História Cinquenta Tons de Incesto - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Venho postar essa fanfic novamente, minha conta antiga foi banida por exatamente 0 motivos plausíveis, e assim perdi essa fanfic que tinha TANTAS pessoas acompanhando e que já tinham acompanhado.

Ela já tinha sido postada e finalizada em 2016 e com esse triste ocorrido, venho aqui postar novamente, vocês não tem noção do quão TRISTE eu estou, perdi TODA uma história, leitoras, comentários, favoritos que não irão voltar mais.

Então peço, POR FAVOR me dêem apoio, me ajudem com comentários e favoritos, isso vai ser ótimo pra mim ♥️

Capítulo 1 - Capítulo 1 - O começo


Seattle

A Família Grey estava completa, Carrick Grey, Grace Grey, Elliot Grey e Christian Grey. Mas nada muda o sonho de Grace querer ter uma filha. Uma menina, para mimar e dar amor assim como ela dá amor a seus dois filhos, Elliot e Christian.

Numa noite, Grace estava de plantão, já que era uma pediatra e doutora chefe da área de pediatria, até que ela observa uma certa bagunça na entrada do pronto socorro, curiosa ela vai até o local para ver o que é aquela bagunça de médicos e residentes.

Chegando no local os residentes dão espaço para ele passar e para de frente para uma médica onde carrega uma menininha linda de cabelos castanhos e olhos grandes azuis e com alguns machucados na sua pele rosada e delicada. Grace sente seu coração apertar.

- Dra Smith, onde está os pais dessa linda garotinha? - Grace pergunta e a Dra Smith a encara.

- Os dois morreram em um horrível acidente de carro, por sorte a pequena está bem, só com alguns arranhões, ela não tem parentes próximos. Procuramos em todos os cantos, não achamos ninguém para cuidar da pequena Anastasia - Dra Smith fala e Grace sente seu coração saltar. Finalmente achou sua pequena, sempre teve o desejo de ter uma filha, mas como nunca pode ter filhos ela adotava, já tinha dois lindos meninos em sua casa, Elliot e Christian de apenas 7 anos.

- O que iram fazer com ela? - Grace pergunta e estende o braço para a pegar a menina e para a sua surpresa a pequena Ana estende seus pequeninos braços em sua direção. Grace sorri para Ana e a pega e a pequena se encolhe em seus braços.

- A levarão para o orfanato, lá passará seus dias até alguém querer adotá-la - Dra Smith fala.

- Não será necessário, eu mesma irei adotá-la - Grace diz com determinação.

- Oh, que ótimo - Dra Smith sorri.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Se passam os dias e Carrick, que é um advogado, está louco para adotar Anastasia, assim como a mulher dele, sua amada Grace. Finalmente depois de dias, os papeis da adoção estão prontos e está tudo certo. Grace vai até o orfanato, onde levaram Ana depois que ela saiu do hospital, mas é claro que Grace não deixaria sua futura filha passar horrores lá dentro, ela pagou a uma babá de confiança para que cuidasse de Ana lá dentro e todo dia ela ia visitar a sua pequena. Grace finalmente poderá levar sua Ana para casa e a apresentar a seus filhos, ela torce para que os dois a aceitem.

Aqui está Grace com Ana nos braços, dentro com carro com seu marido ao lado rumando para a mansão da família Grey.

Assim que chegam aos portões, Carrick para o carro e sai do mesmo e abre a porta para a sua mulher, que está com a sua nova filha nos braços.

Eles sobem as escadas da frente de sua casa e a empregada abre a porta pra eles, ela dá um sorriso ao ver a linda garotinha no colo da patroa.

Assim que entram, os dois vêem seus lindos filhos sentados no sofá, Elliot está pulando em cima do sofá cheio de energia e Christian está sentado quieto e enrolado em volta de um lençol fino , calmo como sempre. Assim que seus dois filhos olham pra mãe, Elliot vem correndo em sua direção.

- Mamãe eu quero ver primeiro, deixa eu ver, mamãe eu quero ver a irmãzinha -Elliot dá pulo na frente de Grace querendo ver a nova irmã. Já Christian olha pra ela com enormes olhos cinzas. Grace percebe a curiosidade em seu olhar.

- Calma meu filho, vou mostrar aos dois, sente-se e comporte-se igual a seu irmão - Grace fala sorrindo e Elliot corre e se senta ao lado de Christian.

Grace caminha até os dois e se senta no meio dos dois filhos e mostra a pequena Anastasia a sua filhos, ela abre seus pequenos olhos azuis e encara todos. Elliot solta um "Awww" enquanto Christian observa a garotinha avidamente com os olhos cinzas sem perder um movimento que a garotinha faz. Grace percebe que os dois adoraram a nova irmã e isso enche seu coração de felicidade. Ela olha para seu marido e ele dá um enorme sorriso de satisfação.

- Finalmente temos uma filha, meu amor - Carrick fala e Grace sente seus olhos marejados e sorri com grande alegria.

Ela observa Ana e vê uma mãozinha se aproximando e quando olha direito vê que é a mão de Christian que está tocando na garotinha, Grace não poderia ficar mais feliz, finalmente seu filho está se envolvendo mais com a família.

- Gostou de sua irmã? - Grace pergunta a Christian.

Ele olha pra Grace e assente com a cabeça e depois volta a encarar Ana, ela observa a nova filha e se surpreende ao ver que a pequena abre um sorriso para Christian. Ela olha surpresa pra cena.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Anos se passam e Christian demonstra grande amor por Ana, e ele por incrível que pareça deixa Ana o tocar, isso deixou Grace mais feliz e esperançosa. Agora eles são mais velhos, Ana tem 7 e Christian tem 13 anos.

Ana corre pela casa com Elliot atrás dela, eles estão brincando de pega-pega, e Christian está sentado observando a garotinha com os cabelos castanhos com cachinhos nas pontas correr com um ursinho no braço e ficar gritando toda vez que vê o irmão mais velho chegando até ela. Christian acha Ana muito linda e fofa, para ele, ela é como se fosse uma princesa, muito delicada. Ele se lembra que gostou dela desde do momento em que a viu enrolada em um lençolzinho rosa.

Ele continua pensando quando escuta um grito assustado de Ana, ele se levanta na mesma hora, atrás de saber o que aconteceu, ele passa o olhar por todo o lugar e não a acha e começa a escutar o choro dela, Christian começa a ficar desesperado. Ele começa a correr, até achar onde a irmã está, ele vê Ana caída no chão, sentada olhando pro joelho machucado onde sai sangue, ele sente o coração apertar e vê Elliot ao lado dá irmã olhando pro ferimento e não fazendo nada, ele sabe que Elliot tem medo de sangue, pois é, mas ele devia fazer alguma coisa. Christian sente raiva por Elliot não fazer nada ele quase vai pra cima do irmão, mas os choros e soluços de Ana fazem ele focar apenas nela. Ele se abaixa ao seu lado.

- O que aconteceu, Ana? - Ele pergunta e Ana não consegue responder de tanto que chora, isso parte o coração dele cada vez mais, então ele a pega no colo e a leva para dentro de casa, Grace escuta os choros de Ana e corre pra ver o que aconteceu.

- Minha filha, o que houve? - Grace pergunta vendo Christian carregando ela de maneira protetora.

- Ela caiu enquanto estava brincando com Lelliot - Christian fala e Grace assente.

- Deixa ver o que aconteceu - Grace pede e Ana pede pra Christian a colocar no chão.

Grace pega na mãozinha de Ana e a leva para o sofá, onde a coloca sentada, Christian observa tudo com olhos de falcão.

Grace observa o machucado e dá um sorriso.

- Vou passar um remédio, não vai doer, ok? - Ela pergunta para Ana, que já tinha parado de chorar, e ela assente.

Grace sai da sala e vai atrás do remédio. Ana olha para Christian com os olhos enormes e azuis e ele dá um sorriso carinhoso pra ela.

Grace volta com o remédio e o abre. Ana coloca a perna em cima do joelho de Grace e ela passa o remédio no machucado de Ana. Ela começa chorar e faz uma cara de dor. Christian corre e se senta do seu lado e a abraça e fica falando no ouvido dela "isso vai fazer melhorar", "calma" "Respira, Aninha" e isso acalma a menininha. Depois que Grace termina, ela dá um beijo na testa de cada um e sai, Christian ama Grace, ela é boa, muito diferente da prostituta drogada. Ele balança a cabeça para espantar aqueles pensamentos.

- Chris, ainda ta doendo - Ana diz com a voz chorosa. Ele sorri.

- Vai passar, é só ter calma, baby - Ele diz usando o apelido que Elliot diz sempre pra ela.

Ana sorri e o puxa pela mão até lá fora.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Se passam três anos e Ana já tem 10 anos e Christian tem 16 anos. Ana nota que Chris não é mais o mesmo, ele antes era muito fofo, legal, tímido e calmo. Agora ele estava sendo expulso de escolas por arrumar briga ou simplesmente deixava de frequentar, mas então ele parou do nada. Ela achou isso meio esquisito, mas ela logo deixa pra lá, ele está em casa é isso que importa.

Ana desce as escadas rapidamente quando seus irmãos voltam da escola. Ela pula no colo de Christian que a recebe com os braços aperto.

- Não sentiu minha falta não? - Elliot pergunta e Ana dá uma gargalhada. Que faz Christian dá um sorriso, ele ama as risadas dela, alias ele a ama muito.

- Claro - Ana fala saindo dos braços de Christian e indo abraçar seu irmão comediante.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Passa cinco anos e chega o aniversario de 15 anos de Ana. Christian está nos seus plenos 20 anos, ele se tornou um homem lindo, sexy e rico, conseguiu montar uma empresa e tudo está indo muito bem, quem sabe não se torne o futuro bilionário de Seattle. Ana está no segundo andar, pronta pra descer as escadas.

Mas o nervosismo está a consumindo aos poucos, ela escuta várias pessoas conversando lá embaixo e fica mais nervosa ainda. Escuta uma batida na porta e a abre e dá de cara com sua mãe sorrindo pra ela.

- Minha filha, você está linda - ela diz e Ana sorri.

- Obrigada, mamãe, estou tão nervosa - Ela diz e recebe o abraço de sua mãe.

- Vai dar tudo certo, vamos? - Grace pergunta a pegando pela mão e Ana assente.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


Notas Finais


Leiam por favor as notas iniciais, lá tem explicando tudo o que aconteceu e o porque de eu estar postando essa fanfic novamente.

Deixem por favor seus comentários e favoritos ♥️🙏.

Irei postando mais e mais capítulos daqui a pouco.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...