História Chuva de Cinzas - Capítulo 23


Escrita por:

Visualizações 7
Palavras 919
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 23 - Provocações


Fanfic / Fanfiction Chuva de Cinzas - Capítulo 23 - Provocações

Baron:

-Vamos! Ataque-nos!

Peste da um grande grito de empolgação e fala:

-Vai começar a batalha e eu estou assistindo de camarote.

Guerra:

-Peste, você esta mais entusiasmado que eu!

Peste:

-Mas é claro!

Fome:

-Veja o que é aquilo?

Morte da um pequeno sorriso de leve, Deus chega parando as provocações e fala:

-Irmãos! Não precisamos mais lutar, já pensei sobre isso, e deixarei vocês tomar comando, mas com uma condição, no povo que acreditar ainda em mim, vocês não poderão fazer nada, não relar um dedo se quer.

Baron:

-Eu quero lutar, não quero saber de poder, eu quero é ver você morrer!

Deus da um tapa na cara de Baron e fala:

-Não tem que ser só do seu jeito, muitos aqui não querem lutar! –Deus se vira para falar com seus filhos dando um grande sorriso, que logo virá um rosto pálido e sofrido, lagrimas escorriam de seus olhos e sangue saía de sua boca, Deus rapidamente põe sua mão na barriga, virando para trás, vendo um sorriso sarcástico de Baron, o Guardião ajoelhou, Miguel o segurou, mas como toda criação de Morte que morria o corpo rapidamente virou pó, Lúcifer não se conteve e socou a boca de Baron, fazendo-o cair no chão.

Baron ainda deitado se vira para cima, limpa o pouco sangue que saiu de sua boca e fala:

-Ele me bateu, ataque-o! Ataque todos, não quero ver nem um sobrar!

Peste:

-Uia! Vai começar a festa!

Fome:

-Baron jogou sujo desta vez!

Morte:

-Eu sei, ele sempre joga sujo, esse é o seu verdadeiro ser.

Assim iniciou-se a batalhar, Baron era o principal alvo de Lúcifer, mas, infelizmente a sua caça sabia se esconder. Os primeiros deuses a cair foram Zeus e Odin que foram até Miguel, no qual não queria cometer tal covardia.

Odin:

-Não estou pedindo, estou mandando, confio em ti Miguel!

Zeus:

-Mate-nos! –Assim então morreram, da forma mais rapida e menos doloroza.

Miguel:

-Alguns deuses estão conosco!

Rafael:

-Isso é ótimo! Irei dizimar a crença egípcia lançando algumas pragas que aprendi ao curá-las. –Assim dito, assim feito. Lúcifer parecia uma bomba relógio, prestes a explodir a qualquer momento, esfaqueava vários com seu tridente, mas não matava nem um, pois seu alvo era outro, Hades ficava atrás de Lúcifer como rato atrás de queijo.

-Me mate Lúcifer, por favor! –Disse Hades.

Lúcifer:

-Depois, meu alvo é outro agora! –E saiu correndo.

Hades grita:

-Lúcifer!

Gabriel estava frenético, estava teletransportando-se, rodopiando, tacando suas flechas, até que Thor o parou e falou:

-Sentirei sua falta meu sobrinho! Você sabe o que fazer agora! Uma morte rápida e indolor!

Gabriel:

-Também sentirei sua falta tio!

Thor:

-Nos veremos em Valhalla ou no paraíso em sua língua!

Gabriel atirou sua flecha venenosa no peito de Thor atravessando-o e levando os deuses que estavam atrás do filho de Odin.

Miguel bateu no ombro de Gabriel e disse:

-Não se sinta mal! Você fez o bem!

Gabriel:

-É, eu sei!

Miguel:

-Impressão minha ou tudo ta ficando escuro?

Gabriel:

-Impressão sua, e vocês...

Miguel:

-Sua voz esta longe, não consigo te escutar, ta escuro!

Gabriel:

-Miguel? Miguel?

Rafael:

-O que aconteceu?

Gabriel:

-Não sei, acho que ele arregou.

Rafael:

-Agora pouco vi Tsuki-yomi olhando direto pro Miguel, e ele desapareceu também.

Gabriel:

-Bem, só sei que nada sei.

Miguel:

-Onde estou?

Tsuki-yomi:

-Dentro da Lua, quero que nossa luta seja reservada.

Miguel:

-Por que isso?

Deus da Lua:

-Gosto de ver a presa sofrer. –E ataca Miguel, que logo grita.

Rafael:

-Nossa! É tanto deuses que chega a cansar.

Gabriel:

-É ta dando trabalho, cuidado! Atrás de você!

Rafael encosta suas costas nas costas de seu irmão e fala:

-Você é meu ponto cego!

Gabriel:

-Certo, embaixo!

Rafael:

-Em cima!

Gabriel:

-Leste a 30º graus.

Rafael:

-Sudoeste a 80º graus!

Gabriel:

-Fazemos uma bela dupla!

Rafael:

-Fazemos mesmo!

Sekhmet chega perto de Rafael para pedir a morte, mas Rafael estava em modo ataque, então virou rapidamente cortando a barriga da bela deusa leoa que logo abre um sorriso e fala:

-Obrigada. –E lentamente tornando-se pó, seu sorriso foi a ultima coisa a desaparecer.

Gabriel fica comovido com a morte da deusa, Rafael fica sem o que dizer, pois no fundo tinha uma queda por ela.

Voltando a luta de Miguel, ele estava todo ferido, prestes a morrer, então o deus da Lua disse:

-Não adianta criança, você perdeu, e eu achando que você era o mais forte, to vendo que não passa de uma essência boba, você é fraco, inútil, e eu vou tirar sua dor dando um fim nisso! –O deus ia dar seu ultimo golpe, mas Miguel o segurou pelo pescoço, ergueu-o e disse:

-Quem é o fraco?

Tsuki-yomi ficou assustado, gritou e foi destruído, isso fez com que Miguel volta-se para arena.

Gabriel:

-Aleluia que voltou em! Tava dando “uns pega” no asiático?

Miguel:

-Cala a boca!

Rafael:

-Parem de conversar, tem muitos outros deuses para matar ainda!

Morte:

-A batalha não era para ser assim, tem algo errado.

Fome:

-Avisamos a você sobre a segunda chance e o que ela causaria.

Morte:

-Eu sei, mas no começo foi divertido e bom, dei essa chance a Deus porque confiei.

Guerra:

-A vida nem sempre é confiar, nem sempre é um mar de rosas!

Peste:

-Talvez sim, pois rosas têm espinhos, e dói muito.

Guerra faz um olhar de nervoso e fala:

-Não complica, você entendeu!

Morte:

-Parem de brincadeira, estou pensando no que fazer.

Fome:

-Não tem nada para fazer aqui!


Notas Finais


Foi tenso criar batalhas, mas creio que atingi minha meta, e espero que esta historia esteja de certa maneira, passando alguma mensagem a vcs!
foi um tanto dolorido criar a morte de Deus ç.ç


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...