História Cidade das almas sonhadoras, tolas e dilapidadas - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


isso tá tão confuso quanto a minha vida.

Capítulo 1 - Ela vai te colocar para baixo, inconscientemente.


Todos aqui vieram a ser estrelas

com uma esperança inacabável por uma sensação revolucionária

em meio uma madrugada fria de desvaneios.

A atmosfera ludibriava por quem visse tudo isto.

Cidade das almas sonhadoras 

ela pode ser chamativa

trazer todos os seus desejos à tona.

Mas ao você correr pelos campos afora

percebe-se o quão ela pode ser destruidora.

Eu vejo o caos à distância

esta cidade vai te engolir inteiro

irá sugar seus desejos e sentimentos

e mais tarde

jogá-las nas margens do rio do esquecimento.

Dê um último suspiro

limpe a sua mente 

e desligue a melancolia que culmina seu peito.

Seque as águas adocicadas que há que cair de seu rosto

demonstre força e alegria

porque mais tarde

você pode sofrer as consequências. 

Não, você não pode demoronar e deixar com que o vazio te consuma.

Sim, porque eles iram te julgar. 

Cidade das almas tolas

sonhe com quimeras dóceis e almejadas 

pois assim como na loteria

neste lugar

você nunca vai ganhar nada

a não ser

embrenhar-se mais em ilusões.

Ela se engajam em seus almejos apedrejados 

permitem que a fumaça os consumem

somente para poder ter aquilo que tanto querem

tornando-se realidade. 

Não, não há como fugir.

Sim, irão te sugar e te colocar lá para baixo

inconscientemente

pois você

estará ocupado tornando suas vontades ocultadas em acontecimentos reais.

Cidade das almas dilapidadas

fuja enquanto é tempo

encontre-se e descubra o seu caminho para casa

porque nem todos conseguem escapar desta fantasia

assim como eu

que até neste instante

persisto numa luta contínua comigo mesmo

para me libertar deste mundo imaginário em que minha mente se afundou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...