1. Spirit Fanfics >
  2. Cite Cinco Motivos >
  3. Em casa conversamos!

História Cite Cinco Motivos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá à todos!

Sim, olha eu aqui com uma oneshot bonitinha para vocês adoradores de JunHao!

Boa leitura!💜

Capítulo 1 - Em casa conversamos!


— Em casa nós conversamos, Jun.


JunHui estaria mentindo se disse que não estava com medo da tal conversa que MingHao prometeu que teriam.

Naquele carro só se sentia o cheiro de pêssegos de MingHao que estava bufando de raiva enquanto acariciava a barriga grande de sete meses.

Dois meses. Em dois meses seu bebê estaria no mundo e não sabia nem se seu status de relacionamento ainda seria namorado de Xu MingHao. Tudo por uma das suas famosas crises de ciúmes. Céus, será que a divindade não poderia tê-lo criado com um nível de ciúmes moderado? 

"Ciúmes é foda! Destrói relacionamentos e só se cobra ciúmes por que tem medo que faça igual."

Os pensamentos de JunHui lhe faziam criar várias paranóias a cada vez que parava no semáforo.

— Amor, me perdoa.

— Calado, em casa a gente conversa JunHui.

"Céus, me sinto uma criança!"

Pensou JunHui enquanto voltava a dirigir.


MingHao suspirou aliviado ao ver que o prédio onde morava com o alfa já estava perto. 

Finalmente sairia daquele carro, faria xixi desde que ficou grávido sua vida agora era comer, dormir e fazer xixi, xixi e mais xixi.

— Boa noite senhor Kang.— MingHao cumprimentou o porteiro com um sorriso carinhoso e teve seu gesto retribuído.

Ao entrar no elevador viu que JunHui mordia o lábio inferior enquanto apertava a alça de sua bolsa que estava atravessada em seu peito.

— Amor eu já pedi desculpas.

— E eu já disse que conversamos quando chegarmos em casa.— MingHao disse acariciando sua barriga.— Quando entrarmos, você vai me esperar no nosso quarto, eu tenho que fazer xixi.

JunHui virou para MingHao colocando as mãos nos quadris com uma expressão surpresa.

— Você manda em mim como se eu fosse uma criança!

— Você anda agindo como uma ultimamente.— MingHao suspirou assim que as portas do elevador se abriram no sétimo andar, MingHao saiu na frente do alfa.— O que você fez foi ridículo, a senhora Kim deve estar te jogando mil pragas e maldições agora!

JunHui suspirou tirando as chaves do apartamento de seu bolso, ao abrir a porta MingHao foi o primeiro a entrar praticamente correndo até o banheiro.

JunHui suspirou depois de trancar a porta e deixar sua bolsa em cima do sofá, foi direto para o quarto se perguntando o porquê de ter feito aquilo.


MingHao saiu do banheiro sorrindo aliviado e com a camisa levantada enquanto acariciava sua barriga grande.

— Agora nós vamos conversar.— MingHao disse tirando suas calças e sentando na cama com as pernas abertas, JunHui reprimiu a risada ao ver aquela cena, o ômega dizia que só se sentia confortável se sentasse de pernas arreganhadas.— Por quê você bateu no meu melhor amigo?

JunHui suspirou coçando a nuca.

— Pare de suspirar, já está me dando raiva.— MingHao disse revirando os olhos enquanto pegava seu hidratante para passar em sua barriga.

JunHui negou ficando de pé em frente ao namorado. MingHao estáva tão lindo na gravidez, mesmo que reclamasse dos pés inchados, de dor nas costas e das estrias que apareceram, continuava o mesmo ômega fofo e calmo de sempre.

— Eu estava com ciúmes, você sabe que eu não gosto do Mingyu.— JunHui cruzou os braços decido em manter a famosa pose de macho alfa, como se fosse ele quem mandasse naquela relação.— Eu não gosto dele e você sabe.

— Sei, claro que eu sei, mas você nunca invadiu a casa dele em um dia qualquer da semana apenas para encher ele de socos.— MingHao disse enquanto ainda passava o hidratante em sua barriga.— Me dê cinco motivos para eu poder te perdoar.

JunHui arregalou os olhos olhando o namorado. "Sério isso!?" JunHui se perguntou enquanto suspirava cansado, olhou para o relógio em cima do criado mudo com um olhar cansado.

— Amor, já são meia noite e treze e...

— Cinco motivo, Jun.— MingHao disse encarando sua barriga sinalizando com a mão para que o alfa começasse a se explicar.


JunHui pensou um pouco, por qual motivo não gostas de Mingyu?


— O primeiro motivo é que, eu sou um idiota, amor, eu estou sendo um idiota desde que comecei a trabalhar naquele jornal, eu sempre fico tão ocupado que só fui me lembrar que daqui a dois meses nosso filho irá nascer quando descemos do carro agora a pouco.— JunHui disse aproximando-se de MingHao.— O segundo motivo é que eu sou tão inseguro sobre a gente, você e o Mingyu tem uma relação tão bonita e alegre desde a infância, mesmo que seja amizade me deixa inseguro, mesmo que nos tenhamos o vínculo e tudo mais.

MingHao o olhou curioso para saber as próximas palavras daquele alfa.

— O terceiro motivo, é que eu tenho medo de que um dia eu erre tão feio com você, que você não aceite minhas desculpas e que ele seja o primeiro que você procure.—  JunHui se ajoelhou em frente ao namorado acariciando a barriga grande sentindo o pequeno ômega ali dentro chutar.— O quarto motivo, eu tenho medo de que se um dia eu te magoar, eu tenho medo que ele crie meu filhote com mais amor que eu estou te dando até hoje, eu tenho medo que aquele alfa seja melhor do que eu para essa criança.

MingHao sorriu tocando o rosto do mais velho.

— O último motivo, é que um dia eu fique tão focado com o trabalho e que fique tão pouco tempo com você e nosso namoro acabe, eu tenho medo de que um dia, Mingyu te faça uma declaração mais bonita do que as que um dia eu fiz, que ele te cubra de elogios e te encha de presentes e que você acabe se apaixonando por ele e nunca mais queria me ver.— JunHui beijou a barriga de MingHao e levantou lhe dando um selinho.— Meu doce, eu sei que estou sendo um idiota, me desculpe em não te dar a atenção o suficiente esses meses, me desculpe por não te ajudar a decorar e comprar os móveis do bebê, mês desculpe por te deixar sozinho naquele restaurante em que marcamos de ir no seu aniversário, me desculpe por não dizer o quanto você está lindo nessa gestação, mesmo com o ganho de peso, com as estrias e com todas as suas reclamações, você continua o ômega mais lindo que eu já vi durante toda minha vida.

MingHao sorriu abraçando o alfa lhe dando alguns beijos em seu ombro esquerdo.

— Me desculpe por ter te envergonhado e ter batido no seu amigo.— JunHui beijou o pescoço do ômega sentindo o cheiro de pêssegos misturado com o seu cheiro de café puro.— Você ainda quer mais motivos?

MingHao assentiu o abraçado mais apertado.

— Não vai me dar cinco motivos também?— JunHui perguntou acariciou as costas do mais novo.


— Eu te amo.— MingHao disse dando beijinhos no rosto do mais velho.

— Isso não são cinco motivos.

— Eu vou te trancar do lado de fora do apartamento.

JunHui riu alto acariciando a barriga do mais novo sentindo outro chute.


Aquele já era um bom motivo para fixar quieto apenas mimando MingHao, lembraria de pedir desculpas a Mingyu no dia seguinte, ou talvez fingisse que nada teria acontecido, bom, depende do que MingHao lhe mandasse fazer.



Notas Finais


Olá!

Esse finalzinho não foi tão bom, mas foi feita com carinho essa oneshot.
Obrigada por lerem!

Comentem viu? Eu adoro ler os seus comentários💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...