História Choni Riverdale - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Chuck Clayton, Clifford "Cliff" Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Fangs Fogarty, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Jason Blossom, Joaquin, Josephine "Josie" McCoy, Penelope Blossom, Personagens Originais, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Choni, Riverdale
Visualizações 94
Palavras 1.231
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então desse capítulo em diante vai ser diferente... quem vai estar falando vai ser a narradora e a "Alma" da Toni, vou tentar detalhar o máximo possível para vocês okay?

Capítulo 10 - O que está acontecendo?


- jughead, vira essa boca pra lá, continua ligando pra ela, vou ligar para o seu pai e para a Penélope 

(...)


momento reflexão Toni


Não é incrível quando a vida é de um jeito e derrepente se transforma em outra coisa? 

Aqui estou eu, Toni Topaz, pensando no meu violão, na minha namorada e... se ela vai me perdoar pelo ocorrido de hoje...

E num estante... 

(Barulho do acidente de moto da Toni)


Acordei estendida no chão no meio da rodovia com uma roupa diferente da que eu estava, era uma camisa beje uma saia branca um tênis branco e uma blusinha rosada, eu nunca usei esse tipo de roupa, cadê minha jaqueta de serpente? cadê minha calça rasgada? cadê minha camisa de banda? meu tênis all star preto... Levantei do chão sem nenhum ralado ou dores no corpo, não tinha ninguém me olhando parece que não havia acontecido nada.


Assim que me virei vi uma ambulância com as portas abertas e médicos mexendo em alguém que estava no chão, havia uma maca ao lado da pessoa e muito sangue, me aproximei para poder ver melhor já que tinha muita gente em volta, dei passos até o pessoal perguntando o que estava acontecendo, mas parecia que ninguém me ouvia


quando levei meus olhos para a pessoa que está a no chão tive um choque, era eu? Antoinette Topaz Jones, o que? como assim? olha eu aqui, como poderia ser eu ali deitada no chão cheio de sangue em volta de mim, aquela menina estava desacordada... Não mas... eu estou aqui em pé em perfeito estado 


- Cuidado ao pegares ela...

uma das enfermeiras falou colocando algo para fixar minha cabeça, tentei falar com alguém, mas ninguém me respondia, era como se... era como se eu não existisse como se eu não estivesse ali, os médicos me colocaram na maca a erguendo 

- Vamos lá, ela está em coma nível 7 temos que correr para o hospital 

os médicos correram com a maca para dentro da ambulância, ligando aquela sirene barulhenta e indo ao único hospital de Riverdale Hospital dos Lodge no caminho do hospital os médicos tentavam me reanimar, ou reanimar a menina que estava lá deitada, eu só queria saber o que estava acontecendo 

- Oi? falem comigo o que está acontecendo? 

Toquei no braço de um dos homens, mas o mesmo nem me olhou, é como se não me sentisse ali...


Fechei os olhos por alguns instantes para voltar a realidade, mas assim que abri eu já não estava mais dentro da ambulância e sim em minha casa, vi minha mãe correndo para lá e para cá gritando com Jughead que tentava ligar não sei pra quem, o garoto estava em Pânico 


- Jughead! conseguiu falar com ela? 

minha mãe falava alto com o garoto que só passava a mão entre seus cabelos bagunçando seu gorro enquanto negava com a cabeça Ela? com quem estão tentando falar? o que está acontecendo?

- Mãe a Toni não atende o celular dela só dá na caixa postal 

Jughead falou sentando na mesa enquanto passava a mão em seu rosto, como assim eu não atendo? por que estão me ligando se eu estou aqui?

- Mamãe estou aqui sua filha Toni olha eu aqui fala comigo 

ninguém me escutava eu podia gritar o mais alto possível, ninguém me escutava ou me via... Toquei no braço de jughead, ele não sentiu por que está com os olhos cheios de lágrima? o que está acontecendo?


(Telefone toca) 


Minha mãe correu para sala pegando o telefone e posicionando o mesmo em seu ouvido...

- Alô? 

- Gladys Topaz? 

Espera como eu consigo escutar a pessoa do outro lado da linha falando?

- Isso quem está falando? 

- Gladys aqui é do hospital Logde, estou ligando para avisar que Antoinette Topaz Jones, sua filha creio eu, ela sofreu um grave acidente de moto na rodovia e está em cirugia, seu estado é bem crítico, precisamos de você aqui para assinar alguns papéis e para trazer os documentos da garota... consegue vim para cá? 

O que? como assim acidente? Mãe é mentira mãe olha eu aqui do seu lado

-Sim é claro estou indo 

Assim que minha mãe desligou o celular, um grito de desespero saiu de sua boca fazendo a mesma cair no chão junto com suas lágrimas que escorriam automaticamente, corri para o lado dela a abraçando e perguntando o que estava acontecendo, estou mais confusa que tudo.

Jughead correu para sala gritando pela nossa mãe enquanto se jogava no chão com a mesma a abraçando forte perguntando o que estava acontecendo, enquanto a Topaz mais velha só sabia chorar e gritar...


Em um piscar de olhos eu saí da minha casa e fui parar no hospital... aquele quarto não me era estranho, mas estava vazio sem ninguém lá, como vim parar aqui? e por que eu vim para cá? Olhei para cama estava desarrumada, avistei um celular com uma capinha vermelha, espera... É o celular da cheryl não é? Por que está aqui? Por que eu estou aqui? Aonde estou na re... Antes que terminar o meu pensamento uma porta atrás de mim se abriu, virei meus calcanhares olhando para a porta e vendo Cheryl adentrar o quarto com... Não, Não Não! O que essa garota faz aqui? e aí lado da minha namorada? Por que a Cheryl está andando se apoiando nela? O que a Madelaine faz aqui? 

- Cheryl Marjorie Blossom! 

gritei no quarto mas a mesma nem se quer me olhou

- A e calma aí Mads 

Mads? que Diabos é esse apelido que a cheryl deu para essa garota?

-Tem certeza que vai ficar bem Cheryl? 

Madelaine perguntando cobrindo Cheryl com uma manta vermelha 

- Tenho sim pode ir 

Cheryl respondeu colocando um sorriso forçado no rosto 

- Okay então, mais tarde eu volto okay? 

- Tá bom obrigada por tudo Madelaine você é um amor 

Madelaine deu um sorriso depositando um beijo na testa de Cheryl dando passos para fora do quarto


 A cheryl está suspirando? por que essa garota estava aqui? Vai saber desde quando essas duas tem um caso, eu não acredito que mais uma vez eu consegui ser trouxa, parece que eu nasci pra isso...


Não consegui me conter aí ver Cheryl de olhos fechados deitada com um sorriso no rosto enquanto lágrimas desciam pelo seus olhos, comecei a chorar junto, a única coisa que eu queria era abraça-la, beija-la, dizer que eu a amo, mas parece que ela ja tem alguém para fazer isso... E mais uma vez esse alguém não sou eu, parabéns Antoinette Topaz, mas uma vez você estragou tudo, além de fazer a garota perder o bebê... Você conseguiu a perder


Toni e cheryl estavam chorando quando Toni sentiu uma pressão em seu peito a fazendo ficar sem ar, fechou os olhos e quando abriu estava na sala de cirugia, seu corpo estava estendido na maca enquanto os médicos estava com as luvas sujas de sangue fazendo a cirurgia.

 seus olhos começaram a ficar pesados fazendo a mesma o fechalos novamente, quando abriu os mesmo, Toni estava em um corredor enorme, começou a andar para ver aonde ia dar, até que começou a ver uma luz branca em sua frente, sentiu seu coração se apertar mais batendo acelerado e sua respiração faltar.

 cada segundo que passava a garota dava passos mais rápido para esse clarão em sua frente, até que...


(...)


Notas Finais


oi amigo
Capítulo de hoje amados, espero que gostem, me digam se gostaram ou não se tem que mudar algo ou não okay?
Tenham uma boa noite


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...