História Cinco pontos do fim - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Creepypasta, Folclore, Lendas, Luta, Mitologia, Romance
Visualizações 3
Palavras 1.830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sci-Fi, Seinen, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Yeeeeah! A batalha contra Behemoth chegou! O poderoso monstro da bíblia que apenas Deus ou então Leviathan (ou Ziz) podem derrotar!!! Qual sera o plano ? Eu sei la!!! Boa leituraaaa!!!

Capítulo 18 - O invencível Behemoth


Fanfic / Fanfiction Cinco pontos do fim - Capítulo 18 - O invencível Behemoth

- Qual é o plano, San ? - perguntei para ele, estavamos reunidos enquanto uma inumeridade de máquinas passavam correndo sobre todos nós

- Simples! Vamos precisar de naves! Tanques! E canhões! - fala Sonny como se fosse um gênio 

- Naves ? - questiono 

- Tanques ? - questiona Tina

- Eba! Canhões! - Fala Margareth feliz da vida

- Galera, eu sei que sou um idiota mas vamos la... eu nasci aqui - fala ele que então, tira a franja da frente dos olhos, mostrando que também tinha três pontos perto dos olhos, mas os dele eram amarelos - Meu nome nesse lugar não é, e nunca foi Sonny, e sim, Adão-00001, pois eu sou o primeiro humano que Zero-Sigma-X criou, um protótipo, mas ela queria me apagar por eu ter o conhecimento de um humano comum e achar sua ideologia errada. Sem mais delongas, vamos para a base militar perto do cais da cidade, eu tenho um plano

[...]

 Assim como Sonny, ou Adão disse, ficamos cada um em um canto, eu estava em cima de um edifício chamado "Torre de controle aéreo espacial", estava com um objeto chamado micro fone, e na torre um monte de auto falantes, atrás e ao lado do lugar, uma enorme quantidade de máquinas aéreas com grande poder explosivo, Margareth, na parte central controlava os canhões de defesa de todas as bordas do continente inteiro, Tina, e San estavam em veículos com canhões liderando um exército em sua volta, todos tinham canhões que pareciam ser bem poderosos, Zero-Sigma-X estava naquele grande corpo humanóide que vimos antes, parecia ser dali o coração de tudo. De repente, a voz de meu amigo soa próximo a mim:

- Vamos, Dea, quero que assim que eu mandar, você  o que eu disser, para esse microfone - ele diz

- Certo - em menos de alguns minutos, eu via uma grande nuvem negra, viva, se aproximando

- Vai! Vinte e seis a direita! Vinte e seis a esquerda! Poder de fogo azul! Vinte e nove em linha reta! Poder de fogo vermelho! - ele fala para mim, e logo falo exatamente o que ele diz

- Vinte e seis a esquerda! Vinte e seis a direita! Poder de fogo azul! Vinte e nove em linha reta! Poder de fogo vermelho! Vão! - eu falava para o microfone que fez todos os autos falantes dizerem o mesmo, na hora, as aéreos naves começam a flutuar e em seguida vão voando da mesma forma que eu disse, de suas asas, projéteis saiam e quando acertavam o alvo, explodiam.

- Ok, irmãos Schneider's sua vez, façam pequenos grupos em cada rua, para evitar a entrada daqueles que vem por terra! E atrás dos mesmos, mais grupos com o destino dos tiros para o mar para evitar aqueles que vem por água! - Falou novamente meu amigo

- Certo! Tropas azuis! Façam grupos de sete maquinas em cada rua! E mirem em linha reta! - falou San aos gritos

- Tropas verdes! Façam grupos de cinco máquinas uma rua atrás das tropas azuis! - falou Tina igual a San, vendo a cena, aqueles que viam em barcos, levavam tiros que pareciam raios com aneis brancos acertarem eles, os verdes eram iguais mas os tiros iam pro alto, e em seguida caiam acertando outros

- Margareth! Sua vez! Mire os canhões nos maiores inimigos que você achar! E em seguida dispare até eles cairem! - Era só eu, ou o Sonny ta bem animado com isso ?

- Alvos voadores reduzidos a 56. Alvos aquáticos reduzidos a 79. Alvos de maior destruição reduzidos a 10. Pronto para atacar! - falava Zero-Sigma-X, de repente, uma porta sai do chão atrás de mim, como um sarcófago 

- Ok, onde eu to ? - pergunta a pessoa saindo da porta, era Margareth

- Como você veio aqui ?! - questiono assustado

- Eu tava mexendo nos botões e apareci aqui - Ela fala para mim, algo que notei é que Lamboo parecia se esconder atrás do cabelo da bruxa

- Hey, Talin, acho que você tem um admirador secreto aqui - falei ironizando 

- Eu não gosto dela! - fala o coelho de pelúcia 

- Eu não citei nomes, Lamboo - falei sorrindo feito cínico 

- Eu sempre soube, mas eu ja tenho olhos para outra pessoa - Falava a fada dragão olhando para San 

- Eeeenfim! O que teremos que fazer agora ? - perguntei para Margareth 

- Adão e Zero, falaram para esperarmos novas ordens, mas que não vai demorar - Ela falava se apoiando na grade da torre que nem eu. Viamos toda a guerra acontecer, era como um show de luzes, dragões caiam, soldados inimgos, que olhando, percebi ser anubites, servos de Anúbis, semelhantes ao deus, só que selvagens.

- Bruxa, volte ao seu posto. - fala Zero-Sigma-X que saia da parede atrás de nós como um fantasma

- Certo! - ela responde entrando na cápsula e saindo do luga

- Dean, se prepara, ele chegou - ela fala para mim e em seguida volta para a parede, por via das dúvidas, eu segurei a faca de Uranus. O monstro era realmente enorme, ele caminhava devagar, era gordo, tinha espinhos por todo o corpo, seu rosto parecia um tigre com grandes presas, parecia ser feito de pedra, e rochas, grandes garras, grandes chifres, e uma grande cauda com um ferrão, não possuía lábios então era visível seus dentes afiados. Behemoth era realmente assustador. 

- LIDEREM COMO VOCÊS BEM ACHAREM MELHOR!!!! - Grita Zero-Sigma-X, Adão, e One-Sigma-X ao mesmo tempo

- TODAS AS EQUIPES, PODER TOTAL NO ROSTO!!!!! - Gritei no microfone que fez todos os auto falantes explodirem, e todas as naves passavam por mim a toda velocidade como uma nuvem

- CANHÕES FOCO NAS PERNAS!!!! - gritou Margareth que mirou os canhões nas patas da frente do monstro

- ACERTEM A BARRIGA!!!! - Gritou San e Tina que começam a disparar todo o poder que tinha. As naves que iam comigo, faziam o rosto do monstro ser nem mais visto de tamanha explosões, raios, e tiros. Os canhões de Margareth era o mesmo que acertou nosso Zeppelin antes, mas era como se Behemoth fosse uma parede inquebrável, pois nada fazia efeito, ele era invencível. A grande fera então levanta a pata pro alto na altura do rosto, e bate a pata, e ao fazer isso, era possível ver a onda de choque feito pelo tremor que abalou tudo a frente, e bem, atrás, pois fez grandes ondas. Aquilo devastou os tanques que meus amigos estavam, acabaram parando aonde estávamos no caso, na torre

- Acho que essa coisa vai ser mais difícil que pensávamos! - fala San, na hora, ele tira o sobre tudo branco que usa - Vou tentar empurrar esse cara para o mar, mas acho que isso vai me ferrar um pouco 

- Como assim ? - questiono, na hora, Behemoth fica sobre duas patas, como um cavalo, ele solta um poderoso rugido que fez nuvens se abrirem, os mares se levantarem, e o vento quase nos empurrar, logo, San tira a sua camisa ficando apenas com a calça, ele risca a palma da mão com uma faca, que era minha, e logo, deixa pingar no chão 

- Magia da luz, poder daqueles que defendem o mundo. Lordes, me emprestem seus poderes para mim proteger a mim, e aqueles que vocês mesmos defendem. Me dêem o poder para salvar todos dessa fera maligna!!!! - Falava San, de repente, um raio azul cai do céu e acerta San, mas parecia não ferir ele, Behemoth ve a cena, e parece ficar bravo, muito bravo. Logo, mais um raio acerta San, mas esse era branco, logo um amarelo e por fim um verde, todos os raios pareciam aumentar a força de San, meu amigo agora estava poderoso até visívelmente, sua pele brilhava em um tom dourado, seu cabelo estava se mexendo em um azul sentilante para o alto, e seus olhos vasavam raios brancos, ele parecia ser puro poder agora.

- Tina, explica - falo 

- É uma forma que pessoas que praticam magia de luz sabe, ele usa o poder dos lordes combinado com os próprios, mas só pode ser usado uma vez - Ela me fala enquanto nós iamos descendo a torre

- Você pode fazer isso ?

- Claro que não, eu sou de magia negra - ela fala. San então vai na direção de Behemoth que faz o mesmo, ambos se acertam, Behemoth morde San com os dentes que o mesmo acerta um soco em um deles. Behemoth vira janelinha. San sai da boca do monstro e estava flutuando indo para trás do monstro calmamente ao mesmo tempo que trocavam olhares, Behemoth da um rugido que parece abalar San, San bate palma que faz o mesmo que behemoth, pareciam estar ambos igualados. San parece virar uma série de si mesmo, e dava golpes e disparava raios de energia em todo o monstro, em seguida todos eles se reunem em apenas um a cima do rosto de Behemoth, e então, acerta um soco na cabeça dele, logo, uma rachadura se forma na cabeça dele, parecia que Behemoth usava uma armadura.

- Dean, use a faca de Uranus quando eu mandar - Fala San de repente, telepatia eu acho. Logo, San se auto multiplica virando centenas de si mesmo, eles caiam em behemoth como chuva, e o mesmo esmagava e mordia alguns, com a cauda, Behemoth acerta um edifício, onde quase cai sobre nós, mas Talin nos tira do lugar rapidamente. Behemoth e San começa a atacar a toda potência, seus golpes faziam tudo se abalar, até que San faz alguns de seus clones virar um tipo de lança, que ele dispara em Behemoth que acerta a testa do monstro, a lança se desfaz, mas quebra toda a armadura em volta da cabeça 

- Dean! Tire o ar dele! - Fala San novamente, e na hora, a faca de Uranus brilha, começa a girar e apontar para ela, e um tornado é formado em volta do rosto dele, que começava a arrancar o ar dele, Behemoth parece ficar fraco e de repente, tomba no chão, San começa então a pousar perto de nós, e em um flash, ele volta ao normal 

- Pronto, Zero-Sigma-X, Adão... foquem no rosto dele, e destrua até não sobrar nada - falou San encostando numa pedra 

- Negativo. Tenho planos melhores. - fala Zero-Sigma-X que então sai da parede

- quer parar de fazer isso ? - Falo ja angustiado com isso. De repente, o chão onde esta Behemoth parece virar líquido, e então a grande fera afunda no chão 

- Ele fara parte de meu acernal de armas, por segurança - Ela falava.

[...]

 E novamente em um novo veículo, íamos, Margareth, Tina e San para Sephiroth, Sonny, ou melhor, Adão, teve que ficar em Gate-X por pedido de Zero, ele e Miku no caso. O veículo era um tipo de pássaro mecânico cujo nome era iron fênix, tributo ao verdadeiro pássaro. 

- Ok... proxima parada, Sephiroth - fala Tina que estava dirigindo

- Espero que seja rápido - fala Margareth.



Notas Finais


E proxima parada! Ar! ATÉ a próxima!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...