1. Spirit Fanfics >
  2. Cinco Garotas, Um Sonho - Imagine BTS - Jeon Jungkook >
  3. Chapter Twelve

História Cinco Garotas, Um Sonho - Imagine BTS - Jeon Jungkook - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


História iniciada em 16/12/2016 e terminada dia 11/05/2017, mais de 100 mil visualizações e 400 comentários, adicionada em mais de 200 listas de leitura e favoritada por mais de 1.000 pessoas, e por fim excluída pelo site em 25/03/2019 (Um ano depois).

Re-upada atualmente.

Boa Leitura!

Volteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei

Capítulo 12 - Chapter Twelve


(S/N) ON

.     .    .

Senti o bolso do meu short vibrar, peguei meu celular e identificava como Derek. Era ele, meu suposto tio, atendi no meio de todos mesmo, não deveria ser algo grave.

- Alô?! – Atendi falando um pouco baixo, mas o suficiente para que Derek me ouvisse através daquele aparelho.

- (S/N)?! É você? – Sua voz estava chorosa, rouca e falha. Droga, o que aconteceu?

- S-Sim, sou eu! – Eu já estrava em desespero, por que ele estava daquele jeito? – O que aconteceu Derek?

- M-Me desculpe (S/N)! – Ele já tinha sua voz chorosa e fungava, ele estava chorando...

- Derek, por favor, o que aconteceu? Por que você está assim? – Nessa pergunta eu já estava alterada e Jimin que estava ao meu lado me olhou assustado.

- Eu não pude salvar ela. Por favor! Me desculpe. Não deu tempo. E-Eu saí, a casa, ela, o forno. – Ele falava coisas sem nexos e eu já havia me desesperado completamente, o que ele queria dizer com aquilo? Dava nitidamente ver que ele estava aflito e em pânico com o que queria falar, ainda chorava e era difícil escutar certas palavras que vinham dele.

- Derek, por favor, se acalme. O-O que aconteceu? – Eu estava pedindo para me acalmar, e eu sinceramente tinha medo da notícia que ele ia me dar.

- (S-S/N), e-ela, eu saí apenas para ir comprar o presente de aniversário dela... e... – Ele desabou a chorar e eu pedi para que ele se acalmasse. – Não durou nem duas horas direito, e-e... Quando eu voltei tinha bombeiros na casa, na nossa casa. E-Ela não sobreviveu (S/N), por favor me desculpe, eu não pude salvá-la, por fa- Eu encerrei a ligação com lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Improvável, ela não tinha morrido, não agora, eu não quero acreditar, ela tem que estar viva, sim, ela ainda vai na minha estreia, com certeza ela vai, ela vai estar lá na primeira fila.

Senti braços me rodearem e de repente os sons a minha volta ficaram abafados. Era mentira né? Ela não tinha morrido. Ela está lá preparando seu bolo, rindo e conversando com suas amigas do bairro. Ela está lá indo para o trabalho, e voltando ao pôr do sol.

Minhas mãos começaram a suar frio, estavam geladas, eu estava em pânico tentando convencer o meu cérebro de que ela não havia partido sem falar uma última palavra que seja, mas estava difícil e nada queria entrar no meu cérebro.

Eu já não estava mais consciente, meu corpo já não me respondia mais, e eu estava apenas submersa em minhas preces para que ela ainda estivesse viva. E dentro de mim estava um caos inestimável, eu já não me aguentava até que tudo que tinha cor e estavam como borrões ficaram escuro. O que eu apenas lembro é de não cair no chão por que braços fortes me sustentavam, mas ainda sim, eu tentava me convencer de que ela ainda estava viva, a minha querida tia, Alice.

 

Continua

.      .     .


Notas Finais


Me desculpem o capítulo pequeno e o drama doido aí né, mas prometo recompensar mais no próximo capítulo.

O que será que tinha na chamada que a (S/N) atendeu?

Obrigada por Ler.

Leia também:

- Damn Camera, Damn JungKook: https://www.spiritfanfiction.com/historia/damn-camera-damn-jungkook--imagine-jeon-jungkook-11048718


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...