História Cidade Estranha - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Monstros
Visualizações 4
Palavras 1.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Invasão na calada da noite


                                               JAMES P.O.V

 

 Depois de terminar o meu trabalho, eu me despeço dos meus colegas, e volto andando para casa, já era tarde da noite, por umas onze horas ou meia noite, já estava escuro para um caramba.

 No caminho, já que eu estava sonolento, andava quase caindo, eu posso por uma rua com o poste falhando, quando eu estava em frente ao poste, por causa do meu sono, eu acabo esfregando o olho tentando me manter acordado, por um segundo eu consegui ver um vulto em minha frente, mas logo desaparece, eu estranho, mas ignoro e volto a caminhar para frente.

   James- Acho que tem algo no meu olho...

 Falo olhando para frente, e continuo a minha caminhada, faltava poucas casas para eu chegar no meu apartamento, eu começo a chegar mais perto, até que sinto algo no meu pé, paro e vejo a sola do meu pé, possuía algo gosmento avermelhado.

 Raspo o meu pé no chão, retirando aquele troço, e começo a ver o vizinho do meu prédio, do nada escuto um rosnado num arbusto, eu ignoro e ando para frente, e eu sinto uma mordida na minha perna, no susto, eu caio no chão.

 Olho para a minha perna, e eu vejo o ser que me mordeu, era um ser peludo, possuía dentes afiados, e uma cara assustadora, sabem o que é? É um chihuahua malhado, e logo um cara que aparentava ser maior que eu pega o cachorro, e me olha assustado.

  ???- Tudo bem? Você esta machucado?

 Observo a pessoa a minha frente, era um cara afro-americano, com olhos azuis, com um casaco de veludo, com calças jeans, e pantufas de coelho,  ele estendeu a mão para mim, com a intenção de me ajudar.

  James- Não, esse bixo do quinto dos infernos me mordeu, mas acho que não é muito grave

 Falo me levantando sem a ajuda dele, o local da mordida ainda estava sangrando, mas não doía muito, já que a praga é pequena, provavelmente um filhote.

  ???- Desculpe, ele teve um dia ruim

  James- O que seria exatamente?

 Pergunto curioso.

  ???- Ele foi castrado

  James- Ata, mas eu já estou indo

 Antes que ele pudesse dizer um “Tchau”, eu caminhei para a porta do meu apartamento, eu abri e entrei, depois tranquei, e fui indo para a minha cama, quando eu refleti sobre algo.

   James- Porque a minha porta estava aberta se eu fechei antes?

 Pergunto para mim mesmo, e acabo por sentir uma pancada forte de mais na cabeça, e desmaio, tendo apenas uma visão de três pés em minha frente, um tênis com cor azul bebe, e os outros dois são tênis da Nike pretos com cadarços desamarrados, e depois disso apago.

                                               HORAS DEPOIS...

 Eu acordo amarrado, eu estava em uma das cadeiras da minha cozinha, sinto algo molhado passar pela minha orelha esquerda, era um liquido que eu não reconhecia, eu estava com uma dor horrível no lado esquerdo.

   ???- O que faremos agora?

 Ouço uma voz familiar, mas não me recordo qual é, meu sangue gela e eu paro de respirar por alguns segundos, estava com uma sensação horrível que nunca senti antes, como se a cada movimento que eu desse, seria o fim da minha vida.

  ???- Por qual razão, você ligou para a delegacia? Eles provavelmente tem a gravação, e você pode ser descoberto!

 Essa voz era mais grossa, aparentava ter mais autoridade sobre a outra, eu acabo por me assustar mais, mas percebo algo, os dois estão no meu quarto, atrás de mim, só que a porta do quarto não esta diretamente para mim, e sim para uma parede, que eu consigo ver uma sombra, a sombra era de um homem, e a outra não consegui visualizar, para tentar visualizar melhor, alevantei mais a minha cabeça, mas assim eu caio para trás.

 Quando eu cai para trás, pode se ouvir o barulho pelo apartamento inteiro, ouço passos, assim eu fecho os olhos, e mostro a língua para fora, e começo fazer barulhos de ronco.

  ???- Acho que ele só se moveu um pouco para o lado

 A voz fala inocentemente, eu consigo sentir o clima pesado naquele momento, continuei o meu fingimento.

  ???- Se fosse isso, ele teria caído de lado

 Ele fala pegando a cadeira onde eu estava amarrado, e eu pude sentir a respiração pesada em meu rosto, eu não aguento e espirro bem no rosto dele.

  ???- Que nojo!

 O outro fala, e eu finalmente abro os meus olhos, e eu vejo um cara que possuía entre 25 a 30, ele tinha cabelos castanhos escuros com as pontas claras, com olhos vermelhos, um casaco preto listrado, com uma calça de moletom cinza escuro, com um lenço azul turquesa com no pescoço, estava com um pirulito de cereja na boca, e me olhava fixado com raiva.

 O outro cara, eu quase me engasguei, era um ser com pequeno, não devia passar de 1 metro e 70 centímetros de altura, possuía um casaco, um shorts rasgado, tênis Star Flex e uma boina azul listrada, com cabelos para trás, com olhos verdes, dai você me pergunta, e as cores das roupas?

 Bem, o cara, era totalmente cor azul bebe, e ainda flutuava, mas que POHA É ESSA?! Ele me olhava atento e ansioso.

  ???- Você é a pessoa da delegacia, que me atendeu, né?

 Ao falar isso, eu me recordo, era ele quem estava me ligando, por que diabos ele ligaria para uma delegacia?

 Mas quando eu ia fazer a pergunta, sinto uma dor imensa no lado direito da cabeça, fecho os olhos e caio brutalmente no chão, abro os olhos e vejo um liquido saindo da minha orelha, era sangue, eu havia tomado um chute na cabeça, referente ao outro sujeito, que agora estava com o seu Nike preto sujo de sangue.

  ???- Cale a boca, você nem devia ter ligado para ele!

  ???- Mas você não estava no momento, e eu precisava de ajuda na senha!

  ???- NÃO PODIA ESPERAR?!

  ???- NÃO TINHAMOS POUCO TEMPO, LEMBRA?!

 Eles começam a discutir, só que não notaram que quando eu cai no chão, a força da corda afrouxou, assim comecei a desamarrar aos poucos, até ficar totalmente livre, eu levanto calmamente, ate que sinto que a minha gola é puxada.

  ???- Onde pensa que está indo?

 O individuo cujo a cor das roupas predominantes era o preto, me olha nos olhos, percebo facilmente a raiva que ele estava, e eu temia essa fúria dele.

  James- Por que diabos invadiram a minha casa?

  ???- Por que você pareceu confiável, para esse piralho nas ligações!

 Ele fala apontando para o menor, o azulado me olha, e levanta a mão em sinal de “Oi”.

  James- Como assim confiável?

  ???- POR QUE VOCÊ NÃO APARENTAVA ODIAR ELE E NÃO SE ASSUSTOU COM O FATO DELE SER A P***A DE UM FANTASMA!

 Eu paro e olho para o menor, e percebo o motivo dele esta flutuando, mas fico confuso com o tom azulado que ele possui, e porque isso não afeta os seus olhos, que continuam verdes, o que isso está me assustando!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...