História Choices of the future (imagine Kim SeokJin/Jin) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Sexo, Suga, Tae
Visualizações 190
Palavras 1.792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, sorry não consegui escolher um nome, então pedi pra minha irmã decidir entre os nomes que vocês me deram!
Se dependesse de mim eu colocava todos os nomes!!
Bjjs

Capítulo 14 - Sem saída


Fanfic / Fanfiction Choices of the future (imagine Kim SeokJin/Jin) - Capítulo 14 - Sem saída

1 mês depois

Um bom tempo havia se passado minha barriga estava crescendo, já quase não dava pra desfarçar, esse seria o momento certo para contar tudo pra o Jin. Já havia contato tudo a J-Hope e Namjoon, dês da minha gravidez até o que Jei havia me contado, os mesmo pediram para eu esperar um tempo até contar aos outros, eles não queria tomar decisões precipitadas.

Eu e Jin Já havíamos conversado sobre casamento e filhos, o que me aliviou um pouco, já que Jin queria ter uma filha o quanto antes, e logo depois um menino, mas eu o convenci que somos muito novos e que o menino podia esperar.

Minha relação com a Yumi mudou um pouco, a mesma não queria mais trabalhar no café, ela queria morar fora, e eu realmente não sabia o por que, eu não contei nada a ela, já que a mesma estava estranha comigo e com os outros. Isso me preocupou já que eu e ela sempre fomos tão próximas, eu a contava tudo sobre minha vida e ela sobre a dela.

Eu não sabia mais onde Mark estava, eu não sabia se ele ainda procurava sobre mim, mas pelo que Jei me disse, era bem provável que ele soubesse de cada passo que eu desse.

Todos os dias depois do trabalho Jin me levava até o parque para ver os pássaros e levar o jjangu para passear. Na maioria das vezes eu o deixava livre para correr e brincar, eu olhava as crianças e pensava como Jin iria reagir quando eu contasse que ele estava prestes a ter um filho.

Todos esses pensamentos vieram em minha cabeça enquanto eu estava deitada na cama, minha mão repousava em minha minha barriga e um sorriso podia ser encontrado em meu rosto. J-Hope estava com suga e Jungkook, como sempre vendo carros, eu realmente não sabia qual era graça de apenas olhar os carros sem poder dirigir.

Olho para a janela que ficava próxima a minha cama, a cortina era em tom de rosa bem claro, a luz do sol iluminava apenas alguns metros próximos a janela.

Me levanto devagar e ponho meus chinelos, os mesmos eram fofinhos e era os únicos em que meus pés tinha conforto. Vou até o banheiro devagar, entro no mesmo e me olho no espelho, como todos os dias, arrumo meu pijama e passo a mão em minha barriga. Tiro minha roupas e vou até o chuveiro, ligo o mesmo e ajusto a temperatura da água, entro no chuveiro e tomo um banho bem longo.

Jimin e tae estavam na sala jogando videogame, Namjoon estava em sua casa, mas havia me ligado mais cedo e contado que estava tentando falar com a Yumi, mas suas tentativas eram todas falhas. Saio do banho com o cabelo molhado, mas eu não me importava. Vou até o guarda-roupa e pego um short preto e uma blusa rosa, pego um sapato qualquer e vou até minha penteadeira, ligo as luzes que tinham encima dela e começo a pentear os cabelos.

Passo alguns hidratantes no corpo e me levanto indo até a porta do quarto. Passo pelo grande corredor até chegar nas escadas, olho para baixo e vejo Jimin e tae, os dois não paravam de rir, mas isso não era nenhum pouco ruim. Desço as escadas em silêncio e vou até a cozinha pegar um copo d'água.

Jjangu estava deitado no chão da cozinha e quando me vê dá um pulo de alegria e vem até mim. Me abaixo um pouco e começo a passar a mão em sua cabeça, jjangu começa a cheirar minha cabeça e balançar o rabo.

- Até você já sabe, não é? Mas pode deixar que hoje o Jin vai ficar sabendo de tudo! - Jjangu podia não entender nada do que eu dizia, mas ele parecia concordar com tudo que eu dizia.

Tomo um copo cheio de água e volto para a sala.

- Não vale você tá roubando! - Essa parecia ser a voz de tae.

- Cala a boca você que não sabe jogar e vem falar que eu estou roubando - Essa com certeza era a voz de Jimin.

- Chega vocês dois! Se não eu desligo esse jogo - Vantagens de ser alguns meses mais velha. Jimin e Tae logo se viram, os dois pareciam surpresos.

- Onde você vai toda arrumada S/n ? - Tae se jogo do sofá e vem até mim e Jimin estava logo atrás dele.

- Ela ta de cabelo molhado, eu acho que não deve ser tão importantes! - Jimin me olhava de cima a baixo analisando minha roupa.

- Eu vou falar com o Jin crianças - Jimin e Tae se olham e depois me encaram - E antes de tudo, não eu não posso falar por mensagem.

- E ele sabe que você vai até lá?! - Jimin vai até a cozinha e pela distância quase grita as últimas palavras.

- Não, eu quero fazer uma surpresa pra ele - Tae me abraça de lado e coloca sua cabeça encima da minha, já que eu era baixa perto dele.

- Ta mas se ele não tiver em casa, você vai ficar do ladp de fora? - Tae começa a passar a mão pelos meus cabelos.

- Eu tenho a chave da casa dele - tiro a chave do meu bolso e balanço.

- Não vai levar o Jjangu? Hoje não é dia do Jin ver ele? - Minha volta com Jjangu nos braços.

- Não, eu preciso falar sério com o Jin, sem nenhuma distração! - Jimin e Tae pedem para me acompanhar até a casa do Jin, mas eu nego, na caminho eu precisava pensar no que eu ia dizer.

Me despeço dos meninos com um forte abraço e um grande sorriso, saio de casa e vou andando tranquilamente pela rua. Vou observando as crianças brincando na rua, os casais que caminhavam juntos, meu corpo estava com uma sensação boa. A casa de Jin era um pouco longe então eu tinha um tempo para pensar no que ia dizer. O vento batia em meu rosto era fresco, os pássaros que estavam alí perto nas árvores cantavam lindamente.

Vou andando até chegar no parque, mas o mesmo estava vazio, e rápidamente o vento ficou gelado e o meu corpo tenso, o céu escureceu derrepente e aumentei o passo.Sinto uma mão segurar meu braço, ela era fria, e nesse momento um forte vento bateu em meu rosto, meu corpo congelou, eu não conseguia me mexer.Sinto outra mão em meu pescoço.

- Achou que eu tinha te esquecido S/n? - Era ele, Mark, eu não podia acreditar, por que ele me perseguia dessa maneira - Precisamos conversar meu amor - Sinto algo pontudo percorrer minhas costas e logo vi que era uma faca.

- O que você quer comigo? - Falo isso sem nenhum contato visual com Mark, mas ele logo me vira e me faz o encarar, seu lábios estavam próximos ao meu, e aquilo me deu enjôo.

- Eu quero você pra mim S/n! Só pra mim! - Mark põe a mão me minha cintura, eu lembro do meu sonho, e logo tiro sua mão de mim.

- Pois não vai ter, por que eu estou em um relacionamento sério e mesmo se não tivesse, eu nunca mais ficaria com você - Consigo me livrar por completo de suas mãos e continuo a caminhar até a casa do Jin.

- Pois eu acho bom você pensar bem! Você não vai querer que uma bomba exploda na sua casa, com você, seus " irmãos", marido e filho dentro - Filho? Como ele sabia, como ele colocou uma bomba em minha casa.

Me viro com rapidez, Mark estava com as mãos nos bolsos, olhando para o nada, como se ele não tivesse acabado de me fazer uma ameaça, sua cara de cínico me dava nojo, como ele tinha coragem de fazer isso comigo, entrar novamente em minha vida e destruir tudo, como da primeira vez.

- Sem palavras S/n? Bom, eu acho bom você pensar muito bem no que você vai fazer! Ou casa comigo e vem morar junto a mim e sua família inteira sobrevive ou eu mato todo mundo de uma vez! - Mark finalmente me olha e vem até mim segurando com uma certa força em meu braço - e antes que você pense em contar isso para alguém, saiba que eu vou descobrir e vou matar todo mundo, independente de você ficar comigo ou não!

- Eu... Nã... Eu vou até o Jin agora... Depois eu te procuro... Pode me dar uma semana? - Olho para Mark e ele dá um sorriso.

- Infelizmente não! Você tem que se virar até amanhã.

- Infelizmente não! Você tem que se virar até amanhã - Mark se vira e vai embora me deixando alí sozinha. Me sento em um banho que estava alí perto, eu não sabia o que fazer, eu não sabia como eu ia passar por isso, eu não queria me separar do Jin, mas eu não queria machucar ele.

Flashback on

-...O dia que eu mentir para ele, vai ser para o seu próprio bem! 

- Então você pretende mentir para o meu filho - Finalmente ela solta meu braço, mas para minha sorte não ficou a marca da sua mão.

- Eu vivo rodeada de gente perigosa, as pessoas que fizeram parte do meu passado, podem querer fazer parte do meu presente a qualquer momento.

Flashback off

Jin p.o.v

O dia estava tranquilo, eu estava na varanda tocando violão, eu estava louco para ver a S/n, eu já havia planejado mais uma viajem para nós dois.

Ouso a campainha e vou até lá, provavelmente era a S/n então eu fui rápidamente até a porta, eu realmente queria a ver.

Abro a porta e vejo que realmente era a S/n.

- Oi meu amor! Eu queria mesmo fa... - A S/n me interrompe.

- Jin eu não quero mais ficar com você, eu não quero mais olhar pra você, eu... Eu nunca quis ficar com você! - Meus olhos estavam cheios de lágrimas eu não podia acreditar, como assim ela nunca quis ficar comigo, ela disse que me amava.

- S/n como assim? Por quê?

- Eu não quero mais você Jin! Adeus - Neste momento a S/n foi embora, ele me deixou alí parado sem ao menos um por quê, sem ao menos dialogar comigo.

Eu sabia que era uma escolha dela me deixar, mas eu queria ao mesno saber o por quê... Eu realmente amo a S/n...

Garota deixe-me saber

 Embora eu saiba que tudo está acabado agora 

Que você provavelmente não tem nenhum sentimento restando 

Garota deixe-me saber Apenas diga qualquer coisa 

Eu só quero saber, saber, saber Eu só quero saber, saber, saber

 Meus sentimentos remanescentes estão se segurando em frente a marca desse período 

Então, apenas me diga qualquer coisa, garota deixe-me saber

                                  Let me know

                                           BTS, 2014

S/n p.o.v

Jin me perdoe mas eu vou ter que te deixar...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...