1. Spirit Fanfics >
  2. Circus >
  3. Now I Really Know You!

História Circus - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Cheguei tarde como sempre mas sem atrasar mais, espero que gostem! 💋🐰

Capítulo 7 - Now I Really Know You!


Fanfic / Fanfiction Circus - Capítulo 7 - Now I Really Know You!


    Na manhã do dia seguinte, fui acordado com beijos, carinhos e comida recém feita, assim como frutas e até uma coisa que só havia bebido poucas vezes na vida, leite. Por um momento me lembrei da minha infância, das poucas vezes que tomei, me fazendo sorrir levemente enquanto olhava para o líquido branco maravilhoso, tomando aos poucos para não acabar rápido.

-Está pensando em que?

-Nada demais, só que faz anos que não sinto o gosto de leite, estava só relembrando e aproveitando! Isso não foi de nenhum híbrido de vaca não é?

-Não, não fazemos isso! -riu e eu sorri, sentindo ele abraçar meu pescoço.

-Está feliz?

-Sim, você está aqui do meu lado, então estou feliz e depois quero te perguntar algo.

-Fique a vontade.

-Bem, é sobre você mesmo, o que te fez chegar ao circo.

-Ah, pensei que era algo mais grave, mas não tenho problemas em falar disso.

Então comecei a explicar toda a minha vida, desde o início até hoje, deixando ele não muito surpreso, acho que por ter tido algo parecido ou por já imaginar algo assim.

-Posso saber a sua também?

-Bem, desde que nasci, minha mãe adorou a idéia de ter um filho meio animal e meio humano, tanto que eu recebia muito amor e carinho dela, já meu pai nem tanto assim, só que a família entrou em problemas e para tentar pagar a dívida, meu pai me vendeu para um homem que havia perdido seu filho e sua esposa recentemente e ainda estava muito abalado, minha mãe ficou tão triste que sempre que podia, visitava ela escondido ou deixava alguma flor para ela, de longe via ela sorrir, já meu pai acabou saindo de casa pois ela o expulsou, não admitia ele ter me vendido, então após um tempo de tanto eu falar da minha mãe, meu pai adotivo se apaixonou e se casou com minha mãe, eles vivem felizes até hoje, porém eu estava sendo uma ameaça para eles pois as pessoas estavam os julgando demais e começando a dar problemas a eles, então eu conversei com eles e decidi ir embora para longe, dizendo que sempre que eu pudesse eu enviava noticias. Foi então que em uma noite chuvosa eu encontrei o Doyoung, ele estava preso em uma armadilha e machucado, então o libertei e ele me levou até a aldeia, eles me aceitaram e desde então estou aqui.

-Nossa, mesmo com tantas coisas você teve um final feliz até então!

-Pois é, não considero como uma história triste, mas feliz e de certa forma acabou bem.

-Que bom!


...


O dia passou e na hora de voltar, me senti angustiado, como se não quisesse voltar, estava me sentindo tão bem que era triste ter que voltar e me apresentar para as pessoas que me rejeitavam, seno que estava sendo tão aceito por justamente ser quem eu sou.

-Que foi?

-Nada...

-Jaehyun!

-So estava pensando em algumas coisas... preciso ir agora meu bem, desculpe.

-Tudo bem, te vejo mais tarde? -perguntou com os olhos brilhando em esperança.

-É melhor você ir descansar, ficou bastante tempo hoje brincando com as crianças, sei que está cansado.

-Está bem... boa noite Jae!

-Boa noite Tae! -sorriu e selou meus lábios, dando alguns beijinhos doces e carinhosos.

Quando finalizamos, comecei a andar até que senti uma mão puxar a minha, logo selando meus lábios novamente, me fazendo sorrir e retribuir.

-Vai, eu vou ficar bem, vou ficar te observando entrar e vou saber se parar!

Assentiu e saiu andando, logo adentrando a floresta. Quando não pude mais escutar seus passos pela distância, fui para minha tenda, logo indo me preparar para a apresentação.


...


De manhã, acordei cedo e fui sair para caçar, encontrando no meio do caminho, um serzinho que fazia meu sorriso aparecer e não era o Taeyong.

-Olá Jaehyun!

-Olá pequeno corajoso, como você está?

-Estou bem e você?

-Só com um pouco de fome, mas logo vou comer, como está o coelho?

-Está bem, comendo muitas cenouras e dormindo bastante comigo. Você parece triste, está preocupado com algo?

-Só algo que ando pensando últimamente, como você sabe, as pessoas têm medo de mim, são poucas as que não tem como você, porém eu encontrei um lugar onde as pessoas gostam de mim.

-Sério? Isso é muito bom, mas qual o problema?

-É que para viver lá eu teria que deixar o circo, porém não quero deixá-lo.

-Bem... acho que se você ficar com as pessoas que gostam de você será melhor, eu mesmo não gosto de ficar com outros meninos e meninas por eles me dizerem que sou estranho por gostar de pessoas como você, mas tenho um amigo que me entende, então eu prefiro ficar com ele.

-Que bom, uma pena que você já passe por algo assim, mesmo assim me ajudou muito como sempre!

-Que bom, agora preciso entrar, foi bom te ver Jaehyun!

-Você também! -ele sorriu e me abraçou, me deixando surpreso.

-Seja feliz!

Assim me soltou e saiu correndo, logo entrando dentro da casa e assim como ele, voltei a ir caçar, porém com o que ele me disse na cabeça, me fazendo pensar por um bom tempo.


...


Pela noite, após a apresentação, eu já estava me acostumando a idéia dele me esperar toda noite porém dessa vez não estava ali, pelo menos não quem eu gostaria ou esperava.

-Senhor?

-Já decidiu o que quer para sua vida?

-Como assim?

-Este é meu último aviso, agora serei claro só suficiente para que não haja repetições, desista de qualquer pensamento que você tenha de sair daqui, já o disse que é meu, não vou o perder tão fácil!

-Senhor, o que está fazendo? Eu não penso em sair do circo.

-Não foi o que eu deduzi de suas expressões hoje ao ver você conversar com aquele garotinho. Tome cuidado Jaehyun, veja bem seu lado ou as consequências serão vermelhas e peludas. -tirou do bolso uma mexa de pelos avermelhados que pelo cheiro mostrava ser de Taeyong.

-O que fez com ele?

-Nada demais, ele não está machucado, mas vai ficar se não esquecer que ele existe, não vou o perder por uma aventura, amanhã você vai limpar todo o circo e vai se apresentar todas as noites assim como não vai mais sair e se eu sonhar que me desobedeceu, sua raposinha vai pagar por seus erros!

-Deixe o Taeyong fora disso!

-Só depende de você!

Por um instante quase voei em cima dele, mas não podia fazer, nem sabia como Taeyong estava mesmo conseguindo imaginar. Só espero que nada de grave estejam fazendo com ele, ele não merece isso e sei que a culpa toda é minha...


...



Notas Finais


E então, o que acharam? A coisa ficou tensa, até o próximo! 💋🐰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...