História Cio e Gravidez - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga)
Tags Cio, Pwp, Sope, Yoongi Gravídissimo
Visualizações 641
Palavras 874
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem resolveu dar um presentinho de natal antecipado pra vocês?! kkk


Boa leitura...

Capítulo 2 - Bônus; Ômega no cio


- Eii, come meu amor. - Yoongi susurrava afim de tentar fazer sua filhote de 5 meses parar quieta na cadeirinha.

 Oito meses depois do inesquecível dia - que logo veio a se tornar 7 dias - do cio inesperado de Hoseok, ali estava ele, alimentando sua filha, Chaerin, que conseguia ser bem parecida consigo, e esperava seu alfa metido a vaidoso terminar de se arrumar para poderem ir a casa da mãe de Yoongi, a Sogra, muitíssimo adorada e ao mesmo tempo temida por Hoseok, deve-se dizer.

Sua mãe tinha saudades dele, mas principalmente da sua pequena netinha que não via a muito tempo... Dois dias. Ela era uma vovó coruja, ora essa! 

- Hoseok! - Berrou Yoongi, ocasionando num pequeno susto por parte da filhote que estava concentrada em desviar da colherzinha que se movimentava como um avião na mão do pai ômega. - Desculpe, princesa, a culpa é do seu pai!

- Eu ouvi isso! - Hoseok apareceu atrás de sí. Lindo como sempre. - Eu não faço esse escândalo todo quando você demora pra se arrumar, então não vejo necessidade em seus gritos! - Falou recebendo um olhar que o lembrou um pouco da sogra. - Mas não estou dizendo que não gosto que grite, não, não mesmo! Eu gosto, principalmente quando estamos na nossa cama com você todo dengosinho e louco pra eu te fod... 

- Cala essa boca seu idiota! Se eu escutar a minha filha repetindo isso pelos cantos, eu te mato! - Talvez um pequeno arrepio tenha passado de cima a baixo pela coluna do alfa..? Talvez.

- Okay, parei. - E ele se virou para a bebezinha que os olhava como se achasse graça da discussão dos dois. - E você minha pequena? 

Pronto. Era só ter a atenção do pai que ela abria o maior sorrisão, derretendo se toda ao que abria os bracinhos em direção ao maior. Era uma alfa manhosinha igual ao pai ômega. 

 - Ela não quer mais comer, então não vou força-lá, agora vamos embora, Hobi...


       × ×                


-  Oh, amorzinho da vovó! - Senhora Min abraçava a neta que, mesmo tímida, entregava se ao abraço da mulher, entrelaçando os bracinhos curtos em seu pescoço. - Que saudades eu estava de você minha pequena.

Era lindo de se ver... Talvez não tanto para Yoongi. 

Bom, ele não tinha culpa de sentir ciúmes por parte da mãe,  e da filhote também. Aquelas duas se amavam tanto se deixassem, elas poderiam até se fundir! Ok, foi exagero, mas o que ele podia fazer? Era um ômega carente - essa semana estava mais do que o normal - que necessitava de atenção! 

Enquanto se remoia no sofá, pensando que sua filha amava mais a avó do que o próprio pai, e sua mãe mais a filhote do que o próprio filho, uma leve pontada foi sentida no pé de sua barriga, não dolorosa, mais desconfortável o suficiente para nascer em seu rosto uma pequena careta, muito bem notado por Hoseok.

- Amor, o que foi? - Perguntou ao menor, ainda não estando muito preocupado. 

- - Não foi nada. - Disse Yoongi enquanto se levantava do sofá, querendo ir a cozinha. - Foi só um desconforto, eu estou bem... Aaiii! - Chiou ao final da frase, e agora sim, preocupando o alfa que levantou se, e se pondo ao seu lado o segurando pela cintura. Sua mãe, que brincava com sua filha parou ao ouvir o filho gemer em dor, a pequena fez o mesmo, olhando para o pai com os olhinhos atentos no corpo do ômega.  - Aah Hoobiii... 

- O que foi Yoon? - Repetiu a pergunta com o tom bem mais sério do que da outra vez. Mas ao ver os olhinhos castanhos do ômega se tornarem azuis, e um forte cheiro de lírios se espalhar pelo ar, ele logo percebeu.

A mais velha do local também, a mais nova nem tanto. 

- Aah, A-alpha...- Será que aqueles dois só sabiam entrar no cio em momentos em que supostamente não deveriam? - Hobi, e-eu quero v- você... Ah.

Os olhos do alfa se escureceram em desejo, seu lobo havia acordado e estava pronto para tomar pra sí um ômega sedento. 

Daí pra frente, tudo foi bem rápido,  a mãe de Yoongi pegou a neta em seus braços e saiu porta afora, em direção ao carro do alfa mesmo. Passaria aquela semana com a alfinha na casa do filho e do genro, e os dois passariam por aquela fase em sua casa. Sim, ela tinha certeza que iria se arrepender quando chegasse o dia de voltar e encontrasse a casa pelo avesso. Mas era só o que podia fazer...

Lá dentro da casa, o fogo se acendia cada vez mais, jamais tinha fim.

No quarto da ômega, na sala, na cozinha, no banheiro, na lavanderia, valha me, até na escada da casa, em uma posição super desconfortável. Eles simplistamente não se importavam e só queria foder.

Yoongi era tão sedento por aquele pau... E Hoseok por aquela entradinha que depois de tudo, continuava apertadinha. 

Eram dois sedentos, principalmente em períodos de cio, por alguma das partes. 

Era como o fogo do inferno, ele queimava cada vez mais...


- O-ooh Alphaa...


Notas Finais


aa eu até q gostei.. espero q vcs também 👉👈
comentem o q acharam, ajuda pra caralho! kk

Bom tchau, tenho q ir. amo vocês
Até 👋 ~💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...