História Cinquenta Dias Para Morrer- Interativa (Segunda Temp.) - Capítulo 67


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Beth Greene, Bob Stookey, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Lizzie Samuels, Maggie Greene, Michonne, Mika Samuels, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sophia Peletier, Tara Chambler
Tags All Out War, Fichas, Negan, Rick, Temporada 2
Visualizações 31
Palavras 3.775
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorou? Sim, desculpem-me, mas essa semana foi super corrida pra mim
Espero que gostem...

Capítulo 67 - Outbreak


Fanfic / Fanfiction Cinquenta Dias Para Morrer- Interativa (Segunda Temp.) - Capítulo 67 - Outbreak

Capítulo 67- Surto
P.O.V Ezekiel
*Começo da tarde*

Após toda a conversa com a Lu, eu peguei alguns dos explosivos que o Josh aprontou e vim ao lado de fora prepara-los... Irei arruma-los aqui pela volta por enquanto... Rick está muito vidrado nesta guerra, ele quer vencer... E eu o entendo, também quero vencer óbvio... Mas não sei se temos chances, eles tem mais e toda aquela coisa de sempre... Só acho que temos que ser realistas, eles com quase toda certeza irão vencer essa guerra... Infelizmente. Era somente ligar a bomba, colocar um pouco de terra sob ela e pronto... Na volta só devo ter cuidado onde piso, posso acabar caindo na minha própria armadilha, e com certeza não quero isso... No caminho, fico pensando quanta falta a Shiva faz... Já fazem tantos meses! Tantas coisas mudaram! Jane ficou tão diferente depois da perda do Louis e o engraçado é que ela nem cogita o nome dele; Lulli ficou tão abalada e passa pensando sobre o Ben.

Antes que eu pudesse concluir meu pensamento, Carol se aproximou correndo, ela estava ofegante.

—Você viu a... Viu a Sophia? Não achei ela!

Eu neguei com a cabeça

—Calma Carol, você tem certeza?

Ela respirou fundo, tomando folego.

—Sim. Ninguém a viu lá dentro! Ela só pode estar em um lugar.

—Alexandria. —Completei [...]
P.O.V Rick
*Começo da tarde*

—Rick... —Acorda.

Eu ouvia aquela voz bem ao fundo da minha cabeça... Assim que eu abri os olhos pude ver o rosto da McKenna e Megan. Estávamos na guarita;

—Emma?! —Exclamei assustado, logo levantando-me rapidamente.

Logo Megan levou a mão ao meu peito, e fez eu sentar-me novamente.

—Alysha e Lilly levaram Emma, ela tá sendo cuidada agora, você desmaiou depois... —Dizia ela até eu a interromper.

—Até a Judith atirar num Walker! —Exclamei irritado. —Onde ela tá?

Logo dentre a MK, saiu a Judith, com a cara de tacho. Assim que ela apareceu eu me levantei da cadeira, ela ficou olhando séria pra mim.

—Você nunca mais vai encostar um dedo em uma arma de novo mocinha! —Exclamei irritado.

—Eu te salvei papai, por favor, eu... Eu, eu quero aprender a atirar! Não quero ser uma criancinha pra sempre!

Eu bufei de irritado, só que queria a proteger... Mas no fundo eu sabia de sua razão.

—O Carl disse que aprendeu a atirar com sete anos! Eu tenho sete anos e não posso? Por que? Eu sou só uma garotinha? É por isso mesmo que quero aprender!

—Chega disso Judith! A gente conversa isso em casa!

Logo que fechei a boca ela saiu irritada dali, eu até iria atrás dela e exigir respeito, para ela não virar as costas assim pra mim, mas eu não tinha forças ainda... Ainda me sentia fraco.

—Deixa que eu falo com ela Rick, você precisar descobrir. —Falou MK saindo dali.

Logo sentei-me novamente... Merda! Preciso continuar, pelo menos até o fim do dia.

—Rick, você não pode ficar fazendo isso o tempo todo. Já está velho! Não pode ficar fora desde manhã, não comer direito, correr com peso além do seu. Você pode ter uma parada cardíaca. Pare de lutar tanto! —Dizia Megan preocupada.

—Não posso parar, não até o fim dessa guerra [...]
P.O.V Mika
*Começo da tarde*

Eu estava com Liz e Ste... Estávamos juntas novamente. Conversei tanto para que Lizzie não pirasse com a Stephanie. Apesar de tudo ela é inocente na história... Embora tenha perdido a mãe e tudo mais, ela não passou por nem metade que a Liz passou... Eu entendo toda a revolta dela, mas acho que ela não pode descontar assim na garota.

—Então, quando você vai falar com o Abe pra voltar a atirar? —Questionei.

Ela deu de ombros.

—Não sei, talvez nem fale... Tenho medo dessas pessoas malvadas, eles arrancam as cabeças das pessoas e... As colocam em estacas! Eu vivi naquele acampamento deles, e é tudo horrível!

Liz apenas resmungou algo que eu não pude entender.

—Ah, deve ser complicado. —Falei para não discordar da garota.

—Já pensou se você tivesse perdido um braço? Ou quem sabe visto seu pai morrer, matado pessoas, ou sei lá. Ter vivido do lado de fora dos muros e ter que ficar dias e dias sem comer nada. Tadinha, não iria aguentar.

Ste olhou séria a Lizzie, ela então ergueu uma sobrancelha e pareceu estar intrigada. Liz que estava ao meu lado foi logo ao meio ficando ao lado da Stephanie... As duas ficaram olhando-se, olho a olho.

—Qual é o seu problema comigo? Hã? É só porque eu não passei pelas coisas que você passou, é isso! Só pode ser! Tem raiva de mim porque estou aqui, inteira e... —Antes da Stephanie terminar a frase, ela recebeu um soco da Liz.. Fazendo com que a garota caísse no chão.

—Da próxima vez que você PENSAR! Só pensar! Em se impor acima de mim, vai ser muito mais que um soco. Sua cadelinha. Meu pai está no inferno, junto com a sua mãe! Pode ter certeza, o paraíso não existe. —Terminou ela cuspindo em cima da Ste, logo então ela se afastou.

Eu fui até a Stephanie para ajuda-la. Assim que peguei em sua mão para que ela se levantasse, pude ver que sua bochecha estava meio cortada, e roxa.

—Precisamos colocar um gelo nisso aqui, pode inchar e ficar pior. —Falei. —Você tá bem? Tá doendo?

Ela colocou a mão na bochecha em que havia sido machucada;

—Sua irmã, ela é louca, nunca mais! NUNCA! Nunca mais mesmo quero chegar perto dela! [...]
P.O.V Maggie
*Começo da tarde*

Eu estava me aproximando dos portões do Reino, Rick havia mandando eu vir aqui para pegar alguns explosivos e já avisar sobre Sophia, já que segundo ela, ela fugiu daqui. Assim que eu me aproximei, Carol chegou correndo, ao que parecia Ezekiel e ela estavam do lado de fora dos muros, assim que ela se aproximou já questionou;

—A Sophia está lá em Alexandria? —Questionou ela ofegante.

Eu sorri, e logo respondi.

—Fica calma, sim, ela está lá, ela disse que fugiu e vim em prioridade para avisa-la. Mas Rick também pediu mais alguns explosivos.

Assim o Rei se aproximou, e antes que Carol respondesse, ele falou.

—Pegue quantos precisar. —Disse ele sorrindo.

—Sophia tá segura? Ela vai voltar? Quando?!

Eu logo olhei para trás e vi que havia alguns Walkers que se aproximavam, Carol estava elevando o tom de sua voz e poderia trazer uma encrenca para nós.

—Que tal a gente entrar? —Sugeriu Ezekiel tirando sua espada. —Vai ser melhor.

Eu sorri e assenti.

—Vamos [...]
P.O.V Lulli
*De tarde*

Eu estava frente a frente com a Jane, ela não se abre muito... Não a vi chorar pela morte do Louis e ela evita o assunto... Mas não pode fugir dele, não pode fugir de seu passado.

—Você tá bem? —Perguntou ela sendo gentil.

Foi algo que mudou nela, desde que o Louis morreu, ela passou a ser mais gentil com nós, e falar mais;

—Tá. —Falei limpando as poucas lágrimas que ainda haviam em meu rosto. —Só estava, sabe... Relembrando o passado. —Falei cruzando por ela, foi quando ela segurou em meu braço, e me colocou a sua frente, estávamos olho a olho.

—Lulli, você tem que seguir em frente. Não estou pedindo pra nunca mais pensar no Ben só... Pense menos! Sabe, você fica pensando, e lembrando... E se torturando, isso tá fodendo com você. Não vive direito desde que eles se foram, por Deus garota. Sua vida tem que seguir, não é por causa dele que deve parar! Você o amava, eu sei, mas siga em frente, caso contrário irá desabar e irá seguir pelo mesmo rumo que ele. Sei que o que estou falando é duro, mas é realidade, e já fazem mais de quatro meses, você precisa de um choque de realidade. Eu gosto de você, me acolheu muito bem quando cheguei, e não quero ver você morta também.

Eu fiquei pasma, sem alguma reação... Todo aquele discurso, não era nem um pouco do feitio dela, nem um pouco!

—Jane... Eu, sério.. Eu não... —Dizia eu até ser interrompida por ela novamente.

—Não precisa responder, sei que é frágil, mas também sei que é forte! E muito forte! Você saí dessa garota. —Disse ela me dando um abraço caloroso, era como se estivesse me acolhendo, como se fosse minha mãe. —Você sabe que tenho mais idade que você, e bem... Pode me achar tão chata, ou tão séria... Mas eu sou assim porque simplesmente... Tenho que ser, não é escolha minha. Só, seja forte. —Disse ela que se afastou de mim.

Era como se um Jane nova estivesse ali... Ou como se a verdadeira estivesse saído do casulo por alguns segundos... Foi tão legal ter esse momento com ela [...]
P.O.V Sophia
*De tarde*

Eu estava junto ao Carl, finalmente, tinha ele bem ali, na minha frente! Ele estava segurando minha mão, fazia tanto tempo que não nos víamos...

—Quanto tempo. —Disse ele acariciando minha mão.

Antes que ele pudesse falar mais qualquer coisa, eu simplesmente me aproximei dele e comecei a beija-lo... Eu não fazia aquilo há tanto tempo, era como uma magia, como se fosse a primeira vez... Não deu muito tempo até ele me afastar.

—Ei, você que porque estamos nos reencontrando, que temos que nos beijar?! —Exclamou ele meio irritado. —O que você tá pensando Sophia? Eu deixei claro que não estávamos mais juntos, quando você foi embora.

Logo juntei minhas duas mãos e desviei o olhar para o chão meio sem jeito.

—Eu só achei que...

—Achou o que!? Que eu queria beija-la? Eu passei muita coisa desde que você se foi! Se você quer saber! Eu fiquei com outra garota! Eu transei, e eu não te amo mais Sophia. Eu estou feliz em vê-la, você é uma grande amiga pra mim, demos nosso primeiro beijo, passamos muito tempo namorando, mas passou. É melhor você achar outro garoto. Desculpa. —Disse ele que se afastou de mim...

Eu fiquei ali, parada, olhando para o nada, era como se ele tivesse me jogado no lixo... Meu coração estava em pedaços, não consigo acreditar que o Carl disse mesmo isso. Não irei conseguir tira-lo do meu coração... Eu amo esse garoto, sempre amei, e ele simplesmente diz isso? Tudo o que tivemos não vale mais nada? [...]
P.O.V McKenna
*De tarde*

Eu estava andando com a Gabrielle por aí, Megan assumiu meu lugar na guarita, e preciso aproveitar esse tempo para dar uma espairecida, hoje quase que houve uma tragédia, se é que não houve... Não sei qual é o estado da Emma, ela está mesmo viva? Rick quase foi mordido se não fosse pela Judith ter o salvado, e sinto que isso ainda vai render... Maggie está lá fora, ela foi para o Reino, e não sei porque, mas sinto que isso foi uma péssima ideia.

—Hey MK, tá pensando tanto, no que é? —Perguntou Gabi curiosa.

Ela olhava fixamente pra mim, com seu sorriso de sempre no rosto, encantador.

—Só, pensando no que ouve... Sabe, Rick, Emma... O tiroteio, não sei por quanto tempo isso vai continuar, não sei nem se essa guerra vai ser vencida, ou encerrada em algum momento.

Ela conseguia com seus olhos me confortar, era algo impressionante, quase impossível... Logo com seu braço me aconchega em seu lado.

—Sabe, a gente vai conseguir, Rick é duro na queda ele não vai desistir, e nem cair. Não tão cedo. —Disse Gabi, não sei se pra me deixar mais calma, se foi ou não intencional, funcionou.

Eu assenti e logo sorri junto com ela.

—Você sabe o quanto foi importante pra mim não é? —Questionei olhando pra ela, deixando-me levar pelo momento.

Antes que ela pudesse responder, Tara nos interrompeu.

—Alguma de vocês tem noticias da Emma? [...]
P.O.V Nicholas
*De tarde*

Eu estava revisando o estoque de comida, quando Sam chegou lá. Foi uma surpresa vê-la... Estamos nos falando tão pouco ultimamente.

—O que deseja? —Perguntei sério.

—Por que está sendo assim comigo? Você é um babaca Nick! É infantil me tratar mal porque a Kat não te quer!

Eu dei risada, e logo a encarei, não estava entendo o que ela queria dizer...

—Não se faça de sonso, a gente nem se fala direito, e quando se fala você é ignorante e grosso. Se ela prefere o Daryl, não é culpa minha, não pode me culpar pelos sentimentos da minha irmã, não somos a mesma pessoa.

Eu logo me aproximei dela, e usei minhas duas mãos para segurar seus braços.

—Desculpa. Eu, eu estava tomando pela raiva. Eu quase matei o imbecil do Daryl, e eu acabei tratando as pessoas a minha volta mal. Desculpa mesmo. —Falei logo a soltando.

Ela olhou ao fundo dos meus olhos... Eu queria abraça-la, mas não podia, sentia que não conseguiria que ela não queria meu abraço. Pela primeira vez me senti inseguro em questão a uma garota, não sei o que sinto... Se gosto dela, ou não... Só vi ela sair pela porta, e não fiz nada. Foi a pior sensação do mundo. Senti que eu deveria chama-la de volta, mas não era o certo... Só não quero me sentir assim novamente [...]
P.O.V Joshua
*De tarde*

Eu estava do lado de fora tirando os Walkers do portão, usando minha faca... Eram poucos, os soldados estavam os matando com armas, mas é um desperdício usar balas que podem ser guardas. Por isso fiz questão de descer aqui e matar a meia dúzia de monstros que estavam aqui.

Assim que o primeiro veio em minha direção, eu peguei a faca e cravei bem em sua cabeça, logo retirando e partindo pro próximo. Desta vez vinham dois de uma só vez... A maneira certa seria ir em um de cada vez, logo acertei um chute no joelho de um deles, fazendo-o cair e assim atingindo a cabeça do outro que vinha atrás, e no mesmo instante pisoteei a cabeça do que estava ao chão, ali estava o último Walker... Foi quando enxerguei um vulto a minha frente, o que me deixou tonto... Eu ouvia vozes a minha cabeça... Eram tantas, eu não sabia de onde vinham, olhei ao redor e não havia nada além de algumas árvores e grama... Logo cambaleei pra trás, como se estivesse bêbado. Não consegui ao menos controlar minhas pernas, e nem mover-me pra frente, era como se alguém me puxasse...

—Joshua! Se tá bem irmão? —Ouvi a voz de alguém que vinha de trás dos muros...

Eu não consegui responder, e assim que me equilibrei novamente vi o monstro que já estava ali na minha frente, quando fui mover minha mão com a faca, logo um disparo, que atingiu o monstro fazendo-o cair. Ele caiu logo ao meu lado, e ver aquele sangue, fez com que mais vozes ecoassem em minha cabeça... Mas dessa vez podia reconhece-las, e vê-las ao meu redor... Estava ali o Jake, a Cissa, meu pai... Eles falavam juntos, eu não conseguia entende-los...

—ME DEIXEM EM PAZ! —Gritei cambaleando para direita, era como se me puxassem.

—Não sente minha falta amor? —Ouvia Cissa dizer, ela já estava bem a minha frente.

Eu logo estiquei meu braço, para toca-la, eu senti meu braço ser apertado fortemente logo outro disparo, que dessa vez jorrou sangue na minha cara... Assim que teve o disparo percebi que eu estava sendo segurado por um Walker, não aguento mais, o que é real? O que não é?  Foi nessa hora que alguns homens saíram pelo portão e me puxaram de volta [...]
P.O.V Rick
*Anoitecer*

Eu estava ali com a Emma, era um alivio para eu saber que ela estava viva... Que conseguiu sobreviver;

—Por Deus Emma, achei que fosse não fosse sobreviver. —Falei.

Ela que estava deitada na maca, sorriu, e logo levou sua mão junto a minha.

—Obrigada Rick, por salvar minha vida.

—"Pfft", não foi nada Emma. Sabe, eu só fiz o que deveria ser feito. Temos que agradecer a Michonne por nos salvar várias vezes no caminho de volta.

—Mas e o Carl e Aaron?

Eu neguei, e logo abaixei a cabeça.

—Aaron não voltou. —Falei acariciando sua mão. —Agora você precisa descansar filha. Sabe, foi um dia cansativo para nós dois. 

Assim que fechei a boca, Alysha apareceu com uma prancheta na mão, ela fazia anotações e estava série... Como sempre.

—Desculpa interromper o casalzinho aí, mas é que acabou a hora da visita Rick.  

Logo soltei a mão da Emm e sorri pra ela, que devolveu com um sorriso.

—Tudo bem, sabe Aly; Muito obrigado por salva-la.

Ela apenas agradeceu com um olhar, ela não era muito de falar... Antes que eu pudesse sair ela colocou sua mão em meu peito. 

—Você precisa tomar cuidado garanhão, sabe. Não é um príncipe encantado que corre com a princesa nos braços e salva a vida dela sempre. —Disse ela séria, até ser tomada por uma risada. —Sabe o que quero dizer. Não tem mais idade pra isso Rick. Você quase morreu hoje, desmaiou e ficou com pressão baixa. É melhor se cuidar ou pode ter uma parada cardíaca, e é tudo que não queremos.

Assim que ela fechou a boca, Lilly entrou na sala, ela parecia estar ouvindo a conversa toda.

—Pode parecer estranho do jeito que a Aly falou, mas sim Rick. Precisa tomar mais cuidado, se acontecer de novo. Vamos ter que receitar remédio pra você [...]
P.O.V Katherine
*De noite*

A gente estava na cama... Finalmente após tanto tempo, depois de minha recuperação eu podia finalmente fazer isso. Nós dois estávamos deitados... Ele sorria para mim, seria a primeira vez que faríamos aquilo. É estranho pensar... Ele tem quase todo seu corpo queimado, eu não tenho um olho, e meu braço direito quase não se mexe. Somos dois problemáticos, e mesmo assim seguimos vivos nesse mundo que é somente para "os perfeitos". Lentamente suas mãos corriam por meus cabelos ruivos, adoro quando ele faz isso, faz com que eu me sinta especial... Seus dedos que nem sempre delicados, sua mão que nem um pouco leve, mesmo assim ele fazia todo esforço do mundo para que desse certo e para que ele conseguisse ser gentil. Logo começou com beijos lentos, que começaram em minha testa, e foram descendo, beijos quentes e lentos... Que desceram mais, mais e mais até chega a minha barriga, que foi quando ele desabotoou minha calça, tirando-a lentamente. Sem dizer alguma palavra ele apenas sorriu para mim... Foi quando suas mãos começaram a lentamente massagear minhas coxas, e assim foi subindo, até chegar em meu sutiã... O qual ele logo retirou... Assim que retirou, ele tirou sua calça... Finalmente estávamos juntos, após tanto tempo..

—Eu te amo Daryl.

—Eu te amo Kat [...]
P.O.V Carl
*De madrugada*

Eu estava de vigia, enquanto Liza e Alysha estavam na torre, eu ficava fazendo rondas na costa do muro, para checar se não havia ninguém tentando entrar, ou alguém tentando fugir... Nunca aconteceu, mas é sempre bom conferir... Estava com meu fuzil, e minha lanterna focando em todo canto... Já era a segunda volta que eu daria em Alexandria, que era enorme, levo quinze minutos para dar uma volta em velocidade rápida.

Assim que cheguei perto dos fundos, fui surpreso por algo que não deveria estar ali, havia uma escada a meia altura, que ia até metade do muro, e assim que cheguei até ela percebi que duas pessoas vinham em direção a escada. Logo virei a lanterna para os rostos, assim deixei-as paralisadas e com o foco na cara elas levaram as mãos ao rosto. Logo pude ver ser Lizzie e Mika.

—Onde as mocinhas pensam que vão? —Questionei tirando o foco delas.

—Merda Mika, você disse que estava de boa. —Resmungou Liz. —A gente só ia dar uma volta, estou cansada dessa mesmice aqui dentro dos muros, queria um pouco de diversão.

Eu logo me aproximei delas.

—Desculpa, sei bem como é, mas não posso deixa-las sair. Eu recomendo que voltem para dentro de casa, caso contrário vou falar com papai e ele vai arrumar um castigo bem ruim para vocês.

Liz olhou ao fundo meus olhos, ela parecia tão mal com algo... Como se estivesse destruída, a única coisa que eu poderia fazer era... Abraça-la. Lhe dei um forte abraço, era o que estava a meu alcance. Foi o mais sincero abraço, lembrei do tempo em que éramos próximos, e o quão próxima ela era do Nathan, que ele faz tanta falta entre nós... Logo me separei dela, que sorriu.

—Vamos Mika, vamos entrar. —Disse ela. —Obrigado Carl, eu, eu realmente precisava disso.

—Eu ainda te conheço, a gente já foi bem próximo, lembra?

Mika que estava ali, sorriu e logo foi se afastando;

—Te espero lá dentro.

Ela sorriu, e assentiu.

—Lembro, bons tempos Carl, bons tempos... Agora você precisa mesmo entrar.

—Obrigado de novo Carl [...]
P.O.V Liza
*De madrugada*

Aly e eu estávamos na torre... Ela estava de pé tomando café, enquanto observava o lado de fora...

—Eu lembrando hoje... Como era legal em Hilltop. —Disse ela quebrando o silencio que estava entre nós. Lembro como se fosse ontem, a gente sendo invadido, você correndo com fuzil nas mãos.

Eu sorri pra ela.

—Aquele dia foi intenso, não sei nem como sobrevivemos... Eu vi o Harlan ser devorado vivo, eram tantos homens! —Comentei. —Eu achei que iria morrer, iria sangrar até morrer, mas tirei forças não sei da onde. Mesmo baleada consegui andar até o lado de fora.

Aly sentou-se ao meu lado, e ambas passamos a relembrar o terror que vivemos naquela noite... Foi horrível, tudo! Mas eu fico feliz que a gente tenha saído com vida, que Alysha tenha salvo a Daph.

—Sabe, embora a gente tenha perdido muitas pessoas... Paul, Harlan e todos nossos soldados. Foi legal saber que você arriscou sua vida para salvar a Daphne, e se não fosse por você a garotinha estaria morta. —Falei olhando pra ela.

—Eu sou sempre fiel, a todo meu grupo, como fui a Hilltop, estou sendo a Alexandria, hoje Lilly e eu salvamos Emma. Que chegou lá quase morta, eu estou aqui para salvar vidas; E fico feliz que tudo que eu faça ajude as pessoas... É meu objetivo. Salvar a vida da Daph, não vou dizer que foi só mais uma, mas ela não foi tão especial quanto pensam, fui treinada para salva-las.

—Eu entendo, só, sabe; Fico feliz por ter você conosco.

Ela riu, e logo mexeu em seus cabelos loiros e lisos.

—Se não viesse de você, eu diria que é uma cantada. Agora senhora lésbica, preciso voltar a cuidar cada canto desse mato [...]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 


Notas Finais


Vocês são demais! Sério! Cada dia que passa essa Fic quebra meus próprios recordes como escritor, amo vocês!

Espero que tenham gostado;

Próximo capítulo sem previsão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...