1. Spirit Fanfics >
  2. Cirurgião >
  3. Cap. 1

História Cirurgião - Capítulo 2


Escrita por: IMDGB

Notas do Autor


Olá! Mais um capítulo feito! Boa leitura!

Capítulo 2 - Cap. 1


O Sr. Hope, no fim das contas, era um homem de meia-idade adequado, corpulento e de rosto corado. 

Ele apertou a mão de Toby vigorosamente e deu as boas-vindas ao rapaz em sua casa. Os Hopes colocaram Toby em uma pequena sala, obviamente destinada a alguém como ele, que ficava ao lado da cozinha e diretamente ao lado da sala do cozinheiro. A cozinheira era uma encantadora garota irlandesa chamada Cate McCalmont. Felizmente, ela disse a Toby que o Sr. Hope salvou a vida de sua mãe e de seu irmão mais novo durante o nascimento, e ela ofereceu os seus serviços gratuitamente por gratidão.

“Mas ele ainda insiste em me dar um xelim toda a semana”, disse ela. “Sem dúvida é o homem mais gentil que já conheci.”

Durante o jantar, o Sr. Hope explicou sua rotina a Toby. As quintas-feiras, ele percorria toda a Whitechapel para checar todos que o desejavam, e era quando fazia a maior parte de seus negócios. Ele tinha alguns pacientes que examinava dia sim, dia não, como a Sra. Young, que nunca estivera muito certa desde o nascimento de seu oitavo filho. De vez em quando, um cidadão de Whitechapel aparecia e informava o Sr. Hope sobre alguma emergência, e ele saía para ajudar.

“Suas principais funções serão me acompanhar e me dar uma mão, Toby”, disse o Sr. Hope, “Mas, se a Sra. Hope precisar de você por causa da casa quando eu não estiver ocupado ...”

“Vou ajudar de qualquer maneira que puder, senhor”, disse Toby com um aceno de cabeça. O Sr. Hope sorriu para ele e bagunçou o cabelo do menino.

“Este é um bom rapaz”,disse ele calorosamente. “Cate! Que tal um pouco mais de calor aqui?”

Toby girou sua sopa desinteressadamente. Ele sabia que deveria se animar se quisesse manter seu lugar na casa Hope, mas ainda assim viu Todd na escuridão quando fechou os olhos.

Toby logo percebeu, que os cirurgiões, eram mais como praticantes versáteis, pelo menos aqueles da estatura do Sr. Hope. Afinal, o menino nunca havia se encontrado com um cirurgião antes, e só ouvia histórias desagradáveis sobre eles na fábrica.  A maioria das visitas do Sr. Hope eram incrivelmente enfadonhas em seu propósito; ele ouvia um pouco o coração do paciente, fazia algumas perguntas sobre sua alimentação e prescrevia coisas como cochilar por duas horas todos os dias.

As caminhadas da ida e volta para as visitas eram o que Toby realmente gostava. Sim, ele teve que carregar a pesada mochila de materiais do Sr. Hope que nunca usou, mas o Sr. Hope puxou conversa falando sobre coisas médicas, assuntos médicos de verdade, que ele não podia praticar em Whitechapel. Ele explicou a Toby sobre anatomia e contou sobre as dissecações que fizera na faculdade de medicina. Ele falava sobre doenças e coisas assim, mas Toby gostava de ouvir sobre anatomia. O próprio Sr. Hope gostava disso quando era mais jovem e ficou feliz em mostrar ao menino os livros e explicar os diagramas para ele.

Semanas se passaram, Toby gradualmente começou a esquecer o Sr. Todd e a Sra. Lovett, os estranhos “pais” que foram substituídos pelos calorosos Hopes. O Sr. Hope o ensinou a ler, escrever e sobre medicina. Cate o ensinou a tocar violino. A Sra. Hope explicou a ele sobre as mulheres, embora suas palestras fossem frequentemente interrompidas por Cate.

Numa quinta-feira ne manhã, enquanto o Sr. Hope e Toby se preparavam para fazer a sua ronda, Cate entrou com uma carta. 

"Acabou de chegar uma carta, senhor", disse ela. "É de Anthony."

A Sra. Hope imediatamente correu para ele, e o Sr. Hope explicou a Toby que seu filho Anthony era um marinheiro, que havia pensado recentemente em se estabelecer na América com sua nova esposa, Johanna. Toby achou que os nomes soavam familiares, mas ele não conseguia identificá-los.

"Oh, Richard!" gritou a Sra. Hope. "Eles estão voltando para a Inglaterra! Johanna está grávida, sabe. Eles estão morando com uma amiga em Boston e não querem mais se impor. Eles vão ficar conosco enquanto Anthony encontra uma casa! "

"Não é emocionante?" disse Cate, embora com menos entusiasmo do que a patroa. Ela não gostou de encontrar Anthony casado.

"Mal posso esperar para conhecer Johanna. Anthony diz que ela é a garota mais bonita do mundo!" Sra. Hope falou. Cate fez uma careta, mas sorriu quando sua patroa se virou. Toby deu uma risadinha.

O Sr. Hope olhou para o relógio de bolso e tossiu.

"Bem, minha querida, tenho certeza de que você vai lidar com todos os preparativos necessários com admirável meticulosidade; e agora, é hora de Toby e eu partirmos. Voltaremos antes de escurecer, muito provavelmente", disse ele. Ele gesticulou para Toby, que pegou a mochila médica do Sr. Hope e o seguiu porta afora.


Notas Finais


Espero que tenha gostado! Logo lanço o próximo capítulo, até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...