😂😂😂😂 decidam!

Espero que vocês tenham gostado 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...