História Ciclo vicioso - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ciclo Vicioso, Drama
Visualizações 4
Palavras 564
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Mistério
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu tentei ser poética, EU TENTEI

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Ciclo vicioso - Capítulo 1 - Capítulo Único

Hoje eu caí aqui. Eu não lembro quem sou, de onde vim, só lembro de como falar. Eu estava caído embaixo de uma árvore gigante, havia um caderno e uma caneta, as quais estou utilizando agora, há marcas de grafite, deve ser de relatos antigos. O céu é cinza e a vegetação preta, está garoando um pouco, as gotas são espessas e negras.
 Estou andando à alguns minutos e me deparo com a mesma árvore gigante do ínicio. Como? Afinal andei sempre em linha reta para frente, é um círculo infinito? Vou dormir agora, amanhã eu exploro mais esse lugar estranho.


  Segundo dia:


  Estou andando novamente em linha reta, mas dessa vez estou vendo algumas coisas que não vi ontem, será que o círculo infito cessou? Não quero tentar mudar o rumo e voltar ao mesmo lugar, ao ínicio, como ontem. A esperança não durou muito, eu consigo ver a árvore do ínicio. Estou sentindo algo me observar, mas vou dormir mesmo assim.


Terceiro dia:


 Acordei agora e vou andar novamente, esperando os mesmos resultados. Parece que mesmo que eu me esforce, chego sempre ao mesmo lugar. A sensação de algo me observando está ficando mais forte, como se não quisesse que eu avançasse. Novamente, vejo coisas que não vi ontem, além de uma borboleta. Essa borboleta é diferente, não é desenhada com uma cor morta como todo o resto, é um azul brilhante! Ela está começando a perder seu brilho e suas asas começando a se despedaçar, a borboleta está caindo no chão; percebo que morreu. Continuo meu caminho, estou vendo novamente a árvore gigante, ainda não me livrei deste ciclo. No entanto, aquele borboleta me fez ter esperança. Eu estou mais esperançoso agora e a sensação de algo me monitorando está aumentando


Quarto dia:
   

Estou caminhando como sempre, mas desta vez estou vendo uma árvore branca. Tem algo vermelho vibrante nela. Estou me aproximando e vejo que é uma maçã. Pego o fruto e dou uma mordida. Minha cabeça está doendo muito! Muito ! A sensação de algo me observando está imensa. Eu estou vendo, eu estou vendo a sombra, a sombra que me persegue, estou vendo!
  Comecei a correr, o ciclo vicioso parou, estou à horas correndo e nada da árvore gigante do início. Agora vejo uma casa que parece reconfortante. Entro e me escondo, agora estou debaixo de uma mesa ouvindo a respiração da sombra. A borboleta azul volta e passa pela sombra, a dispersando. "Está tudo bem agora! A azul me salvou! " pensei isso até a sombra voltar e despedaçar as asas da borboleta. Ela me viu e está se aproximando, começa a engolir minha alma, tudo está ficando preto, eu estou morren-

 

 

 

 

 

 

 


Primeiro dia:
    Hoje eu caí aqui. Eu não lembro quem sou, de onde vim, só lembro de como falar. Eu estava caído embaixo de uma árvore imensa, havia um caderno e uma caneta, as quais estou utilizando agora, há algumas manchas, deve ser de anotações antigas. O céu é cinza e a vegetação preta, está garoando um pouco, as gotas são espessas e negras.
    Estou andando à alguns minutos e me deparo com a mesma árvore grande do ínicio. Como? Afinal andei sempre em linha reta para frente, é um círculo infinito? Vou dormir agora, amanhã eu exploro mais esse lugar estranho.

 

 

 

 

 

 

E assim, o ciclo infinito continua. Não tente sair dele, estão te observando!


Notas Finais


Espero que tenham gostado ou entendido o significado. Eu sei que ficou um pouco confuso, mas tudo bem, eu nunca entendo poema mesmo



~By Ally


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...