História Clandestina. - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chiyo, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Mito Uzumaki, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, Temari, TenTen Mitsashi, Yamato, Zabuza Momochi
Tags Amizade, Corrida Clandestina, Família, Gaaino, Hinata, Naruhina, Naruto, Prostituição, Sasusaku, Shikatema, Tokyo
Visualizações 390
Palavras 3.371
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não deu pra voltar mais cedo pro probelmas técnicos da net 💔 A porcaria só conectou agora, pelo menos deu tempo de arrumar umas coisas :v

Capítulo novo saindo do forno ❤.
Espero que gostem 😍

ATENÇÃO ESSE CAPÍTULO CONTÉM HENTAI...

Boa Leitura!!

Capítulo 9 - Capítulo 9.


Hinata estava se recuperando bem, na semana seguinte voltou ao hospital para tirar a tala do pé e o gesso da costela e fazer um raio-x.

- Está tudo bem Hina – Izumi lhe disse – Sua costela está apenas um pouco inflamada ainda, mas a fratura fechou bem, está tomando os remédios certinho?

- Sim, Naruto e Temari não me deixam esquecer – disse ela rindo.

- Isso é bom, você ainda tem que toma-los para terminar de se recuperar, logo menos estará nova em folha.

- Ainda bem.

Izumi lhe deu uma nova receita e a liberou, Naruto a esperava na recepção.

- Olha só, e não é que se resolveram – Izumi brincou – Fico feliz em saber que estão namorando, poderão entram juntos no meu casamento então.

- Já marcaram a data? – Naruto perguntou.

- Vamos marcar em breve, precisamos terminar nossa casa antes, mas falta pouco.

- Vou adorar participar dele Izumi – Hinata agradeceu.

- Quero você como madrinha junto das meninas viu, não pense que vai ficar só como convidada - riu- eu preciso ir, cuide-se Hina.

- Obrigada.

Hinata saiu com Naruto do HM.

- Bom, antes de ir para sua casa, precisamos ir a outro lugar.

- Onde?

- Já vamos chegar lá.

Naruto sorria a olhando, Hinata estava curiosa, e ele adorava vê-la assim, ele dirigiu tranquilo até sua casa, Chiyo e Konohamaru os esperava na porta.

- Chegamos – disse ele estacionando em frente à casa.

Hinata observou à frente da casa de Naruto, era uma duplex toda branca com as janelas azuis e porta de madeira escura, um belo gramado em frente com um caminho de pedras no meio que levava até a porta.

- Sua casa é linda – disse ela maravilhada.

- Não é pra tanto, é simples, morei aqui com meus pais até, você sabe.

Ela segurou na mão dele, e ambos foram em direção a porta, Chiyo ficou encantada com Hinata logo de cara.

- Mas que moça linda – disse ela sorrindo – Agora sei o motivo da cara de besta do Naruto quando fala de você, muito prazer, sou Chiyo.

- Muito prazer Senhora Chiyo – Hinata a cumprimentou educadamente.

- Aquele é meu irmão caçula, Konohamaru.

- Oi – disse ele – Bem vinda Hinata.

- Obrigada.

- Venham – Chiyo os chamou – Eu fiz um bolo de milho que está quentinho.

Naruto seguiu com Hinata para dentro de casa.


Do outro lado da rua, um carro estava parado, e dentro dele, alguém os vigiando.

- Desgraçada, ela sobreviveu?

- Calma Shion, vamos pensar em outra coisa – o homem disse – Temos tempo.

- Não temos tempo seu inútil, Naruto e ela estão juntos e eu não aceito isso, ele é meu - Shion olhou para a direção da casa com ódio – Se quer um serviço bem feito, faça voce mesma.

Ela ergueu o vidro do carro e saíram dali.


Dentro da casa, Chiyo enchia Hinata de elogios e guloseimas.

- Estou tão feliz em ver esse menino feliz, a tempos não o vejo sorrir assim.

- Hinata me faz muito bem vovó, ela me fez a voltar a viver.

Hinata estava aliviada em saber o quanto Naruto estava feliz com ela, a todo momento ele sorria para ela.

- Você também é corredora né? – Konohamaru perguntou – Como é estar nas pistas?

- Não sei explicar ao certo, mas é uma sensação incrível, como se você estivesse voando, se sentindo livre.

- Eu queria ser, mas o mano não deixa.

- É uma profissão arriscada pra você nanico, você não consegue ganhar nem nas corridas do vídeo game – Naruto riu.

- Mas um dia eu vou vencer você – Konohamaru cruzou os braços olhando o irmão mais velho com superioridade.

- Vai sonhando, crie barba primeiro pirralho – Naruto caçoou.

- Eles são sempre assim? – Hinata perguntou a Chiyo.

- É daí pra pior – respondeu ela rindo.

Hinata ficou com eles até o final da tarde, conheceu o resto da casa, inclusive o jardim de trás, havia uma arvore enorme nele, e estava florida.

- Aqui é meu lugar favorito da casa – disse ele – Eu plantei aquela arvore com meu pai, ainda penso em pôr um balanço nela.

- Ela é linda – Hinata se aproximou da árvore olhando para as flores amareladas nela.

Naruto ergueu a mão pegando uma flor, e entregou a Hinata.

- Assim como você – disse colocando a flor no cabelo dela.

Naruto lhe deu um beijo delicado e ambos se abraçaram com carinho.

- O que é aquilo? – perguntou ela tocando no tronco.

Naruto se aproximou vendo a marca nele, se lembrou da primeira vez que a arvore floresceu.

- Eu que fiz, é a minha inicial, a do meu pai e da minha mãe, aqui embaixo eu fiz do meu irmão quando voltei a morar aqui.

- Como era o nome deles?

- Kushina e Minato, eram pessoas incríveis – sorriu – Minha mãe ia ficar doida com você se estivesse aqui, o medo dela era de eu nunca encontrar alguém que eu amasse de verdade.

Naruto encarava a marca na árvore, com essa afirmação Hinata ficou surpresa, ‘’ amar de verdade ‘’, se sentiu confortável em saber disso, se aproximou dele o abraçando de lado.

- Adoraria ter conhecido eles.

- Vem, vou te mostrar algumas fotos.

Naruto levou Hinata para o andar de cima, entrou no seu quarto e fechou a porta, Hinata se sentou na cama dele e Naruto pegou uma caixa decorada dentro da gaveta.

- Aqui – disse ele pegando uma das fotos – Esses são meus pais.

Hinata pegou a foto a olhando, ficou maravilhada com eles, Kushina era uma bela mulher de longos cabelos vermelhos, Minato era como o filho, cabelos loiros e olhos azuis, porém o cabelo dele era maior que de Naruto.

- Você é a cópia fiel do seu pai – disse ela.

- Até demais – confirmou ele – Da minha mãe puxei mais a agitação, falar demais, ser nervosinho, a determinação, meu pai era mais tranquilo, acho que é por isso que se davam tão bem.

Hinata pegou outra foto, nela Naruto era pequeno, estava todo sujo de terra e havia um menino com ele.

- Esse é o Sasuke? – perguntou ela.

- É – riu – Ele morava na casa ao lado, eramos grudados, Itachi que tirou essa foto, nossas mães ficaram doidas.

As outras fotos eram dele pequeno, e algumas na adolescência, fotos do casamento dos pais dele, até chegar em uma que Naruto achou que tinha jogado fora.

Eles estavam no parque Ueda, Kushina gravida de Konohamaru sentada em frente ao lago, Minato de um lado e Naruto do outro, essa foto, foi tirada no dia que eles foram mortos.

- Ela estava linda com essa barrigão – Hinata observava a foto, vendo como eles estavam felizes nesse dia.

Ela olhou para o lado e viu que Naruto estava sério, ele engoliu seco, se segurava para não chorar na frente dela.

- O que foi? – Hinata perguntou, Naruto apenas negou com a cabeça – Naruto por favor, fale comigo.

Naruto pegou a foto da mão dela devagar, e ficou a olhando.

- Essa foto, foi tirado horas antes deles serem mortos no assalto, fomos ao parque e depois fomos jantar, ao sair do restaurante, dois homens armados queria levar o carro, mesmo meu pai entregando a chave e a bolsa da minha mãe, eles atiraram, para não acertar em mim, meu pai me jogou pro lado – Naruto não se segurou, e começou a chorar – Eu só vi minha mãe sangrando muito, e meu pai já sem vida, chamaram a ambulância para ela e entraram em contato com a minha avó, o resto você já sabe.

Hinata o abraçou apertado, Naruto escondeu o rosto nos cabelos dela, tentando se acalmar.

- Você é mais forte do que pensa - disse ela para amenizar a dor – Se tornou um homem incrível, eles estão orgulhosos de você.

Naruto se levantou e encostou sua testa na dela, abriu os olhos olhando para os dela, segurou nos dois lados de seu rosto, e algo que estava preso na garganta a dias, foi dito naquele momento.

- Eu te amo Hinata, te amo com todas as minhas forças.

Ela sorriu, sentiu o coração querer sair da caixa do peito.

- Eu também te amo, e muito.

Naruto a beijou novamente, mas dessa vez um beijo feroz, Hinata segurava nos braços fortes dele, enquanto Naruto a deitava devagar na cama, desceu a mão apertando as cochas grossas dela, a pele delicada, o cheiro do perfume de lavanda o deixava louco por ela.

Hinata subiu uma das mãos para a nuca do loiro o arranhando levemente, o amava a ponto de se entregar se ele a quisesse, Naruto sentia algo se aquecendo por dentro, queria Hinata, precisava dela.

Com cuidado por conta da costela dela, colocou a mão por dentro da camiseta regata segurando sua cintura, ambas respirações estavam pesadas, Naruto estava entre as pernas dela, Hinata sentia o membro de Naruto encostando em si.

O loiro ergueu a perna dela e começou a distribuir beijos pelo seu pescoço, ela apenas arfava, por mais que Konohamaru tivesse ido para a casa de um amigo da escola, e Chiyo estar na sala vendo TV, tinham que ser silenciosos.

Hinata se levantou tirando a regata, Naruto beijou os seios dela e desceu as mãos nas nadegas durinhas dela.

Voltou a beijar os lábios dela e Hinata fez ele tirar a camisa, ela o arranhou devagar no peito largo até o abdômen definido, ele era perfeito, perfeito até demais.

- Não imagina o quanto eu te desejo Hina – disse com os lábios sobre os dela – Tem certeza disso?

- Eu tenho, eu quero isso.

Por precaução, Naruto trancou a porta e voltou para perto dela, sentia seu membro doendo de tão duro que estava.

Hinata levantou o corpo retirando o short que estava ficando apenas de roupa intima, Naruto abriu a calça e a retirou ficando com a cueca box preta.

Mas havia uma questão ainda a ser resolvida.

- Preciso te dizer algo antes – ela parou o beijo dizendo.

- É o que estou pensando? – Hinata afirmou com a cabeça.

- Nunca fiz isso antes – disse ela virando o rosto com vergonha.

Naruto sorriu virando o rosto dela para ela o olhar.

- Não se preocupe, vou ser cuidadoso, se doer pode morder meu ombro que eu paro na hora tudo bem?

Ela afirmou e Naruto lhe deu um beijo, resolveu estimula-la bem antes, assim a penetração seria mais fácil, retirou a calcinha dela enquanto distribuía beijos pela barriga, Hinata estava arrepiada.

Naruto desceu a mão até a intimidade dela a tocando no ponto mais fraco, ela arfou mordendo a os lábios para conter o gemido, o loiro foi mais adiante, a penetrou internamente com o dedo, e aos poucos foi abrindo passagem.

Hinata continha os gemidos altos, levantava o quadril e Naruto estava adorando aquilo, penetrou com mais um dedo acelerando o processo, até que resolveu fazer algo.

- Eu preciso que você fique quietinha ok, sem gritar.

Hinata não entendeu, mas resolveu fazer o que ele pediu, Naruto desceu o corpo abrindo mais as pernas dela, e a penetrou com a língua, começou lambendo toda a extremidade dela, Hinata já estava mais que excitada, a respiração estava celerada, o peito subia e descia com precisão.

Ela puxava o lençol com fervor, sentia seu corpo esquentar e sua intimidade pulsando, Naruto a penetrou com o dedo novamente, e sabia que ela ter um orgasmo a qualquer momento.

- Fique tranquila – disse ele – Não precisa ter vergonha de nada.

Ao dizer isso, ali, naquele quarto escuro, Hinata teve seu primeiro orgasmo, ela estava pronta para recebe-lo, Naruto retirou a cueca ficando completamente nu.

- Relaxa, não precisa ter medo.

A todo momento ele a tranquilizava, como era a primeira vez dela, ele tinha medo de machuca-la, então a penetrou com calma, olhou Hinata nos olhos e fez o que tinha que fazer.

Assim que a penetrou de vez, Hinata fez uma cara de dor e apertou o braço dele.

- Hina – ele a chamou – Está bem?

- Estou, só ardeu um pouco.

Naruto se curvou lhe dando um beijo calmo.

- Eu vou devagar tudo bem? Como é sua primeira vez, não quero te machucar.

Ela concordou, Naruto começou com movimentos calmos, estava com o corpo leve, apertava devagar as cochas dela a fazendo gemer baixo, ele avançou um pouco, mas ainda sendo delicado.

Hinata cravava as unhas no ombro dele, e ele ficava com mais desejo ainda quando ela começou a fazer isso, começou a beija-la ferozmente tentando amenizar o tesão.

Ela ergueu as pernas as cruzando na cintura dele fazendo a penetração facilitar, Naruto se curvou sobre ela escondendo o rosto na curva do pescoço, sentindo o cheiro do perfume misturado com suor que saia dela.

- Aah Hina – dizia ele arfando.

Hinata apenas gemia, não conseguia proferir uma palavra se quer, apenas curtia o momento, Naruto começou com movimentos mais rápidos, estava louco por ela, o corpo de Hinata gritava por mais.

A respiração dos dois estava acelerada, Naruto ergueu a cabeça encarnando os olhos dela, os mesmos estavam brilhando, como se ela acabasse de ganhar um prêmio.

- Naruto – gemeu ela mordiscando o ombro dele.

- Eu estou...quase lá.

Hinata contraiu a intimidade fazendo Naruto dar um gemido leve.

- Faz de novo – disse ele.

Hinata sorriu e contraiu novamente, Naruto estocou mais rápido e um pouco mais forte, enterrou o rosto nos cabelos negros dela, apertou mais as cochas, e ejaculou.

- Aaaah – gemia ele sentindo o membro pulsar.

Hinata cravou as unhas nas costas do loiro e o apertou com as pernas, Naruto a olhou novamente, um sorriso brotou nos lábios dela, estava satisfeita.

- Minha menina marrenta, agora é minha mulher marrenta – disse ele rindo – Se sente bem?

Hinata apenas afirmou com a cabeça sorrindo abertamente, Naruto saiu de dentro dela e lhe deu um beijo terno.

- Isso foi incrível – disse ela.

Naruto ria da situação, se sentia tranquilo em saber que foi o primeiro, e seria o único, a prestigiar daquele belo corpo.

- Só temos agora que comprar uma pílula para você – Hinata arregalou os olhos e o olhou – Sim, eu gozei dentro de você.

- Temari deve ter em casa – disse ela lhe dando um selinho.

- Vamos descansar um pouco, depois te levo pra casa.

Hinata vestiu uma camiseta dele, Naruto ficou apenas de cueca, jogou uma manta leve por cima do corpo dela.

- Vou buscar água, está com fome?

Hinata negou, Naruto vestiu uma bermuda e desceu até a cozinha, olhou em direção a sala e por sua sorte, Chiyo tinha capotado no sofá, respirou fundo, e foi buscar água para Hinata.

No quarto, Hinata sorria olhando para a parede, até ouvir seu celular tocando, o pegou no criado mudo e viu que era Temari.

- Oi Tema – atendeu.

- Hina, está com o Naruto?

- Sim, o que houve?

- Venham para cá agora, Shion deixou um aviso para você, eu já chamei o Obito também, ele está vindo com os investigadores.

- Que inferno, ela tinha que aprontar logo hoje? Tudo bem, estamos indo.

Temari se despediu, Hinata se levantou procurando suas roupas, quando Naruto entrou no quarto.

- O que foi? – perguntou ele.

- Shion aprontou de novo, Temari pediu para irmos pro prédio agora mesmo, a polícia está a caminho de lá.

Naruto ficou sério e respirou fundo, Hinata vestiu suas roupas e escovou os cabelos com os dedos, Naruto vestiu as suas, pegou a chave do carro e os dois foram em direção ao prédio de Temari.

Ao chegar lá, várias viaturas, o carro de Shikamaru e do pai de Temari estavam lá, Naruto estacionou na guia, e os dois desceram.

- Tema – Hinata a chamou.

- Hina, a vadia esteve aqui – Temari estava irritada.

- O que ela fez agora? – Naruto perguntou.

- A vaca deixou isso na portaria com o nome da Hina – Temari entregou o bilhete para Hinata.

Assim que ela abriu, era outra ameaça.

‘’ Já vi que não adianta te avisar, nem mandar os outros tentar te matar, na próxima vez será pior, se afasta do Naruto sua vagabunda, ou as coisas vão piorar.’’

- Já fomos na casa dela, invadimos lá, mas está tudo vazio – Obito se posicionou, ao lado dele, havia outro policial – Hinata, Naruto, esse é o Capitão Yamato, meu supervisor.

- Como vão? – Yamato perguntou apertando as mãos do casal.

- Muito bem Capitão, obrigado por estar aqui – Hinata agradeceu.

- É apenas meu trabalho – disse ele.

- Levaremos esse bilhete para junto da outras provas, reforço dizendo para não ficar sozinha Hinata, não sabemos o quão perigosa essa mulher pode ser.

- Hina, eu acho melhor você ficar com o Naruto até isso acabar, eu trabalho a semana toda, você está de licença pelo acidente, na casa do Naruto, Shion não vai chegar perto por saber que estão todos a procurando – Temari disse.

- Ela tem razão – Shikamaru concordou – Temari também ficara comigo por questão de segurança, o Naruto ficara junto com você a todo momento.

- Aqui ela pode tentar invadir, lá você está mais segura amiga.

Hinata olhou para o loiro como se esperasse alguma resposta.

- Tudo bem – disse ele – É melhor mesmo, ela não é nem louca de chegar perto da minha casa comigo lá.

- Vamos subir e arrumar nossas coisas, o apartamento ficará trancado até isso acabar – Temari seguiu com Hinata na frente para a parte interna do prédio e os meninos seguiram logo atrás.

Assim que entraram no apartamento, Temari ajudou Hina a arrumar suas coisas primeiro, estavam quietas, até Hinata se lembrar de mais cedo.

- Tema – disse ela – Preciso te contar algo.

Temari viu que a amiga estava tensa.

- O que foi Hina? – perguntou se sentando ao lado dela.

- Eu e o Naruto, nós transamos.

Temari abriu a boca e sorriu logo a seguir.

- Vocês demoraram mais do que eu imaginei.

- Temari – Hinata a repreendeu.

- Pelo menos foi bom? – Hinata afirmou com a cabeça – Se preveniram né? – Hinata negou – Hinata, tá maluca?

- Por isso te contei, preciso da pílula.

- Doida, pera ai – Temari se levantou indo até o quarto, pegou uma cartela que tinha dois comprimidos e deu a Hinata – Tome um agora, e outro 12 horas depois, mas na próxima tomem cuidado.

- Tudo bem.

Depois de arrumar as coisas de Hinata, as duas foram arrumar as de Temari.

Na sala, os rapazes conversavam a mesma coisa que as meninas, porém, Naruto estava mais tenso que Hinata.

- Temari deve ter dado a pílula pra ela já cara, relaxa.

- E se não funcionar?

- Naruto, Temari e eu estamos juntos a 3 anos, até agora não falhou, eu acho que assim de primeira não é possível ficar grávida.

- Eu sei Shikamaru, mas mesmo assim, em meio a tanta confusão, estresse, se ela engravidar agora, só vai deixa-la vulnerável.

- Mas e se acontecer? Vai fazer o que?

Naruto o olhou, Shikamaru não fez essa pergunta atoa.

- Vou cuidar dela e do meu filho, será difícil com uma maluca à solta tentando matar ela, mas eu me viro – Naruto ergueu os ombros tenso – Nem quero imaginar Hinata correndo mais perigo do que já está.

Shikamaru colocou a mão no ombro de Naruto e sorriu, não demorou muito as meninas foram para a sala com as malas.

- Bom, está tudo pronto, vamos? – Temari interrompeu a conversa dos dois.

Hinata estava pensativa, tinha tido a mesma duvida que Naruto, mas estava mais preocupada que ele.

- Vamos então – disse ele.

Naruto pegou duas malas de alça de Hinata, enquanto ela puxava uma com rodas, Shikamaru pegou as de Temari e os quatro saíram do prédio.

Na portaria, Obito os esperava.

- Bom, eu vou com uma viatura acompanhando a Temari e o Shikamaru, o capitão irá com vocês Hinata e Naruto, tudo bem?

- Tudo bem – Naruto respondeu.

Temari deu um abraço apertado na amiga.

- Fica calma tudo bem? – disse ela – E sobre o que conversamos também, qualquer coisa me liga.

- Obrigada por tudo Tema – Hinata agradeceu.

Os quatro entraram nos respectivos carros, e cada um seguiu para um caminho diferente.


Notas Finais


Já deixo aqui a minha defesa - EU NÃO SEI ESCREVER ESSAS CENAS OK? 😂 Mas eu tento, vou vendo de outras fics e faço o que posso kkkkk
Mas Narutinho é delicado com ela ❤ Amo isso 😍

Shion ataca novamente, estava quieta demais ne? Precisamos de ação, e é agora que a giripoca vai piá :v

Próximo capítulo assim que possível ok? Talvez ainda amanhã, depende da minha cabeça hahaha!!

Até breve 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...