1. Spirit Fanfics >
  2. Cinco Garotas, Um Sonho - Imagine BTS - Jeon Jungkook >
  3. Chapter Thirteen

História Cinco Garotas, Um Sonho - Imagine BTS - Jeon Jungkook - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capítulo foi lançado no Natal kkk
Saudades daquele tempo.

História iniciada em 16/12/2016 e terminada dia 11/05/2017, mais de 100 mil visualizações e 400 comentários, adicionada em mais de 200 listas de leitura e favoritada por mais de 1.000 pessoas, e por fim excluída pelo site em 25/03/2019 (Um ano depois).

Re-upada atualmente.

Boa Leitura!

Comentem galera, sinto falta de vocês

Capítulo 13 - Chapter Thirteen


Jimin ON

.     .     .

O fansing das garotas iam bem e eu estava sentado ao lado de (S/N), que era bem amorosa com seus fãs, falando em seu inglês e coreano fluente e dando a melhor atenção que os fãs poderiam receber, era divertido ver aquilo. 

O fansing recebeu bastante gente e até mesmo a TV veio ver as garotas ao vivo pela primeira vez. Estava tudo indo bem até que (S/N) recebeu uma ligação e se exitar ela atendeu e como eu não sou nada santo eu vi o visor identificando como "Derek", seria namorado dela? Amigo? Ex-colega? Eu realmente não sabia, confesso que eu senti meu rosto esquentar e um pequeno desgosto de pensar o que ele seria dela, assim como Kookie que não escondia o desgosto, mas quando ela começou a se desesperar eu pude ver que não estava na hora de pensar o que ele seria dela. 

Ela pedia para que a pessoa do outro lado da linha se acalmasse e falasse direito, ela ficou quieta um pouco e neste momento os fãs já olhavam para ela assustados já que a mesma desabou em lágrimas como se tivesse desmaiado em pé. Kookie correu até ela e quando eu percebi eu já a rodeava com meus braços para que ela não caísse e logo em seguida ela desmaiou nos meus braços e nos de Kookie. 

- O que aconteceu com ela? - Uma das mulheres da Staff veio correndo nos socorrer enquanto todos os que estavam ali olhavam-na assustados com seu estado, o que poderia ter acontecido? Eu também não sei.

- E-Ela começou a chorar e do nada desmaiou. - Falava JungKook enquanto eu pegava (S/N) no carro, logo saímos dali acompanhados de Dak Ho e Staff's que vinham com a gente, e já lá fora eu pude escutar as caixas de sons emitirem a voz doce de Sun Hee que comunicava o desmaio repentino de (S/N) assegurando que iria ficar tudo bem e pedirá desculpas logo em seguida. 

.       .       .

Estávamos esperando à meia hora e praticamente nada... Levaram ela na maca quando chegamos aqui no hospital, logo um médico veio as pressas e solicitou uma maca e algumas enfermeiras levaram-na para uma sala que nos impediram de entrar. Estávamos aflitos e nervosos. O que havia naquele telefonema que a deixará desesperada a ponto de desabar em lágrimas e logo depois desmaiar? 

- Quanto tempo eles pretendem nos deixar sem notícias?! - Falava Dak Ho alterada pelo tempo de espera e parece que só foi a mesma reclamar que o médico que levou (S/N) as pressas brotou ali no meio com uma prancheta em mãos.

- Vocês são os responsáveis por Minami* (S/N)? - Perguntou o Doutor consultando sua prancheta para ler o nome da (S/N). 

- Sim, eu sou. - O Manager respondeu impedindo de falarmos antes dele. - O que aconteceu com ela? Ela está bem?

- Sim, estabilizamos o quadro dela. A garota teve um ataque de pânico, e seu coração acelerou demais, isso é realmente perigoso para uma garota na idade dela, e bem incomum também, vocês sabem o que pode ter causado o ataque de pânico? 

E foi naquele momento que eu contei sobre o telefonema, e até eu mesmo fiquei assustado quando ele falou que seus batimentos dela haviam acelerado demais.

- Ela havia atendido um telefonema, e de repente ficou desesperada falando para pessoa se acalmar e depois ela começou a chorar e desmaiou. - Falei esperando uma resposta do médico, mas o mesmo foi interrompido por uma enfermeira que veio correndo até ele.

- Senhor, a paciente Minami acordou, e pede para que o senhor vá vê-la. - Era a (S/N), eu tinha que vê-la, agora.

- Doutor, por favor, deixe-me vê-la. - Pedi para ele me curvando formalmente.

- Venham. Todos. - Ele falou olhando para nós quatro, que incluía eu, Dak Ho, o Manager e JungKook que entramos no hospital, já os seguranças ficaram na porta do hospital para zelar pela nossa descrição e segurança.

Seguimos ele até o quarto de (S/N) e o mesmo abriu a porta revelando uma (S/N) abalada, sem expressão, sem vida em seus olhos, não era aquela que vi no fansing que estavam sorrindo e brincando, e estranhamente eu senti um aperto no coração. Aquela não era a (S/N) que eu vi meia-hora atrás, com certeza não era. 

- Onde está meu celular? - Sua voz era rouca e quase inaudível.

- Não posso liberar seu celular ainda, mas quero que me conte o que aconteceu senhorita Minami. - O Doutor falou olhando-a, e após ele falar isso ela dirigiu 

- Você disse que eu entrei em pânico, por algum motivo eu suponho. Foi apenas uma notícia que recebi e fora repentina demais digamos assim. – Ela falou calma, mas ainda sim cortante demais que até o próprio doutor se assustou de início cerrando os olhos.

- Entendo... O responsável pela senhorita Minami pode assinar os papéis na recepção, e a senhorita pode se levantar, tenho quase certeza que já está recuperada.

- Obrigada. – Ela falou sem dar muita importância para o que o médico falou, logo descendo da cama, percebi sua instabilidade e fui ajuda-la, o Manager e o médico saíram deixando apenas eu, JungKook e Dak Ho acompanhando (S/N).

- Obrigada de qualquer maneira. – Ela falou baixo para que não ouvíssemos, mas foi impossível não ouvir sua voz que mesmo sendo fria soava doce para mim.

- Que nada, mas depois você vai me falar tudo! – Falava Dak Ho, me pergunto desde quando essas duas viraram amigas...

(S/N) apenas resmungou algo inaudível para nós mas ignoramos e eu apenas servi de apoio para que ela ficasse em pé e andasse, JungKook não estava gostando nada de me ver perto demais de (S/N), talvez por que ele gosta dela? Sim, provavelmente.

JungKook nunca se atreveu se apaixonar esses anos de convívio conosco, mas acho que a frieza e desinteresse vindo de (S/N) o atiçou de alguma maneira inexplicável, como mexeu comigo. Eu não podia negar, a presença de (S/N) era serena, calma e leve, e isso me fazia querer ficar cada vez mais perto dela. Sua frieza era ao mesmo tempo doce, seu lado brincalhão era engraçado e legal, mas ela preservava aquilo como seu tesouro. Ela me surpreendia a cada dia, e aquilo era apenas dois dias que se passaram desde que nos conhecemos, era como se eu a conhecesse a anos, aquilo me deixava de certa maneira intrigado e disposto a descobrir de que era feito aquela garota gelo que se encontrava apoiada em mim.

- Vamos galera, e você mocinha. – O Manager apontou para (S/N). – Terá que ficar de repouso, então, nada de treinar. Ok? – Ela assentiu de cabeça baixa, parecia chateada com a notícia.

Entramos no carro e fomos para casa, não havia mais ninguém, o resto ainda devia estar n fansing ou podem até já estar a caminho de casa.

- Bem, deixarei vocês cuidando dessa senhorita aí. – Ele falou em tom de brincadeira se referindo a (S/N). – Cuidem dela.

Ele saiu e ouvi seu carro arrancando em direção à cidade, Dak Ho disse que ajudaria (S/N) a tomar banho, a mesma com muita vergonha tentava negar e falar que conseguia sozinha, mas assim como eu e JungKook, Dak Ho não acreditou e assim as duas subiram deixando apenas eu e JungKook na sala à sós, prevejo uma longa discussão...

- H-Hyung. – Ele me chamou e eu me virei para ele dando minha atenção ao mesmo.

- Sim?

- V-Você gosta da... da (S/N), não é? – Resolvi me fazer de desentendido para tentar me safar daquela situação embaraçosa e deixa-lo quieto.

- Claro, todos aqui gostam dela. – Falei tentando me manter tranquilo, mas, o mesmo não desistiu do assunto.

- Você sabe do que estou falando Hyung. – Droga, eu não ia mais fugir daquele assunto, se não deu uma vez, não dará outra. Suspirei abaixando minha cabeça, mas logo depois levantando-a para o encarar.

- Sim, eu gosto dela, e eu sei que você também gosta dela do mesmo jeito. – Falei sendo direto, eu não estava mais para enrolações naquele assunto entre eu e ele.

- S-Sim... – Ele iria falar mais alguma coisa, mas um barulho de carro chegando foi escutado de longe, era os bando de doidos, eles chegaram, e após quatro minutos eles entraram pela porta já nos procurando e nos encontrando, interrompemos a nossa conversa e trocamos apenas olhares de “Conversamos depois.”.

- O que aconteceu com (S/N)?! – Perguntou Sun Hee aflita e ofegante como se tivesse corrido mil quilômetros.

- Ela teve um ataque de pânico por alguns problemas pessoais. – Eu tomei a dianteira da conversa antes que Kookie começasse a gaguejar e expliquei a situação da nossa Maknae, as garotas subiram para a suíte que Suga e (S/N) dividiam para conversarem com ela, até mesmo Chung He.

- É hoje que eu não durmo... – Comentou Suga nos fazendo rir.

- Oshi, por que? – Perguntou V se esticando para olhar para o mais velho.

- Oras por que, elas vão ficar até tarde conversando. – Após Suga responder eu pude ver três meninas descerem as escadas com rostos decepcionados, parece que não vão ficar não.

- A (S/N) é muito fria! – Fala Yang Mi manhosamente enquanto Chung He concordava com um bico em seus lábios e Sun Hee apenas as confortava.

- Não fiquem assim, é apenas o jeito dela. – Sun Hee falava claramente chateada.

- Acho que você estava errado, Suga-Hyung... – Falei em tom de “Toma trouxa” e o mesmo que estava assustado com a atitude de (S/N) fez uma cara feia para mim.

(S/N) era realmente estranha e diferente das outras garotas.

 

Continua

.      .      .


Notas Finais


Minami: Será o sobrenome da protagonista que é você. Sobrenome de origem japonesa assim como a protagonista.

Galera, se ainda estiver lendo, deixa seu cometário por aqui, fico feliz de ver leitores antigos e novos!

Obrigada por Ler.

Leia também:

- Damn Camera, Damn JungKook: https://www.spiritfanfiction.com/historia/damn-camera-damn-jungkook--imagine-jeon-jungkook-11048718


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...